Caso clínico infectologia pediátrica 02

1,779 views

Published on

Caso clínico de infectologia pedi

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,779
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,263
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Caso clínico infectologia pediátrica 02

  1. 1. UNIVERSIDADE POTIGUAR (UnP) CIS – CENTRO INTEGRADO DE SAÚDE SERVIÇO DE INFECTOLOGIA PEDIÁTRICA Exame físico: APRESENTAÇÃO DE CASO CLÍNICO Peso: 12.700g; estatura 97cm; Tax: 38,1ºC; emAnamnese: regular estado geral, hidratado, normocorado, anictérico, acianótico. Cavidade oral com lesõesADR, três anos, branco, sexo masculino, natural de aftosas medindo de 4 a 8mm de diâmetro e vesículasParnamirim. Queixa Principal (QP): febre. História da na junção cutaneomucosa dos lábios. AmígdalasDoença Atual (HDA): a mãe relata que a criança normais. AC = RCR, 2T, BNF, sem sopros. FC =começou a apresentar febre moderada (cerca de 112bpm. AR = pulmões limpos, sem tiragem. Abdome37,7ºC) há três dias. Concomitantemente passou a = plano, sem visceromegalias, peristalse presente.recusar a dieta de sal e a ter indisposição, queixando- Genitália normal para a idade e sexo. Exantema dese de dor na boca, o que fez a mãe pensar em natureza maculopapular associado a algumas poucas“inflamação da garganta” e resolveu procurar serviço vesículas na região glútea. Nas regiõesde pediatria para esclarecimento do caso. palmoplantares observam-se vesículas superficiaisInterrogatório sobre Diversos Aparelhos (ISDA): medindo de 3 a 7mm de diâmetro, brancos com halolesões nos lábios, cavidade oral e pele. Restante nada de eritematoso, tais lesões não eram dolorosas nemdigno de nota. História Patológica Pregressa (HPP): pruriginosas. SNC sem anormalidades.teve uma erupção tipo exantema súbito com11 mesesde idade e um episódio diarreico com dois anos de Exames complementares:idade. História Neonatal (HNN): nasceu de partonormal, em maternidade, sem intercorrências no Nenhum exame complementar foi solicitadoperíodo neonatal. História Alimentar (HAL): leitematerno exclusivo até nove meses de idade e Questões:atualmente se alimenta bem e come de tudo. HistóriaImunológica (HIM): cartão de vacinas atualizado. 1. Qual a principal hipótese diagnóstica?História do Crescimento e Desenvolvimento (HCD): 2. Cite quatro dados clínicos que fazem pensar nestadentro dos padrões de normalidade. História hipótese:Patológica Familiar (HPF): pais vivos, saudáveis, não 3. Cite quatro hipóteses importantes para ohá doenças relevantes nos familiares. A mãe informou diagnóstico diferencial:que a criança esteve na casa de primos cinco dias 4. Qual a orientação terapêutica?atrás e que um deles encontrava-se, na ocasião, comquadro cutâneo semelhante, além de distúrbiosgastrointestinais (náuseas e vômitos). HistóriaSocioeconômica (HSE): boas condições de moradia.Renda familiar de seis salários mínimos para trêspessoas. Bebem água filtrada. Não têm animaisdomésticos. Dr. Francisco Robson – Infectologista pediatra
  2. 2. IMAGENS DO PACIENTE

×