Recepção dos Alunos  7 de Março de 2007.
“ It is clear that as the boundaries between the sciences and engineering become increasingly blurred, an increasing numbe...
Tópicos <ul><li>Introdução </li></ul><ul><ul><li>The World is Flat </li></ul></ul><ul><ul><li>Por que um Programa de  Enge...
Thomas L. Friedman Jornalista do New York Times. Recebeu três vezes o prêmio Pulitzer de Jornalismo O Mundo é Plano
Globalização  1492-1800  (+300 anos) Globalização 1.0 1800-2000  (200 anos) Globalização 2.0 <ul><li>Globalização das Naçõ...
Globalização  www.mphasis.com/aboutUs/executiveteam.asp   Certified Public Accounting (CPA) nos Estados Unidos contratam e...
Globalização  Bill Brody President John Hopkins University “…  In many small and medium-sized hospitals in the U.S., radio...
Globalização  Tom Glocer CEO da Reuters “…  so the first thing we did was hire six reports in Bangalore as an experiment. ...
Reflexões <ul><li>Qual é hoje o componente gerador de riqueza mais relevante? </li></ul><ul><li>Que características esse c...
“ A missão deste novo Programa é a de unir os desenvolvimentos científicos e tecnológicos da Engenharia e da Gestão do Con...
Histórico: Áreas de Concentração
Histórico: Aprovação pela CAPES Mestrado e Doutorado com conceitos 4
OBJETIVO: Pesquisar novos modelos, métodos e técnicas de engenharia, de gestão e de disseminação do conhecimento para as o...
Objeto de Pesquisa do EGC O objeto de pesquisa do Programa é o processo de criação, codificação, gestão e disseminação do ...
Objeto de Pesquisa do EGC GERENCIAMENTO DISSEMINAÇÃO CODIFICAÇÃO
PÚBLICO ALVO: PERFIL DOS EGRESSOS: Profissionais capacitados para atuar como: pesquisadores capazes de realizar inovações ...
Engenharia do Conhecimento Gestão do Conhecimento Mídia e Conhecimento Matemática Física Biblioteconomia  Lingüística  Com...
Engenharia do Conhecimento Gestão do Conhecimento Mídia e Conhecimento Inter-relação entre as Áreas de Concentração Suport...
<ul><li>Perfil científico e tecnológico como: </li></ul><ul><li>analistas de conhecimento  ( i.e. , atuação no desenvolvim...
<ul><li>Perfil científico e gerencial para atuarem como: </li></ul><ul><li>Gestores estratégicos de conhecimento  (i.e., p...
<ul><li>Perfil científico e sócio-tecnológico para atuar como: </li></ul><ul><li>Disseminadores de conhecimento  (i.e., pr...
O que está para ser feito no Brasil
O que está para ser feito no Brasil
O que está para ser feito no Brasil
Quem é o Aluno do EGC?
O EGC depois de 3 anos Ingressantes Inscrições e Vagas
O EGC depois de 3 Anos – Área de Formação
O EGC depois de 3 anos Origem de nossos Alunos
O EGC depois de 3 anos Situação dos Alunos no Curso
O EGC depois de 3 anos Homens e Mulheres Por Área de Concentração
O EGC depois de 3 anos Idade
Quais são as Regras que o Aluno do EGC deve cumprir?
ATIVIDADES ACADÊMICAS DO EGC <ul><li>Regulamentação de Créditos no EGC </li></ul><ul><ul><li>Instrução Normativa  - Defini...
<ul><li>Normas do EGC Relativas aos Créditos </li></ul><ul><ul><li>Instrução Normativa 2005/01 </li></ul></ul><ul><ul><ul>...
Instrução Normativa 2005/01 – Artigo 1 (Definições) <ul><li>I - Atividades de Pesquisa Programada (APP) </li></ul><ul><li>...
Instrução Normativa 2005/01 – Artigo 1 (Definições) <ul><li>III – Tutorias de Orientação (TO) </li></ul><ul><li>consistem ...
Instrução Normativa 2005/01 – Artigo 1 (Definições) <ul><li>VI – Produção Intelectual (PI) </li></ul><ul><li>consiste em i...
Instrução Normativa 001/2005 <ul><li>Art. 2  – As validações dos créditos referentes às atividades acadêmicas no Programa ...
Portaria 006 - de Total de Créditos no EGC <ul><li>Regra.  Alunos do EGC devem planejar a forma com que obterão seus crédi...
Sistemática de Créditos no EGC - Mestrado Mínimo em Atividades Acadêmicas.  O aluno pode optar por adotar o mínimo de créd...
Sistemática de Créditos no EGC - Doutorado Mínimo em Atividades Acadêmicas.  O aluno pode optar por adotar o mínimo de cré...
Portaria de Total de Créditos no EGC
Portaria de Total de Créditos no EGC
Portaria sobre as APPs
Portaria sobre as PPPs
Portaria sobre a Produção Intelectual
Portaria sobre a Produção Intelectual
Portaria sobre Tutorias e Estágio Docência
Atividades Acadêmicas Estratégicas
Faça Seu Planejamento… <ul><li>Quantos Créditos em Disciplinas ? </li></ul><ul><ul><li>Quantas disciplinas já cursou ? </l...
<ul><li>Carga Horária Exigida </li></ul><ul><ul><li>Dedicação  Integral ao EGC  é compromisso assumido na matrícula e impl...
<ul><li>DÚVIDAS?? </li></ul>Recomendações Importantes
MUITO OBRIGADO!!! E SEJAM BEM-VINDOS Recepção dos Alunos  7 de Março de 2007.
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Programa de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula Inaugural

2,918 views

Published on

Apresentação realizada para os mestrandos e doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da Universidade Federal de Santa Catarina, recém matriculados nos cursos de mestrado e doutorado.

Published in: Education, Technology
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,918
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
56
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Programa de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula Inaugural

  1. 1. Recepção dos Alunos 7 de Março de 2007.
  2. 2. “ It is clear that as the boundaries between the sciences and engineering become increasingly blurred, an increasing number of very strong students will look for a multidisciplinary education. Moreover, there is evidence to suggest that educational programs with an engineering design component will become increasingly popular.” Angelov, Melnik & Buur (2003): The synergistic integration of mathematics, software engineering, and user-centred design: exploring new trends in education . Future Generation Computer Systems , Volume 19, Issue 8, November 2003, pp. 1299-1307
  3. 3. Tópicos <ul><li>Introdução </li></ul><ul><ul><li>The World is Flat </li></ul></ul><ul><ul><li>Por que um Programa de Engenharia, Gestão e Mídia do Conhecimento? </li></ul></ul><ul><li>Quem está no EGC </li></ul><ul><ul><li>Perfil Discente </li></ul></ul><ul><ul><li>Perfil Docente </li></ul></ul><ul><ul><li>Nossos Desafios </li></ul></ul><ul><li>O que é o EGC </li></ul><ul><ul><li>Objeto de Pesquisa e Áreas de Concentração </li></ul></ul><ul><ul><li>Linhas de Pesquisa e Disciplinas </li></ul></ul><ul><ul><li>Regras e Procedimentos </li></ul></ul>
  4. 4. Thomas L. Friedman Jornalista do New York Times. Recebeu três vezes o prêmio Pulitzer de Jornalismo O Mundo é Plano
  5. 5. Globalização 1492-1800 (+300 anos) Globalização 1.0 1800-2000 (200 anos) Globalização 2.0 <ul><li>Globalização das Nações </li></ul><ul><li>Mundo muda de tamanho de grande para médio </li></ul><ul><li>Agente de mudança: Países </li></ul><ul><li>Recursos: Músculos (energia) </li></ul><ul><li>Onde meu país se enquadra na competição e nas oportunidades globais? </li></ul><ul><li>Como consigo ser global e cooperar com outros por meio de meu País? </li></ul>reformation.org / columbus-myth - exposed.html www.answers.com/topic/industrial-revolution www.solarnavigator.net/history/santa_maria.htm <ul><li>Globalização das Empresas </li></ul><ul><li>Mundo muda de tamanho de médio para pequeno </li></ul><ul><li>Agente da mudança: empresas multinacionais </li></ul><ul><li>Estradas de ferro, máquina a vapor, telégrafos, telefones, fibra ótica, satélites, TV, rádio, WWW, hardware </li></ul><ul><li>Onde minha empresa se enquadra na economia global? </li></ul><ul><li>Como minha empresa consegue as vantagens das oportunidades? </li></ul>http://www.baseballhalloffame.org/history/2002/021218_cobb_ty.htm <ul><li>Globalização do Indivíduo </li></ul><ul><li>Mundo muda de pequeno para </li></ul><ul><li>Agente da mudança: indivíduos </li></ul><ul><li>Computador pessoal + fibra ótica, produção individual e conexão coletiva de conteúdos </li></ul><ul><li>Onde eu, como indivíduo me enquadro na competição global e nas oportunidades do cotidiano? </li></ul><ul><li>Como eu posso individualmente colaborar com outros em nível global? </li></ul>2000 até hoje (7 anos) Globalização 3.0 www.louisville.edu/.../new3-3jackman.html http://www.awnet.com/_jpg/ezit3.jpg
  6. 6. Globalização www.mphasis.com/aboutUs/executiveteam.asp Certified Public Accounting (CPA) nos Estados Unidos contratam empresas de contabilidade na Índia para fazerem o balanço contábil e declaração de tributos de seus clientes. Jaithirth Rao MphasiS - India “ Your CPA in America need not even be in their office. They can be sitting on a beach in California and e-mail us and say, “Jerry, you are really good at doing New York State returns, so you do Tom’s returns.”
  7. 7. Globalização Bill Brody President John Hopkins University “… In many small and medium-sized hospitals in the U.S., radiologists are outsourcing reading of CAT scans to doctors in India and Australia. . . The advantage is that it is daytime in Australia or India when it is night here – so after-hours coverage becomes more readily done by shipping the images across the globe.” www.fmh.org/body . cfm ?id=36 www.refindia.net/rindia/cartoons/cartoon8.htm www.breachcandyhospital.org/services/imaging.htm
  8. 8. Globalização Tom Glocer CEO da Reuters “… so the first thing we did was hire six reports in Bangalore as an experiment. We said, ‘let’s the, just do the flash headlines and the tables and whatever else we can get them to do in Bangalore” (..) India is unbelievably rich place to recruiting people, not only with technical skills but also financial skills” (…) We get the raw data and then it’s a race to see how fast we can turn it around ( 1 segundo de Bangalore) news. bbc . co . uk /1/ hi /business/1602726. stm http://about.reuters.com/pressoffice/speaker/transcripts/judgeinstitute_may05.ppt#389,3,How the general public thinks of Reuters
  9. 9. Reflexões <ul><li>Qual é hoje o componente gerador de riqueza mais relevante? </li></ul><ul><li>Que características esse componente possui que permitem sua maior efetividade na gestão do processo gerador de riquezas? </li></ul><ul><li>O que os profissionais necessitam saber nessa nova sociedade do conhecimento? </li></ul><ul><li>Há a necessidade de NOVOS profissionais para atender as demandas da sociedade do conhecimento? </li></ul>
  10. 10. “ A missão deste novo Programa é a de unir os desenvolvimentos científicos e tecnológicos da Engenharia e da Gestão do Conhecimento, seus instrumentos de mensuração e análise e suas técnicas de ciência aplicada para o desenvolvimento da sociedade . (...) o foco será no ensino, pesquisa, desenvolvimento e implementação de métodos e técnicas para a promoção da criação, codificação, gerenciamento e disseminação do conhecimento entre a universidade e os diversos segmentos da sociedade (...). ” Proposta do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento. 2003-2004. pg. 9
  11. 11. Histórico: Áreas de Concentração
  12. 12. Histórico: Aprovação pela CAPES Mestrado e Doutorado com conceitos 4
  13. 13. OBJETIVO: Pesquisar novos modelos, métodos e técnicas de engenharia, de gestão e de disseminação do conhecimento para as organizações e para a sociedade. NATUREZA MULTIDISCIPLINAR DO PROGRAMA: <ul><li>A Engenharia e a Gestão do Conhecimento têm bases teórico-metodológicas em várias disciplinas: </li></ul><ul><ul><ul><li>Engenharias; Ciências da Computação; Ciência da Informação; Sistemas de Informação; Ciências da Administração; Educação; Comunicação Social, entre outras. </li></ul></ul></ul>O Programa EGC
  14. 14. Objeto de Pesquisa do EGC O objeto de pesquisa do Programa é o processo de criação, codificação, gestão e disseminação do conhecimento como fator de produção. Este objeto está inserido em um ambiente constituído de espaço semântico, mecanismos de comunicação, atores e lógica de relação entre esses elementos. Nesse ambiente o objetivo do Programa consiste em pesquisar, conceber, desenvolver e aplicar modelos, técnicas e instrumentos no ciclo de atividades do processo que caracteriza seu objeto de pesquisa.
  15. 15. Objeto de Pesquisa do EGC GERENCIAMENTO DISSEMINAÇÃO CODIFICAÇÃO
  16. 16. PÚBLICO ALVO: PERFIL DOS EGRESSOS: Profissionais capacitados para atuar como: pesquisadores capazes de realizar inovações científicas e tecnológicas, professores do ensino superior e profissionais especializados. Os egressos do Programa serão pesquisadores, docentes e profissionais com perfil tecnológico, gerencial ou sócio-tecnológico para atuar na nova sociedade, a sociedade do conhecimento. Público-alvo do EGC
  17. 17. Engenharia do Conhecimento Gestão do Conhecimento Mídia e Conhecimento Matemática Física Biblioteconomia Lingüística Comunicação Social Jornalismo Educação Design Engenharias Ciência da Computação Sistemas de Informação Ciência da Informação Administração Economia Psicologia Áreas de Formação de Candidatos Economia Psicologia Engenharias Ciência da Computação Sistemas de Informação Ciência da Informação Administração
  18. 18. Engenharia do Conhecimento Gestão do Conhecimento Mídia e Conhecimento Inter-relação entre as Áreas de Concentração Suporte tecnológico à construção de ferramentas de disseminação de conhecimento Suporte de método e mídia ao compartilhamento de conhecimento Suporte tecnológico à criação e ao compartilhamento de conhecimento Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação
  19. 19. <ul><li>Perfil científico e tecnológico como: </li></ul><ul><li>analistas de conhecimento ( i.e. , atuação no desenvolvimento de modelos de conhecimento organizacional) e como </li></ul><ul><li>engenheiros de sistemas de conhecimento ( i.e. , atuação em projeto e desenvolvimento sistemas de conhecimento). </li></ul>A formação de doutorado acrescentará, ainda, a condição de Pesquisadores da Engenharia do Conhecimento . Assim, mestres e doutores do Programa ligados a essa área deverão atuar como docentes, pesquisadores ou profissionais no estabelecimento de modelos de conhecimento (identificação, especificação e refinamento de conhecimento) e de sistemas de gestão do conhecimento (projeto e desenvolvimento de sistemas de conhecimento). Egressos da Engenharia do Conhecimento www.jfsowa.com/pubs/arch.htm
  20. 20. <ul><li>Perfil científico e gerencial para atuarem como: </li></ul><ul><li>Gestores estratégicos de conhecimento (i.e., profissionais com iniciativa na utilização do conhecimento como fator estratégico no negócio) </li></ul>A formação de doutorado acrescentará, ainda, a condição de Pesquisadores da Gestão do Conhecimento . Portanto, os formados do Programa ligados à área de gestão do conhecimento terão competências para exercerem atividades como pesquisadores, docentes e profissionais capazes de inovar na gestão de ativos intangíveis das organizações . Egressos da Gestão do Conhecimento www.cikmr.org/products.php
  21. 21. <ul><li>Perfil científico e sócio-tecnológico para atuar como: </li></ul><ul><li>Disseminadores de conhecimento (i.e., profissionais com iniciativa na disseminação do conhecimento por meio de mídias) </li></ul>A formação de doutorado acrescentará, ainda, a condição de Pesquisadores da Mídia e Conhecimento . Portanto, os formados do Programa ligados à área de mídia e conhecimento terão competências para exercerem atividades como pesquisadores, docentes e profissionais capazes de criar métodos e utilizar as diversas tecnologias de informação e de comunicação na disseminação do conhecimento . Egressos de Mídia e Conhecimento www.tkmg.org/services.html www.nvalsolutions.com/
  22. 22. O que está para ser feito no Brasil
  23. 23. O que está para ser feito no Brasil
  24. 24. O que está para ser feito no Brasil
  25. 25. Quem é o Aluno do EGC?
  26. 26. O EGC depois de 3 anos Ingressantes Inscrições e Vagas
  27. 27. O EGC depois de 3 Anos – Área de Formação
  28. 28. O EGC depois de 3 anos Origem de nossos Alunos
  29. 29. O EGC depois de 3 anos Situação dos Alunos no Curso
  30. 30. O EGC depois de 3 anos Homens e Mulheres Por Área de Concentração
  31. 31. O EGC depois de 3 anos Idade
  32. 32. Quais são as Regras que o Aluno do EGC deve cumprir?
  33. 33. ATIVIDADES ACADÊMICAS DO EGC <ul><li>Regulamentação de Créditos no EGC </li></ul><ul><ul><li>Instrução Normativa - Definição dos Critérios de Créditos no EGC para Mestrado e Doutorado </li></ul></ul><ul><li>Atividades Acadêmicas </li></ul><ul><ul><li>Portarias - Obtenção de Créditos Discentes (Disciplinas, Teses, APPs, PPPs, PI, Tutorias) </li></ul></ul>
  34. 34. <ul><li>Normas do EGC Relativas aos Créditos </li></ul><ul><ul><li>Instrução Normativa 2005/01 </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>estabelece os procedimentos relativos à Regulamentação de Créditos Referentes a Atividades Acadêmicas no Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, conforme estabelecido no Capítulo II de seu Regimento Interno, Artigo 16, Parágrafo 4º. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Estabelece de que forma são os encaminhamentos e as condições que regulam a obtenção de créditos no EGC. </li></ul></ul>Regulamentação de Créditos No EGC
  35. 35. Instrução Normativa 2005/01 – Artigo 1 (Definições) <ul><li>I - Atividades de Pesquisa Programada (APP) </li></ul><ul><li>consistem em um conjunto de ações de pesquisa, planejadas e conduzidas por professores permanentes do EGC junto a seus orientandos e co-orientandos de mestrado e doutorado, com fins de realização de seminários temáticos, estudos de áreas emergentes, investigação de novas fronteiras do conhecimento relacionadas ao Programa ou aprofundamento das linhas de pesquisa e dos temas de teses e dissertações dos alunos participantes. </li></ul><ul><li>II – Tutorias de Docência (TD) </li></ul><ul><li>consistem em atividades de apoio às disciplinas do Programa e podem ser exercidas por alunos de doutorado que já tenham cursado a disciplina ou em disciplinas de especialização sob responsabilidade de seu orientador ou co-orientador.. </li></ul>
  36. 36. Instrução Normativa 2005/01 – Artigo 1 (Definições) <ul><li>III – Tutorias de Orientação (TO) </li></ul><ul><li>consistem em atividades de apoio à orientação de dissertações de mestrado, podendo ser exercidas por alunos de doutorado, sob indicação do orientador do mestrando . </li></ul><ul><li>IV – Estágios de Docência (ED) </li></ul><ul><li>consistem em atividades de apoio a disciplinas de cursos de graduação da UFSC ministradas por professores permanentes do Programa. </li></ul><ul><li>V – Participação em Projetos de Pesquisa (PPP) </li></ul><ul><li>consiste em atividade acadêmica realizada em laboratório, grupo ou núcleo de pesquisa vinculado ao Programa, associada a projeto de pesquisa ou de extensão, aprovado pelo Colegiado do EGC, relacionada à dissertação de mestrado ou à tese de doutorado do aluno. </li></ul>
  37. 37. Instrução Normativa 2005/01 – Artigo 1 (Definições) <ul><li>VI – Produção Intelectual (PI) </li></ul><ul><li>consiste em item de produção bibliográfica ou técnica associado às linhas de pesquisa do Programa e desenvolvido após a 1ª matrícula do aluno no EGC . </li></ul><ul><ul><li>Produção Bibliográfica </li></ul></ul><ul><ul><li>Produção Técnica </li></ul></ul>
  38. 38. Instrução Normativa 001/2005 <ul><li>Art. 2 – As validações dos créditos referentes às atividades acadêmicas no Programa serão definidas em portarias específicas. </li></ul><ul><ul><li>§ 1º. Os créditos de que trata o caput deste Artigo referem-se a atividades acadêmicas realizadas exclusivamente após a 1ª matrícula do aluno no Programa. </li></ul></ul><ul><ul><li>§ 2º. Os procedimentos referentes à solicitação de atividades acadêmicas e encaminhamentos à secretaria do EGC serão detalhados nas respectivas portarias . </li></ul></ul>
  39. 39. Portaria 006 - de Total de Créditos no EGC <ul><li>Regra. Alunos do EGC devem planejar a forma com que obterão seus créditos no Programa. O plano de atuação no Programa deverá contemplar: </li></ul><ul><ul><li>Número de Créditos em Disciplinas (NCD) </li></ul></ul><ul><ul><li>Número de Créditos em Atividades Acadêmicas (NCAA) </li></ul></ul><ul><ul><li>Considerar que NCD + NCAA + Tese/Dissertação = Mínimo Necessário no Curso </li></ul></ul>
  40. 40. Sistemática de Créditos no EGC - Mestrado Mínimo em Atividades Acadêmicas. O aluno pode optar por adotar o mínimo de créditos em Atividades Acadêmicas e o Máximo em Disciplinas. Mínimo em Disciplinas. O aluno pode optar por adotar o mínimo de créditos em Disciplinas e máximo em Atividades Acadêmicas.
  41. 41. Sistemática de Créditos no EGC - Doutorado Mínimo em Atividades Acadêmicas. O aluno pode optar por adotar o mínimo de créditos em Atividades Acadêmicas e o Máximo em Disciplinas. Mínimo em Disciplinas. O aluno pode optar por adotar o mínimo de créditos em Disciplinas e máximo em Atividades Acadêmicas.
  42. 42. Portaria de Total de Créditos no EGC
  43. 43. Portaria de Total de Créditos no EGC
  44. 44. Portaria sobre as APPs
  45. 45. Portaria sobre as PPPs
  46. 46. Portaria sobre a Produção Intelectual
  47. 47. Portaria sobre a Produção Intelectual
  48. 48. Portaria sobre Tutorias e Estágio Docência
  49. 49. Atividades Acadêmicas Estratégicas
  50. 50. Faça Seu Planejamento… <ul><li>Quantos Créditos em Disciplinas ? </li></ul><ul><ul><li>Quantas disciplinas já cursou ? </li></ul></ul><ul><ul><li>Considerar os Mínimos de 8 (Mestrado) ou 12 (Doutorado) </li></ul></ul><ul><li>Quantos Créditos em Atividades Acadêmicas ? </li></ul><ul><ul><li>Quantos Créditos em PI ? (Mínimo de 2 no Mestrado e 6 no Doutorado) </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantos Créditos em APP ? </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantos Créditos em PPP ? </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantos Créditos em TD ? </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantos Créditos em TO ? </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantos Créditos em ED ? </li></ul></ul><ul><ul><li>Quantos Créditos em TD ? </li></ul></ul><ul><ul><li>Considerar os Mínimos de 4 (Mestrado) ou 12 (Doutorado) </li></ul></ul><ul><li>Considere que 6 (Mestrado ) ou 12 (Doutorado) são da dissertação ou tese, respectivamente. </li></ul><ul><ul><li>Ficam faltando 18 (Mestrado) ou 36 (Doutorado) </li></ul></ul>
  51. 51. <ul><li>Carga Horária Exigida </li></ul><ul><ul><li>Dedicação Integral ao EGC é compromisso assumido na matrícula e implica estar disponível para todas as atividades do Programa, independentemente de restrição de tempo ou de outros compromissos </li></ul></ul><ul><ul><li>Não significa dedicação exclusiva ao EGC, mas requer participação e atuação integral, sem reservas de qualquer natureza. </li></ul></ul><ul><ul><li>Portanto é obrigatória a presença nas disciplinas, nos Encontros do EGC e em demais atividades convocadas pelo Programa </li></ul></ul><ul><li>Quanto aos Orientadores </li></ul><ul><li>Quanto à Produção Intelectual </li></ul><ul><li>Quanto à Atuação no EGC </li></ul>Recomendações Importantes
  52. 52. <ul><li>DÚVIDAS?? </li></ul>Recomendações Importantes
  53. 53. MUITO OBRIGADO!!! E SEJAM BEM-VINDOS Recepção dos Alunos 7 de Março de 2007.

×