Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Máquinas de busca

408 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Máquinas de busca

  1. 1. Nome: Camila MorgadoFernanda ZanonRodrigo Pereira
  2. 2.  Introdução Histórico Tipos de buscador Funcionamento Coleta e Armazenamento Indexação Processamento de consulta Otimização para mecanismos de busca Bibliografia
  3. 3. O que é uma máquina de busca?Feito para auxiliar a procura de informaçõesRede mundialRede corporativaComputador pessoal
  4. 4. Recuperação de Informação (RI)Recupera informação que possa ser útil ou relevantePalavras-chaveGrau de relevância
  5. 5. Criadas logo após o surgimento da internet.Necessidade de buscar informações.Apresentar resultados de maneira rápida e eficiente.
  6. 6. Os primeiros motores de buscaArchie: buscava dados em sites ftp.Gopher: buscava arquivos de texto.Veronica e Jughead utilizavam os arquivosarmazenados nos servidores Gopher.
  7. 7. Os primeiros web crowlerWandexAliweb
  8. 8. Buscadores TípicosAltavista: primeiro aoferecer pesquisa deimagem, vídeo e áudio.Yahoo: utilizavaindexação porcategorização.Google: utilizatecnologias diversas.
  9. 9. Buscadores GlobaisPesquisam todos os documentos da redeBuscadores VerticaisRealizam buscas especializadas em uma base de dadosprópria.Guias LocaisBuscadores locais ou regionais, referentes a endereçosde empresas ou serviços.
  10. 10. Guias de Busca LocalBuscadores de abrangência nacional, listam empresas eprestadores de serviços próximos.Diretórios de WebsitesÍndices de sites, localizam sites por categoria.
  11. 11. Coleta e Armazenamento de documentosVarre e guarda informaçõesIndexaçãoArmazena informações num índice invertidoProcessamento de consultaVarre o índice invertido de termos
  12. 12. Aplicativos para descobrir novas páginas:CrawlersBotsRobotsSpiders
  13. 13. Robots.txtFormato do arquivo: nome e arquivos bloqueados O arquivo abaixo permite acesso total a todos os bots:User-agent: *Disallow: O arquivo abaixo nega acesso de todos os bots a todos osarquivos:User-agent: *Disallow: / O arquivo abaixo nega acesso do googlebot ao sub-diretório/brasil:User-agent: *Disallow: /brasil/
  14. 14. O processo de coleta é dividido em:Coletor Extrai linksServidor de Armazenamento Extrai textosServidor de Nomes Controla requisiçõesEscalonador Coordena ação dos coletores
  15. 15. Escalonamento: função críticaTécnicas para tentar pegar as melhores páginas:Em profundidadeEm largura com sufixo de URLBaseada em Ranking de URLBaseada em conectividade
  16. 16. Varre coleção de documentos“Indexa“ palavras e suas ocorrênciasArmazena as informações em índice invertidoExemplo:Palavras: Lista de ocorrências da palavra:casa-> (B, 3)(C, 12)carro-> (A, 10)(B, 6)(C, 12)blog-> (A, 3)
  17. 17. GranularidadeStopwordsStemming de palavrasRelação entre palavras
  18. 18. Calcula relevância de cada palavra consultadaMedidas TF – IDF
  19. 19. O que é?Proposta de melhora do ranking da página nosprincipais motores de busca(Google, Yahoo, Bing, etc).Essencial participação e conhecimento do cliente sobreo seu produto.O retorno de um projeto de SEO deve ser esperado parao médio/longo-prazo.
  20. 20. Como se faz?Técnica de preparação de sites e páginas web paraalcançar bons posicionamentos nas SERPsHierarquia de necessidadesAnálise competitivaCombinação de chaves
  21. 21. Análise InicialAnálise completa do tráfego e código do site atualObservação da posição do site no SERP(resultado naspáginas de busca)Análise do serviços de SEO’s anterioresDesenvolvimento da “lista negra do fracasso” do sitenos mecanismos de busca
  22. 22. Pesquisa e análise de chavesLista de palavras-chaves determinantes para o negócio.Ferramentas de medição de audiência das palavras-chave.Elaboração da exposição e abordagem da página debusca no site
  23. 23. Análise CompetitivaQuem são os concorrentes?Quais os seus pontos fortes e fracos?Análise dos websites e campanhas online dosconcorrentes.
  24. 24. Mapeamento do siteAnálise dos pontos fracos da empresa em: Usabilidade Acesso Design Resoluções Multibrowser
  25. 25. Cuidados no modelo otimizado do siteRepetição das palavras-chaves(palavras-chavesnegativas)Excesso de palavras-chaves distintasNão utilizar as meta-tags
  26. 26. ResultadosDistribuição das palavras-chaves através do título,meta-descrição , meta-tagsSubmissão das url’s para os principais motores de buscaAnálise dos resultados da submissão
  27. 27. Benefícios:40% dos usuários se baseiam em mecanismo de buscano processo de decisão da compra93% dos usuários sequer passa da primeira página debusca retornada.72% dos usuários só consideram relevantes informaçõesde empresas onde podem encontrar o que precisamfacilmente.
  28. 28. Benefícios:68% dos usuários somente consideram os resultadosorgânicos como relevantes.
  29. 29.  http://www.bruceclay.com/web_rank.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Motor_de_busca http://www.blogdohummel.com/2007/10/como-funciona-uma-mquina-de-busca.htm http://googlediscovery.com/2007/11/16/o-futuro-das-maquinas-de-busca/ http://www.sites-de-busca.com/basico/ http://www.mediaboon.com/pt/o-que-fazemos/outros/otimizacao-para-maquinas-de-busca.html http://www.brandup.com.br/otimizacao-de-sites-seo http://www.pensedynamo.com/tipos-servicos-seo.htm http://www.artigonal.com/seo-e-sem-artigos/como-funciona-o-trabalho-inicial-de-seo-2054231.html http://www.dzoe.com.br/servicos/otimizacao-de-sites-para-buscadores-seo/ http://www.mestreseo.com.br/

×