Uísque, tudo sobre

5,000 views

Published on

descreve tudo sobre o uisque

Published in: Education
  • Be the first to comment

Uísque, tudo sobre

  1. 1. INTRODUÇÃO: O uísque é uma das bebidas alcoólicas mais apreciadas em todo o mundo, no entanto, a sua ingestão deve ser moderada, dado que o seu volume alcoólico é muito elevado. Saiba o que é o uísque e descubra o porquê desta bebida ter ficado conhecida como a “água da vida”. (uísques, 200?)
  2. 2. O que é o uísque? O uísque é uma bebida alcoólica muito forte que é obtida a partir da fermentação de grãos de centeio, milho ou cevada. A sua graduação alcoólica situa-se entre os 38% e 54% de volume de álcool e é por isso que a sua ingestão deve ser moderada. (uísques, 200?)
  3. 3. O uísque é também conhecido como whisky na Escócia e no Canadá ou whiskey na América e na Irlanda. Trata-se de um termo que deriva da abreviatura de “usquebaugh” que provém do gaélico “uisce beatha” que significa que o uísque é a “água da vida” devido ao seu forte aroma e sabor. (uísques, 200?)
  4. 4. CARACTERÍSTICAS O uísque é uma bebida rigorosamente regulamentada; possui denominações de origem e várias classes e tipos. A característica comum desses diferentes classes e tipos é a fermentação dos grãos e a destilação máxima de 80% de álcool para os de milho e 90% de álcool para os de outros grãos, antes da adição de água, para reter os sabores dos grãos usados para fazer a alcoolização.(WIKI/UÍSQUE, 2013).
  5. 5. O uísque ganha 60% do seu sabor baseado no tipo de barril usado no seu envelhecimento, por isso a maioria das classificações baseia-se no tipo de madeira usado e na qualidade da flambagem e queima da madeira. Para o uísque Bourbon, por exemplo, é legalmente exigido que se envelheça em barris de carvalho flambados.(WIKI/UÍSQUE, 2013).
  6. 6. ORIGEM A produção de uísque na Escócia provém de várias tradições que foram introduzidas por São Patrício da Irlanda no século IV ac., e a destilação era feita por indígenas nas terras altas, segundo o relato que a história traz, mesmo que sejam eles muitos vagos. (CLADOWHISKY, 2012).
  7. 7. Foram achados documentos sobre a destilação na Escócia que remontam ao século XV, nos Royal Exchequer Rolls (Registro do Tesouro Público) que datam de 1.494 e descrevem a venda de 500 Kg de malte para um Frade de nome John Corr para produzir a aqua vitae (água da vida). (CLADOWHISKY, 2012).
  8. 8. Ou seja que nos seus começos, sua produção estava ligada aos monastérios, que usavam o licor produzido com ervas e especiarias, para fins medicinais, por isso era conhecido pelo nome de aqua vitae. Em 1505 o Guild of Surgeon Barbers (Clube de Barbeiros e Cirurgiões) obteve o direito exclusivo da destilação em Edimburgo. (CLADOWHISKY, 2012).
  9. 9. Havia poucas destilarias profissionais nos séculos XVII e XVIII, e até 1.820 a destilação era uma atividade quase doméstica. Fabricavam a sua própria bebida na maioria das granjas rurais de terras altas em seu alambiques privados uisagebeatha. (CLADOWHISKY, 2012).
  10. 10. Era muito importante para a economia rural, já que desta maneira a cevada que sobrava após a destilação, era dada para o gado como alimento de muita importância. O uísque não era utilizado só para o consumo caseiro, também como uma moeda líquida de grande valor.Era muito importante para uma sociedade de pessoas pobres das terras altas, onde o clima inclemente de um país do norte, era muito impiedoso. (CLADOWHISKY, 2012).
  11. 11. A produção de uísque de malte era uma extensão do ano agrícola. A época começava em agosto ou setembro, quando haviam terminado a colheita de cevada e continuava durante o inverno até final de abril. Muitos trabalhadores das destilarias se dedicavam a cortar a turfa para a estação seguinte, mas parava a produção durante o verão, chamada a época silenciosa. (CLADOWHISKY, 2012).
  12. 12. Quem Inventou? Fontes históricas atribuem ao cientista árabe Jābir ibn Hayyān o crédito de inventor do processo de destilação, no século VIII. ia. iped Wik nte: Fo Fonte :Wikip edia.
  13. 13. Matéria-Prima Os três ingredientes básicos utilizados na fabricação de um uísque ― água, cevada e levedura ― são importantes. Na Escócia, a plantação da cevada passa por um controle de qualidade para manter sempre o mesmo padrão. (NAIOBE, 2012).
  14. 14. As leveduras também têm características específicas, podendo ser mais leves ou mais pesadas. Mas a água é a que dá maior diferenciação entre um uísque e outro. O país conta com muitas fontes, cada uma com característica química diferente. Tanto que algumas destilarias têm a sua própria fonte como matéria-prima exclusiva. (NAIOBE, 2012).
  15. 15. e d o o s s ã e ç c u o d r o P r P
  16. 16. 1. A Maltagem Este processo consiste na imersão da cevada em água natural, por 2 ou 3 dias, para proporcionar a germinação do malte. Quando o broto atinge uma polegada, está na hora de interromper a germinação e iniciar outra fase do processo: A secagem. (ALVES, 200?).
  17. 17. 2. A Secagem Na fase da secagem, o broto de malte é colocado num forno que é aquecido pela turfa, que produz pouca chama e muita fumaça, que fica impregnada no malte, conferindo-lhe um aroma específico. Como a turfa é um material rico em matéria orgânica, ele literalmente repassa as características da região para o malte. geralmente o malte é perfumado e suave. (ALVES, 200?).
  18. 18. 3. Moagem/Maceração Para extrair a maior quantidade de material fermentável da cevada, os grãos, junto com os brotos defumados de malte, são esmagados utilizando-se grandes moendas rolantes. Quanto mais moído for o malte, mais açúcar, consequentemente mais álcool se obterá. (ALVES, 200?).
  19. 19. Nesta fase, o produto (pó) oriundo da moagem é peneirado e colocado em infusão num grande destilador com água quente. Esta operação libera o açúcar da cevada e cria um líquido chamado "mosto". Geralmente o resíduo desta fase é redirecionado para a ração animal. (ALVES, 200?).
  20. 20. 4. Fermentação Acrescenta-se levedura ao mosto quente (70 graus centígrados) para fermentação e transformação do açúcar em álcool em até 72 horas. O resultado deste processo é uma bebida fermentada e doce, com teor alcoólico de 9%. São retiradas as impurezas. (ALVES, 200?).
  21. 21. 5. Destilação. O líquido fermentado vai para os alambiques para passar por duas destilações. O primeiro destilado possui cerca de 20% de álcool.O alambique de segunda destilação é menor, e o destilado chega até 64% de álcool, ponto quase ideal para repousar por vários anos, recebendo, inclusive, água pura, para chegar aos 40% ao final do envelhecimento. (ALVES, 200?).
  22. 22. A bebida que resulta do processo de destilação é incolor, como a cachaça no Brasil. A cor característica e o incremento no sabor é resultado do envelhecimento em tonéis de carvalho, durante a fase de envelhecimento. (ALVES, 200?).
  23. 23. 6. Envelhecimento. Apenas três semanas depois do processo de maltagem ter iniciado, o whisky está pronto para "adormecer" e incorporar cor e sabores. A natureza tem muito efeito na produção do whisky na Escócia. As chuvas que caem o ano inteiro, as mais de 100 mil fontes de água puríssima, e a turfa, refletem e se aprimoram a cada ano que passam envelhecendo. (ALVES, 200?).
  24. 24. Legislação DECRETO Nº 6.871, DE 4 DE JUNHO DE 2009. Art. 55. Uísque, whisky ou whiskey é a bebida com graduação alcoólica de trinta e oito a cinquenta e quatro por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida do destilado alcoólico simples de cereais envelhecido, parcial ou totalmente maltados, podendo ser adicionado de álcool etílico potável de origem agrícola, ou de destilado alcoólico simples de cereais, bem como de água para redução da graduação alcoólica e caramelo para correção da cor.
  25. 25. § 1o O uísque será denominado de: I - uísque malte puro ou whisky puro malte ou pure malt whisky, quando a bebida for elaborada exclusivamente com destilado alcoólico simples de malte envelhecido ou Malt Whisky, com o coeficiente de congêneres não inferior a trezentos e cinquenta miligramas por cem mililitros em álcool anidro;
  26. 26. II - uísque  cortado  ou blended whisky,  quando  a  bebida  for  obtida  pela  mistura  de,  no  mínimo,  trinta  por  cento  de  destilado  alcoólico  simples  de  malte  envelhecido  ou Malt Whisky,  com  destilados  alcoólicos  simples  de  cereais,  álcool  etílico  potável  de  origem  agrícola  ou  ambos,  envelhecidos  ou  não,  com  o  coeficiente  de  congêneres  não  inferior  a  cem  miligramas  por  cem  mililitros,  em  álcool anidro;
  27. 27. III - uísque de cereais ou grain whisky,  quando a bebida for obtida a partir de  cereais reconhecidos internacionalmente  na produção de uísque, sacarificados, total  ou parcialmente, por diástases da cevada  maltada, adicionada ou não de outras  enzimas naturais e destilada em alambique  ou coluna, envelhecido por período mínimo  de dois anos, com o coeficiente de  congêneres não inferior a cem miligramas  por cem mililitros, em álcool anidro; ou
  28. 28. IV  - bourbon whisky, bourbon whiskey, tennessee whisky ou tennessee whiskey,  quando  o  uísque  for  produzido  nos  Estados  Unidos  da  América  de  acordo  com  a  sua  legislação,  sem  prejuízo  ao  estabelecido  no caput.          (Redação dada pelo Decreto nº 7.968, de 2013)
  29. 29. § 2o  O uísque engarrafado no território  nacional somente poderá fazer uso das  denominações  de  origem,  ou  seja, scotch whisky, canadian whisky, irish whisky,bourbon whisky, tennessee whisky e  outras  reconhecidas  internacionalmente,  quando  elaborado,  exclusivamente,  com  matérias-primas  importadas  a  granel, 
  30. 30. § 3o  A  porcentagem  do  destilado  alcoólico  simples  de  malte  envelhecido,  de  milho  ou  de  outros  cereais  empregados  na  elaboração  do  uísque  será  calculada  em  função  do  teor  alcoólico  expresso  em  volume, em álcool anidro.
  31. 31. cujos destilados sejam produzidos e  envelhecidos  em  seus  respectivos  países de origem e que mantenham  as  características  determinadas  por  suas  legislações,  podendo  apenas  ser  adicionado  de  água  para  redução  da  graduação  alcoólica  e  de  caramelo  para  a  correção  da  cor.          (Redação dada pelo Decreto nº 7.968, de 20 .
  32. 32. Como Degustar o Uísque? O whisky é uma bebida espirituosa muito forte e não deve ser ingerida de um só trago como nos filmes de cowboys de John Wayne. Todos os amantes de um bom whisky, seja ele um whisky americano ou escocês, devem apreciar calmamente esta bebida, de modo a admirar o seu sabor e a prolongá-lo até à última gota. (uísques, 200?)
  33. 33. Para saborear corretamente um copo de whisky e distinguir uma marca das demais, é obrigatório que um bom apreciador siga algumas regras de degustação específicas. São elas:
  34. 34. A escolha do copo: É necessário escolher um copo que seja adequado para cheirar e provar o whisky. Um copo de Xerez, conhecido como “copita” é o ideal, pois a sua forma permite retirar todo o aroma que um whisky tem. Caso não tenha acesso a este copo, deve optar por escolher um que tenha um pé fino, como um copo de vinho ou aqueles que são usados nos aperitivos. (uísques, 200?)
  35. 35. A preparação do copo: Um dos aspetos mais importantes na degustação de um whisky passa pela preparação do copo onde a bebida vai ser servida. Despeje um pouco de uísque no copo e deixe-o repousar durante alguns momentos à temperatura ambiente. Em seguida, agite o copo para que o líquido se espalhe em todas as direções interiores do vidro e depois despeje-o.(uísques, 200?)
  36. 36. A dosagem do whisky: Todas as destilarias indicam que a dose recomendada para a prova de um whisky não deve exceder os 28 mililitros. Nesta fase, é fundamental pegar sempre no copo de whisky pelo seu pé, para não adulterar o sabor puro da bebida. (uísques, 200?)
  37. 37. O cheirar do Whisky: Um bom apreciador deve assimilar o aroma do whisky antes de o provar, pois essa é a forma correta de estudar a sua cor, o seu caráter e a sua pureza. (uísques, 200?)
  38. 38. A prova do whisky: Com um pequeno gole, deixe o whisky repousar na boca e mantenha-o preso durante um período de 20 ou 30 segundos. Esse é o tempo ideal para ficar a conhecer toda a pureza da bebida e assim conseguirá apreciar e retirar todos os seus sabores principais. Deve provar sempre um whisky duas vezes para desbloquear e descobrir todos os seus sabores. (uísques, 200?)
  39. 39. CONSUMO: Recife  é  responsável  pelo  maior  consumo  de  uísque per  capita do  mundo!  Acredite  ou  não,  a  pesquisa  realizada  pela  renomada  revista britânica The  Whisky revela  que  a  cidade  pernambucana  ultrapassa até mesmo os números de  consumo  registrados  nas  regiões  da  Escócia,  maior  produtora  do  destilado. 
  40. 40. Ainda  de  acordo  com  a  publicação,  Recife  detém  40%  do  consumo  mundial  de Johnnie  Walker  Red  Label. O  alto  consumo  da  bebida  por lá fez, inclusive, com que muitas  empresas  investissem  na  região  e  aumentassem a competitividade.
  41. 41. Segundo dados da Nielsen, de agosto de 2011 a julho de 2012, o consumo de uísque na Região Metropolitana de Recife foi quatro vezes superior à média brasileira: no período, os recifenses entornaram 0,571 litro por pessoa, em média – o que dá 11,5 doses. (FORBES, 200?)
  42. 42. No resto do Brasil, a média foi de 0,145 litro ou 2,9 doses. Em São Paulo, por exemplo, o consumo ficou em 0,171 litro (3,5 doses) e no Rio, 0,078 litro (1,5 dose). Pelos cálculos da Nielsen, a região de Recife representa sozinha 37% das vendas de uísque do Brasil.
  43. 43. Curiosidades MASTER BLENDER: É um profissional, que possui uma sensibilidade extraordinária para perceber as várias nuances de cada Whisky de malte ou grão e criar um blended Whisky com identidade própria e características marcantes . (CASALÁ,2013)
  44. 44. QUAICH: Utilizava-se na Escócia, há alguns séculos uma taça chamada Quaich, do gaélicocuach, que significa taça com fundo raso. Ela servia como medida de whisky e também para desejar boas-vindas e demonstrar amizade aos visitantes . (CASALÁ,2013)
  45. 45. TRÊS ANOS: De acordo com a lei de Whisky Escocês, de 1914, só pode ser considerado Whiskyo produto que tenha sido envelhecido em tonéis por um período mínimo de três anos. Comentário: Geralmente as destilarias envelhecem por no mínimo 8 anos.
  46. 46. ALAMBIQUE: A alma e o corpo do Whisky, são definidos pelo tamanho e forma dos alambiques usados na preparação. Em geral, alambiques pequenos produzem Whisky pesado e denso, já os grandes, apresentam bebidas mais leves e suaves.
  47. 47. ANJO: Pelo longo tempo que o Whisky fica envelhecendo nos barris, a bebida absorve o ar e perde algum volume e força. Para os escoceses, essa perda, cerca de 2% do conteúdo dos barris representa a parte destinada ao felizardo “ANJO”.
  48. 48. Os 5 whiskies mais vendidos no mundo são: Whisky Empresa Origem 1 – Bagpiper United Spirits Bangalore, India 2 – McDowell’s No.1 United Spirits Bangalore, India 3 – Jack Daniel’s Brown-Forman Louisville Kentucky, EUA 4 – Officer’s Choice Allied Blenders & Distillers Mumbai, India 5 – Original Choice John Distilleries Bangalore, India
  49. 49. Dalmore 62 single highland malt scotch U$$ 58.000
  50. 50. Glenfiddich 1937 rare collection U$$ 71,7 mil
  51. 51. Glenfiddich janet sheed roberts reserve 1955 U$$ 94.000
  52. 52. The macallan 1946 U$$ 460.000
  53. 53. http://www.querocomer.com.br/noticia/2012/04/entrevista-eduardo-rotella http://www.clanmachamilton.com.br/Whisky_e_destilarias.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/U%C3%ADsque http://www.cladowhisky.com.br/artigo.php?recordID=1&artigo=Hist%F3ria%20do%20Whisky http://uisques.com/artigos/como-saborear-copo-whisky http://uisques.com/artigos/que-uisque http://www.makefor.com.br/fofocas/recife-e-maior-consumidor-de-uisque.html http://en.wikipedia.org/wiki/J%C4%81bir_ibn_Hayy%C4%81n http://forbesbrasil.br.msn.com/negocios/por-que-recife-%C3%A9-a-cidade-onde-maisse-consome-u%C3%ADsque-no-brasil-e-no-mundo http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2009/Decreto/D6871.htm http://www.missaosommelier.com.br/whisky-dicas-e-curiosidades/ http://www.whiskyimportado.com.br/mais-vendidos/

×