Rodrigo Carreiro
Mestrando
Grupo Comunicação, Internet e Democracia (UFBA)
 Aproximação entre cibercultura e
comunicação política
 Possibilidades democráticas da internet:
ainda há algo de novo a...
 Internet: uma “novidade” para democracia
 Estreitamento das esferas política e pública
 Enfraquecimento da representaç...
Materialidades da Comunicação
Funcionalidade e uso material = significado
o meio é definidor de parâmetros
limitadores e p...
Como a materialidade da internet influencia a participação
pólítica e engajamento cívico?
Como a internet potencializa a p...
 Potenciais democráticos da internet (Gomes 2005):
 Superação dos limites de tempo e espaço para a participação
política...
Superação dos limites de tempo e espaço
para a participação política
 espaço de fluxos (CASTELLS, 2009)
 articulação e m...
Extensão e qualidade do estoque
de informações on-line
 Quanto mais informação, mais democracia?
 Transcodificação: info...
Projeto Excelências – Às Claras 2004
Comodidade, conforto, conveniência e custo
 Liberação do pólo de emissão da informação (LEMOS)
 Contas públicas e dados ...
Facilidade e extensão de acesso
 Alcance global
 O alcance da internet: acesso primário
 Acesso "aprofundado": informaç...
Data.gov: dados geolocalizados
Sem filtros nem controle
 Horizontalização da informação...
 ...Mas novos centros de poder emergem
 Arquitetura de rede...
Jornal Gazeta do Povo – 22/05/09
“Stadler explica que a comunicação entre os neonazistas é feita
pela internet. E adianta ...
Interatividade e Interação
 Democracia deliberativa e discussão aberta de assuntos públicos
 Canais de comunicação entre...
Cidade Democrática: reconhecimento de pares
Oportunidade para vozes minoritárias ou excluídas
 Do gueto para o mundo
 “O usuário é o conteúdo” (MCLUHAN)
 Múltiplas...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências e limitações

725 views

Published on

Slide da apresentação realizada no IV Seminário da ABCiber (2010 - UFRJ).

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
725
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências e limitações

  1. 1. Rodrigo Carreiro Mestrando Grupo Comunicação, Internet e Democracia (UFBA)
  2. 2.  Aproximação entre cibercultura e comunicação política  Possibilidades democráticas da internet: ainda há algo de novo a ser dito?  A internet como meio ou fim democrático?  Materialidades de Comunicação
  3. 3.  Internet: uma “novidade” para democracia  Estreitamento das esferas política e pública  Enfraquecimento da representação política: déficit de prestação pública de dados (accountability) e falta de alinhamento entre público e representantes  Inteligência coletiva e participação
  4. 4. Materialidades da Comunicação Funcionalidade e uso material = significado o meio é definidor de parâmetros limitadores e potencializadores da informação “uma materialidade, uma presença de coisas e situações num nível de ‘realidade’ fora da interpretação, e, de outro lado, as respectivas interpretações” (HANKE, 2005) História material na transmissão e armazenamento da informação
  5. 5. Como a materialidade da internet influencia a participação pólítica e engajamento cívico? Como a internet potencializa a participação dos cidadãos na política e na esfera civil? Quais os aspectos limitadores dessa relação?
  6. 6.  Potenciais democráticos da internet (Gomes 2005):  Superação dos limites de tempo e espaço para a participação política  Extensão e qualidade do estoque de informações on-line.  Comodidade, conforto, conveniência e custo  Facilidade e extensão de acesso  Sem filtros nem controle  Interatividade e interação  Oportunidade para vozes minoritárias ou excluídas
  7. 7. Superação dos limites de tempo e espaço para a participação política  espaço de fluxos (CASTELLS, 2009)  articulação e mobilização  Comunicação aberta e em qualquer lugar  Vote na Web  Blogagem coletiva  Eleições 2010
  8. 8. Extensão e qualidade do estoque de informações on-line  Quanto mais informação, mais democracia?  Transcodificação: informação não tem "cara“  Quantidade x qualidade  É preciso traduzir conteúdo em efeitos de significado  Data.gov  Transparência Brasil  Eu Lembro
  9. 9. Projeto Excelências – Às Claras 2004
  10. 10. Comodidade, conforto, conveniência e custo  Liberação do pólo de emissão da informação (LEMOS)  Contas públicas e dados abertos Mesmo assim, a internet continua repetindo os mesmos padrões de engajamento e participação dos modos tradicionais  Participação = maior nível de renda e educação (KEETER et al, 2002; ZUKIN et al, 2006)
  11. 11. Facilidade e extensão de acesso  Alcance global  O alcance da internet: acesso primário  Acesso "aprofundado": informação política e participação  Wikileaks: dados brutos (raw data)
  12. 12. Data.gov: dados geolocalizados
  13. 13. Sem filtros nem controle  Horizontalização da informação...  ...Mas novos centros de poder emergem  Arquitetura de rede das redes: protocolos e roteadores globais  Smart Mobs (RHEINGOLD)  Por onde passam os Backbones?
  14. 14. Jornal Gazeta do Povo – 22/05/09 “Stadler explica que a comunicação entre os neonazistas é feita pela internet. E adianta que não é fácil quebrar a segurança dos sites: os internautas precisam ter senhas, que são trocadas a cada entrada”
  15. 15. Interatividade e Interação  Democracia deliberativa e discussão aberta de assuntos públicos  Canais de comunicação entre Estado e população  Conexão global em torno de problemas locais  Cultura da colaboração: wikis  A materialidade da internet, no sentido da democracia, muda o paradigma de consumo do objeto (televisão, rádio, jornal) para consumo do objeto com outro cidadão.  Cidade Democrática
  16. 16. Cidade Democrática: reconhecimento de pares
  17. 17. Oportunidade para vozes minoritárias ou excluídas  Do gueto para o mundo  “O usuário é o conteúdo” (MCLUHAN)  Múltiplas vozes em ação  Movimentos minoritários  Movimento Zapatista  Luta pelos direito dos gays  Movimento da Libertação Feminina

×