Intercâmbios, Comunidades Virtuais

394 views

Published on

Actividades de Intercãmbio e Formação de professores

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Intercâmbios, Comunidades Virtuais

  1. 1. Intercâmbios, Comunidades Virtuais e Formação de Professores Ana Rosa Gonçalves Escola Secundária, 2/3 Frei Gonçalo de Azevedo
  2. 2. Actividades de Intercâmbio <ul><li>levam a comunicar e colaborar </li></ul><ul><li>levam à partilha de experiências e saberes </li></ul><ul><li>levam à descoberta de afinidades, diferenças, valores maiores e culturas singulares </li></ul><ul><li>melhoram competências de língua estrangeira </li></ul><ul><li>possibilitam a formação de professores </li></ul>
  3. 3. E-Twinning “The image of the other Portugal – Norway” Um ano de actividades comunicativas 2004/05
  4. 4. E-Twinning Karmoy 2 Turmas – 7º ano
  5. 5. Karmoy
  6. 6. Karmoy
  7. 7. “ Castles and Palaces, History and Legends” 3 anos de actividades comunicativas Portugal/Espanha/Polónia Bulgária/Malta/Roménia 2007/08/09
  8. 8. E-Twinning S. Domingos de Rana Escola 2/3 Sec. Frei Gonçalo de Azevedo S. Domingos de Rana - Cascais 2 turmas 7º ano
  9. 9. S. Domingos de Rana
  10. 10. Actividades realizadas Pena Palace
  11. 11. Actividades realizadas
  12. 12. Visitas Internacionais <ul><li>Polónia </li></ul><ul><li>Roménia </li></ul><ul><li>Espanha </li></ul><ul><li>Portugal </li></ul>
  13. 13. A Formação de Professores Objectivos <ul><li>favorecer a troca de experiências a nível didáctico – pedagógico; </li></ul><ul><li>encorajar o uso das TIC no processo de ensino-aprendizagem; </li></ul><ul><li>promover o trabalho de projecto como método de ensino criativo. </li></ul>
  14. 14. A Formação de Professores Objectivos <ul><li>melhorar as competências dos professores em termos de: </li></ul><ul><ul><li>trabalho de equipa; </li></ul></ul><ul><ul><li>planificação; </li></ul></ul><ul><ul><li>actividades de cooperação; </li></ul></ul><ul><ul><li>domínio das TIC; </li></ul></ul>
  15. 15. A Formação de Professores Metodologia <ul><li>de forma “infiltrada”, directamente nas aulas, através de uma “equipa de apoio”; </li></ul><ul><li>com reuniões semanais de planeamento da intervenção da equipa de apoio; </li></ul><ul><li>com encontros formativos, sem créditos; </li></ul><ul><li>com explicações personalizadas para consolidar/ adquirir saberes; </li></ul><ul><li>com a inter – ajuda online a nível nacional e internacional (Messenger, E-Mail e Moodle); </li></ul>
  16. 16. Avaliação dos Projectos <ul><li>A nível nacional foram aplicados questionários de satisfação aos alunos, que revelaram elevado nível de agrado em participar no projecto, em particular nas visitas de estudo e no contacto com os alunos estrangeiros. </li></ul><ul><li>Realizaram-se também questionários aos professores que apontaram algumas dificuldades a nível técnico o que levou à implementação das actividades de formação e dos apoios personalizados. </li></ul>
  17. 17. Conclusão <ul><li>Estes projectos são oportunidades para reflectir sobre as práticas; </li></ul><ul><li>numa formação informal, em colaboração e partilha; </li></ul><ul><li>entre pares torna-se mais fácil realizar o treino reflexivo que permite organizar o conhecimento; </li></ul><ul><li>para poder expressar e partilhar, confrontar argumentos, questionar, explorar ideias e debater questões; </li></ul>
  18. 18. Conclusão <ul><li>existe uma grande diferença entre as escolas a nível internacional: </li></ul><ul><ul><li>a estrutura dos sistemas de ensino, </li></ul></ul><ul><ul><li>o tipo de escolas, </li></ul></ul><ul><ul><li>o número de alunos por turma, </li></ul></ul><ul><ul><li>os recursos disponíveis, </li></ul></ul><ul><ul><li>A frequência e tipo de utilização das TIC, </li></ul></ul><ul><ul><li>o modelo de formação de professores, </li></ul></ul><ul><ul><li>o modo de funcionamento da própria escola quando integrada em projectos; </li></ul></ul>
  19. 19. <ul><li>[email_address] </li></ul>Grata pela vossa atenção! <ul><li>http:// www.castlesandpalaces.blogspot.com / </li></ul>

×