Press Release 3 T02 Tele Celular Sul

372 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
372
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Press Release 3 T02 Tele Celular Sul

  1. 1. Resultados do 3º Trimestre/2002 1
  2. 2. Contatos Paulo Roberto Cruz Cozza Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Joana Dark Fonseca Serafim Relações com Investidores (41) 312-6862 jserafim@timsul.com.br Rafael J. Caron Bósio Relações com Investidores (41) 9976-0668 rbosio@timsul.com.br Website http://tsu.infoinvest.com.br/ TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2002 Curitiba, 4 Novembro de 2002 – A Tele Celular Sul Participações S.A. (BOVESPA: TCLS3 e TCLS4; NYSE: TSU), Empresa que controla a Telepar Celular S.A., Telesc Celular S.A. e CTMR Celular S.A., operadoras líderes na prestação de serviço móvel celular no Sul do Brasil, anuncia os resultados referentes ao 3º trimestre de 2002. Destaques ü Ênfase na rentabilidade, resultando no EBITDA de R$ 93,0 milhões no trimestre e R$270 milhões no acumulado até setembro/2002, e margens EBITDA de 49% sobre a receita líquida de serviços em ambos períodos. ü Lucro líquido de R$ 18,4 milhões no 3º trimestre/2002 e de R$ 48,4 milhões acumulado até o período. ü Contínuo controle de custos e despesas operacionais. ü Baixo nível de endividamento e forte geração de caixa. ü Campanhas promocionais focadas no estímulo ao consumo. ü A Telecom Itália Móbile – TIM, controladora da Tele Celular Sul, estréia suas atividades PCS, oferecendo inicialmente os serviços em 94 cidades. A TIM conta com as vantagens de escala e da tecnologia GSM, usada por 71% dos assinantes de celular no mundo. Com sua presença no Brasil, a TIM consolida seu papel na telefonia móvel na América do Sul, onde já está presente no Chile (Entel PCS), Peru (TIM Peru), Venezuela (Digitel), Bolívia (Entel Móvil) e Argentina (Telecom Personal). Em 1998, a TIM lançou no Chile o primeiro serviço móvel da América do Sul no padrão GSM. Em pouco tempo, a Entel PCS tornou-se a operadora celular líder no país. 2
  3. 3. Dados Selecionados Em R$ mil 3º Trim./02 3º Trim/01 % 2º Trim./02 Acum. Acum. % 3T02/3T01 Até Até Acum. set/02 set/01 Receita Bruta de Venda de Celulares 45.136 34.816 29,6% 37.719 103.883 57.653 80,2% Receita Bruta de Serviços 243.617 216.851 12,3% 227.846 723.016 704.992 2,6% Receita Bruta Total 288.753 251.667 14,7% 265.565 826.899 762.645 8,4% Receita Líquida Total 226.550 196.235 205.019 639.343 564.097 13,3% EBITDA 93.033 84.435 10,2% 84.079 270.786 241.649 12,1% Margem EBITDA 41,1% 43,0% -4,4% 41,0% 42,3% 42,8% -1,2% Margem EBITDA (s/ Receita Líquida de 49,0% 48,7% 0,6% 48,2% 48,8% 46,2% 5,6% Serviços) Lucro Líquido 18.437 10.878 69,5% 12.832 48.431 43.038 12,5% Lucro Líquido por 1.000 ações – R$ 0,05 0,03 66,7% 0,04 0,14 0,13 7,7% Lucro por ADR (10.000 ações) – R$ 0,50 0,30 66,7% 0,40 1,40 1,30 7,7% Fluxo de Caixa (Free Cash Flow) 101.241 39.156 158,6% 76.837 277.394 79.062 250,9% Receita Operacional No trimestre a Receita Bruta de Serviços foi de R$ 288,7 milhões, sendo 15% e 9% superior à verificada no 3º trimestre/2001 e 2º trimestre/2002, respectivamente. Receita Bruta Total Receita Bruta Total 3º Trim/02 - R$ 288,7 milhões 3ºTrim/01 - R$ 251,7 milhões Incremento na receita de VAS 3,8 214,1 1,8 238,4 45,1 34,8 1,4 1,0 Tráfego Tráfego VAS VAS Venda de Mercadorias Venda de Mercadorias Outras Outras 3
  4. 4. O tráfego incrementou 11% em relação ao 3º trimestre de 2001, enquando que a receita de VAS (Serviços de Valor Adicionado) duplicou. Como resultado, a Receita Líquida Média por Cliente (ARPU) foi de R$ 38, crescendo levemente em relação ao mesmo trimestre do ano passado, indo contra a tendência do setor nos últimos períodos. Custos Em R$ mil Acum. até Acum. até 3º Trim./02 3º Trim./01 2º Trim./02 Set/02 Set/01 Custos dos Serviços 81.057 70.737 79.487 239.139 214.053 Custos das Vendas de Celulares 44.347 31.233 31.703 93.553 66.816 Total dos Custo de Serviços e Mercadorias 125.404 101.970 111.190 332.692 280.869 Custos Os custos dos serviços, no montante de R$ 81,1 milhões, permaceram sobre praticamente em linha com os do trimestre anterior controle Os principais items de custos são representados pelos gastos com Depreciação e os custos de Interconexão/Interligação, que no trimestre representaram R$ 74,4 milhões, ou seja; 92% dos Custos dos Serviços. R$ Milhões 41,3 41,1 37,9 31,3 33,1 28,2 3T01 2T02 3T02 Depreciação Interconexão Os custos relativos as vendas celulares foram R$ 44,3 milhões, sendo que o incremento em relação aos trimestres anteriores esta relacionado ao maior volume de vendas no período, em função da atratividade das campanhas de vendas adotadas para o trimestre, como a do dia dos pais, aonde novos modelos de aparelhos foram lançados, oferecendo mensagens de texto adicionais. 4
  5. 5. Despesas Operacionais Líquidas Acum. Até Acum. Até 3º Trim./02 3º Trim./01 2º Trim./02 2 Set./02 Set/01 1 42.005 45.268 44.178 136.574 132.016 Despesas Comerciais Despesas Gerais e Administrativas – G&A 19.568 15.127 18.731 55.644 48.393 Outras Despesas Operacionais Líquidas 3.554 810 3.446 12.704 7.515 Sub- Total 65.127 61.050 66.355 204.922 187.924 Despesas Financeiras Líquidas 1.179 18.703 5.638 14.904 35.686 Despesas Operacionais Líquidas 66.306 79.753 71.993 219.826 223.610 Nota: (1) Incluem as despesas com inadimplência. (2) Reclassificação nas contas de Despesas Comerciais e G&A, não afetando o montante total. 8% de redução nas despesas No período, as despesas operacionais reduziram 8% e 17% em relação ao operacionais trimestre anterior e ao 3º trimestre de 2001, respectivamente. líquidas no trimestre No 3º trimestre/2002, as despesas com inadimplência foram de R$ 5,4 milhões, Inadimplência de 2,3% sobre comparadas com R$ 8,4 milhões no trimestre anterior. No período houve uma a receita bruta maior recuperação de contas vencidas. total R$ Milhões $ 15 5% 3,3% 4% 10 2,6% 3% 2,3% 2% 5 6,5 8,4 1% 5,4 0 0% 3T01 2T02 3T02 R$ milhões Sobre Receita Bruta Total O Custo de Aquisição por Assinante (SAC) no 3º trimestre/2002 foi de R$ 91, representando o acréscimo de 12% em relação ao trimestre anterior, devido principalmente ao incremento nos preços dos aparelhos. No entanto, foi 50% inferior ao SAC do 3º trimestre/2001. R$ Preços dos celulares impactados pela taxa de câmbio 200 172 181 110 100 81 91 1T01 2T01 3T01 4T01 1T02 2T02 3T02 5
  6. 6. EBITDA O EBITDA atingiu R$ 93,0 milhões, representando a margem EBITDA de 49% sobre a Margem EBITDA de receita líquida de serviços. A expressiva margem EBITDA em 2002 tem sido em grande 49% sobre a parte decorrente de um forte controle de custos. Receita de Serviços 49% 49% 45% 48% 49% 120 42% 44% 50% 100 41% 41% 45% 35% 45% 40% 41% 43% 80 30% 60 76,4 80,8 84,4 79,0 93,7 84,1 93,0 20% 40 20 10% 0 0% 1T01 2T01 3T01 4T01 1T02 2T02 3T02 EBITDA Margem EBITDA (%) S/ Rec. Líq. Total Margem EBITDA (%) S/ Rec. Serviços Lucro Líquido 3ºTrim/02 3ºTrim/01 2ºTrim/02 Acum. até Acum. até Set/02 Set/01 Lucro Líquido -R$ mil 18.437 10.878 12.832 48.431 43.038 Lucro Líquido por 1.000 ações – R$ 0,05 0,03 0,04 0,14 0,13 O lucro líquido foi de R$ 18,4 milhões, incrementando 69% e 44% em relação ao resultado do 3º trimestre/2001 e 2º trimestre/2002, respectivamente, devido ao melhor controle de custos e despesas e ao aumento da receita. Investimento No trimestre foram investidos R$ 8,2 milhões, através das empresas controladas, os quais foram basicamente destinados à manutenção da rede celular e tecnologia da informação. Fluxo de Caixa (Free Cash Flow) Fluxo de caixa positivo O fluxo de caixa no período foi de R$ 101,2 milhões e de R$ 277,4 milhões acumulado até setembro/2002. 6
  7. 7. Endividamento Ao final do trimestre a dívida da Companhia era de R$325,9 milhões, comparado a um caixa de R$ 371,0 milhões. Do total da dívida, R$ 40,9 milhões representam empréstimos em dólar, os quais estão totalmente cobertos por operações de hedge. No trimestre, as despesas financeiras líquidas foram de R$ 1,2 milhões, sendo 94% e 79% inferiores as do 3º trimestre/01 e 2º trimestre/2002, respectivamente. A acentuada queda nas despesas financeiras líquidas se deve a um melhor mix entre receita e despesas com juros. Toda a dívida da Companhia está indexada ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário), parte em função das próprias condições contratuais e parte em decorrência das operações de “swap” para CDI. Ao mesmo tempo, as disponibilidades de caixa estão sendo aplicadas em operações também atreladas ao CDI. Mercado No trimestre, foram registradas 136 mil adições brutas (82% representaram clientes dos planos pré-pago), comparadas com 75 mil no 3º trimestre/2001. As adições do período estão associadas a um custo de aquisição por cliente 49% inferior ao registrado em igual período no ano anterior. Ao final do período, a Companhia possuía 1.660.164 clientes, representando a participação no mercado estimada em 62%. A população coberta é de 79,3% e penetração total na área de concessão foi estimada em 17%. Fatos Relevantes Reestruturação Societária das Companhias controladas pela Tele Celular Sul O Conselho de administração da Telepar Celular S.A. (“Telepar”), Telesc Celular S.A. (“Telesc”) e CTMR Celular S.A. (“CTMR”), empresas controladas pela Tele Celular Sul, aprovaram a proposta de reestruturação societária, mediante a incorporação de ações de emissão da Telesc e CTMR em Telepar, a qual implicará na transferência para o patrimônio da Telepar, mediante aumento de seu capital social, das ações de emissão da Telesc e CTMR, transformando essas duas companhias em subsidiárias integrais da Telepar. As novas ações da Telepar, emitidas em razão do aumento de capital, serão entregues aos acionistas de Telesc e CTMR. 7
  8. 8. A reestruturação societária das Companhias através da Incorporação de Ações é fruto da intenção da administração das Companhias de integrar a parte operacional das companhias, o que permitirá melhor aproveitamento de sinergias já existentes entre os negócios, a conseqüente redução de custos, assim como a concentração da liquidez das ações das operadoras em uma única companhia aberta, com benefício para todo o conjunto dos acionistas. Tal proposta será encaminhada para a aprovação em Assembléia Geral de Acionistas, a ser realizada nos dias 19 e 20 de novembro de 2002. Os detalhes da operação estão disponibilizados no site http://tsu.infoinvest.com.br . ______________________________________________________________ “Este comunicado contém declarações de previsão e/ou estimativas futuras. Tais expectativas são baseadas em uma série de suposições. Estas expectativas estão sujeitas a riscos e incertezas inerentes às projeções e/ou estimativas futuras. Os resultados poderão diferir materialmente das expectativas expressadas nas declarações de previsão e/ou estimativa futuras se um ou mais das suposições e expectativas provarem ser inexatas ou não realizadas.” 8
  9. 9. Dados Selecionados Acum. até Acum. até 3º Trim./02 3º Trim./01 2º Trim./02 Set/02 Set/01 Assinantes Total 1.660.164 1.534.566 1.635.278 1.660.164 1.534.566 Pós-pago 499.536 625.022 535.470 499.536 625.022 Pré-pago 1.160.628 909.544 1.099.808 1.160.628 909.544 População estimada da região (milhões) 15,0 14,8 15,0 15,0 14,8 Municípios Atendidos 235 220 232 235 220 Penetração Total estimada 17% 15% 17% 17% 15% Penetração da Empresa 11% 10% 11% 11% 10% Market share (estimado) 62% 68% 64% 62% 68% Taxa de digitalização - Planta 100% 100% 100% 100% 100% Taxa de digitalização - Cliente 95% 91% 94% 95% 91% 1 ARPU TOTAL R$38 R$37 R$36 R$38 R$39 MOU TOTAL 99 104 93 99 114 SAC R$91 R$181 R$81 R$90 R$185 Investimentos (milhões) R$8 R$35 R$8 R$22 R$102 Adições Líquidas 24.886 26.495 21.022 56.251 118.082 2 7% 3% 6% 17% 14% Churn Pontos de vendas (com lojas próprias) 844 825 890 844 825 Empregados 1.055 1.243 1.100 1.055 1.186 Nota: (1) Receita |Líquida média por cliente. (2) Calculado sobre a base média de clientes. Cálculo do EBITDA 3º Trim./02 3º Trim./01 2º Trim./02 Acum. até Acum. até Set/02 Set/01 Receita Líquida de Serviços 189.798 173.369 174.461 555.318 522.395 Receita Líquida de Vendas 36.752 22.866 30.558 84.025 41.702 Receita Líquida Total 226.550 196.235 205.019 639.343 564.097 1 Lucro operacional 34.840 14.357 21.836 86.825 59.618 Depreciação 49.376 44.630 50.714 148.784 126.128 Amortização do ágio 7.638 6.745 5.891 20.273 20.217 Receitas financeiras (73.071) (15.460) (28.210) (114.977) (39.540) Despesas financeiras 74.250 34.163 33.848 129.881 75.226 EBITDA 93.033 84.435 84.079 270.786 241.649 Margem EBITDA (%) 41% 43% 41% 42% 43% Margem EBITDA (%) - 49% 49% 48% 49% 46% Sobre a Receita Serviços Nota: (1) inclui a equivalência patrimonial da TIMnet a partir do 4º trim./01. 9
  10. 10. TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Balanço Patrimonial em 30 de setembro e 30 de junho de 2002 Em milhares de reais Controladora Consolidado setembro junho setembro junho Ativo Circulante Disponibilidades 2.681 1.672 10.227 5.828 Títulos e valores mobiliários 9.945 7.311 360.784 270.345 Contas a receber de clientes 138.896 131.719 Estoques 9.452 8.684 Tributos a recuperar 617 572 12.535 14.605 Tributos diferidos 1.482 1.278 20.659 20.840 Outros ativos 1.648 1.025 10.368 14.708 16.373 11.858 562.921 466.729 Realizável a longo prazo Sociedades controladora e ligadas 195 3.727 Títulos e valores mobiliários 7.350 5.809 Tributos a recuperar 6.576 5.982 Tributos diferidos 844 815 217.157 224.665 Depósitos judiciais 11.066 10.998 Outros ativos 9 14 990 1.272 1.048 4.556 243.139 248.726 Ativo permanente Investimentos 855.953 836.982 24.188 26.553 Imobilizado 84 88 657.917 696.207 Diferido 56.833 62.149 856.037 837.070 738.938 784.909 Total 873.458 853.484 1.544.998 1.500.364 10
  11. 11. TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Balanço Patrimonial em 30 de setembro e 30 de junho de 2002 Em milhares de reais Controladora Consolidado setembro junho setembro junho Passivo e patrimônio líquido Circulante Fornecedores 3.983 4.117 64.999 56.889 Empréstimos e financiamentos 31.097 28.579 Debêntures 218.083 8.601 Salários e encargos sociais 11.677 10.120 13.878 12.089 Impostos e contribuições a recolher 29 99 34.418 26.864 Juros sobre o capital próprio 1.259 1.257 2.488 2.515 Dividendos a pagar 516 532 726 747 Outras obrigações 847 753 7.215 5.441 18.311 16.878 372.904 141.725 Exigível a longo prazo Empréstimos e financiamentos 76.706 90.116 Debêntures 200.000 Impostos e contribuições a recolher 69.912 67.486 Complementação de aposentadoria 2.399 2.345 2.399 2.345 Provisão para contingências 137 87 9.262 7.916 2.536 2.432 158.279 367.863 Participações minoritárias 161.204 156.602 Patrimônio líquido Capital social 324.666 324.666 324.666 324.666 Reservas de capital 173.913 173.913 173.913 173.913 Reservas de lucros 305.601 305.601 305.601 305.601 Lucros acumulados 48.431 29.994 48.431 29.994 852.611 834.174 852.611 834.174 Total 873.458 853.484 1.544.998 1.500.364 11
  12. 12. TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Demonstração do Resultado Exercícios findos em 30 de setembro de 2002 e 2001 Em milhares de reais Controladora Consolidado 3ºTim./02 3ºTim./01 3ºTim./02 3ºTim./01 Receita operacional bruta 288.753 251.667 Deduções da receita bruta (62.203) (55.432) Receita operacional líquida 226.550 196.235 Custo dos serviços prestados e das mercadorias vendidas (125.404) (101.970) Lucro bruto 101.146 94.265 Receitas (despesas) operacionais Comercialização (42.005) (45.268) Gerais e administrativas (953) (625) (19.568) (15.127) Ganho ou Perda com Investimentos 19.438 11.224 (1.898) Outras receitas (despesas) operacionais, líquidas (238) 167 (3.554) (810) 18.247 10.766 (67.025) (61.205) Lucro operacional antes dos resultados financeiros 18.247 10.766 34.121 33.060 Receitas (despesas) financeiras Receitas financeiras 1.153 1.192 73.071 15.460 Despesas financeiras (166) (583) (74.250) (34.163) 987 609 (1.179) (18.703) Lucro operacional 19.234 11.375 32.942 14.357 Receitas (despesas) não operacionais, líquidas 20 (2) Lucro antes dos tributos e das participações 19.234 11.375 32.962 14.355 Imposto de renda e contribuição social 233 (1) (8.666) (1.003) Participação dos empregados (1.030) (496) (1.258) (656) Participações minoritárias (4.601) (1.818) Lucro do período 18.437 10.878 18.437 10.878 Lucro por lote de mil ações em circulação (R$) 0,05 0,03 12

×