Contabilidade fácil de entender

104,024 views

Published on

Uma apresentação com conteúdo básico de contabilidade de uma forma fácil de entender, usando finanças pessoais como analogia. Por Rodolfo Avona.

18 Comments
93 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
104,024
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
62
Actions
Shares
0
Downloads
3,135
Comments
18
Likes
93
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Contabilidade fácil de entender

  1. 1. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 Do jeito que você vai entender Por Rodolfo Avona – Maio/2011
  2. 2. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 • Como você sabe, é muito importante conhecer o estado das finanças da sua empresa. E para isso você precisa entender os conceitos da contabilidade. • Mas o vasto material de contabilidade existente é massante e cheio de regras para serem decoradas, mas que não são explicadas. • Aqui vou tentar explicar da maneira que julgo ser a mais fácil de entender, afinal será usada uma analogia que você conhece bem: suas finanças pessoais. Para entender de uma vez
  3. 3. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 • O relatório Balanço Patrimonial (ou BP ou simplesmente Balanço) é um retrato da empresa em um determinado momento (exemplo: em 31 de dezembro de 2010) • Este relatório mostra a origem dos recursos ($) da empresa e onde eles são aplicados. • Recursos ($) dos próprios donos  Patrimônio Líquido • Recursos ($) de tereiros (bancos, fornecedores, etc)  Passivo • Aplicação destes recursos (imóvel, frota, estoque, etc)  Ativos Balanço Patrimonial ATIVOS Caixa ($) Estoque Frota Imóvel PASSIVOS Empréstimos PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Resultados acumulados Aplicação Origem dos recursosDestino dos recursos PASSIVOS PATRIMÔNIO LÍQUIDO _______________________________________________________________________________________________________________________________ ATIVOS +
  4. 4. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 • Vamos usar suas finanças pessoais como analogia para entender melhor • Imagine em 31 de dezembro de 2010 que você tenha o seguinte: • R$ 1 mil na conta corrente • R$ 10 mil na poupança • 01 carro no valor de R$ 30 mil já quitado • 01 apto no valor de R$ 200 mil financiado, sendo que já foi pago R$ 50 mil • Seu salário é de R$ 3 mil por mês (R$ 36 mil por ano) e te sobra R$ 500 depois de pagar as despesas do mês (R$ 6 mil acumulado no ano) • Portanto esse é seu Balanço Patrimonial em 31/12/2010: Analogia ATIVOS Conta Corrente Poupança Carro Apartamento PASSIVOS Banco (financiamento apto) PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Resultados acumulados 1.000,00 10.000,00 30.000,00 200.000,00 150.000,00 85.000,00 6.000,00 241.000,00 241.000,00
  5. 5. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 • O relatório DRE – Demonstrativo de Resultados do Exercício mostra o desempenho da empresa em um determinado período (ex: ano de 2010, 1º trimestre, etc) • No DRE é descrito a operação da empresa: • Quanto a empresa vendeu • Quanto a empresa gastou • Quais foram as despesas da emrpesa • Quanto pagou de imposto • Quanto sobrou no final • A estrutura ao lado mostra um exemplo • Receita é o dinheiro que entra com a venda de produtos ou serviços • Custo é o dinheiro pago para produzir um produto ou para comprar um produto para revender ou para desenvolver um serviço a ser prestado • Despesa é o dinheiro pago na operação que se converterá em receita • Lucro é quanto sobrou no final DRE – Resultados do Exercício (+) RECEITAS Vendas de produtos Vendas de serviços (-) CUSTOS Custos dos produtos (CPV) Custos dos serviços (CSP) (-) DESPESAS Despesas operacionais (funcionários, energia, água, combustível, manutenção) (=) LUCRO Quanto sobrou DRE – ano de 2010
  6. 6. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 DRE – ano de 2010 Em R$ Receita de vendas 500.000,00 Custo dos produtos (CPV) (-) 350.000,00 Lucro Bruto (ou margem bruta) 150.000,00 Despesas com frota 10.000,00 Despesas administrativas 25.000,00 Despesas com marketing 15.000,00 Despesas com funcionários 50.000,00 TOTAL DE DESPESAS (-) 100.000,00 EBITDA - Lucro antes de juros, IR, Depreciação e amortização 50.000,00 IR – Imposto de renda (35%) (-) 17.500,00 Juros, depreciação e amortização (-) 5.000,00 Lucro Líquido 27.500,00 Exemplo de DRE
  7. 7. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 • Imagine que durante todo o ano de 2010 você: • Recebeu salário de R$ 3 mil por mês como funcionário CLT (total de R$ 36 mil) • Teve descontos de R$ 500,00 por mês no salário (total de R$ 6.000,00) • Despesas mensais: • Combustível: R$ 600,00 (total de R$ 7.200,00) • Alimentação: R$ 300,00 (total de R$ 3.600,00) • Educação: R$ 500,00 (total de R$ 6.000,00) • Impostos: R$ 200,00 (total de R$ 2.400,00) • Lazer: R$ 400,00 (total de R$ 4.800,00) • Total de despesas mensais: R$ 2.000,00 (total de R$ 24.000,00 em 2010) • Veja o DRE no próximo slide Analogia
  8. 8. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 Para pessoa física, o imposto de renda incide sobre o salário (receita), enquanto para pessoa jurídica incide sobre o lucro. DRE - Analogia DRE – ano de 2010 Em R$ Receita de salários 36.000,00 Descontos (INSS, IRRF, etc) (-) 6.000,00 Lucro Bruto 30.000,00 Despesas com combustível 7.200,00 Despesas com alimentação 3.600,00 Despesas com educação 6.000,00 Despesas com impostos 2.400,00 Despesas com lazer 4.800,00 TOTAL DE DESPESAS (-) 24.000,00 Lucro Líquido 6.000,00
  9. 9. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 • Lucro não representa dinheiro! • Lucro é aumento de patrimônio • Note que o lucro no DRE foi de R$ 6 mil, mas a conta corrente tem apenas R$ 1 mil (não considere a poupança) • Para entender a relação entre o Lucro e o caixa (ou conta corrente neste caso), é necessário mais um relatório: Fluxo de Caixa Relação entre Balanço e DRE DRE – ano de 2010 Em R$ Receita de salários 36.000,00 Descontos (INSS, IRRF, etc) (-) 6.000,00 Lucro Bruto 30.000,00 Despesas com combustível 7.200,00 Despesas com alimentação 3.600,00 Despesas com educação 6.000,00 Despesas com impostos 2.400,00 Despesas com lazer 4.800,00 TOTAL DE DESPESAS (-) 24.000,00 Lucro Líquido 6.000,00 ATIVOS Conta Corrente Poupança Carro Apartamento PASSIVOS Banco (financiamento apto) PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Resultados acumulados 1.000,00 10.000,00 30.000,00 200.000,00 150.000,00 85.000,00 6.000,00 241.000,00 241.000,00 Balanço Patrimonial em 31/12/2010
  10. 10. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 • O relatório Fluxo de Caixa (ou FC) apresenta as mudanças no caixa da empresa durante um período (mesmo do DRE) • Caixa é basicamente o dinheiro que a empresa tem disponível para pagar despesas ou comprar novos ativos ou ser distribuído aos donos se sobrar • O Fluxo de Caixa Líquido é a soma dos seguintes fluxos de caixa: • Fluxo de Caixa Operacional: entrada e saída de dinheiro referente à operação da empresa, como receitas, lucros, despesas, compra de ativos de curto prazo (estoques, frotas, etc) • Fluxo de Caixa de Investimento: é a entrada e saída de dinheiro referente à compra ou venda de ativos de longo prazo (imóveis, maquinário, empréstimos longos) • Fluxo de Caixa de Financiamento: é a entrada e saída de dinheiro referente à empréstimos • Veja o exemplo de um fluxo de caixa no próximo slide Fluxo de Caixa
  11. 11. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 Exemplo de Fluxo de Caixa FLUXO DE CAIXA – ano de 2010 Em R$ Saldo em 31 de dezembro de 2009 (+) 80.000,00 Fluxo de Caixa Operacional Total: (-) 82.500,00 Lucro Líquido do exercício (+) 27.500,00 Despesas operacionais (-) 100.000,00 Aumento dos estoques (-) 30.000,00 Diminuição de prazo de pagto para clientes (+) 60.000,00 Aumento da frota (-) 40.000,00 Fluxo de Caixa de Investimentos Total: (+) 200.000,00 Venda de imóvel da filial (+) 200.000,00 Fluxo de Caixa de Financiamentos Total: (-) 40.000,00 Pagamento de dívida antiga (-) 80.000,00 Empréstimo para aumento de frota (+) 40.000,00 Saldo em 31 de dezembro de 2010 (+) 157.500,00
  12. 12. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 • Imagine que no ano de 2010 você: • Tenha vendido um imóvel antigo no valor de R$ 70 mil • Tenha comprado um apartamento no valor de R$ 200 mil, financiado, tendo pago em 2010 prestações que somam R$ 50 mil • Tenha trocado o carro antigo (valor: R$ 25 mil) por um novo (valor: R$ 30 mil), pagando a diferença à vista em dinheiro • Seu saldo inicial em 1º de janeiro de 2010 era de R$ 10 mil • Considere as informações usadas no DRE: • Total de despesas: R$ 24 mil • Lucro líquido: R$ 6 mil Fluxo de Caixa - Analogia
  13. 13. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 Fluxo de Caixa - Analogia FLUXO DE CAIXA – ano de 2010 Em R$ Saldo inicial em 1º de janeiro de 2010 (+) 10.000,00 Fluxo de Caixa Operacional Total: (+) 6.000,00 Lucro Bruto (receitas – descontos) (+) 30.000,00 Despesas (-) 24.000,00 Fluxo de Caixa de Investimentos Total: (-) 165.000,00 Venda do imóvel antigo (+) 40.000,00 Aquisição do apartamento (-) 200.000,00 Venda do carro antigo (+) 25.000,00 Aquisição do carro novo (-) 30.000,00 Fluxo de Caixa de Financiamentos Total: (+) 150.000,00 Empréstimo para apartamento (+) 200.000,00 Pagamento de parcelas do empréstimo para apartamento (-) 50.000,00 Saldo final em 31 de dezembro de 2010 (+) 1.000,00
  14. 14. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 Relação entre Balanço, DRE e FC DRE – ano de 2010 Em R$ Receita de salários 36.000,00 Descontos (INSS, IRRF, etc) (-) 6.000,00 Lucro Bruto 30.000,00 Despesas com combustível 7.200,00 Despesas com alimentação 3.600,00 Despesas com educação 6.000,00 Despesas com impostos 2.400,00 Despesas com lazer 4.800,00 TOTAL DE DESPESAS (-) 24.000,00 Lucro Líquido 6.000,00 ATIVOS Conta Corrente Poupança Carro Apartamento PASSIVOS Banco (financiamento apto) PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Resultados acumulados 1.000,00 10.000,00 30.000,00 200.000,00 150.000,00 85.000,00 6.000,00 241.000,00 241.000,00 Balanço Patrimonial em 31/12/2010 FLUXO DE CAIXA – ano de 2010 Em R$ Saldo em 31 de dezembro de 2009 (+) 4.000,00 Fluxo de Caixa Operacional Total: (-) 18.000,00 Lucro Líquido do exercício (+) 6.000,00 Despesas (-) 24.000,00 Fluxo de Caixa de Investimentos Total: (-) 135.000,00 Venda do imóvel antigo (+) 70.000,00 Aquisição do apartamento (-) 200.000,00 Venda do carro antigo (+) 25.000,00 Aquisição do carro novo (-) 30.000,00 Fluxo de Caixa de Financiamentos Total: (+) 150.000,00 Empréstimo para apartamento (+) 200.000,00 Pagamento de parcelas do empréstimo para apartamento (-) 50.000,00 Saldo em 31 de dezembro de 2010 (+) 1.000,00 • Os relatórios são complementares e todos se relacionam • Não é possível ter uma visão completa da situação financeira só com um relatório
  15. 15. Por Rodolfo Avona – Maio/2011 • Existem muitos outros relatórios que mostram outros aspetos, mas já é possível ter um bom controle financeiro ou um bom monitoramento de desempenho de uma empresa com um Balanço Patrimonial, um DRE e um Fluxo de Caixa • Os relatórios são complementares entre si e se relacionam, ou seja, não é possível ter uma visão completa analisando apenas um deles • A analogia com finanças pessoais não é perfeita, mas funciona bem para entender os fundamentos, portanto use-a quando ficar com dúvida • Há muitos materiais excelentes sobre contabilidade em inglês disponíveis na internet, como os dois abaixo: • http://www.dummies.com/how-to/content/the-essentials-of-keeping-your- business-accounts.html • http://www.sec.gov/investor/pubs/begfinstmtguide.htm Conclusão

×