Vanguardas europeias

3,156 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
3,156
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,065
Actions
Shares
0
Downloads
59
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Vanguardas europeias

  1. 1. Vanguardas Europeias
  2. 2. Movimento idealizado pelo italiano Marinetti, propunha a rejeição ao passado, às tradições e ao academicismo. Preconizava o verso livre, a destruição da sintaxe. Em síntese, valoriza a construção de um novo mundo, dominado por homens superiores, senhores da tecnologia e da velocidade (assume, portanto, um caráter fascista). Futurismo
  3. 3. FUTURISMO <ul><li>Museus: cemitérios!... Idênticos, realmente, pela sinistra promiscuidade de tantos corpos que não se conhecem. Museus: dormitórios públicos onde se repousa sempre ao lado de seres odiados ou desconhecidos! Museus: absurdos dos matadouros dos pintores e escultores que se trucidam ferozmente a golpes de cores e linhas ao longo de suas paredes! </li></ul><ul><li>Fragmento &quot;Fundação e manifesto do futurismo&quot;, 1908, publicado em 1909. </li></ul>
  4. 4. Cubismo <ul><li>Representar os objetos com todas as suas partes num mesmo plano. É como se eles estivessem abertos e apresentassem todos os seus lados no plano frontal em relação ao espectador. Na verdade, essa atitude de decompor os objetos não tinha nenhum compromisso de fidelidade com a aparência real das coisas. </li></ul><ul><li>Principais características: </li></ul><ul><li>geometrização das formas e volumes ; </li></ul><ul><li>renúncia à perspectiva ; </li></ul><ul><li>o claro-escuro perde sua função ; </li></ul><ul><li>representação do volume colorido sobre superfícies planas ; </li></ul><ul><li>sensação de pintura escultórica ; </li></ul><ul><li>cores austeras, do branco ao negro passando pelo cinza, por um ocre apagado ou um castanho suave . </li></ul>
  5. 5. Cubismo <ul><li>Com a tela As senhoras de Avignon , Picasso propõe a destruição das imagens convencionais, estáticas. Formas e planos descontínuos rompem com o realismo fotográfico, constituindo imagens multifacetadas, tridimensionais. Destaca-se também a técnica da colagem. </li></ul>
  6. 6. Decepções em relação a incapacidade da ciências, religião, filosofia que se revelaram pouco eficazes em evitar a destruição da Europa. A palavra Dada foi descoberta acidentalmente por Hugo Ball e por Tzara Tristan num dicionário alemão-francês. Dada é uma palavra francesa que significa na linguagem infantil &quot;cavalo de pau&quot;.  Esse nome escolhido não fazia sentido,  assim como a arte que perdera todo o sentido diante da irracionalidade da guerra. Dada foi um movimento de negação. Dadaísmo
  7. 7. Dadaísmo <ul><li>Dadá seria algo infantil, pré-lógico, incompreensível. Tal como a vida, a arte não possui, necessariamente um significado. </li></ul>
  8. 8. Foi a corrente artística moderna da representação do irracional e do subconsciente. Preconizava a escrita automática, um fluxo de palavras sem qualquer esforço de controle moral ou estético. Manifesto do Surrealismo foi assinado por André Breton em outubro de 1924. Surrealismo
  9. 9. Surrealismo <ul><li>Nas duas primeiras décadas do século XX, os estudos psicanalíticos de Freud e as incertezas políticas criaram um clima favorável para o desenvolvimento de uma arte que criticava a cultura europeia e a frágil condição humana diante de um mundo cada vez mais complexo. Surgem movimentos estéticos que interferem de maneira fantasiosa na realidade. </li></ul>
  10. 10. É a arte do instinto, trata-se de uma pintura dramática, subjetiva, “expressando” sentimentos humanos. Utilizando cores irreais, dá forma plástica ao amor, ao ciúme, ao medo, à solidão, à miséria humana, à prostituição. Deforma-se a figura, para ressaltar o sentimento. Expressionismo
  11. 11. Expressionismo <ul><li>Principais artistas: </li></ul><ul><li>Paul Cézanne, </li></ul><ul><li>Vicent Van Gogh, </li></ul><ul><li>Toulouse-Lautrec, </li></ul><ul><li>Kirchner, </li></ul><ul><li>Paul Klee , </li></ul><ul><li>Amadeo Modigliani e </li></ul><ul><li>Munch. </li></ul>
  12. 12. www.historiadaarte.com.br http://literatura-edir.blogspot.com http://www.pitoresco.com.br Preparado pela professora Cristiane Roveda Gonçalves rovedacris.wordpress.com Fontes

×