O papel do bibliotecário na  gestão do conhecimento            Roberto C. S Pacheco - pacheco@egc.ufsc.brFórum Integrado d...
Agenda   Bibliotecário   Sociedade do conhecimento   Gestão do Conhecimento e áreas correlatas   O bibliotecário e a G...
O Bibliotecário   profissional liberal (bacharel, mestre    ou doutor) que trata a informação e a    torna acessível ao u...
Sociedade do conhecimentoO que nos trouxe ao momento atual e que características deste               momento influenciam o...
Mudanças de paradigma: o que mudou?   Na forma de tornar a informação acessível?   Na gestão de redes e de sistemas de i...
Sociedade e economia do conhecimento   O que provocou a mudança de uma sociedade    industrial para a sociedade do conhec...
Previsões do final dos 1970s 1.   Desenvolvimento      ambiental, econômico e social      sustentáveis; 2.   Mudanças demo...
2. O que é conhecimento?
Trajetória do conceito de conhecimento:De objeto percebido a fator de transformação em nossa sociedade   John Locke 1689  ...
Trajetória do conceito de conhecimento:De objeto percebido a fator de transformação em nossa sociedade   Theodor Nelson   ...
O que é conhecimento?                                                           BITNET (NSF)       Internet          Prana...
Desafios tecnológicos (e éticos)                              MIT Media Lab – Sexto Sentido
Reflexões para o bibliotecário   O caminho da sociedade do conhecimento é resultado de    evoluções:       na visão de m...
O que é conhecimento       Na literatura recente de gestão, vários autores        admitem que o conhecimento pode estar  ...
Onde está o conhecimento?  Organização   Competências     Grupo  Organizacionais                    Conhecimentos         ...
Linha de Tempo da Gestão do Conhecimento                                              HBR                                 ...
Onde Está o Conhecimento?“Escada do conhecimento” de North-Rivas                                                          ...
Como está oconhecimento?                         GESTÃO DO                                    CONHECIMENTO                ...
Organização de conhecimento   Dimensões estruturantes. A                                              Pessoas    GC organ...
Organização de conhecimento   Estratégia Organizacional       Sistemas, métodos e diretrizes        da GC devem apoiar, ...
Algumas das reflexões em curso            para bibliotecários
Reflexões para o profissional bibliotecário   Como a GC e as demandas da sociedade do    conhecimento impactam no papel d...
Bibliotecários são gestores do conhecimento? “Nós todos sabemos disso! Afinal, por séculos, nós não somos quem dá custódia...
Fazendo o tema de casa....     “Como organizações de aprendizagem, as bibliotecas      deveriam prover uma forte lideranç...
Entregar conhecimento x informaçãoO QUE UM BIBLIOTECÁRIO DE CONHECIMENTO DEVE FAZER? 1a mudança de perfil: ser o “czar de ...
O que os bibliotecários devem saberBiblioteconomia: classificação, catalogação, serviços dereferência, síntese, educação d...
Oportunidades nas IESAtendendo além dos produtores de conhecimento
A Biblioteca nas IES   Historicamente uma biblioteca de IES serve aos    seus alunos, professores, funcionários e demais ...
Bibliotecas como unidades de GC nas IES   Na gestão organizacional da IES       Quais são nossas competências?       Co...
Exemplo 1: gestão das competências da IES para oportunizar pesquisas
Laboratórios MERCKHá competências no Brasil para Cooperação?
Pesquisa no Portal Inovação - Exemplo
Pesquisa no Portal Inovação - Exemplo
Pesquisa no Portal Inovação - Exemplo
Pesquisa no Portal Inovação
Pesquisa no Portal Inovação
Mapa de Conhecimento - Antibacterial
Exemplo 2: mapa de conhecimentos     das competências de um País Demanda por mapas de conhecimento sobre Engenharia e     ...
Mapas de ConhecimentoExemplo: A Engenharia e as Ciências Mecânicas no Brasil                Perspectivas 2007 – Exemplo   ...
Mapas de ConhecimentoExemplo: A Engenharia e as Ciências Mecânicas no Brasil                Perspectivas 2007 – Exemplo   ...
Mapas de ConhecimentoExemplo: A Engenharia e as Ciências Mecânicas no BrasilBIOMECÂNICA Perspectivas 2007 – Exemplo       ...
Exemplo 3: gestão estratégica de              informação curricularComo usar fontes do SNCTI de forma estratégica
Como a IES se apropria do CVLattes?                                                                                       ...
Como é a produção de CT&I em nossa instituição?Gestão de Produção de C&T: analisando o perfil da produçãoinstitucional. Ex...
Perfil da produção intelectual da ICTI
Relacionamentos de pessoas da ICTI
Com é o conhecimento das pessoas em nossaorganização?Gestão de Expertises: conhecendo e explorando as expertises de nossos...
Conclusões   GC pode afetar decisivamente:       A relação do bibliotecário com o usuário       Os processos estratégic...
MUITO OBRIGADO!      O papel do bibliotecário na        gestão do conhecimento                                            ...
Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento

2,459 views

Published on

Papel e implicações à profissão do bibliotecário na sociedade e na gestão do conhecimento.

Published in: Career
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,459
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
44
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Papel do bibliotecário na gestão do conhecimento

  1. 1. O papel do bibliotecário na gestão do conhecimento Roberto C. S Pacheco - pacheco@egc.ufsc.brFórum Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão, ACAFE Camboriu, SC – Campus da Univali – 16/09/2011
  2. 2. Agenda Bibliotecário Sociedade do conhecimento Gestão do Conhecimento e áreas correlatas O bibliotecário e a GC: reflexões em curso Desafios e oportunidades profissionais nas IES Alguns casos Conclusões
  3. 3. O Bibliotecário profissional liberal (bacharel, mestre ou doutor) que trata a informação e a torna acessível ao usuário final, independente do suporte informacional. (...) pode gerir redes e sistemas de informação além de gerir recursos informacionais e trabalhar com tecnologia de ponta. http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Arcimboldo_Librarian_Stokholm.jpg O bibliotecário trabalha como um administrador de informações, (...) além disso também processa e dissemina a informação. http://pt.wikipedia.org/wiki/Bibliotec%C3%A1rio
  4. 4. Sociedade do conhecimentoO que nos trouxe ao momento atual e que características deste momento influenciam o papel do bibliotecário?
  5. 5. Mudanças de paradigma: o que mudou? Na forma de tornar a informação acessível? Na gestão de redes e de sistemas de informação? Na administração de informações? Na disseminação das informações?
  6. 6. Sociedade e economia do conhecimento O que provocou a mudança de uma sociedade industrial para a sociedade do conhecimento?
  7. 7. Previsões do final dos 1970s 1. Desenvolvimento ambiental, econômico e social sustentáveis; 2. Mudanças demográficas; John Naisbitt 3. Globalização da economia; 1982 4. Desenvolvimento tecnológico: TIC; Megatrends: 5. O novo papel do Estado; O que nos levaria da 6. O fenômeno Ásia sociedade industrial para (China, Índia & Cia.); a sociedade da informação. 7. Customização da produção; Das mudanças nas 8. Gestão empresarial; tendências tecnológicas. 9. Conhecimento.
  8. 8. 2. O que é conhecimento?
  9. 9. Trajetória do conceito de conhecimento:De objeto percebido a fator de transformação em nossa sociedade John Locke 1689 Fritz Machlup Michael Polany Marshal McLuhan Peter Drucker 1962 1964 1964 e 1988 1964 e 1988 Conhecimento Conhecimento Trabalhador do Conhecimento A mídia é a é a percepção como commodity conhecimento. tácito (sabemos mensagem da concordância mais do que Conhecimento é ou discordância Conhecimento podemos Surgimento de central, recurso de duas idéias: prático uma nova fundamental que intelectual expressar). Conhecimento sociedade não conhece passado caracterizada por geografia. intuitivo espiritual/religioso Conhecimento demonstrativo tácito não pode sua conectividade Sociedade do indesejável e pelas redes. sensitivo ser reproduzido conhecimento. ou armazenado em uma base.
  10. 10. Trajetória do conceito de conhecimento:De objeto percebido a fator de transformação em nossa sociedade Theodor Nelson Daniel Bell Alvin Toffler 1963 e 1965 1973 1980 Hypertexto Sociedade pós- A terceira onda como texto não industrial e a nova seqüencial e cultura interativo Sociedade da baseada em Hypermídia informação informação
  11. 11. O que é conhecimento? BITNET (NSF) Internet Pranav Mistry e Leonard Ray Tomlinson Hypercard Ira Fuchs Tim Berners-Lee Pattie Maes Kleinrock 1971 Bill Atckinson 1981 1991 2009 1963 (PhD) 1987 MIT Media Lab ARPANET Criador do conceito Conexão entre CERN – 1º site computadores das Sexto Sentido Rede de de @ Usabilidade em criado na Computação comunicação Invenção do universidades internet sistemas Ubíqua baseada digital Premiere, que CUNY e Yale computacionais em metadados permitiu envio de 1969: primeiro mensagem sobre a computador na rede Internet Trajetória do conceito de conhecimento: da concepção à criação das tecnologias de conectividade e à computação ubíqua
  12. 12. Desafios tecnológicos (e éticos) MIT Media Lab – Sexto Sentido
  13. 13. Reflexões para o bibliotecário O caminho da sociedade do conhecimento é resultado de evoluções:  na visão de mundo,  no papel da informação e do conhecimento na criação de valor  nas TICs - cada vez mais poderosas e acessíveis  no acesso à informação Diante disso, o que muda para quem tem por ofício:  tornar a informação acessível?  gerir redes e de sistemas de informação?  administrar informações?  disseminar informações? Como isso ocorre no contexto da Gestão do Conhecimento?  Aliás, o que entendemos por conhecimento??
  14. 14. O que é conhecimento  Na literatura recente de gestão, vários autores admitem que o conhecimento pode estar incorporado em repositórios não humanos:  “Quando a aprendizagem individual e de grupo se tornam institucionalizadas, a aprendizagem organizacional ocorre e o conhecimento incorpora-se em repositórios não humanos, como rotinas, sistemas, estruturas, cultura e estratégia” (DUSYA; CROSSAN, 2005).Atenção bibliotecários: VOCÊ CONCORDA QUE PODE EXISTIR CONHECIMENTO FORA DA CABEÇA HUMANA?
  15. 15. Onde está o conhecimento? Organização Competências Grupo Organizacionais Conhecimentos Indivíduo Competências Processos de Conhecimentos Habilidades Essenciais Atitudes Conhecimento “O sistema de aprendizagem organizacional é composto pelo conhecimento em processo contínuo de evolução armazenado nas pessoas, grupos e na organização e se constitui na infraestrutura fundamental que apóia a formulação e a implementação de estratégias de uma organização (Vera & Crossan, 2005, p. 123).” – Steil, 2009
  16. 16. Linha de Tempo da Gestão do Conhecimento HBR Criação do Emergência Capital Conhecimento das Intelectual na Empresa Organizações STEWART NONAKA & TAKEUCHI Virtuais Padrões de Aprendizagem Medida Ativos Comunidades Certificação de Organizacional Intangíveis de Prática Conhecimento &ArpaNet SLOAN/MIT SKANDIA WENGER Inovação 1969................ 1985 1988 1991 1994 1997 2000+ Primeiros Proliferação Quinta Fundamentos Balanced Programas de TIC Disciplina da GC Scorecard de GC nas PETER SENGE WIIG NORTON & KAPLAN Universidades Primeiro CKO Benchmarking EDVINSSON LBS/APQC DALKIR, Kimiz. Knowledge Management in Theory and Practice. Boston: Elsevier, 2005.
  17. 17. Onde Está o Conhecimento?“Escada do conhecimento” de North-Rivas (Barney, 1991). Competitividade Competência + única (“melhor que as outras”) Fazer + atuação adequada Saber Fazer + Vontade Conhecimento + Utilização + contextualização Informação + experiências + expectativas Dados + Significado Sinais + Sintaxe GESTIÓN DEL CONOCIMIENTO. UNA GUÍA PRÁCTICA HACIA LA EMPRESA INTELIGENTE por North Klaus - Roque Rivas LibrosEnRed, 2008 Obs: Adaptado
  18. 18. Como está oconhecimento? GESTÃO DO CONHECIMENTO GC + MC EC + GC Gerir Memorizar Armazenar Transferir Utilizar Reutilizar Codificar Conhecimento MÍDIA DO ENGENHARIA DO CONHECIMENTO CONHECIMENTO Distribuir Criar Compartilhar Adquirir Aprender EC + MCO Espaço Semântico das Pesquisas do EGC/UFSC
  19. 19. Organização de conhecimento Dimensões estruturantes. A Pessoas GC organizacional deve contemplar três dimensões:  Processos: organizam tarefas e atividades da organização;  Pessoas: congregam as competências (incluindo o conhecimento - principal fator de geração de valor organizacional); e  Tecnologia: deve servir aos processos e às pessoas  Conhecimento: insumo e produto organizacional
  20. 20. Organização de conhecimento Estratégia Organizacional  Sistemas, métodos e diretrizes da GC devem apoiar, de forma sistêmica, a estratégia da organização. Pessoas
  21. 21. Algumas das reflexões em curso para bibliotecários
  22. 22. Reflexões para o profissional bibliotecário Como a GC e as demandas da sociedade do conhecimento impactam no papel do bibliotecário, tanto em sua relação com o usuário como no posicionamento da biblioteca em organizações em que ela é uma unidade?
  23. 23. Bibliotecários são gestores do conhecimento? “Nós todos sabemos disso! Afinal, por séculos, nós não somos quem dá custódia ao conhecimento documentado? Quem poderia fazer isso melhor do que nós? Bem, então por que as pessoas não estão batendo à nossa porta e nos pedindo para ser os gestores de conhecimento da organização? Eles ignoram o quanto fantásticos nós somos, ou talvez seja possível que os bibliotecários não são as melhores pessoas para fazer o trabalho?” Cathie Koina, The Australian Library Journal, 2007 (manuscrito 2002) http://www.alia.org.au/publishing/alj/52.3/full.text/koina.html
  24. 24. Fazendo o tema de casa.... “Como organizações de aprendizagem, as bibliotecas deveriam prover uma forte liderança em gestão do conhecimento. (…) Bibliotecários deveriam melhorar sua gestão do conhecimento em todas as áreas e serviços chave da biblioteca” “O mundo da biblioteca deveria aprender uma lição do mundo dos negócios: para que uma biblioteca implemente de forma bem-sucedida sua GC, deverá ter forte liderança e visão desde o topo de sua organização. (…)” http://www.yalibrarian.com/wp- content/uploads/2010/03/Librarians.jpg “Bibliotecas que têm orçamentos e recursos humanos limitados deveriam utilizar a gestão de estrutura e tecnologia atual para implementar GC, ou bottom- up ou top-down. Com um esforço, GC ajudará a melhorar a eficiência operacional e mais tarde as necessidades dos clientes.“N.Subramanian (2000)http://library.igcar.gov.in/readit2007/conpro/s1/S1_5.pdf
  25. 25. Entregar conhecimento x informaçãoO QUE UM BIBLIOTECÁRIO DE CONHECIMENTO DEVE FAZER? 1a mudança de perfil: ser o “czar de conteúdo” da organização. 2a mudança de perfil: entender as necessidades de informação estratégica da organização 3a mudança de perfil: ser um agente de liderança de mudança. “o bibliotecário do futuro está posicionado para ser o centro de criação e alinhamento dos ativos intelectuais da organização. Isso leva a uma melhora na performance de inovação e dos negócios em uma base sustentável. Talvez em breve os bibliotecários serão vistos como os CKOs” Murray, Art and Wheaton, Ken, 2009 The Future of the Future: Rise of the Knowledge Librarian http://www.kmworld.com/Articles/Column/Future-of-the-Future/The-future-of-the-future-Rise-of-the-knowledge-librarian--52362.aspx http://ecx.images-amazon.com/images/I/41Oi4nhyrLL._SL500_AA300_.jpg http://www.isbnlib.com/cover/0313302715/L http://covers.openlibrary.org/w/id/1533622-L.jpg http://images.swap.com/images/books/17/1586831917.jpg
  26. 26. O que os bibliotecários devem saberBiblioteconomia: classificação, catalogação, serviços dereferência, síntese, educação do usuário, desenvolvimento de coleções ecompartilhamento de recursos.TICs e em ferramentas de GC. Automação de processosbibliotecários, bases onlines, softwares para bibliotecas digitais, máquinasde busca, gestão de conteúdos, portais, softwares especiais (datamining, KM).Gestão. Organização de conhecimento, relacionamentointerpessoal, gestão científica, processos, avaliação deperformance, avaliação de equipes.Liderança. Liderar diversidade em equipes de trabalho exigeinteligência, diplomacia, autoconfiança, integridade, julgamento.Comunicação. Bibliotecários são facilitadores do acesso de conhecimento.Comunicação e apresentação são fundamentais para este fim. Bonsouvintes de demandas e comunicação com confiança com seus colegas.Satish Kanamadi*, Jaydev Kadli** and Muttayya Koganuramath∗, 2007Capacity Building in the Knowledge Environment: A Human Resource Development Approach. http://library.igcar.gov.in/readit2007/conpro/s1/S1_1.pdf
  27. 27. Oportunidades nas IESAtendendo além dos produtores de conhecimento
  28. 28. A Biblioteca nas IES Historicamente uma biblioteca de IES serve aos seus alunos, professores, funcionários e demais pessoas ligadas à universidade no acesso à informação e conhecimento. Este acesso está muito próximo às atividades de pesquisa e formação da universidade. A Biblioteca quer/pode ser/apoiar a unidade de GC da IES?
  29. 29. Bibliotecas como unidades de GC nas IES Na gestão organizacional da IES  Quais são nossas competências?  Como elas se comparam com as demais IES?  Onde estão e o que fazem nossos egressos?  Nossas disciplinas têm bibliografias atualizadas?  Qual é o mapa de conhecimentos em cada unidade da IES? Como eles se comparam com os demais do País? Na gestão da inovação e relação U-E  O que temos para mostrar para o setor empresarial?  Dentro do que produzimos (tese/artigos/etc) o que tem potencial de inovação?
  30. 30. Exemplo 1: gestão das competências da IES para oportunizar pesquisas
  31. 31. Laboratórios MERCKHá competências no Brasil para Cooperação?
  32. 32. Pesquisa no Portal Inovação - Exemplo
  33. 33. Pesquisa no Portal Inovação - Exemplo
  34. 34. Pesquisa no Portal Inovação - Exemplo
  35. 35. Pesquisa no Portal Inovação
  36. 36. Pesquisa no Portal Inovação
  37. 37. Mapa de Conhecimento - Antibacterial
  38. 38. Exemplo 2: mapa de conhecimentos das competências de um País Demanda por mapas de conhecimento sobre Engenharia e Ciências Mecânicas
  39. 39. Mapas de ConhecimentoExemplo: A Engenharia e as Ciências Mecânicas no Brasil Perspectivas 2007 – Exemplo Grau de inter- relação das pesquisas realizadas nos 16 Comitês da ABCM (sem poda)
  40. 40. Mapas de ConhecimentoExemplo: A Engenharia e as Ciências Mecânicas no Brasil Perspectivas 2007 – Exemplo Grau de inter- relação das pesquisas realizadas nos 16 Comitês da ABCM (com poda)
  41. 41. Mapas de ConhecimentoExemplo: A Engenharia e as Ciências Mecânicas no BrasilBIOMECÂNICA Perspectivas 2007 – Exemplo Novas Possibilidades: Mapa das pesquisas - Planejamento. Definição das realizadasestratégicas para as áreas no Comitê de Biomecânica quais se deseja obter indicadores - Instrumentos. Definição dos Indicadores com base nas novas possibilidades de informação - Mapas Exs: Como está a formação dos cursos de graduação e pós-graduação? Como se distribuem as Livre (sem poda) pesquisas da Universidade? Qual é o grau de influência da Universidade no mapa geral de conhecimento da área sob análise?http://www.egc.ufsc.br/observatorio/docs_postados/abcm_engenhari
  42. 42. Exemplo 3: gestão estratégica de informação curricularComo usar fontes do SNCTI de forma estratégica
  43. 43. Como a IES se apropria do CVLattes? • Currículos • Projetos CNPq • Grupos de Pesquisa • ENADE INEP • Censo • ColetaA ICT situa cada currículo: CAPES • Discentes• Ano de contratação • Projetos• Tipo do vínculo empregatício• Enquadramento funcional MCT • Portal Inovação• Faixa salarial• Lotação na ICTI• Perfil administrativo (i.e. cargo(s))• Titulação reconhecida pela ICTI• Atuação na graduação (curso, perfil de atuação, período) Fontes Externas à ICTI• Atuação na PG (de relações individuais e institucionais) (programa, atuação, nível do curso, período, especialização)• Classificação na Plataforma (Docente, Pesquisador, Extensionista, Competência em Inovação, Gestor) CNPq IBGE INEP (Áreas) CAPES (Censo) INEP (Cursos) (ENEM) Informações da ICTI (ERPs) Fontes Externas à ICTI (fontes e padrões públicos)
  44. 44. Como é a produção de CT&I em nossa instituição?Gestão de Produção de C&T: analisando o perfil da produçãoinstitucional. Exemplos: • Como evoluiu a produção C&T de nossos graduados em Direito?  Docentes em tempo integral são mais “produtivos” que horistas?  Qual é o índice de produção bibliográfica dos docentes doutores e mestres dos cursos de pós-graduação do Departamento de Engenharia?  Que áreas de conhecimento têm o maior número de itens de produção C&T?  Professores orientadores publicam mais dos que os demais?  Como é a distribuição qualitativa de nossa produção de CT&I?
  45. 45. Perfil da produção intelectual da ICTI
  46. 46. Relacionamentos de pessoas da ICTI
  47. 47. Com é o conhecimento das pessoas em nossaorganização?Gestão de Expertises: conhecendo e explorando as expertises de nossoscolaboradoresExemplos:  Quais são os principais conhecimentos de nossos pesquisadores?  Quais são os principais conhecimentos pesquisadores de nosso Departamento de P&D?  Quais têm sido os temas prioritários de pesquisa de nossos pesquisadores, ao longo do tempo?
  48. 48. Conclusões GC pode afetar decisivamente:  A relação do bibliotecário com o usuário  Os processos estratégicos da biblioteca, enquanto organização de aprendizagem  O posicionamento da própria biblioteca em sua IES As oportunidades para o bibliotecário consciente (e competente) em GC se ampliam para além de sua missão específica de tratar e tornar acessível informação. GC é um campo do conhecimento multidisciplinar, em que a Ciência da Informação pode se posicionar entre os protagonistas.
  49. 49. MUITO OBRIGADO! O papel do bibliotecário na gestão do conhecimento Roberto C. S PachecoFórum Integrado de Ensino, Pesquisa e Extensão ACAFE, 16/09/2011 - Camboriu

×