Apo atropologia

1,925 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,925
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
102
Actions
Shares
0
Downloads
44
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apo atropologia

  1. 1. História da Filosofia Tatiana Maria Rodrigues de Almeida Fábio Moura Santos Ana Cláudia Serra Passos Mônica Regina Luz Barbosa Juliana Costa Jorgeane dos Santos Alves Rosemary dos Santos de Jesus
  2. 2. <ul><li>No início era o caos. Então, para dar ordem ao caos, foram criadas cinco divindades gregas: </li></ul><ul><li>GAIA : A mãe terra </li></ul><ul><li>TARTARO : O inferno </li></ul><ul><li>ÉREBO : As trevas que cobriam o inferno </li></ul><ul><li>NIX ou NOITE: A escuridão </li></ul><ul><li>EROS : O amor. </li></ul><ul><li>As quais se uniram entre si e deram origem a muitos descendentes. A primeira geração foi de monstros hecatôncritos (com 50 a 100 braços) e ciclopes (com um olho só). Da segunda geração vieram os titãs e as titanides. A terceira geração foi a dos Deuses Olímpicos: Zeus e os demais. </li></ul><ul><li>Segundo a mitologia grega, “O Monte Olimpo” é a morada dos Deuses olímpicos, os quais, são detentores do conhecimento, personificam características e fenômenos da natureza e sentimentos humanos. Por esse motivo, sempre serviram de estudo para a compreensão da natureza e do comportamento humanos. </li></ul><ul><li>Zeus é soberano. É o mais poderoso de todos os Deuses Olímpicos. Filho de Cronos (o tempo) e de Reia (Deusa da Terra), Zeus casou-se com sua irmã Hera (conduta comum entre os Deuses) e com ela teve três filhos: Ares, Hefesto e Eris; e tantos outros filhos, frutos das suas incontáveis relações extra-conjugais. </li></ul>Mitologia Grega
  3. 3. <ul><li>OS DEUSES DO OLIMPO: </li></ul><ul><li>Zeus: O rei conquistador de mulheres, poderoso e infiel. </li></ul><ul><li>Poseidon: O Deus do mar, que habita as águas. Criador dos tsunamis. </li></ul><ul><li>Hades: O Deus das trevas. Habita o inferno. </li></ul><ul><li>Apolo: Deus da beleza. Como Artémis, é filho de Zeus com a titanide Leto. </li></ul><ul><li>Hefesto: Filho de Zeus e de Hera, é um Deus disforme, porém talentoso. </li></ul><ul><li>Hermes: Filho de Zeus com Maia, é um espírito vivo, ligeiro e astuto. </li></ul><ul><li>Ares: Apesar de bom amante, é o Deus das forças destruidoras da guerra. </li></ul><ul><li>Dionísio: Deus do vinho, da embriaguez. È filho de Zeus com Sêmela. </li></ul><ul><li>Eros: Deus portador dos mais loucos desejos e instintos sexuais. </li></ul><ul><li>Pã: É um Deus secundário. Com pernas e pés de cabra e corpo de homem, Pã é desencadeador das maiores confusões da Arcádia. </li></ul><ul><li>AS DEUSAS DO OLIMPO: </li></ul><ul><li>Apesar de poderosas e belas, elas têm comportamentos mortais. Casam-se, geram filhos e ressentem-se dos Deuses machos. </li></ul><ul><li>Hera: É o correspondente feminino de Zeus. É sua irmã e esposa. É a Deusa do casamento e do lar; mas uma mulher ciumenta e vingativa. </li></ul><ul><li>Afrodite: Irresistível e fecunda; ela é a Deusa do amor. </li></ul><ul><li>Deméter: A divindade das estações. </li></ul><ul><li>Artemis: Irmã de Apolo; é uma Deusa bela e destemida e caçadora. </li></ul><ul><li>Eris: É a Deusa da discórdia. Filha de Zeus e de Hera. </li></ul><ul><li>Atena: Filha de Zeus com a titã Métis; Atena é possuidora de dotes intelectuais. Ela ensina aos homens a manipular ferramentas e às mulheres a tecer e tear. </li></ul>
  4. 4. OS PRÉ-SOCRÁTICOS
  5. 5. Os Pré-socráticos foram os primeiros Filósofos, porque enfrentaram racionalmente – e, portanto, sem recorrer a uma explicação mítica, - o princípio primordial (arché, em grego), do qual tudo deriva. A filosofia tem início quando o pensamento se torna racional, seja no sentido de procurar acompanhar processos lógicos, seja no sentido de encontrar na ralidade provas que sustentem as afirmações produzidas. Também chamados naturalistas ou filósofos da physis ( natureza - entendendo-se este termo não em seu sentido corriqueiro, mas como realidade primeira, originária e fundamental , ou o que é primário, fundamental e persistente, em oposição ao que é secundário, derivado e transitório ), tinham como escopo especulativo o problema cosmológico, ou cosmo-ontológico, e buscavam o princípio (ou arché) das coisas.
  6. 6. <ul><li>Em meados do séculos V, em Atenas, Um grupo de intelectuais escandalizou os filósofos da época ao fazer do saber uma profissão, oferecendo aulas de retórica e eloquência para os jovens. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>“ O homem é a medida de todas as coisas: daquelas coisas que são, pelo que são, daquelas coisas que não são, pelo que não são.” Protágoras </li></ul><ul><li>“ Nada existe e mesmo que algo existisse, não seria compreensível ao homem e mesmo sendo compreensível, seria certamente incomunicável. Górgias </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Sócrates, Platão e Aristóteles inauguram uma filosofia ocidental; afirmam que a condição do homem está fundada numa essência imutável e eterna, perfeita em si mesma, mas comprometida por seu vínculo à matéria. </li></ul><ul><li>Sócrates faz uma defesa intransigente do conhecimento </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Platão apresenta a perfeição do mundo das idéias </li></ul><ul><li>Aristóteles acredita que a educação é a transformação em ato das potencialidades dos homens </li></ul><ul><li>O pensamento desses filósofos gregos está ligado à educação sendo que a a mesma deve ser o processo que leva o homem ao máximo possível de sua perfeição </li></ul>
  10. 10. Reflexão sobre a condição humana colocando o homem como um prisioneiro de si mesmo e não do meio.
  11. 11. Santo Agostinho e são Tomás de Aquino foram os maiores pensadores da Patrística e da Escolástica. Santo Agostinho valeu-se da filosofia de Platão enquanto São Tomás de Aquino a de Aristóteles, influenciando assim, cada qual em sua época, não somente a religião católica, mas outros pensadores cristãos que vieram posteriormente. Para ambos Deus criou a matéria do nada, e tudo que existe no universo. Para Agostinho as idéias estavam no Espírito de Deus, já São Tomás de Aquino acrescenta que Deus está continuamente criando o mundo ao unir os universais e a matéria para produzir novas coisas. Nenhum dos dois colocava em dúvida a imortalidade da alma. Santo Agostinho dizia que a alma e o corpo são distintos, mas não soube explicar como a alma está ligada ao corpo. De acordo com São Tomás a alma humana foi criada por Deus.
  12. 12. <ul><li>Santo Agostinho tem a idéia de que a Igreja, como encarnação mundana da cidade de Deus, devia ter total superioridade sobre o Estado. São Tomás de Aquino instruía que o homem é um ser político e procura sempre estar em sociedade, ou seja, o homem deve ser leal a Igreja, mas deve obedecer ao estado, já que este recebeu o seu poder da própria Igreja, </li></ul><ul><li>A fé para santo Agostinho é penetrada para que seus conteúdos sejam compreendidos com a razão. São Tomás consegue estabelecer um equilíbrio nessa relação, entre a filosofia e a teologia, fazendo distinção e não as separando necessariamente . </li></ul>
  13. 13. O homem passou a ser parâmetro do mundo: ele torna-se objeto de observação, ao mesmo tempo que é o observador.
  14. 14. <ul><li>O Gênio da Renascença: Leonardo da Vinci o personificador dos padrões do homem renascentista. Sendo ele pintor, escultor, arquiteto, cientista e músico. </li></ul><ul><li>Ciência: Galileu Galilei, perseguido pela Igreja por afirmar que a Terra não era o centro de todo o universo. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Todo o processo do conhecer, do saber e do agir é aprendido pela experiência, pela tentativa e erro. </li></ul><ul><li>Empirismo_ nome genérico de todas as doutrinas filosóficas. </li></ul>
  16. 16. Descartes (1596-1649) pode ser considerado o fundador do racionalismo moderno e da filosofia moderna.
  17. 17. <ul><li>Esta doutrina filosófica afirma que o conhecimento humano tem sua origem na razão, que possui ou representações (idéias gerais) dos objetivos, as quais a realidade se submete. </li></ul>
  18. 18. Referências Bibliograficas <ul><li>Coleção os pensadores, os pré-socráticos Abril, cultura. São Paulo, 1edição, vol.1,agosto 1973. </li></ul><ul><li>http://www.consciência org,pré.socraticos.shtml. </li></ul><ul><li>Fonte de pesquisa: Revista “História viva”especial: mitologia( WWW.historiaviva.com.br ) </li></ul><ul><li>Antologia Ilustrada de Filosofia, Ubaldo Nicola </li></ul><ul><li>História da Filosofia – Helferich, Christoph </li></ul>
  19. 19. Equipe: 1. Mitos gregos – Tatiana Maria Rodrigues de Almeida 2. Pré-Socráticos – Fábio Moura Santos 3. Sofistas - Ana Cláudia Serra Passos 4. Sócrates, Platão e Aristóteles - Alegoria da caverna – Mônica Regina Luz Barbosa 5. Sto Agostinho e São Tomaz de Aquino – Juliana Costa 6. Renascença – Jorgeane dos Santos Alves 7. Empirismo e Racionalismo – Rosemary dos Santos de Jesus

×