Literatura, Muito Prazer!A escola é um ambiente privilegiado para garantir muitocontato com os livros. Conheça, passo a pa...
Plata, na Argentina. Com isso, os alunos vão passar a ver a leitura não comouma tarefa escolar, mas como um hábito cotidia...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Literatura, Muito Prazer!

821 views

Published on

A escola é um ambiente privilegiado para garantir muito contato com os livros. Conheça, passo a passo, os caminhos para ir além dos resumos e questionários de leitura e incentivar na garotada o gosto pelas obras literárias - mesmo que você não tenha familiaridade com esse tipo de texto.

GOSTOU? DEIXE SEU COMENTÁRIO OU SUGESTÃO!!!

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
821
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Literatura, Muito Prazer!

  1. 1. Literatura, Muito Prazer!A escola é um ambiente privilegiado para garantir muitocontato com os livros. Conheça, passo a passo, os caminhospara ir além dos resumos e questionários de leitura eincentivar na garotada o gosto pelas obras literárias - mesmoque você não tenha familiaridade com esse tipo de texto.Muito se fala do poder da literatura - e de como a escola é um lugar privilegiadopara estimular o gosto pela leitura. Infelizmente, porém, as salas de aulabrasileiras estão longe de ser "celeiros de leitores". Salvo exceções, o contatodos estudantes com os livros costuma seguir um roteiro no mínimo enfadonho:alguns títulos (quase sempre "clássicos") são indicados (leia-se empurradosgoela abaixo) e viram conteúdo avaliado (perguntas de interpretação de textocom uma única resposta correta). E só. A experiência que deveria serdesafiadora vira uma tarefa burocrática e sem graça. Os jovens se formam sementender os benefícios da leitura e acabam não lendo mais nada. Pesquisarealizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) e oInstituto Pró-Livro mostra que 45% da população não lê nenhum exemplar porano (desses, 53% dizem simplesmente "não ter interesse" e outros 42%admitem "ter dificuldade").Mas, obviamente, é possível mudar esse quadro. Esta reportagem especial sepropõe a ajudar você com dicas de especialistas e novidades do campo dadidática. Para começar, é preciso compreender que, antes de analisar e refletirsobre os aspectos formais da literatura (história, linguagem etc.), os estudantestêm de gostar de ler. E isso só se faz de uma maneira: lendo, lendo, lendo.Porém ninguém nasce sabendo. Cabe à escola dar acesso às obras e ensinaros chamados comportamentos leitores: "entrar" na aventura com ospersonagens, comentar sobre o enredo, buscar textos semelhantes, conhecermais sobre o autor, trocar indicações literárias. Tudo pelo prazer que aliteratura proporciona, de nos levar a outros lugares e épocas. Um percursoque idealmente começa na infância - mas também pode ser iniciado mais tarde(nunca é tarde para abrir o primeiro livro).Nas próximas páginas, você encontra um guia com sugestões para despertaresse gosto pelos livros e ensinar os comportamentos leitores, dividido emEducação Infantil, 1º ao 5º ano e 6º ao 9º ano (e também os erros mais comunsque são cometidos na escola). Em seguida, mais três páginas com umareflexão sobre o papel do professor nessa caminhada - e como fazer para vocêse encantar pela literatura e/ou ampliar seu repertório. "Quando existe umespaço para discutir as leituras, com a possibilidade de inúmerasinterpretações, começamos a desenvolver a curiosidade e o desejo de ir além",explica Mónica Rubalcaba, professora de Letras da Universidad Nacional de La
  2. 2. Plata, na Argentina. Com isso, os alunos vão passar a ver a leitura não comouma tarefa escolar, mas como um hábito cotidiano. E você também.Mais sobre leitura literáriaConfira nesta página os melhores conteúdos sobre a formação de leitoresliterários produzidos pelas revistas NOVA ESCOLA e NOVA ESCOLAGESTÃO ESCOLAR, além de vídeos, jogos, infográficos e planos de aula quevão ajudar você a transformar a escola em uma comunidade leitoraentusiasmada. Tenha uma ótima leitura! http://revistaescola.abril.com.br/leitura-literaria/ Qual é a diferença entre ler e contar histórias?Denise Guilherme, formadora de professores, explica que ler uma história paraos alunos é uma forma de apresentar a obra conforme sua linguagem original,nas palavras do autor. Já contar histórias envolve a improvisação, a interaçãocom a turma e a possibilidade de agregar outros elementos ao enredo. No vídeo, a especialista afirma que o interessante nas aulas é alternarentre ler e contar histórias. Ao ler, é preciso que o professor mostre para ascrianças porque escolheu aquele autor e apresente o objeto livro, um bemcultural que guarda a literatura. No entanto, na contação, o educador tem aoportunidade de resgatar a tradição oral de narrar histórias que foramtransmitidas de geração em geração. "São duas situações diferentes detrabalho com a linguagem", diz Denise.Fonte: Site Revista Nova EscolaDisponível em: http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/pratica-pedagogica/literatura-muito- prazer-584195.shtml http://revistaescola.abril.com.br/leitura-literaria/ http://revistaescola.abril.com.br/fundamental-1/qual-diferenca-ler-contar-historias- 642352.shtmlElisa Meirelles (elisa.meirelles@abril.com.br).Com reportagem de toda a equipe de NOVA ESCOLA e NOVA ESCOLA GESTÃO ESCOLAR.

×