Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Gerenciamento do escopo

5,952 views

Published on

material utilizado na aula do MBA em gerenciamento de projetos da Unipar/PR.

Published in: Education, Business, Technology
  • Be the first to comment

Gerenciamento do escopo

  1. 1. MBA em Gerenciamento de Projetos e Governança de T.I.“Gerenciamento do Escopo<br />Ricardo F. P. Satin<br />ITIL, MBA, PMP<br />
  2. 2. Apresentação<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />2<br />Ricardo Francisco de Pierre Satin<br />Bacharel em computação – UEM;<br />Especialista em desenvolvimento Java – Cesumar;<br />MBA em Gerenciamento de Projetos – FCV.<br /><ul><li>Certificação:
  3. 3. ITIL – Gerenciamento de Serviços de T.I.;
  4. 4. PMP – Gerenciamento de Projetos.
  5. 5. Aproximadamente 10 mil horas de experiência em GP.</li></li></ul><li>Apresentação<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />3<br />Vocês<br />Nome;<br />Qual a formação?<br />Onde trabalha?<br />O que faz?<br />Já trabalha com GP?<br />Qual objetivo em estar fazendo este MBA?<br />
  6. 6. Bibliografia<br />4<br />PMBoK versão 4<br />HeadFirst PMP<br />Livro da Rita<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  7. 7. Bibliografia<br />5<br />Livro da Kim<br />Bons princípios básicos<br />Livro do Ricardo Vargas<br /> ótimos modelos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  8. 8. Gerenciamento de integração<br /><ul><li>Metodologia
  9. 9. Critério de avaliação
  10. 10. Agenda
  11. 11. Acordo / Mapeamento
  12. 12. Conceituação Escopo
  13. 13. Grupo de processos G. Escopo
  14. 14. Coletar requisitos
  15. 15. Definir o escopo
  16. 16. Criar a EAP
  17. 17. Verificar o escopo
  18. 18. Controlar o escopo</li></ul>6<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  19. 19. AGENDA<br /><ul><li>Acordo / Mapeamento
  20. 20. Conceituação Escopo
  21. 21. Grupo de processos G. Escopo
  22. 22. Coletar requisitos
  23. 23. Definir o escopo
  24. 24. Criar a EAP
  25. 25. Verificar o escopo
  26. 26. Controlar o escopo</li></ul>7<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  27. 27. Acordo<br />8<br />Confidencialidade!<br />Nada de ficar em rede social!<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  28. 28. AGENDA<br /><ul><li>Acordo / Mapeamento
  29. 29. Conceituação Escopo
  30. 30. Grupo de processos G. Escopo
  31. 31. Coletar requisitos
  32. 32. Definir o escopo
  33. 33. Criar a EAP
  34. 34. Verificar o escopo
  35. 35. Controlar o escopo</li></ul>9<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  36. 36. Mapeamento<br /><ul><li>Em grupos vamos mapear:
  37. 37. Quais problemas/ dificuldades / falhas com escopo vocês possuem? O quê já fez vocês perderem o sono ou dinheiro?
  38. 38. Preferencialmente, caso hajam funcionários de uma mesma empresa, optem por ficarem juntos.
  39. 39. 15 minutos!</li></ul>10<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  40. 40. Revisão<br /><ul><li>Vamos consolidar nossas listas!
  41. 41. 15 minutos!</li></ul>11<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  42. 42. AGENDA<br /><ul><li>Acordo / Mapeamento
  43. 43. Conceituação Escopo
  44. 44. Grupo de processos G. Escopo
  45. 45. Coletar requisitos
  46. 46. Definir o escopo
  47. 47. Criar a EAP
  48. 48. Verificar o escopo
  49. 49. Controlar o escopo</li></ul>12<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  50. 50. Conceituação<br />13<br />Definição G. Escopo PMBoK<br />O Gerenciamento do escopo do projeto inclui os processos necessários para assegurar que o projeto inclui todo o trabalho necessário, e apenas o necessário, para terminar o projeto com sucesso.<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  51. 51. Conceituação<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />14<br />Deliverable – Entrega<br />É qualquer saída (produto ou serviço), tangível e verificável, que deve ser produzido obrigatoriamente para conclusão do projeto ou de parte dele. Muitas vezes utilizado mais especificamente com referência a uma entrega sujeita à aprovação do patrocinador ou do cliente do projeto.<br />Exemplo: Estudo de viabilidade, Manual do sistema, Projeto Básico etc<br />
  52. 52. Conceituação<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />15<br />Deliverable x Atividade<br />Deliverable: Gerência de escopo<br />Atividades: Gerência de tempo<br />
  53. 53. ConceituaçãoQuebrar em atividades só no G. Tempo!<br />16<br />ESCOPO<br />(EAP)<br />Só devemos decompor a EAP em atividades no <br />Gerenciamento do Tempo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  54. 54. ConceituaçãoEscopo do Projeto x Escopo do Produto<br />17<br />Escopo do Produto<br />Escopo do Projeto<br /> X<br />O conjunto de produtos e serviços (deliverables) que devem ser gerados pelo projeto<br />As características ou funções que devem ser incluídas no produto ou serviço<br />Representado nos REQUISITOS /ESPECIFICAÇÕES<br />Representado na EAP<br />Escopo do produto: Características e funções que descrevem um produto, serviço ou resultado.<br />Escopo do projeto: O trabalho que precisa ser realizado para entregar o produto, serviço ou resultado com as características e funções especificadas.<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  55. 55. ConceituaçãoEscopo do Projeto x Cliente<br />18<br />Mobilização, contratação e transporte das turbinas, seguro, treinamento de pessoal etc.<br />Escopo <br />do cliente<br />Termoelétrica<br />Escopo do Projeto<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  56. 56. Exercício<br />Baseado no nosso estudo de caso, defina<br />Escopo do Projeto<br />X<br />Escopo do Produto<br />X <br />Escopo do Cliente<br />15 minutos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />19<br />
  57. 57. Conceituação<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />20<br />“EU SEI QUE VOCÊ ACREDITA QUE ENTENDEU O QUE VOCÊ PENSA QUE EU DISSE, MAS EU NÃO ESTOU CERTO QUE VOCÊ COMPREENDEU QUE O QUE VOCÊ OUVIU NÃO É O QUE EU QUIS DIZER” (AUTOR ANÔNIMO)<br />
  58. 58. Conceituação<br />21<br />É entrar na cabeça do outro...<br />... Para descobrir sua <br />Necessidade.<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  59. 59. É mapear...<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />22<br />
  60. 60. AGENDA<br /><ul><li>Acordo / Mapeamento
  61. 61. Conceituação Escopo
  62. 62. Grupo de processos G. Escopo
  63. 63. Coletar requisitos
  64. 64. Definir o escopo
  65. 65. Criar a EAP
  66. 66. Verificar o escopo
  67. 67. Controlar o escopo</li></ul>23<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  68. 68. O grupo de processos do escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />24<br />
  69. 69. Resumo dos processos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />25<br />5.1 Coletar os requisitos - O processo de definição e documentação das necessidades das partes interessadas para alcançar os objetivos do projeto;<br />5.2 Definir o escopo - O processo de desenvolvimento de uma descrição detalhada do projeto e do produto.<br />5.3 Criar a EAP - O processo de subdivisão das entregas e do trabalho do projeto em componentes menores e mais facilmente gerenciáveis.<br />5.4 Verificar o escopo - O processo de formalização da aceitação das entregas terminadas do projeto.<br />5.5 Controlar o escopo - O processo de monitoramento do progresso do escopo do projeto e escopo do produto e gerenciamento das mudanças feitas na linha base do escopo.<br />
  70. 70. 26<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  71. 71. AGENDA<br /><ul><li>Acordo / Mapeamento
  72. 72. Conceituação Escopo
  73. 73. Grupo de processos G. Escopo
  74. 74. Coletar requisitos
  75. 75. Definir o escopo
  76. 76. Criar a EAP
  77. 77. Verificar o escopo
  78. 78. Controlar o escopo</li></ul>27<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  79. 79. Coletar requisitos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />28<br />O que ele é?<br />Como preparar (entradas)?<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />
  80. 80. Coletar requisitos<br />O que ele é?<br />É o processo de definir e documentar as funções e funcionalidades do projeto e do produto necessárias para atender as necessidades e expectativas das partes interessadas;<br />Obter, analisar e registrar para medição futura;<br />O sucesso do projeto está ligado ao sucesso e atenção na captura e gerenciamento dos requisitos;<br />Estes requisitos se transformam na fundação da EAP, custo, cronograma e qualidade;<br />Começa com análise do project charter e análise das partes interessadas.<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />29<br />
  81. 81. Coletar requisitos<br />O que ele é?<br />Requisito de projeto x requisito de produto.<br />Projeto: Negócio, gerenciamento, entrega, etc...<br />Produto: Informações sobre requisitos técnicos, segurança, desempenho...<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />30<br />
  82. 82. Coletar requisitos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />31<br />Como preparar (entradas)?<br />Algumas informações importantes:<br />Project Charter<br />Registro das partes interessadas<br />
  83. 83. Coletar requisitos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />32<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />Entrevistas;<br />Dinâmicas de grupo;<br />Oficinas;<br />Técnicas de grupo, como:<br />Brainstorming<br />Técnica de grupo nominal (priorização Brainstorming)<br />Técnica Delphi<br />Mapas Mentais<br />Questionário e Pesquisa<br />Observações<br />Dia de campo<br />Protótipos (se possível mande o cliente fazer)<br />
  84. 84. Coletar requisitos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />33<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />Desenhar / Solicitar fluxo macro;<br />Observador – procure sempre ter um contigo (Assistênte);<br />Benchmark;<br />Check-list de atividades;<br />Colete o Organograma, Visão, Missão, Valores, diretrizes estratégicas para o ano corrente da empresa;<br />Engenharia reversa;<br />Catalogação de documentos;<br />Leve equipe técnica para apoiar na coleta;<br />Estude o sistema de informação atual;<br />
  85. 85. Coletar requisitos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />34<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />Desenhar / Solicitar fluxo macro;<br />Mapeie<br />Casos de teste, critérios de aceitação, critérios de qualidade,<br />Mapeamento de cenários;<br />Beta teste;<br />Casos de uso;<br />
  86. 86. Check-list de Atividades - Excel<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />35<br />
  87. 87. Coletar requisitos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />36<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />Documentação dos requisitos;<br />Requisitos funcionais;<br />Requisitos não funcionais, como nível de serviço, desempenho, cuidados, segurança, suportabilidade...;<br />Requisitos de qualidade;<br />Requisitos de infra-estrutura;<br />Requisitos de tecnologia;<br />Requisitos de interface (usuário ou sistemas);<br />Critérios de aceitação;<br />Cenários e casos de teste;<br />Impacto em outras áreas organizacionais;<br />Requisito de suporte e treinamento;<br />Premissas e restrições de requisito.<br />
  88. 88. Coletar requisitos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />37<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />Validação dos requisitos;<br />Análises / Simulações / Prototipação / Demonstrações / Reuniões.<br />Análise da Solução Técnica<br />Arquitetura!<br />
  89. 89. Coletar requisitos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />38<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />Plano de gerenciamento dos requisitos;<br />Como as atividades de requisito serão planejadas;<br />Como serão priorizados os requisitos;<br />Identificar inconsistências entre os requisitos e o projeto;<br />Garantir que haja entendimento das necessidades;<br />Clareza / Verificável / Testável .<br />Gerenciar mudanças nos requisitos;<br />Garantir rastreabilidade dos requisitos.<br />
  90. 90. Coletar requisitos<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />Matriz de rastreabilidade dos requisitos.<br />Mapeamento entre os requisitos às suas origens durante o ciclo de vida;<br />Ligação entre EAP X Requisitos X Atividades<br />Validação x Verificação<br />Validação: Em casa;<br />Verificação: Com Cliente;<br />Formatando doc. p/ requisito!<br />20 minutos<br />Pense em no máximo 4 itens iniciais!<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />39<br />
  91. 91. Ciclo de vida do projeto<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />40<br />
  92. 92. AGENDA<br /><ul><li>Acordo / Mapeamento
  93. 93. Conceituação Escopo
  94. 94. Grupo de processos G. Escopo
  95. 95. Coletar requisitos
  96. 96. Definir o escopo
  97. 97. Criar a EAP
  98. 98. Verificar o escopo
  99. 99. Controlar o escopo</li></ul>41<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  100. 100. Definir o escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />42<br />O que ele é?<br />Como preparar (entradas)?<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />
  101. 101. Definir o escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />43<br />O que ele é?<br />É o desenvolvimento de uma descrição detalhada do projeto e do produto.<br />É importante entender que o escopo, ao ser detalhado, pode demandar novas premissas, gerar novas restrições assim como mapear novos riscos ao projeto!<br />
  102. 102. Definir o escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />44<br />Como preparar (entradas)?<br />Algumas informações importantes:<br />Project Charter<br />Documentação de Requisitos<br />Ativos organizacionais<br />
  103. 103. Definir o escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />45<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />Opinião especializada<br />Opinião especializada;<br />Análise do Produto;<br />Identificação de Alternativas;<br />Oficinas.<br />
  104. 104. Definir o escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />46<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />Declaração do escopo do projeto<br />Descrição do escopo do produto<br />Critérios de aceitação do produto;<br />Entregas do projeto;<br />Exclusões do projeto;<br />Restrições e premissas do projeto.<br />Atualização dos documentos do projeto.<br />
  105. 105. Definir o escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />47<br />
  106. 106. Ciclo de vida do projeto<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />48<br />
  107. 107. AGENDA<br /><ul><li>Acordo / Mapeamento
  108. 108. Conceituação Escopo
  109. 109. Grupo de processos G. Escopo
  110. 110. Coletar requisitos
  111. 111. Definir o escopo
  112. 112. Criar a EAP
  113. 113. Verificar o escopo
  114. 114. Controlar o escopo</li></ul>49<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  115. 115. Criar a EAP<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />50<br />O que ele é?<br />Como preparar (entradas)?<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />
  116. 116. Criar a EAP/WBS<br />O que ele é?<br /><ul><li>A EAP é uma decomposição hierárquica orientada às entregas do projeto;
  117. 117. A EAP organiza e define o escopo total do projeto, subdividindo o trabalho do projeto em partes menores e mais facilmente gerenciáveis;
  118. 118. A EAP (ou WBS) é o coração de todo o esforço de planejamento do Projeto
  119. 119. Forma hierárquica (árvore ou lista identada) para decomposição do escopo do projeto em deliverables mensuráveis e controláveis </li></ul>Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />51<br />
  120. 120. Criar a EAP/WBS<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />52<br /><ul><li>1 Projeto Computador</li></ul>1.1 Documentação<br />1.2 Computador Pessoal<br />1.2.1 Estrutura<br />1.2.2 Placa-Mãe<br />1.2.3 Disco Rígido<br />1.2.4 Fonte<br />1.2.5 Montagem<br />1.3 Teste Sistema<br />1.4 Sistema Operacional<br />1.5 Gerenciamento do Projeto<br />
  121. 121. Criar a EAP/WBS<br />53<br />Deliverable<br />Atividades<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  122. 122. Criar a EAP/WBS<br />É a subdivisão dos deliverablesdo projeto em componentes menores e mais gerenciáveis, de maneira a:<br /><ul><li> Definir e controlar melhor as entregas
  123. 123. Aumentar a exatidão das estimativas
  124. 124. Definir uma base de referência para a medição e controle do desempenho
  125. 125. Facilitar a definição clara de responsabilidades</li></ul>Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />54<br />
  126. 126. Criação da EAP<br />1. Escrever o nome do projeto no primeiro nível (nível 0) da EAP. <br />2. Iniciar o segundo nível com uma entrega denominada de Gerenciamento do Projeto.<br />3. Acrescentar as fases do ciclo de vida ou maiores entregas no segundo nível.<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />55<br />
  127. 127. Criação da EAP<br />4. Acrescentar no segundo nível, ao final, uma entrega denominada Fechamento do Projeto. <br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />56<br />
  128. 128. Criação da EAP<br />5. Acrescentar as entregas (produtos) e subprodutos (entregas parciais).<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />57<br />
  129. 129. Criação da EAP<br /> 6. Decompor as entregas parciais até um nível de detalhe que viabilize o planejamento e controle em termos de tempo, custo, qualidade, risco, atribuição de responsabilidades e contratação, se for o caso.<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />58<br />
  130. 130. Criação da EAP<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />59<br /> 7. Revisar continuamente a EAP, refinando-a quando necessário, até que a mesma esteja apta para ser aprovada. (Utilizar os 10 mandamentos da EAP, a serem citados futuramente )<br />
  131. 131. Decomposição da EAP<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />60<br />A decomposição de um nível para o outro pode ser:<br /><ul><li>Por fases (ex.: Análise, Projeto, Construção);
  132. 132. por deliverables (ex.: Construção de Plataforma de Petróleo e seus módulos);
  133. 133. por sistema funcional (ex.: sistema elétrico, sistema hidráulico, sistema mecânico...);
  134. 134. por localização física (ex.: região nordeste, região sul).</li></li></ul><li>Exemplo 1 – Vários tipos de decomposição<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />61<br />
  135. 135. Exemplo 2 – Decomposição inicial por produto<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />62<br />
  136. 136. Exemplo 3 – Decomposição por fases<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />63<br />
  137. 137. Exemplo 4<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />64<br />
  138. 138. Exemplo de EAL/WBS<br />65<br />Fábrica<br />Nível 1 – Projeto<br />Nível 2 – Fases<br />Nível 3 – Produtos<br />Nível 4 – Sub-produtos<br />Nível 5 – Pacote de Trabalho<br />Projetos<br />Aquisições<br />Projeto<br /> Elétrico<br />Projeto de <br />Engenharia<br />Módulo<br />A<br />Módulo<br />C<br />Módulo<br />B<br />Organização Funcional<br />Teste<br />centro <br />de<br /> custos<br />Depto de<br />Engenharia<br />centro <br />de<br /> custos<br />Baseado em :<br />Project Management, A Systems Approach to Planning, Scheduling,<br />andControlling. - Harold Kerzner, pág.: 574<br />8ª Edição<br />Pacotes de Trabalho<br />Empresa<br />Construção<br />projeto<br />centro <br />de<br /> custos<br />Depto. <br />Elétrico<br />Depto.<br />Mecânica<br />centro <br />de<br /> custos<br />Revisão<br />Técnica;<br />Auditoria<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  139. 139. EAP – No Excel<br />66<br />NÍVEIS<br />Avanço Físico<br />ITEM<br />DESCRIÇÂO<br />II<br />I<br />III<br />Acum. Atual<br />NO MÊS<br />EMPREENDIMENTO<br />100,00<br />0<br />SERVIÇOS<br />75%<br />100,00%<br />1<br />4%<br />4,00%<br />MOBILIZAÇÃO<br />4,00%<br />1.1<br />PROJETO EXECUTIVO – “AS BUILT” e “DATA BOOK”<br />(Correspondente à 2% da soma dos itens 3.1 ao 7.19)<br />2%<br />2,00%<br />2,00%<br />1.2<br />10%<br />10,00%<br />TABULAÇÃO<br />10,00%<br />1.3<br />MECÂNICA<br />1.4<br />1,00%<br />1,00%<br />1,00%<br />PINTURA<br />1.5<br />10%<br />10,00%<br />10,00%<br />ESTRUTURA METÁLICA<br />22%<br />1.6<br />22,00%<br />22,00%<br />ELÉTRICA E INSTRUMENTAÇÃO<br />18%<br />18,00%<br />18,00%<br />1.7<br />CIVIL<br />24%<br />24,00%<br />24,00%<br />1.8<br />Equipes de “stand-by” e “start-up” para atendimento às <br />atividades de pré-operação assistida e condicionamento<br />1.9<br />8%<br />8,00%<br />8,00%<br />1%<br />Equipamentos para as equipes de “stand-by” e “start-up”<br />1,00%<br />1,00%<br />1.10<br />25%<br />BENS<br />24,83%<br />24,83%<br />2<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  140. 140. Os 10 Mandamentos da EAP<br />Cobiçarás a EAP do próximo<br />Explicitarás todas as entregas, inclusive as necessárias ao gerenciamento do projeto<br />Não usarás os nomes em vão<br />Guardarás a descrição dos pacotes de trabalho no Dicionário da EAP<br />Decomporás até o nível de detalhe (pacote de trabalho) que permita o planejamento e controle do trabalho necessário para a entrega do subproduto.<br />Não decomporás em demasia, de forma a que o custo / tempo de planejamento e controle não traga o benefício correspondente.<br />Honrarás o pai<br />Decomporás de forma que a soma dos subprodutos dos elementos componentes (filhos) corresponda a entrega do elemento pai (Mandamento dos 100%).<br />Não decomporás em somente uma entrega<br />Não repetirás o mesmo elemento como componente de mais de uma entrega<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />67<br />
  141. 141. Pacotes de trabalho<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />68<br />Os elementos não decompostos em uma EAP são chamados de pacotes de trabalho (Work Packages)<br />Os Pacotes de Trabalho devem ser descritos no Dicionário da EAP<br />
  142. 142. Pacotes de trabalho<br />69<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  143. 143. Dicionário da EAP<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />70<br /><ul><li>O Dicionário da EAP, durante o planejamento, é a ferramenta que descreve o conteúdo dos pacotes de trabalho, podendo conter:</li></ul>Número de Identificação na EAP.<br />Especificação da entrega a ser gerada.<br />Critérios de aceitação da entrega.<br />
  144. 144. Dicionário da EAP<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />71<br />
  145. 145. Criar a EAP/WBS<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />72<br />Como preparar (entradas)?<br />Algumas informações importantes:<br />Declaração do Escopo do Projeto;<br />Documentação dos requisitos;<br />Ativos organizacionais<br />
  146. 146. Criar a EAP/WBS<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />73<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />Decomposição;<br />
  147. 147. Criar a EAP/WBS<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />74<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />EAP;<br />Dicionário da EAP;<br />Linha base do escopo;<br />Atualização em documentos do projeto;<br />Atividade Prática:<br />Vídeo – 40 min<br />Construindo EAP<br />Dicionário da EAP<br />30 minutos<br />
  148. 148. Ciclo de vida do projeto<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />75<br />
  149. 149. AGENDA<br /><ul><li>Acordo / Mapeamento
  150. 150. Conceituação Escopo
  151. 151. Grupo de processos G. Escopo
  152. 152. Coletar requisitos
  153. 153. Definir o escopo
  154. 154. Criar a EAP
  155. 155. Verificar o escopo
  156. 156. Controlar o escopo</li></ul>76<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  157. 157. Verificar o Escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />77<br />O que ele é?<br />Como preparar (entradas)?<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />
  158. 158. Verificar o Escopo<br />O que ele é?<br />Formalizar aceite das entregas concluídas do projeto;<br />Obter aceite formal com verificação com o cliente que de fato atende o solicitado;<br />Ela difere do controle da qualidade, pois seu foco é na aceitação da entrega e não no nível de assertividade conforme os requisitos solicitados;<br />Geralmente o controle da qualidade ocorre antes da verificação do escopo, para assegurar a verificação deste!<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />78<br />
  159. 159. Verificar o Escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />79<br />Como preparar (entradas)?<br />Algumas informações importantes:<br />Declaração do escopo do projeto;<br />EAP;<br />Dicionário da EAP;<br />Documentação dos requisitos;<br />Matriz de rastreabilidade dos requisitos;<br />Entregas validadas;<br />
  160. 160. Verificar o Escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />80<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />Inspeção;<br />Medição, exame e verificação para determinar se o trabalho e as entregas atendem aos requisitos e aos critérios de aceitação do produto.<br />Ata p/ entrega.<br />CodingDojo<br />Sua adaptação, pode auxiliar neste <br />processo de verificação da <br />qualidade e do escopo.<br />
  161. 161. Verificar o Escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />81<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />Entregas Aceitas;<br />Crie documentação e momento adequado.<br />Solicitação de mudanças (CCB);<br />Atualização nos documentos do projeto;<br />
  162. 162. Ciclo de vida do projeto<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />82<br />
  163. 163. AGENDA<br /><ul><li>Acordo / Mapeamento
  164. 164. Conceituação Escopo
  165. 165. Grupo de processos G. Escopo
  166. 166. Coletar requisitos
  167. 167. Definir o escopo
  168. 168. Criar a EAP
  169. 169. Verificar o escopo
  170. 170. Controlar o escopo</li></ul>83<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  171. 171. Controlar o Escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />84<br />O que ele é?<br />Como preparar (entradas)?<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />
  172. 172. Controlar o Escopo<br />O que ele é?<br />É o processo de monitoramento do andamento do escopo do projeto e do produto;<br />Processar solicitação de mudança;<br />Controlar o escopo do cliente!<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />85<br />
  173. 173. Controlar o Escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />86<br />Como preparar (entradas)?<br />Algumas informações importantes:<br />Linha base do escopo;<br />Plano de gerenciamento do escopo;<br />Plano de gerenciamento de mudança;<br />Plano de gerenciamento de configuração;<br />Plano de gerenciamento de requisitos;<br />Informações de desempenho do projeto;<br />Documentação de requisitos;<br />Matriz de rastreabilidade dos requisitos;<br />Ativos organizacionais.<br />
  174. 174. Controlar o Escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />87<br />Como preparar (Ferramentas)?<br />Análise de variação.<br />
  175. 175. Controlar o Escopo<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />88<br />O que ele deve conter (Saídas)?<br />Medição de desempenho;<br />Atualização de documentação do projeto;<br />Solicitação de mudança (CCB);<br />Crie documentação e comunicação adequada...<br />...<br />
  176. 176. Não controlar o escopo é...<br />89<br />... fazer Sexo com um Urso!<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />
  177. 177. Vamos colocar a mão na massa....<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />90<br />Vamos guerrear (dinâmica). 50 min.<br />Escolha da equipe<br />Apresentação<br />Gráfico<br />
  178. 178. Reflexão<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />91<br />Lições aprendidas com a dinâmica! 15 min.<br />
  179. 179. Ciclo de vida do projeto<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />92<br />
  180. 180. Avaliação<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />93<br />Trabalho em sala;<br />Trabalho final disciplina;<br />
  181. 181. Plano de Ação<br />????<br />20 minutos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />94<br />
  182. 182. Para concluir...<br />Deus<br />Unipar<br />Comunidade de GP<br />Família <br />Vocês alunos<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />95<br />
  183. 183. Para concluir...<br />Mais informações em:<br />E-mail: rfpsatin@yahoo.com.br<br />Skype:rfpsatin<br />Twitter:@ricardosatin<br />Blog: http://ricardosatin.blogspot.com<br />SlideShare: rfpsatin<br />Profile: http://www.linkedin.com/in/ricardosatin<br />Ricardo F. P. Satin, ITIL, MBA, PMP - rfpsatin@yahoo.com.br / @ricardosatin<br />96<br />

×