SMASO

173 views

Published on

Presentation about organization simulation. Auction Markets with production variations and also variations in initial conditions

Published in: Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
173
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

SMASO

  1. 1. Micro-Economia com Agentes: utilização do programaAgent.micro.econSISTEMAS MULTI-AGENTE ESIMULAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES
  2. 2. Quantidades iniciais de bense serviços Agent.micro.econ(dados2, 0).
  3. 3. Utilidade dos bens poragente [dados 2]
  4. 4. Preços iniciais [dados2]Produção semanal [dados2]
  5. 5. Consumo SemanalO consumo semanal foi calculado (segundo a documentação de apoio ao programa) assumindo os seguintes pressupostos/consumos: 3 refeições por dia, 7 dias por semana (3*7=21); 6 pares de sapatos/camisas/etc. por ano – considerando um ano com 52 semanas (6/52=0,1154); 1 automóvel de 5 em 5 anos – considerando um ano com 52 semanas, 5 anos têm 260 semanas (1/260=0,003846); 6 tratamentos por mês – considerando um mês com 4.333 semanas (6/4.333=1.38)
  6. 6. Efeito de variação de parâmetros na simulaçãoEXPERIÊNCIA 1 - Simulação 5 semanas e analisecriticaEXPERIÊNCIA 2 - Aumento da produção nosector agrícola em 30%
  7. 7. Simulação 5 semanas Agent.micro.econ(dados2, 5)
  8. 8. Evolução da riqueza sector aolongo da simulação [dados2]
  9. 9. ConclusãoDa análise destes resultados verificamos que o equilíbrio de mercado é atingido, as quantidades oferecidas por produto são iguais às quantidades procuradas. O preço para o qual as quantidades oferecidas vão ser iguais às quantidades procuradas é o preço de equilíbrio, atingido logo na segunda semana.
  10. 10. Aumento da produção nosector agrícola em 30% Agent.micro.econ(dados3, 5).
  11. 11. ConclusõesDa análise destes resultados verificamos que aumentando a produção do sector agrícola em 30% vamos criar um situação de sobreprodução que faz com que o preço dos bens agrícolas comece a baixar após a terceira semana devido ao excesso de oferta e mantenha tendência de descida
  12. 12. Controlo de produção de um bemEXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas comvariação de produção até 30% [dados1]EXPERIÊNCIA 8 - Simulação 10 semanas comdados 2 e variação de produção até 100%EXPERIÊNCIA 9 - Simulação 10 semanas commonopólio de produção por um agente agrícolaEXPERIÊNCIA 10 - Simulação 10 semanas comagentes em sobreprodução agrícolaEXPERIÊNCIA 11 - Simulação 10 semanas comagentes em subprodução agrícola
  13. 13. EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas comvariação de produção até 30% [dados1]
  14. 14. EXPERIÊNCIA 8 - Simulação 10 semanas com dados 2e variação de produção até 100%
  15. 15. EXPERIÊNCIA 9 - Simulação 10 semanas commonopólio de produção por um agente agrícola
  16. 16. EXPERIÊNCIA 9 - Simulação 10 semanas commonopólio de produção por um agente agrícola(cont.)
  17. 17. EXPERIÊNCIA 10 - Simulação 10 semanas comagentes em sobreprodução agrícola todos os agentes agrícolas a produzirem 109.2, i.e. mais 30 % do que o valor de produção em equilíbrio (84)
  18. 18. EXPERIÊNCIA 10 - Simulação 10 semanas comagentes em sobreprodução agrícola (cont.)
  19. 19. EXPERIÊNCIA 11 - Simulação 10 semanas comagentes em subprodução agrícola
  20. 20. EXPERIÊNCIA 11 - Simulação 10 semanas comagentes em subprodução agrícola (cont.)
  21. 21. Conclusões Foi interessante a descoberta do comportamento dos agentes quando inseridos num sector composto por vários agentes sendo que o comportamento é notoriamente diferente daquele em que existe apenas um agente por sector, referindo-nos nós à diferença no comportamento e valores necessários na variação da produção semanal de um único agente para maximizar a riqueza do sector no final das várias semanas de simulação de trocas.
  22. 22. SISTEMAS MULTI-AGENTE E SIMULAÇÃO DEORGANIZAÇÕES – parte 2 Quantidades iniciais de bens e serviços [dados 2]
  23. 23. SISTEMAS MULTI-AGENTE E SIMULAÇÃO DEORGANIZAÇÕES – parte 2  Produção Semanal [dados 2]
  24. 24. SISTEMAS MULTI-AGENTE E SIMULAÇÃO DEORGANIZAÇÕES – parte 2 Controlo de produção de dois bens por um Agente: EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas de ALLD e analise critica EXPERIÊNCIA 2 - Simulação 10 semanas de ALLC e analise critica
  25. 25. EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas de ALLD eanalise critica
  26. 26. EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas de ALLD eanalise critica
  27. 27. EXPERIÊNCIA 1 - Simulação 10 semanas de ALLD eanalise critica
  28. 28. Conclusões Assim, para uma variação de 42% com a estratégia ALLD temos uma riqueza no final da simulação com 10 semanas de 6737.818 unidades. Relembramos que o valor atingido para a riqueza sem qualquer variação da produção, isto é, com produção estática é de 5897.631 (ver figura anterior) ou seja a nossa estratégia ALLD e variação de produção dinâmica implicam uma melhoria dos resultados de riqueza finais do agente 1 de 14.246%.
  29. 29. EXPERIÊNCIA 2 - Simulação 10 semanas de ALLC eanalise critica
  30. 30. EXPERIÊNCIA 2 - Simulação 10 semanas de ALLC eanalise critica
  31. 31. Conclusões Assim, para uma variação de 44% com a estratégia ALLC temos uma riqueza no final da simulação com 10 semanas de 6913.251 unidades. Relembramos que o valor atingido para a riqueza sem qualquer variação da produção, isto é, com produção estática é de 5897.631 (ver figura anterior) ou seja a nossa estratégia ALLC e variação de produção dinâmica implicam uma melhoria dos resultados de riqueza finais do agente 1 de 17.221%.
  32. 32. Uso de estratégias comportamentais de jogo EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC e análise critica EXPERIÊNCIA 4 - Simulação 10 semanas de ALLD e análise critica
  33. 33. EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC eanálise critica
  34. 34. EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC eanálise critica
  35. 35. EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC eanálise critica
  36. 36. EXPERIÊNCIA 3 - Simulação 10 semanas de ALLC eanálise critica Na semana 6 o sector agrícola produziu um total de 212 unidade, passando para 616 na semana 7.Os agentes A e B produziram 86% do total do sector, uma variação de produção de 3 vezes mais. O preço praticado pelo mercado seria de 4.16€ passou para 1.89€ devido ao excesso de produção.
  37. 37. EXPERIÊNCIA 4 - Simulação 10 semanas de ALLD eanálise critica
  38. 38. EXPERIÊNCIA 4 - Simulação 10 semanas de ALLD eanálise critica Pode-se verificar que o Agente B toma uma decisão sempre contrária ao Agente A. Se o Agente A aumenta a produção o Agente B diminui a produção em relação a semana anterior. Esta ação faz com que exista um equilíbrio de bens agrícolas O equilíbrio na produção de bens agrícolas traduz-se num equilíbrio do preço, que podemos ver a partir da semana 6.
  39. 39. EXPERIÊNCIA 4 - Simulação 10 semanas de ALLD eanálise critica Adotando a estratégia de contrarreação, a riqueza do sector agrícola aumentou todas as semanas, ao contrário do que aconteceu na estratégia de cooperação. A diferença foi superior a 3000€ no final das duas simulações. Na estratégia de cooperação quando o Agente A aumenta a produção o Agente B também o faz, produzindo o mesmo numero de unidades. Acontece que muitas vezes o aumento traduz-se num excesso de produção, o que faz baixar o preço. Na estratégia de contrarreação as produções acabam por ser contrárias, o que faz com que não exista frequentemente excesso de produção e o preço estabilize, fazendo assim com que a riqueza evolua constantemente.
  40. 40. SISTEMAS MULTI-AGENTE ESIMULAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES FIM

×