Fontes de energia

4,454 views

Published on

características gerais das principais fontes de energia

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,454
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
116
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fontes de energia

  1. 1. FONTES DE ENERGIA<br />ENERGIA capacidade de realizar trabalho<br /> DIVISÕES<br />Fontes tradicionais: lenha, carvão vegetal, etc.<br />Fontes Modernas: carvão mineral, petróleo e hidráulica.<br />Fontes alternativas: eólica, solar, mares etc. <br />Fontes renováveis: hidráulica, solar etc.<br />Fontes não-renováveis: petróleo, carvão mineral, xisto etc.<br />
  2. 2. ENERGIA ELÉTRICA<br />TERMELÉTRICAS: termelétricas convencionais (carvão mineral e óleo)<br />HIDRELÉTRICAS : quedas d’águas<br />TERMONUCLEARES: minerais atômicos<br />
  3. 3. USINA DE INCINERAÇÃO<br />
  4. 4. USINA NUCLEAR<br />
  5. 5. TERMELÉTRICA CONVENCIONAL<br />
  6. 6.
  7. 7. PRODUÇÃO DE ENERGIA PRIMÁRIA - BRASIL<br />
  8. 8. ENERGIA NO MUNDO E BRASIL<br />
  9. 9.
  10. 10. ENERGIA HIDRELÉTRICA<br /> O Brasil apresenta um grande potencial hidráulico (1,1 milhão de GWh), devido ao seu relevo planáltico.<br />Primeira hidrelétrica foi implantada em 1889 para atender Juiz de Fora – MG<br />Décadas de 40 e 50 – devido ao crescimento industrial o governo criou política para priorizar as hidrelétricas<br />1962 foi criada a ELETROBRAS (centrais elétricas brasileiras SA) <br />
  11. 11.
  12. 12. USINAS HIDRELÉTRICAS<br />
  13. 13. Lista das 10 maiores hidrelétricas do Brasil<br />Usina Hidrelétrica de Itaipu - Rio Paraná, 14.000 MW -  Paraná<br />Usina Hidrelétrica de Belo Monte - Rio Xingu, 11.233 MW -  Pará (licitada)<br />Usina Hidrelétrica São Luiz do Tapajós - Rio Tapajós, 8.381 MW -  Pará (projetada)<br />Usina Hidrelétrica de Tucuruí - Rio Tocantins, 8.370 MW -  Pará<br />Usina Hidrelétrica de Jirau - Rio Madeira, 3.450 MW -  Rondônia (em construção)<br />Usina Hidrelétrica de Ilha Solteira - Rio Paraná, 3.444 MW -  São Paulo e  Mato Grosso do Sul<br />Usina Hidrelétrica de Xingó - Rio São Francisco, 3.162 MW -  Alagoas e  Sergipe<br />Usina Hidrelétrica Santo Antônio - Rio Madeira, 3.150 MW -  Rondônia (em construção)<br />Usina Hidrelétrica Paulo Afonso IV - Rio São Francisco, 2.462 MW -  Bahia<br />Usina Hidrelétrica Jatobá - Rio Tapajós, 2.338 MW -  Pará (projetada)<br />
  14. 14. O PETRÓLEO<br />Substância oleosa de origem orgânica, formada a partir de decomposição de animais e vegetais marinhos (plânctons), o petróleo surge naturalmente em bacias sedimentares onde aparecem rochas porosas (calcários e arenitos). Principal era geológica de formação foi a Mesozóica.<br />
  15. 15. HISTÓRICO DO PETRÓLEO NO BRASIL<br />1934 – 1º refinaria em Uruguaiana – RS (refino de petróleo importado)<br />1938 – criação do Conselho Nacional do Petróleo (CNP).<br />1939 – Descoberto o 1º poço de petróleo no Brasil, na cidade de Lobato – BA.<br />1953 – Decreto Lei nº 2004 – surge a Petrobras.<br />1972 – A Petrobras passa a atuar no exterior com sua subsidiária Braspetro.<br />1973 – crise internacional do petróleo ( 1º choque do petróleo).<br />1975 – quebra do monopólio para pesquisa e lavra (contratos de risco).<br />1979 – 2º choque do petróleo ( guerra Irã x Iraque).<br />1984 – Brasil atinge a produção de 500.000 barris diários.<br />2006 – Brasil atinge a produção de 1.850.000 barris diário (auto-suficiência).<br />
  16. 16.
  17. 17.
  18. 18. O PRÉ-SAL<br />
  19. 19. O PRÉ-SAL<br />Pré-sal é o nome dado às reservas de hidrocarbonetos em rochas calcárias que se localizam abaixo de camadas de sal. É o óleo (petróleo) descoberto em camadas de 5 a 7 mil metros de profundidade abaixo do nível do mar. É uma camada de aproximadamente 800 quilômetros de extensão por 200 quilômetros de largura, que vai do litoral de Santa Catarina ao do Espírito Santo. <br />
  20. 20. Para extrair o óleo e o gás da camada pré-sal, será necessário ultrapassar uma lâmina d’água de mais de 2.000m, uma camada de 1.000m de sedimentos e outra de aproximadamente 2.000m de sal. É um processo complexo e que demanda tempo e dinheiro. <br />O petróleo encontrado nesta área engloba três bacias sedimentares (Santos, Campos e Espírito Santo), a capacidade estimulada da reserva pode proporcionar ao Brasil a condição de exportador de petróleo. Confirmada a hipótese, o governo brasileiro analisará a possibilidade de solicitar a adesão do país à OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo). <br />
  21. 21. CARVÃO MINERAL<br />Substância sólida, orgânica e resultante de transformações de florestas soterradas há milhões de anos (era Paleozóica).<br /> Turfa<br />Estágios do carvão Linhito<br /> Hulha (carvão coque)<br />Antracito<br />O carvão foi a principal fonte de energia do século XVIII até a primeira metade do século XX.<br />No Brasil, as principais jazidas encontram-se na região Sul, sendo que as reservas do RS são as maiores,porém de baixa qualidade (linhito). Somente em SC existe carvão hulha (melhor carvão brasileiro).<br />
  22. 22.
  23. 23. FOLHELHO PIROBETUMINOSO (XISTO)<br />È uma rocha sedimentar infiltrada por hidrocarbonetos, podendo, assim, fornecer óleo mineral e gás natural semelhante aos do Petróleo.<br />O Brasil possui a segunda maior reserva de Xisto do planeta estando as maiores reservas na formação Irati (formação geológica da Bacia do Paraná)<br />Na cidade de São Mateus do Sul – Pr a Petrobrás desenvolveu uma Usina Protótipo.<br />
  24. 24. O PROÁLCOOL<br />O Programa Nacional do Álcool (Proálcool) foi criado em 1975 como alternativa para substituir parcialmente o petróleo.<br /> - necessidades de uma fonte de energia<br /> alternativa.<br />Motivos - apoio das indústrias automobilísticas <br /> (queda na venda de veículos). <br /> - apoio de interesse dos grandes produtores de<br /> canas e usineiros(subsídios).<br /> <br />OBS:O estado mais beneficiado foi São Paulo, responsável por 50% da produção nacional.<br />
  25. 25. PROBLEMAS COM O PROÁLCOOL<br />Redução das áreas de culturas alimentícias.<br />Expansão dos latifúndios.<br />O Proálcool não mudou o modelo de desenvolvimento do país, o qual continua privilegiando o transporte rodoviário individual.<br />No início do programa os rejeitos, principalmente o vinhoto, poluíram muitos cursos d’água.<br /> <br />Obs: atualmente parte desses problemas foram solucionados ou minimizados.<br /> <br />
  26. 26. ENERGIA NUCLEAR<br />1967 – Início com a criação de um grupo de trabalho integrado por representantes do Ministério das Minas e Energia.<br />1969 – Compra da empresa americana WestingHouse do primeiro reator (Angra I).<br />1974 – Devido a eclosão da crise do petróleo o governo decidiu implantar um ambicioso programa nuclear (desenvolver tecnologia própria para atender as necessidades do país).<br />1975 – Acordo com a Alemanha Ocidental definindo a aquisição de 8 usinas nucleares.<br />
  27. 27. ARGUMENTOS FAVORÁVEIS<br />A região SE está saturada na produção de energia.<br />Não existe possibilidade de transportar Energia a longas distâncias.<br />É importante o desenvolvimento dessa energia<br />
  28. 28. ARGUMENTOS DESFAVORÁVEIS<br />Grande potencial hidráulico disponível.<br />Preço da energia é elevado (3 vezes mais caro do que a hidráulica.<br />Risco de acidentes e despreparo da população.<br />Problemas para armazenar o lixo nuclear. <br />A implantação do programa nuclear não foi submetido à aprovação da sociedade.  <br />Obs: Havia um projeto paralelo para a construção de um submarino nuclear. Esse projeto somente foi divulgado vários anos depois. <br />
  29. 29. FIM<br />

×