Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Jornalzinho do ponci nº 2

231 views

Published on

Educação

Published in: Education
  • Be the first to comment

Jornalzinho do ponci nº 2

  1. 1. 1 JORNALZINHO DO PONCI Rio Real, maio de 2017 Nº 02 Você sabe O QUE É e para QUE SERVE o ConselhoTutelar? O Conselho Tutelar é um órgão municipal responsável por zelar pelo direitos da criança e do adolescente. Este foi criado conjunta- mente ao ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente, instituído pela Lei 8.069 no dia 13 de julho de 1990. O Conselho Tutelar é formado por membros eleitos pela comuni- dade para mandato de três anos. Nesse perí- odo, os conselheiros atendem crianças e adolescentes e aconselham seus pais e res- ponsáveis. Seu trabalho é basicamente nor- teado sob denúncias, por isso, sempre que se perceba abuso ou situações de risco con- tra menores, como por exemplo, em casos de violência física ou emocional, o Conselho Tu- telar deve ser acionado. Cabe ao Conselho Tutelar aplicar medidas que zelem pela proteção dos direitos da cri- ança e do adolescente. No entanto, o Conse- lho Tutelar não tem competência para aplicar medidas judiciais e não pode julgar nenhum caso e não age como órgão correcional. Des- ta forma, quando um adolescente, por exem- plo, pratica algum crime, este será direciona- do à Polícia Militar. Segue o número de um dos conselheiros para denúncias. (75) 9 9993 -6506 ( Erivaldo Du) Debaixo dos nossos olhos Bullying é termo usado para qualquer agressão física ou verbal feita por uma ou mais de uma pessoa contra alguém, sejam essas agressões voltadas contra o tom de pele, comportamento ou forma de vestir. Se for apenas uma vez que essas agressões aconteçam, dizemos que é uma situação isolada, para ser caracte- rizada como bullying precisa acontecer repetidamente e por um período extenso de tempo. Infelizmente o bullying não tem um local exato para acontecer, basta um grupo ou uma pessoa resolver que o outro não se adequa a sua forma de viver ou não gostar do que ela veste, isso faz com que comece os xingamentos. Um dos principais motivos para o bullying é a aparência física do outro. Em 2012, eram (35,3%), e em 2015, (46,6%), ou seja, em apenas 3 anos houve um aumento de (11,3%). Isso é um absurdo e deve- mos tomar providências, pois segundo o IBGE os ca- sos de bullying nas escolas cresceram muito no Brasil. Muitas vezes, tudo isso acontece debaixo dos nossos olhos e não paramos para pensar, mas o bul- lying não é só uma brincadeira, muitas vezes o agres- sor provoca na vítima um trauma que fica por anos...Devemos ter consciência e pensar mais no ou- tro. E se você sofrer bullying? O mais importante é não ficar calado, conte para seus pais ou para a direção da escola, tome atitude imediata, não deixe para lá, afinal todos nós queremos reverter a situação, por isso deve- mos dizer não a todas as formas de bullying.
  2. 2. 2 O MISTÉRIO DO ANEL Um navio japonês êsta êm uma viagêm. O capitao Suzuki pêrdêu o sêu anêl dê diamantês ê logo comêça a pêrguntar a todos no navio sobrê o paradêiro do anêl. O subcapitao dissê: “mêus oculos êstao quêbrados ê, por isso, nao consigo vêr nada”. O sinalêiro dissê: “a bandêi- ra êstava hastêada dê cabêça para baixo ê êu êstava ocupado arrumando-a”. O marinhêiro dissê: “êu êstava ocupado puxando a boia salva -vidas quê havia sê soltado ê êstava a dêriva.”. O cozinhêiro dissê: “êu êstava prêparando o almoço” Quêm êsta com o anêl do ca- pitao ê alguêm quê êsta mên- tindo. Quem e esta pessoa? Um pouco de inglês Cow Frog Alligator Butterflay Bat Entrevista com uma mãe de gêmeos que estudam nesta escola. Qual o nome completo da senhora? Adriana da Cruz Nere Qual sua idade? 34 anos Qual foi sua reação ao saber que seria mãe de gêmeos? Quase morri do coração, mas agradeci a Deus. Seus filhos são gêmeos idênticos, em algum momento a senhora já se confun- diu? Já. Quando ia chamá-los acabava me con- fundindo às vezes. Mesmo eles sendo gêmeos idênticos eles possuem diferenças físicas? Quais são elas? Sim, Willian é um pouco mais alto e mais gordinho e tem um sinal no rosto, já Willan não tem. Qual qualidade a senhora destacaria em cada um deles? Willan é mais esforçado, ou seja, mais de- dicado nas tarefas. Willian é mais obediente. Agradecemos a entrevistada.
  3. 3. 3 Colaboradores do Jornal Entrevista: Alexandre, Eduardo e Jandson Notícia principal: Laís, Leilâne e Vitória Poema: Gabriel, Guilherme e Romário Aniversariantes: Fernanda, Hemily e Keteley Revisão geral: João Paulo Dicas e sugestões para as próximas edições, procurar a turma do 7º ano b vespertino. Hora da poesia! Agradecemos à direção e coordenação da escola pelo apoio a esta produção. Um sorriso caprichado, Um abraço apertado. Um beijo carinhoso, Um presente esperado. Não precisa ter riqueza, Para agradar com clareza. Basta um simples gesto, E já exalta sua nobreza. Para você neste dia, Uma demonstração de amor. Sei que é pouco, mais você merece, Pois grandioso é o seu coração. Assim rabisco esse verso, Com muita dedicação. Pra você mãe querida, Como forma de gratidão. Washington Luiz Teixeira O presente mágico Gilvanderson 02-05-2005 7º c v Marcelo 02-05-2005 7º c v Claudia 09-05-1997 9º c v Maurício 14-05-2005 7º c v Julia 15-05-2005 7º c v Jhony 15-05-2005 8º b v Kevin 15-05-2001 8º b v Emanuel 16-05-2005 7º c v Harrley 25-05-2005 6º c v Vinícius 26-05-2005 6º c v “A vida é feita de momentos, oportunida- des e conquistas; Os momentos são compartilhados, as opor- tunidades abraçadas (são únicas). A conquista nos realiza verdadeiramen- te.” Autor: Roberto Prazeres (coordenador) Pense nisso!
  4. 4. 4 Simplesmente mãe. Dia das mães chegando e é hora de homenagens. Sim, é preciso destacar um dia especial dedicado a elas, ainda que seu valor deva ser reconhecido todos os dias do ano. Esse dia é apenas uma singela forma de agradecer e enaltecer sua im- portância. Jamais saberemos compreender o que é ser mãe, contudo podemos tentar imaginar e desse modo reconhecer- mos que ser mãe está além de qualquer definição simplista. Um ser que tem a capacidade e o privilégio de gerar uma nova vida, amamenta seu filho e passa para ele toda sua essência, sente a dor e a alegria de sua cria, entende mais que qualquer outra pessoa os sentimentos do seu filho, consegue até pres- sentir algo quando os mesmos estão em perigo, tudo isso só pode ser mágico, divino, ser mãe está além de tudo que nossa mente possa compreender. Um ser iluminado, agraciado e que traz consigo amor in- condicional. Ainda que você enxergue defeitos em sua mãe, lo- go eles serão ínfimos se você olhá-la com carinho e respeito. Não desperdice as oportunidades de declarar seu amor por ela, aproveite os pequenos instante ao seu lado, abrace, beije, sinta seu cheiro, viva seu sorriso e cuide de suas lágri- mas, acredite, um dia você sentirá falta de tudo isso e, infeliz- mente não poderá ter a presença dela, só restará essas lem- branças. Assim como questionou o porta Carlos Drummond de Andrade em seu poema “Para sempre” finalizo aqui com a mesma pergunta: “Por que Deus permite que as mães vão-se embora?” Autor: João Paulo Orrico

×