Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Manuais de qualidade

13,837 views

Published on

  • Olá Rosário bom dia, bom apresentação.Encontro-me na fase de elaboração do manual e gostaria de lhe perguntar se seria possivel partilhar o material e enviar-me o ppt para o meu email:vivi.confederados@gmail.com. Antecipadamente grata pelo seu suporte, desejo-lhe as maiores felicidades e continuação de um bom trabalho. Se necessitar de algo que eu tenha por favor não hesite em contactar-me.Bjs
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Exma. Dr.ª Rosário bom dia.Encontro-me na aprendizagem para elaboração do manual da qualidade e gostaria de lhe perguntar se seria possível partilhar o material e enviar-me o seu ppt para o meu email: apqlima@gmail.com
    Antecipadamente grata pelo seu suporte, desejo-lhe as maiores felicidades e continuação de um bom trabalho.
    Cumprimentos,
    Ana
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Olá Rosário bom dia, bom apresentação.Encontro-me na fase de elaboração do manual e gostaria de lhe perguntar se seria possivel partilhar o material e enviar-me o ppt para o meu email: pereiraisabel16@gmail.com.
    Antecipadamente grata pelo seu suporte, desejo-lhe as maiores felicidades e continuação de um bom trabalho. Se necessitar de algo que eu tenha por favor não hesite em contactar-me.Bjs.Isabel
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Olá! Obrigda Mónica e Yonara pelos vossos simpáticos comentários. Eu coloquei este ppt online exactamente porque tenho recebido inúmeros pedidos de 'socorro' nesta área. O manual de qualidade, quando é bem elaborado, é um potente instrumento de gestão e não um fardo para a empresa. um abraço
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Muito bom, Rosário :) Obrigada pela partilha! Os seus powerpoints constituem sempre uma mais valia, todo o trabalho que se tem de fazer acaba por se tornar mais simples e fácil de implementar. Votos de uma boa semana e bom trabalho! abraço, Mónica
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Manuais de qualidade

  1. 1. Manuais de Qualidade de Entidades Formadoras Rosário Cação rosario@evolui.com
  2. 2. Contextualização• A Portaria 851/2010 de 6 de Setembro regula o sistema de certificação de entidades formadoras.• O manual de qualidade é um dos requisitos de certificação.
  3. 3. A Orientação para a Qualidade e o Manual A orientação para a qualidade traduz-se na capacidade de mobilizar recursos para satisfazer as necessidades e expectativas dos clientes numa perspectiva de melhoria contínua dos produtos ou serviços disponibilizados e das práticas da empresa. O manual de qualidade da actividade formativa (MQAF) é um documento que identifica e descreve todos os processos, metodologias, procedimentos, intervenientes e recursos usados no âmbito das diferentes fases do ciclo formativo, traduzindo as práticas existentes ou a implementar pela entidade, devendo estar permanentemente actualizado.Fonte: DGERT. (2011). Guião Orientador - Manual de Qualidade da Actividade Formativa (Julho 2011 ed.). Lisboa: DGERT.
  4. 4. Objectivos do Manual• Concentrar num único documento os processos internos de desenvolvimento da formação, servindo de guia orientador da actuação da entidade a esse nível;• Estruturar e uniformizar procedimentos, incorporá-los na actividade regular da entidade e divulgá-los a toda a equipa;• Definir os processos numa perspectiva operacional (fases, procedimentos), mas também técnica e metodológica (explicando critérios técnicos e pedagógicos utilizados em cada fase);• Potenciar a avaliação permanente da actividade formativa, traduzida em indicadores que facilitem a respectiva monitorização, visando a melhoria contínua;• Demonstrar o cumprimento dos requisitos de processos no desenvolvimento da formação, do referencial de qualidade de certificação de entidades formadoras.
  5. 5. Organização do ManualO manual deve estar organizado em 4 secções: 1. Enquadramento do documento e caracterização da entidade 2. Identificação dos processos da actividade formativa 3. Caracterização dos processos da actividade formativa 4. Apresentação dos modelos dos documentos, instrumentos e registos referenciados em cada processo
  6. 6. Elementos a Constar no ManualNa primeira secção devem ser enquadrado o manual, caracterizada a entidade e toda a sua políticaformativa e orientação para a qualidade, devendo ser referido: • Enquadramento e objectivos do manualEnquadramento e • Caracterização genérica da entidade (actividade principal, serviçoscaracterização prestados, objectivos estratégicos, etc.)Identificação dos • Missão e visãoprocessos • Política e estratégia para a actividade formativaCaracterização dos • Descrição genérica da actividade formativa (destinatáriosprocessos preferenciais, áreas de educação e formação em que actua e em que seApresentação dos especializa, modalidades de formação, etc.)modelos • Organigrama geral • Descrição genérica das funções associadas à actividade formativa • Descrição genérica de instalações e recursos materiais • Informação explicativa sobre a organização do documento • Indicação dos momentos de revisão e actualização do manual, do responsável pela actualização e validação
  7. 7. Elementos a Constar no Manual Podem ainda ser introduzidos elementos adicionais como: • Política ou compromisso de qualidade (por exemplo, focalizaçãoEnquadramento e no cliente, desenvolvimento e envolvimento das pessoas,caracterização desenvolvimento de parcerias visando gerar valor acrescentado para oIdentificação dos cliente)processos • Indicadores da qualidadeCaracterização dos • Factores críticos de sucessoprocessos • Análise e caracterização do contexto e partes interessadasApresentação dosmodelos (stakeholders) • Orientação para resultados e melhoria contínua
  8. 8. Elementos a Constar no ManualEnquadramento e Na segunda secção, são identificados os processos da actividadecaracterização formativa, que devem estar organizados na lógica do cicloIdentificação dos formativo, isto é, devem estar organizados pelas fases de:processos • PlaneamentoCaracterização dos • Desenvolvimento eprocessos • Avaliação da formaçãoApresentação dosmodelos
  9. 9. Elementos a Constar no Manual Fase Exemplos de processosPlaneamento • Diagnóstico de necessidades de formação • Planificação de intervenções ou actividades formativas • Definição da cronologia global de realização das intervenções • Estimativa dos meios necessários (humanos, pedagógicos, materiais e financeiros)
  10. 10. Elementos a Constar no Manual Fase Exemplos de processosDesenvolvimento Concepção ou adaptação de programas • Concepção ou adaptação de metodologias e instrumentos • Concepção de suportes pedagógicos (planos de sessão, planos de estágios, instrumentos de avaliação, etc.) • Concepção ou adaptação da documentação de apoio • Selecção e afectação dos recursos humanos e entidades envolvidos no processo formativo • Articulação dos diferentes intervenientes no processo formativo (coordenação pedagógica, formadores, formandos, outros) • Selecção /afectação de espaços, equipamentos e materiais pedagógicos de apoio ao desenvolvimento das intervenções • Promoção e divulgação das intervenções • Selecção dos formandos e constituição de grupos de formação • Processos e metodologias de despistagem vocacional e de orientação profissional* • Organização e gestão da informação relativa à actividade formativa • Selecção de entidades para realização de estágios* • Gestão logística e administrativa ao funcionamento das intervenções* Apenas em alguns cursos
  11. 11. Elementos a Constar no Manual Fase Exemplos de processosAvaliação • Acompanhamento e avaliação da formação, ao nível de: • Satisfação dos formandos • Satisfação de formadores • Aprendizagem • Desempenho de formadores, coordenadores e outros colaboradores • Ocorrências (desistências, reclamações ) • Acompanhamento pós-formação: • Inserção profissional e/ou integração social • Satisfação com as competências adquiridas • Melhoria do desempenho profissional • Avaliação de entidades externas prestadoras de serviços de formação • Análise de resultados anuais da actividade • Avaliação dos objectivos contemplados em plano de actividades • Avaliação de indicadores de execução física dos projectos • Avaliação de indicadores de desempenho • Orientação para resultados e melhoria contínua (auto- -avaliação, auditorias internas e externas)
  12. 12. Elementos a Constar no ManualNa terceira secção devem ser caracterizados os processos da actividade formativa identificados. Para cada processo, é necessário identificar e/ou descrever: • O processo - a sua designação - e o âmbito de aplicaçãoEnquadramento e • As ligações do processo a outros processoscaracterização • O responsável de cada processoIdentificação dos • As funções/recursos humanos afectos a cada actividadeprocessos • As entradas de cada processo (por exemplo, saídas de processosCaracterização dos anteriores) e saídas de cada processo (os resultados ou produtos deprocessos cada processo)Apresentação dosmodelos • As actividades principais associadas ao processo (por exemplo, através de diagrama de fluxo) • As metodologias e critérios utilizados • Os documentos e/ou instrumentos associados a cada actividade, que são depois apresentados na secção 4. • O(s) indicador(es) de desempenho do processo • Os momentos de revisão e actualização do processo
  13. 13. Elementos a Constar no Manual Na quarta secção devem ser apresentados os modelos dos documentos, instrumentos, registos e outros referenciados em cada processo.Enquadramento e Podem ser incluídos:caracterização • FormuláriosIdentificação dos • Templatesprocessos • E-mailsCaracterização dosprocessos • QuestionáriosApresentação dos • Relatóriosmodelos • Imagens de menus de softwares ou de plataformas • Etc.
  14. 14. Exemplo: Mapa de identificação de Processos
  15. 15. Exemplo: Descrição do Processo
  16. 16. Exemplo: Descrição do Processo (cont.)
  17. 17. Exemplo: Descrição do Processo - Actividades
  18. 18. Exemplo: Preparar as Auditorias InternasOs mapas de descrição de processos e de actividades devem ser preparados de forma a serem uminstrumento de apoio às auditorias internas.
  19. 19. http://www.evolui.com/formadores/rosario_cacao

×