Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO                                                                           MIN-WAR             ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Acórdão tcu esg354_2012-1ªc (021.327_2010-6)

609 views

Published on

TCU "puxa a orelha" da ESG por gastos com festividades e exigência de

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Acórdão tcu esg354_2012-1ªc (021.327_2010-6)

  1. 1. TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO MIN-WAR Excerto da Relação 1/2012 - TCU – 1ª Câmara Fls. ___ Relator - Ministro WALTON ALENCAR RODRIGUES ACÓRDÃO Nº 354/2012 - TCU – 1ª Câmara Os Ministros do Tribunal de Contas da União, reunidos em Sessão da Primeira Câmara, comfundamento nos arts. 1º, inciso I; 16, inciso II; 18 e 23, inciso II, da Lei 8.443/1992, e na forma dos arts.1º, inciso I; 143, inciso I, “a”; 208 e 214, inciso II, do Regimento Interno/TCU, ACORDAM, porunanimidade, em julgar as contas a seguir relacionadas regulares com ressalva e dar quitação aosresponsáveis, fazendo-se a seguinte determinação e a adoção das seguintes medidas, de acordo com ospareceres convergentes emitidos nos autos:1. Processo TC-021.327/2010-6 (PRESTAÇÃO DE CONTAS - Exercício: 2009) 1.1. Responsável: Carlos Alberto Pires Rolla (251.454.288-04) 1.2. Órgão/Entidade: Escola Superior de Guerra - MD 1.3. Relator: Ministro Walton Alencar Rodrigues 1.4. Unidade Técnica: 3ª Secretaria de Controle Externo (SECEX-3). 1.5. Advogado(s) constituído(s) nos autos: não há. 1.6. Determinar a Escola Superior de Guerra que evite a realização de despesas comfestividades e outros eventos congêneres que não guardem relação com os objetivos da instituição, emrazão da inexistência de norma legal que as autorize, em consonância com reiteradas decisões desta Cortede Contas; 1.6.2. Medidas: alertar a Escola Superior de Guerra, que: 1.6.2.1. no caso de realização de certame licitatório, quanto à necessidade de se adotarprovidências no sentido de especificar adequadamente o objeto a ser licitado, de forma a evitar odirecionamento para determinadas marcas, com vistas a selecionar a proposta mais vantajosa para aadministração, em consonância com o disposto nos arts. 3º e 15 da Lei nº 8.666/1993; 1.6.2.2. consoante o disposto no art. 16, § 1º, c/c o art. 58, inciso VII, da Lei 8.443/1992, oTribunal poderá julgar irregulares as contas, com aplicação de multa aos responsáveis, no caso dereincidência no descumprimento de determinação de que o responsável tenha tido ciência, feita emprocesso de tomada ou prestação de contas.Dados da Sessão:Ata n° 2/2012 – 1ª CâmaraData: 31/1/2012 – OrdináriaRelator: Ministro WALTON ALENCAR RODRIGUESPresidente: Ministro VALMIR CAMPELORepresentante do Ministério Público: Subprocurador-Geral PAULO SOARES BUGARIN TCU, em 31 de janeiro de 2012. Documento eletrônico gerado automaticamente pelo Sistema SAGAS Para verificar as assinaturas, acesse www.tcu.gov.br/autenticidade, informando o código 47843639.

×