Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Simulado 11

2,107 views

Published on

Simulado 11

  1. 1. SIMULADO PROALFA 2013 ALUNO(A)_____________________________________________________________________ PROFESSORA:_____________________________________________________________ IDADE: __________ SÉRIE: _________________ DATA: _____/_____/______ Criança este é mais um simulado em preparação para a avaliação do PROALFA. Leia todas as questões com bastante atenção antes de marcar a alternativa necessária. Boa prova! 1) Quantas sílabas tem os nomes das figuras abaixo: A) ( ) 3 B) ( ) 4 C) ( ) 5 D( ) 6 A) ( )3 B) ( )4 c) ( )5 D( ) 6 2) Leia o texto abaixo e marque a alternativa correta: Caipora É um Mito do Brasil que os índios já conheciam desde a época do descobrimento. Índios e Jesuítas o chamavam de Caiçara, o protetor da caça e das matas. Seus pés voltados para trás servem para despistar os caçadores, deixando-os sempre a seguir rastros falsos. Quem o vê, perde totalmente o rumo, e não sabe mais achar o caminho de volta. É impossível capturá-lo. Para atrair suas vítimas, ele, às vezes, chama as pessoas com gritos que imitam a voz humana. É também chamado de Pai ou Mãe-do-Mato, Curupira e Caapora. Para os Índios Guaranis, ele é o Demônio da Floresta. Às vezes é visto montando um porco do mato. http://www.arteducacao.pro.br/ De acordo com esse texto, os pés voltados para trás da Caipora servem para: A) atrair suas vítimas. B) despistar caçadores. C) montar um porco do mato. D) proteger as matas. 3) Leia o texto abaixo e marque a alternativa correta:
  2. 2. O Macaco e a velha Havia uma velha, muito velha, chamada Marocas. Ela possuía um lindo bananal. Mas a coitadinha da velha comia poucas bananas, pois havia um macaco que lhe roubava todas. Um dia, Marocas, cansada de ser roubada, teve uma idéia. Comprou no armazém vários quilos de alcatrão e com ele fez um boneco. Colocou-o num grande tabuleiro e o levou para o meio do bananal, pensando em dar uma lição no macaco. Logo que Marocas voltou para casa, lá veio o macaco Simão de mansinho. Quando avistou o boneco, zangou-se pensando que ele lhe roubava as bananas. O macaco, muito zangado, deu-lhe uns sopapos, ficando com a mão grudada no alcatrão. Deu-lhe um pontapé. Ficou preso no boneco também o seu pé. O macaco deu, então, uma cabeçada e ficou todinho grudado. Marocas, saindo do barraco, pegou o chicote e surrou o macaco e só parou, quando Simão, dando três pulos, desgrudou-se do alcatrão e fugiu. Certa manhã, Simão teve uma idéia para se vingar da velha Marocas. Ele entrou numa pele de leão que encontrou na floresta. Pulou o muro da casa da velha e escondeu-se no bananal. Quando a velha apareceu, Simão soltou um urro terrível e deu-lhe um bote. A velha gritou e tentou fugir, mas, naquele alvoroço, caiu bem no fundo do poço que havia no quintal. O macaco, vendo o perigo que ela corria, ficou muito triste, pois queria assustá-la, mas não matá-la. Saiu bem rápido de dentro da pele e, olhando em volta, subiu num pé de Jamelão, pegou num galho bem grosso e espichou bem o rabo até o fundo do poço. Os gritos chamaram a atenção dos vizinhos que, chegando ao bananal, surpreenderam-se com a cena. O macaco fazendo força, trazendo Marocas dependurada no seu rabo. Depois desse dia, as coisas mudaram. Marocas e o macaco ficaram amigos. Era uma beleza! Ela, em vez de pancadas, dava-lhe bananas e doces. CAPPELLI, Alba; DIAS, Dora. O macaco e a velha . Coleção Lua de Papel FTD Adaptado. Reforma Ortográfica - Onde Marocas colocou o boneco de alcatrão? A) Em um armazém C) No bananal B) Em um poço D) No barraco - O que deu início à briga entre Marocas e o macaco? A) A lição que Marocas deu no macaco. B) A surra de chicote que o macaco levou C) O boneco roubar as bananas do macaco. D) O macaco comer as bananas da Marocas.
  3. 3. 4) Leia o pequeno texto: Embora o plástico e o vidro não sejam biodegradáveis, isto é, não sejam decompostos por bactérias, também se desfazem com o tempo: o plástico leva 100 anos para se desfazer e o vidro, mais de 10 mil anos! De acordo com o texto, o plástico se desfaz em: A) Cinqüenta anos C) um ano B) Cento e vinte anos D) cem anos 5) Leia o texto com bastante atenção e responda: Quem ama vacina Terezinha Vieira da Rocha* O que você mamãe, que acaba de trazer ao mundo um ser tão especial, seu filho, precisa saber sobre vacinas. Tomar vacina dói? Sim. Dói, mas é uma dor muito pequena se comparada ao trauma de uma internação, por doenças que podem ser evitadas com a vacina. Trabalho, e não tenho tempo de levar meu filho para vacinar: O ideal é que você, mamãe, esteja com seu bebê, principalmente no momento da 1ª vacina. Ele sentirá mais seguro no seu colo, e as informações passadas a você, sobre as vacinas pelos profissionais de saúde, são muito importantes, mas, se ficar difícil para você compartilhar com seu filho este momento, peça a um parente, vizinho, ou a uma pessoa de sua confiança para levá-lo ao Centro de Saúde mais perto de sua casa. O importante é que no dia marcado sua criança receba as vacinas de acordo com o calendário vacinal. Se no dia marcado for Sábado, Domingo ou feriado, leve-o um dia antes ou um dia depois. Disponível em www.pbh.gov.br Esse texto foi escrito para A) Filhos C) médicos B) Mães D) pais
  4. 4. 6) Leia o texto abaixo e responda as questões com muita atenção: O Feitiço do sapo Eva Furnari Todo lugar sempre tem um doido. Piririca da Serra tem Zóio. Ele é um sujeito cheio de idéias, fica horas falando e anda pra cima e pra baixo, numa bicicleta pra lá de doida, que só falta voar. O povo da cidade conta mais de mil casos de Zóio, e acha que tudo acontece, coitado, por causa da sua sincera mania de fazer “boas ações”. Outro dia, Zóio estava passando em frente à casa de Carmela, quando a ouviu cantar uma bela e triste canção. Zóio parou e pensou: que pena, uma moça tão bonita, de voz tão doce, ficar assim triste e sem apetite de tanto esperar um príncipe encantado. Isto não era justo. Achou que poderia ajudar Carmela a realizar seu sonho e tinha certeza de que justamente ele era a pessoa certa para isso. Zóio se pôs a imaginar como iria achar um príncipe para Carmela. Pensou muito para encontrar uma solução e finalmente teve uma grande idéia de jerico: foi até a beira do rio, pegou um sapo verde e colocou-o numa caixa bem na porta da casa dela . FURNARI, Eva. O feitiço do sapo. São Paulo: Editora Ática, 2006, p. 4 e 5. A intenção de Zóio ao colocar um sapo na porta da casa de Carmela foi: A) ajudá-la a encontrar um príncipe encantado. B) ajudá-la a cantar com voz mais doce ainda. C) encontrar alguém para cuidar do sapo que vivia no rio. D) fazer uma surpresa, dando-lhe um sapo de presente. 7) Leia o texto e faça o que se pede: No Ninho Era uma linda tarde de verão, e uma brisa arrepiava as plantas que cercavam a lagoa. A pata branca espreguiçou-se, sacudiu as asas e acomodou-se no ninho para chocar seus ovos. ( Os mais belos contos de fada, São Paulo: Círculo dos Livros, 1981 – Fragmentos) Marque a opção quando e onde a história aconteceu e onde a pata estava. A) de manhã, no verão, no lago B ) de manhã, no verão, na lagoa C) à tarde, no verão, na lagoa D ) à tarde, no verão, no ninho 8) Leia o texto e responda à pergunta:
  5. 5. A história das letras A escrita foi inventada na Suméria, onde hoje é o Irã e o Iraque. Essa região é chamada de mesopotâmia e significa “entre rios”. Os rios são o Tigre e o Eufrates. Antigamente, cerca de 5mil anos atrás, a escrita começou a ser feita em pequenas almofadas de barro. Usou-se também madeira,metal e pedra para escrever. A ideia pegou e, assim, surgiram maneiras diferentes de escrever em vários pontos do mundo, de acordo com a língua falada em cada região. Ciências hoje para crianças. HTTP||cienciahojeuol.com.br No texto, qual palavra dá ideia de tempo? A) Assim B) Antigamente C) Entre D) onde 9) Leia o Dito Popular e responda a pergunta: “Deus ajuda quem cedo madruga.” Na frase, a palavra cedo indica: A) Lugar C) modo B) Modo D) tempo 10) Leia a tirinha: No primeiro quadrinho, qual é a palavra que indica tempo: A) Fazia B) antigamente C) mesada D) pois é 11) Leia o texto e responda a questão:
  6. 6. A menina e o lobo Certo dia, a mãe de uma menina mandou que ela levasse um pouco de pão e de leite para a sua avó. Quando a menina ia caminhando pela floresta, um lobo aproximou-se e perguntou-lhe para onde se dirigia. _ Para a casa da vovó – ela respondeu: Trecho retirado de O grande massacre de gatos de Darnton, Robert Quais as palavras retiradas do texto indica tempo: A) Certo dia / levasse B) Certo dia / Quando C) Quando / caminhando D) Quando / perguntou-lhe 12) Leia a imagem: Ela indica: A)Preservar o meio ambiente B) Matar os animais C)Combater a Dengue D) Proibir a entrada do mosquito 13)Leia e observe o cartaz abaixo e responda à questão O tema do filme anunciado nesse cartaz sugere: A) A briga da turma da Mônica cm o cachorrinho B) As novas brincadeiras de roda da turma da Mônica C) Uma aventura da turma da Mônica na atmosfera D) Que a turma da Mônica viajará na máquina do tempo 14) Leia o texto abaixo e responda a questão.
  7. 7. Domingão Domingo, eu passei o dia todo de bode. Mas, no começo da noite, melhorei e resolvi bater um fio para o Zeca. _ E aí, cara? Vamos ao cinema? _ Se lá, Marcos. Estou meio pra baixo... _ Eu também tava, cara. Mas já estou melhor! E lá fomos nós. O ônibus atrasou, e nós pagamos o maior mico, porque, quando chegamos, o filme já tinha começado. Teve até um Mané que perguntou se a agente tinha chegado para a próxima sessão. Saímos de lá, comentando: _Que filme massa! _Maneiro mesmo! Mas já era tarde, e nem deu para contar os últimos babados pro Zeca. Afinal, segunda-feira é de trampo e eu detesto queimar filme com o patrão. Não vejo a hora de chegar o final de semana de novo para eu agitar um pouco mais. CAVÉQUIA, Márcia Paganini Os dos personagens que conversam nesse texto são: A) Adultos B) crianças C) idosos D) jovens 15) Leia o texto responda à questão. Tchau Lygia Bojunga De repente a Mãe ficou de joelhos, agarrou as duas mãos da Rebeca e foi despejando a fala: _ Eu me apaixonei por um outro homem, Rebeca. Eu estou sentindo por ele uma coisa que nunca eu tinha sentido antes. Quando eu conheci teu pai eu fui gostando cada dia mais um pouco dele, me acostumando, ficando amiga, querendo bem. A gente construiu na calma um amor gostoso e foi feliz uma porção de anos. E mesmo quando eu reclamava que ele gostava mais da música do que de mim, eu era feliz... _ O pai adora você ! Você não pode... _ ... e mesmo no tempo que o dinheiro era superapertada a gente era feliz... _Ele gosta de você! Ele gosta demais de você. _... mas esse último ano tá sempre discutindo, a gente a toda hora. No diálogo do texto acima, quem fala primeiro é: A) Rebeca B) a mãe C) O pai D) o outro 16) Leia o texto e marque a opção correta
  8. 8. O proprietário do negócio sabe que os clientes gostam de ser bem tratados e de pessoas que prezam por uma boa imagem pessoal. Marque a opção que contenha as preferências dos clientes citados no texto: A) Gostam de ser bem tratados e por pessoas que se cuidam. B) Preferem ser bem tratados por pessoas sem asseio. C) Prezam pelo bom atendimento e pelo menor preço. D) Gostam de preço, independente do atendimento e da imagem do atendende. 17) Leia o texto e responda à pergunta. Um pouco da história de Cecília Meireles Cecília Meireles é uma das grandes escritoras da literatura brasileira. Ela nasceu no dia 7 de novembro de 1901, na cidade do Rio de Janeiro e eu nome completo era Cecília Benevides de Carvalho Meireles. Sua infância foi marcada pela dor e solidão, pois perdeu a mãe com apenas três anos de idade e o pai não chegou a conhecer (morreu antes do seu nascimento). Foi criada pela avó dona Jacinta. Por volta dos nove anos de idade, Cecília começou a escrever suas primeiras poesias. Estudiosos de sua obra dizem que seus poemas encantam os leitores de todas as idades. Qual frase apresenta uma opinião sobre Cecília Meireles? ( )Foi criada pela avó Dona Jacinta ( ) Nasceu no dia 7 de novembro de 1901. ( )Perdeu a sua mãe com apenas três anos de idade. ( )Seus poemas encantam os leitores de todas as idades. _______________________________________________________ 18) Leia o fragmento do texto O outro príncipe sapo de Jon Scieszka e responda o que se pede: Era uma vez um sapo. Certo dia, quando estava sentado na sua vitória-régia, viu uma linda princesa descansando a beira do lago. O sapo pulou dentro da água, foi nadando até ela e mostrou a cabeça por cima das plantas aquáticas. "Perdão, ó linda princesa", disse ele com sua voz mais triste e patética... Qual é a opinião do autor a respeito da voz do sapo: ( ) voz mansa e suave ( )estridente e aguda ( ) triste e melancólica ( ) triste e patética

×