Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
CLASSIFICAÇÃO DAS P.P.Rs.
CONCEITO E TERMINOLOGIA <ul><li>PRÓTESES PARCIAIS REMOVÍVEIS SÃO : “APARELHOS PROTÉTICOS” QUE TEM POR FINALIDADE SUBSTITUI...
Terminologias <ul><li>Pontes móveis; </li></ul><ul><li>Aparelhos parciais removíveis; </li></ul><ul><li>aparelhos parciais...
Classificação didática <ul><li>Dento suportadas; </li></ul><ul><li>Muco-dento-suportadas; </li></ul><ul><li>Dento-muco-sup...
classificação <ul><li>Cummer –  calculou a possibilidade de 65.534 combinações de um único arco desde a perda de um elemen...
Classificação Ideal <ul><li>Visualização imediata do tipo do arco dentário, número e tamanho dos espaços protéticos; </li>...
Classificação topográfica <ul><li>kennedy – 1923 – quatro arcos desdentados, tornando-se a mais utilizada no mundo; </li><...
Classificação topográfica <ul><li>Áreas desdentadas posteriores determinam a classificação; </li></ul><ul><li>Áreas desden...
Classificação topográfica <ul><li>Quando o terceiro molar estiver ausente, não deve ser levado em consideração, a menos qu...
Classificação de Cummer <ul><li>Classe I e II misto de dental e fibromucoso, com movimentos rotacionais; </li></ul><ul><li...
Classificação de wild <ul><li>Estabelecida em 1933 três classes: </li></ul><ul><li>Classe I alavanca posterior; </li></ul>...
CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO SUPORTE <ul><li>DENTO-MUCOSO-SUPORTADA – QUANDO EXISTE PARTICIPAÇÃO TANTO DE DENTES QUANTO DA FIBR...
CLASSIFICAÇÃO DE KENNEDY REGRAS DE APPLEGATE <ul><li>QUEM DETERMINA A CLASSIFICAÇÃO É O ESPAÇO PROTÉTICO MAIS POSTERIOR; <...
CLASSIFICAÇÃO DE KENNEDY REGRAS DE APPLEGATE <ul><li>QUANDO O SEGUNDO MOLAR ESTIVER AUSENTE E NÃO FOR PLANEJADA SUA REPOSI...
CLASSIFICAÇÃO DE KENNEDY REGRAS DE APPLEGATE <ul><li>A DETERMINAÇÃO DA MODIFICAÇÃO DE CERTA CLASSE DEPENDE, UNICAMENTE, DO...
CLASSE I DE KENNEDY
 
CLASSE III DE KENNEDY
CLASSE IV DE KENNEDY
 
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Classificacão da protese parcial removível

102,094 views

Published on

Classificacão da protese parcial removível

  1. 1. CLASSIFICAÇÃO DAS P.P.Rs.
  2. 2. CONCEITO E TERMINOLOGIA <ul><li>PRÓTESES PARCIAIS REMOVÍVEIS SÃO : “APARELHOS PROTÉTICOS” QUE TEM POR FINALIDADE SUBSTITUIR, FUNCIONALMENTE E ESTÉTICAMENTE, OS DENTES NATURAIS AUSENTES EM PACIENTES PARCIALMENTE DESDENTADOS E PODEM SER REMOVIDOS E REPOSICIONADOS NA BOCA, SEM CAUSAR DANOS. </li></ul>
  3. 3. Terminologias <ul><li>Pontes móveis; </li></ul><ul><li>Aparelhos parciais removíveis; </li></ul><ul><li>aparelhos parciais móveis; </li></ul><ul><li>Roach e outros. </li></ul>
  4. 4. Classificação didática <ul><li>Dento suportadas; </li></ul><ul><li>Muco-dento-suportadas; </li></ul><ul><li>Dento-muco-suportadas. </li></ul>
  5. 5. classificação <ul><li>Cummer – calculou a possibilidade de 65.534 combinações de um único arco desde a perda de um elemento dentário até seu último remanescente </li></ul>
  6. 6. Classificação Ideal <ul><li>Visualização imediata do tipo do arco dentário, número e tamanho dos espaços protéticos; </li></ul><ul><li>Permitir diferenciação imediata entre as P.P.Rs.; </li></ul><ul><li>Ter comunicação universalmente aceita; </li></ul><ul><li>Obter bases mecânicas de planejamento; </li></ul><ul><li>Fácil memorização. </li></ul>
  7. 7. Classificação topográfica <ul><li>kennedy – 1923 – quatro arcos desdentados, tornando-se a mais utilizada no mundo; </li></ul><ul><li>Designou que as classes deveriam ser escritas em algarismos romanos; </li></ul><ul><li>Classe I – desdentado posterior bilateral; </li></ul><ul><li>Classe II – desdentado posterior unilateral; </li></ul><ul><li>Classe III – desdentado intercalar; </li></ul><ul><li>Classe IV – desdentado anterior. </li></ul>
  8. 8. Classificação topográfica <ul><li>Áreas desdentadas posteriores determinam a classificação; </li></ul><ul><li>Áreas desdentadas adicionais são denominadas modificações ou subclasses; </li></ul><ul><li>A extensão não é considerada, apenas o número de áreas; </li></ul><ul><li>A classe IV não apresenta modificações, o espaço protético cruza a linha mediana; </li></ul><ul><li>A classificação deve ser após o preparo de boca; </li></ul>
  9. 9. Classificação topográfica <ul><li>Quando o terceiro molar estiver ausente, não deve ser levado em consideração, a menos que seja reposto proteticamente; </li></ul><ul><li>Se o terceiro molar for reposto devemos considera-lo; </li></ul><ul><li>Em casos onde não for planejado a reposição do segundo molar na classificação ele não será considerado; </li></ul><ul><li>Classe III deve ser considerado o espaço mais posterior. </li></ul>
  10. 10. Classificação de Cummer <ul><li>Classe I e II misto de dental e fibromucoso, com movimentos rotacionais; </li></ul><ul><li>Classe III e IV sem eixos rotacionais; </li></ul><ul><li>Diagonal; </li></ul><ul><li>Diametral; </li></ul><ul><li>Unilateral III; </li></ul><ul><li>Multilateral IV; </li></ul>
  11. 11. Classificação de wild <ul><li>Estabelecida em 1933 três classes: </li></ul><ul><li>Classe I alavanca posterior; </li></ul><ul><li>Classe II intercalares; </li></ul><ul><li>Classe III mistas. </li></ul>
  12. 12. CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO SUPORTE <ul><li>DENTO-MUCOSO-SUPORTADA – QUANDO EXISTE PARTICIPAÇÃO TANTO DE DENTES QUANTO DA FIBROMUCOSA, PARA O SUPORTE DA PRÓTESE PARCIAL REMOVÍVEL; </li></ul><ul><li>DENTOSUPORTADA – QUANDO O SUPORTE DA PRÓTESE DEPENDER SOMENTE DE DENTES. </li></ul>
  13. 13. CLASSIFICAÇÃO DE KENNEDY REGRAS DE APPLEGATE <ul><li>QUEM DETERMINA A CLASSIFICAÇÃO É O ESPAÇO PROTÉTICO MAIS POSTERIOR; </li></ul><ul><li>SOMENTE SE DEVE CLASSIFICAR QUANDO A BOCA JÁ ESTA PREPARADA PARA RECEBER A P.P.R.; </li></ul><ul><li>QUANDO O TERCEIRO MOLAR ESTIVER AUSENTE, A REGIÃO DESDENTADA NÃO DEVE SER CONSIDERADA, POIS ESTE DENTE NÃO É RECOLOCADO; </li></ul><ul><li>O TERCEIRO MOLAR SÓ É CONSIDERADO, QUANDO ELE ESTIVER PRESENTE E FOR PREVISTA SUA UTILIZAÇÃO COMO DENTE PILAR; </li></ul>
  14. 14. CLASSIFICAÇÃO DE KENNEDY REGRAS DE APPLEGATE <ul><li>QUANDO O SEGUNDO MOLAR ESTIVER AUSENTE E NÃO FOR PLANEJADA SUA REPOSIÇÃO, ESTE TAMBÉM NÃO FARÁ PARTE DA CLASSIFICAÇÃO; </li></ul><ul><li>A CLASSIFICAÇÃO É REPRESENTADA SEMPRE EM ALGARISMOS ROMANOS CLASSE I-II-III-IV E SEMPRE O ESPAÇO MAIS POSTERIOR, MESMO QUE EXISTAM OUTROS MAIS ANTERIORES; </li></ul><ul><li>AS REGIÕES QUE NÃO PARTICIPAREM DA CLASSIFICAÇÃO, SÃO DENOMINADAS MODIFICAÇÕES OU SUBDIVISÕES REPRESENTADAS EM ALGARISMOS ARÁBICOS 1-2-3-ETC, EX. CLASSE I SUBDIVISÃO 2. </li></ul>
  15. 15. CLASSIFICAÇÃO DE KENNEDY REGRAS DE APPLEGATE <ul><li>A DETERMINAÇÃO DA MODIFICAÇÃO DE CERTA CLASSE DEPENDE, UNICAMENTE, DO NÚMERO DE REGIÕES DESDENTADAS SECUNDÁRIAS. INDEPENDE DA EXTENSÃO DESTA REGIÃO OU DO NÚMERO DE DENTES PERDIDOS. </li></ul><ul><li>A CLASSE IV NÃO ACEITA SUBDIVISÕES, ELA É CARACTERIZADA PELA AUSÊNCIA DOS INCISIVOS CENTRAIS, INDEPENDENTE DA EXTENSÃO, QUALQUER OUTRO ESPAÇO IRÁ DETERMINAR A CLASSIFICAÇÃO </li></ul>
  16. 16. CLASSE I DE KENNEDY
  17. 18. CLASSE III DE KENNEDY
  18. 19. CLASSE IV DE KENNEDY

×