Uca sp e formação de professores ernani silva bruno

1,907 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,907
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
37
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Uca sp e formação de professores ernani silva bruno

  1. 1. Projeto UCA na Escola Municipal Ernani Silva Bruno, São Paulo Desenvolvimento, conquistas e desafios Edna de Oliveira TellesCoordenadora pedagógica, Pedagoga e Mestre em Sociologia da Educação pela FEUSP,professora do INEQ, pesquisadora do LSI/USP oliveiratelles@yahoo.com.br
  2. 2. Centro de São Paulo
  3. 3. São Paulo - Taipas
  4. 4. Comunidade
  5. 5. A Escola
  6. 6. Evolução dos números – 2007: 4 turnos, 1200 alunos, 74 professores (uso compartilhado) – 2008: 3 turnos, 900 alunos, 43 professores (uso compartilhado) – (grande mudança) Out/2009: 2 turnos, 600 alunos, 34 professores (uso compartilhado até o fim do ano) – 2010 – doação da OLPC – uso 1:1
  7. 7. Disponibilidade de uso das TIC• Laboratório de informática: – Uma vez por semana (todas as turmas) – Acompanhamento direto do POIE – Turmas se deslocam para um espaço específico – 45 minutos de aula
  8. 8. Disponibilidade de uso das TIC• Histórico de uso dos laptops:• Em 2007, a escola recebeu 100 laptops – Total de 1200 alunos• Uso por adesão (critérios) – 2°ano do ciclo I • 35 alunos e 1 professora. • Primeiro turno (7h às 11h) – 1°ano do ciclo I (antiga 5ª série) • 37 alunos, 07 professores • Segundo turno (11h às 15h)
  9. 9. Disponibilidade de uso das TIC• Histórico de uso dos laptops:• 274 laptops XO disponíveis para alunos (até out/2009) – Protótipos B2 e B4 – Uso compartilhado • 2007: 8 alunos/laptop • 2008 e boa parte de 2009: 5 alunos/laptop • Out/2009: 2 alunos/laptop• A escola recebeu 520 laptops XO (dez/2009)
  10. 10. Disponibilidade de uso das TIC DistribuiçãoSala TURNO 1 TURNO2 TURNO 3 TURNO 4 máx 1 1A 36 4A 37 6C 35 5A 36 37 2 1B 36 4B 38 6D 34 5B 43 43 Lote-1 3 1C 31 4C 37 6E 33 6A 40 40 Lote-2 4 1D 35 5A 35 7A 36 7A 36 36 5 2A 36 5B 35 7B 35 7B 36 36 Lote-3 6 2B 36 5C 35 7C 35 7C 36 36 7 2C 34 5D 36 8A 39 8A 40 40 8 3A 40 6A 34 8B 40 8B 42 42 Lote-4 9 3B 39 6B 31 8C 39 39 Lote-5
  11. 11. Disponibilidade de uso das TICLogística de compartilhamento dos laptops:• Formação do grupo de alunos monitores – Alunos do ciclo II (em 2007 e 2008). A partir de 2009, também alunos de ciclo I e a preocupação com as relações de gênero – Ajudar professores na organização e a escola na logística geral – Cuidar da parte de funcionamento e carregamento dos laptops – Formação específica (técnica e pedagógica)
  12. 12. Formação de monitores
  13. 13. ALUNOS/AS MONITORES/AS• São indispensáveis no processo, fizeram o projeto dar certoPontos positivos para os/as alunos/as, desenvolvem:• Responsabilidade• Vínculo com a escola• Iniciativa em desenvolver projetos e atividades junto aos professores e colegas• Trabalham com alunos/as de idades diferentes• Desenvolvem relações de cooperação• Tiveram uma boa formação técnica• Desenvolveram uma boa auto-estima• Formavam outros monitores/asObs. Houve a necessidade de desenvolver uma formação pedagógica com eles/as, explicitar a concepção da escola e de que agora eles/as também são educadores/as
  14. 14. Disponibilidade de uso das TICLogística de compartilhamento dos laptops:– Professores agendam uso, conforme plano de aula– Acompanhamento direto da equipe de monitores– Atividades em sala de aula e em outros espaços da escola– Desafio: 45 minutos não são suficientes para completar atividades (Fundamental II) – Solução: troca de aula entre professores quando possível (total de 90 minutos)
  15. 15. Disponibilidade de uso das TICEm 2010 → 1 laptop para cada aluno • Inicialmente 3 turmas levaram laptops para casa por meio de adesão dos professores e pais • Proposta de ampliação para o restante da escola para 2º semestre (hoje todo o Ciclo II já recebeu, faltam apenas primeiros anos • Apoio dos pais para cuidados e incentivo aos alunos (termo de responsabilidade) • Alunos monitores e professores levam laptops para casa para conhecerem melhor os recursos • Nas turmas em que cada aluno tem o seu laptop o uso também é feito em horários de intervalo e demais horários livres quando há • Cada aluno é responsável pelo carregamento de seu equipamento
  16. 16. Disponibilidade de uso das TIC
  17. 17. Disponibilidade de uso das TIC
  18. 18. Formação de professores/as• Formação de professores e gestores• Exploração e discussão a respeito dos recursos e possibilidades de uso dos laptops• Planejamento de aulas integradas ao currículo, PPP da escola, expectativas de aprendizagem e quadro de gêneros do discurso• Não havia um modelo “pronto” para a formação e planejamento (autoria)• Uso dos horários coletivos e individuais (casos muito diferentes por disponibilidade de horário
  19. 19. Formação de professores/as• Docentes apoiados a adaptar o uso dos laptops ao seu planejamento• Desafios – Trabalhar com projetos interdisciplinares e de aprendizagem – Repensar a grade de horários e a gestão do tempo e dos espaços – Conseguir mudanças no papel do professor – Planejar em grupo (com o grupo todo) – Formação voltada para o pedagógico com o uso dos laptops.
  20. 20. Formação e planejamento• Frequência de uso depende da autonomia do professor – Conhecimento dos recursos do laptop – Integração com planejamento (aula e PPP) – Formação em horários coletivo e assistência específica• Professores do Ciclo 2 passaram a integrar mais conteúdos de áreas diferentes
  21. 21. Formação e planejamentoAtividades docentes de planejamento:• PPP da Escola foi elaborado com participação da comunidade (2003) – Rediscutido anualmente usando o mesmo processo – Laptop inserido no PPP em 2008• Continuidade da formação em 2010 • Exploração das possibilidades de autoria dos alunos utilizando o laptop (criação de jogos, animações) • Projetos de aprendizagem • Uma vez por semana (1 hora e meia)
  22. 22. Atividades docentes de planejamento:• Desafios – Formação e planejamento (com todos e maior frequência) – Alguns professores sem horário disponível para formação – Professores novos (novo formato de organização em dois turnos → chegada de professores para módulo) – Dificuldade para planejar as aulas considerando o laptop como uma ferramenta e não o conteúdo em si
  23. 23. Professores – 3 dias
  24. 24. Professores de 5a-8a
  25. 25. Professores de 1a-4a Séries
  26. 26. Formação: oficina
  27. 27. Oficina ECA: formação de educadoras
  28. 28. Possibilidades Didáticas• Interatividade, cooperação, colaboração• Mobilidade (usos de diversos espaços para além da sala de aula)• Trabalhos em grupos com diferentes níveis de aprendizagem• Aluno/a (co) autor (desafio, produção, criação)• Construção de conhecimentos (trabalho baseado em pesquisas)• Aprendiz Ativo (não é mero receptor de informação)• Aprendizagem significativa (situação social real de uso da língua)• Partilha de saberes (inclusive em redes)• Trabalho com múltiplas linguagens (fotos, vídeo, entre outras)• Planejamento considerando o PPP da escola que, no caso, tem como um de seus objetivos priorizar a leitura e a escrita em todas as áreas do conhecimento considerando o trabalho com diferentes gêneros do discurso• Trabalho focando as dificuldades das crianças (agrupamentos produtivos)• Repensar Tempos e espaços escolares
  29. 29. Algumas atividades desenvolvidas• Pesquisas em geral (e em tempo real)• Trabalho com leitura de imagens• Construção de tabelas e gráficos (ex. a partir dos jogos Pan-americanos)• Construção de seminários baseado em pesquisas sobre assuntos diversos, onde alunos de ciclo II prepararam apresentações onde desenvolveram ambientes virtuais (com a ajuda do POIE) – Projeto por adesão• Projeto com Monteiro Lobato em sala de aula e na sala de leitura (pesquisa bibliográfica, pesquisa sobre a biografia do autor, inserção de fotos, produção de texto descritivo)• Projeto com Ziraldo (escrita de carta ao autor)
  30. 30. • Projetos de Trabalho: iniciação à pesquisa científica adaptada para crianças• Aprendizagem da língua inglesa a partir de intercâmbio cultural entre alunos de países diferentes e o uso das novas tecnologias: um diálogo possível e necessário (trabalho interdisciplinar)• Educação física: avaliação do estado nutricional dos/das escolares: IMC (índice de massa corporal)• Jogo da memória (matemática)• Edição e produção de vídeo (evento no Rio de Janeiro)- apresentação prévia na escola, postura, desenvolvimento da argumentação, vivência cultural• Protagonismo Juvenil e uso de novas tecnologias: a monitoria
  31. 31. Algumas atividades desenvolvidas (continuação)• As crianças construíram seus e-mail´s• Construção de tabelas e gráficos em várias disciplinas• Blog• Atividades extra-classe: visita ao Itaú Cultural em agosto para a exposição “Memória do Futuro”, visita a Estação Ciências, exploração do bairro num projeto sobre o meio ambiente• Outras...Desafios – Integrar o laptop como recurso e não como atividade externa – Planejar para incluir ativamente crianças não alfabetizadas, com dificuldades de aprendizagem e com necessidades especiais
  32. 32. Participação da comunidade• Em todas as decisões relacionadas aos usos dos laptops (início do projeto)• Conselho de escola• Oficinas aos sábados• Distribuição (modelo 1:1) – reuniões em horários alternativos, com depoimentos das famílias• Engajamento político (DRE)
  33. 33. Avaliação• TIC apóia desenvolvimento de habilidades linguísticas em situações sociais reais de uso da língua• Impacto no letramento e na conquista da base alfabética após o uso dos laptops.• Diminuição de alunos não alfabetizados no final do ciclo I : – 12 alunos por sala em 2007, – 1 a 2 alunos por sala em 2010• Motivação dos alunos• Envolvimento da comunidade• Diminuição da evasão – Provas externas não avaliam todas as habilidades (ex. desenvolvimento interpessoal, comunicação, cooperação e trabalho em grupo, memória e atenção. – Necessidade de novos instrumentos de avaliação
  34. 34. Avaliação • IDEB → Prova Brasil + evasão + repetênciaIDEB 2005 2007 2009 Meta 2007 Meta 2009São Paulo 5o ano 4,1 4,3 4,7 4,1 4,5São Paulo 9o ano 4,1 4,9 4,2 4,1 4,3Ernani 5o ano 3,9 3,7 4,4 4 4,3Ernani 9o ano 4,3 4 4,5 4 4,2
  35. 35. Avaliação Principais lições aprendidas no aspecto da avaliação que podem ser úteis para a fase de expansão do uso de um laptop por aluno em escolas• · Criar indicadores para observação e registro acerca do desenvolvimento das ações, formação e práticas• · Avaliar a produção dos alunos antes e depois do projeto com critérios claros e definidos antes do início do projeto e com base nas expectativas de aprendizagem;• A equipe gestora precisa ter um registro de todas as etapas de desenvolvimento do projeto desde a sua implementação;• Observação, comparação e análise de práticas de sala de aula antes e depois do uso dos laptops.• Parcerias com universidades (pesquisadores) e demais instituições para tal intento
  36. 36. Resultado de pesquisa
  37. 37. Lista de Ícones
  38. 38. Interação
  39. 39. Organização das carteiras
  40. 40. Cenas com os laptops
  41. 41. Itaú Cultural
  42. 42. Itaú Cultural
  43. 43. Estação Ciência
  44. 44. Encontro dos pilotos UCA 2008
  45. 45. Encontro Pilotos UCA 2008
  46. 46. Distribuição dos laptops para alunos de um 3º Ano em 2010
  47. 47. Medição do Índice de Massa Corporal (IMC) de participantesda FEBRACE 2010 através de colaboração entre LSI e SME e das áreas de Educação Física, Informática Educativa e o Projeto AENE
  48. 48. Vídeo Obrigada!oliveiratelles@yahoo.com.br

×