Mobilidade e educacao fieg nov 2013

4,228 views

Published on

Veja mais em http://edumovel.wordpress.com

Published in: Education

Mobilidade e educacao fieg nov 2013

  1. 1. “Mobilidade: tablets, celulares e laptops dentro e fora da sala de aula – Novos rumos para se refletir na Educação a Distância” Profa Dra Mônica Mandaji Profa Dra Renata Aquino Ribeiro Senai – Goiânia 2013
  2. 2. Quem somos nós? http://edumovel.wordpress.com USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 2
  3. 3. Twitter de Papel USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 3
  4. 4. A Proposta do Dia... Objetivo: Refletir sobre a mobilidade dentro e fora da sala de aula em contexto de educação formal e não formal visando o desenvolvimento profissional de professores e o aprendizado dos alunos. Conteúdo programático: • A Educação a Distância em tempos de Mobilidade • Resgate Histórico do Uso dos dispositivos MóveisPráticas Off-line – QR CODE, Bluetooth, Bump • Aplicativos educativos e personalização de aplicativos – Alguns aplicativos Publicação e dispositivos móveis - Recontextualização de ambientes virtuais de aprendizagem para os dispositivos móveis Portfolio móvel – documentação e arquivos das práticas educativas com dispositivos móveis USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 4
  5. 5. Para Começar... O movimento de se olhar a questão da mobilidade nas escolas tem ganho corpo O Mobile Learning Congress da UNESCO em 2012, por exemplo, envolveu mais de 90 países com soluções de mobilidade em educação. Destaque para uso de tablets e celulares como dispositivos conectáveis. Das regiões mais remotas da Índia ao sertão brasileiro, a mobilidade na educação já faz história USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 e cabe aos educadores compreender o panorama destas práticas e adaptá-las a sua realidade. Na Educação a distância esta realidade é ainda mais marcante, uma vez que as instituições cada vez mais possibilitam o acesso aos AVA por estes dispositivos. 5
  6. 6. Então... Vamos retomar??? As redes sociais existam desde que a humanidade começou com os relacionamentos sociais. O termo ganha novo significado com o advento da tecnologia, em especial da tecnologia móvel Recuero (2011), aponta que "as interações através do computador estão possibilitando o surgimento de grupos sociais na Internet, com características comunitárias. Esses grupos seriam construídos por uma nova forma de sociabilidade, decorrente da interação mediada pelo computador, capaz de gerar laços sociais." USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 6
  7. 7. Moran (2013) afirma que: "as tecnologias móveis trazem enormes desafios, porque descentralizam os processos de gestão do conhecimento: podemos aprender em qualquer lugar, a qualquer hora e de muitas formas diferentes... Podemos aprender sozinhos e em grupo, estando juntos fisicamente ou conectados. Na medida que entram na sala de aula o seu uso não pode ser só complementar. Podemos repensar a forma de ensinar e de aprender, colocando o professor como mediador, como organizador de processos mais abertos e colaborativos". USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 7
  8. 8. Novos desafios... PLE – Personal Learning Environment/ Ambiente Pessoal de Aprendizagem  USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 8
  9. 9. PLE – Personal Learning Environment/Ambiente Pessoal de Aprendizagem  PLE são sistemas que ajudam os aprendentes a tomar o controle e gestão da sua própria aprendizagem através da definição das suas metas próprias metas de aprendizagem, gerindo os conteúdos e os processos e, finalmente, estabelecendo comunicação com outros processos de aprendizagem, (Harmelen, 2007) tendo por suporte a sua área de trabalho no seu computador pessoal ou um serviço da web. Um PLE é composto por todas as diferentes ferramentas que usamos diariamente para aprender (Attwell, 2007a) USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 9
  10. 10. PLE é considerado por alguns autores como um portal aberto por onde os aprendentes podem explorar e criar, tendo em conta os seus interesses pessoais, interagindo com quem quiserem, nomeadamente amigos ou com a comunidade de aprendizagem. Lubensky (2006) já se tinha referido ao PLE como uma possibilidade que o individuo possui para aceder, agregar, configurar e manipular artefatos digitais durante as suas experiências de aprendizagem. Por outro lado, do ponto de vista de institucional, por exemplo, aplicado a uma universidade, um PLE designa uma abordagem das tecnologias de comunicação e informação, com influências da Web 2.0, aplicada ao ensino que permite aos aprendentes, controlar a sua área de aprendizagem pela personalização dos objetos de aprendizagem que são disponibilizados em repositórios centrais de informação (Casanova, 2009). USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 10
  11. 11. USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 11
  12. 12. USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 12
  13. 13. USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 13
  14. 14. Resgate Histórico da Educação a Distância e a Mobilidade As Epistolas do Novo Testamento foram às primeiras formas de EAD que se tem notícia, uma vez que, elas possuíam um caráter didático e eram destinadas a comunidades inteiras que se encontrassem distante do seu autor. Outro ponto histórico significativo para a EAD foi à criação dos livros invenção da prensa de tipos móveis - Gutenberg em 1453 A EAD, como conhecemos na modernidade, começa a ter uma significação maior para a população quando se estabelecem as vias de comunicação por correspondência iniciadas no final do século XVIII e com amplo desenvolvimento a partir de meados do século XIX. No Brasil, as primeiras manifestações de Educação a Distância ocorreram por meio dos Correios que enviava materiais impressos e kits de experimentação aos alunos. - o “Instituto Monitor” (1938) e o “Instituto Universal Brasileiro” (1941) USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 14
  15. 15. O rádio, que desde a década de 20, vinculou projetos de educação tendo como seu pioneiro Roquete Pinto, entre 1922 e 1925. Na proposta de educação por intermédio do rádio os alunos recebiam o material impresso, ouviam as aulas por meio do rádio e faziam, quando necessário, a interação por meio de correspondências. A ênfase era dada para a Educação Profissional, e a alfabetização de jovens e adultos Diante da aceitação por parte da população destas práticas a Igreja Católica também apostou na criação de Escolas Radiofônicas que passaram a atuar em vários estados brasileiros. A programação da Igreja enfatizava a Educação Popular Rural. O final da década de 60, foi marcado por mobilizações que buscavam trazer a Educação para a TV. Mas foi na década seguinte que o cotidiano dos brasileiros mudou. Foi criado neste período o Horário Nacional Educativo e o Projeto Minerva. USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 15
  16. 16. Fundação Roberto Marinho, que idealizou um projeto de grande importância para a educação brasileira e que ficou conhecido como Telecurso 2º Grau, lançado em 1978. A partir da segunda metade da década de 90, até o ano de 2003 o ponto de partida para a evolução da educação a distância no cenário nacional passa a ser as instituições de ensino superior. Elas passaram a fazer uso de programas educacionais para microcomputadores, vídeos e fitas K-7, geralmente em forma de autoaprendizagem. Os softwares educacionais, naquela época, apresentavam o que pedagogicamente costumou-se chamar de instrução programada. O lançamento do programa Salto para o Futuro, que tinha por objetivo a atualização de docentes das séries iniciais do 1º. Grau. Esse consistia em programas de televisão, com núcleos de recepção, organizados em escolas e universidades. USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 16
  17. 17. Mas foi no ano de 1995 que o Ministério da Educação – MEC criou a Secretaria de Educação a Distância e também o Programa TV Escola 1997, registraram-se as primeiras tentativas do desenvolvimento de sistemas educacionais para a educação a distância, os ambientes virtuais de aprendizagem e que neste mesmo período o Ministério da Educação – MEC criou o Programa Nacional de Informática na educação, que ficou conhecido como PROINFO Com o surgimento da rede mundial de computadores, a educação a distância teve um grande impulso multiplicando-se de projetos nos diversos segmentos educacionais relacionados à utilização da Internet em atividades de ensino e aprendizagem, presenciais e a distância Potencialidades da Web 2.0, que surgiu em 2004 Chegamos aos dispositivos móveis de Acesso a Informação USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 17
  18. 18. Vamos para a Prática? USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 18
  19. 19. Nomeie seu tablet ou celular Para ter o nome que desejar no papel de parede, utilize um editor de imagens como o Skitch Para ser reconhecido nas redes wi-fi e Bluetooth vá nas configurações e modifique o nome de seu dispositivo Aproveite para escrever sobre imagens com logo ou foto Escolha um nome curto e fácil c/ o 1o nome e o dispositivo: renata-cel Mude a cara, personalize Altere a organização da interface para ficar mais confortável para você Apague ou acrescente atalhos a programas ou widgets Crie grupos ou deixe à mão alguns programas essenciais: Configurações, Offices, Espaços em nuvem, GPS, Câmera e o que mais for importante para você Experimente com os launchers para mudar de vez sua interface USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 19
  20. 20. Escrever, gravar, guardar Ferramentas de anotação como Evernote fazem muito sucesso entre educadores e alunos Funcionam para anotar no tablet ou celular, enviar para o computador ou para a web Anote em imagens, mapas ou sites com ferramentas como Skitch Use anotações offline também como o ColorNote O Google Cloud Print pode imprimir suas anotações pela web QR, NFC e Realidade Aumentada O mundo impresso e digital pode estar conectado através do QR – imagem que codifica, texto, site e muito mais Aplicativos utilizam o NFC e o toque entre equipamentos como o Bump USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 O Google Goggles pode ser utilizado para decodificar imagens que trazem conteúdo em realidade aumentada ou buscar a partir de imagens na internet 20
  21. 21. Segurança: vírus e controle remoto Tablets e celulares também podem ter vírus, use-os com antivírus. Guarde os links de rastreamento em local seguro Alguns antivírus e outros apps de segurança ajudam também a rastrear o equipamento, fazê-lo tocar quando perdido e até controle remoto. Caso seja roubado, procure rastrear ou inutilizar seu dispositivo a distância Não esqueça de por senha no seu celular ou tablet Exercício Prático: Troca de contatos Vamos conhecer o colega do lado? Tente configurar seu contato (nome, email) no seu dispositivo móvel e trocar com seu colega do lado Utilize algumas das formas de trocas de informação vistas USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 Atenção: se for tocar seu dispositivo móvel em outro, faça-o com cuidado, evite o uso excessivo de força 21
  22. 22. Como Integrar os Dispositivos Móveis aos AVAs??? USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 22
  23. 23. Tecnologias da Informação e comunicação Móveis e Sem fio (TIMS) para os processos de ensino e de aprendizagem - M-learning Há alguns anos era impensável poder carregar um dispositivo pequeno e fácil de usar, como um celular ou um tablet, para se ter acesso a uma sala de aula em qualquer tempo ou lugar. O conceito de m-learning nossos dias.  retrata uma realidade que já está presente em De acordo com Saccol et al. (2013), "no m-learning, a informação, a aprendizagem e o conhecimento surgem num imbricamento: em determinados momentos, o sujeito, ao se sentir perturbado por alguma situação externa, busca informação e, a partir disso, caso haja necessidade, articula-se rapidamente com seus pares, nas redes das quais participa, de forma que possa construir o conhecimento relativo àquela situação, ou seja, aprender." USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 23
  24. 24. Uma sigla muito usada na área da mobilidade é a BYOD, que significa, em Inglês, "bring your own device", e em Português, traga seu próprio dispositivo. Muitas das escolas que optam por adotar o uso de determinado tipo de tablet, por exemplo, o IPad, não são adeptos da BYOD, mas estabelecem que todos devem usar o mesmo tipo de dispositivo. Já em outras situações, as escolas ou os professores permitem que cada aluno escolha que tipo de dispositivo usará, o que pode ser convidativo para o aluno, que já possua seu tablet ou celular. Mas isso faz com que o professor conheça e saiba trabalhar nos diversos sistemas operacionais oferecidos pelo mercado. Os mais comuns atualmente são o sistema IOs e o Android e a maioria dos aplicativos e recursos estão disponíveis em ambos.  A recomendação do uso de tablets e celulares para auxiliar a aprendizagem é recente e ainda merece muitos estudos e preparo, mas é um desafio a ser encarado por todos os envolvidos nesse processo.  USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 24
  25. 25. Integração das TIMS e o Moodle Nosso enfoque na integração das TIMS é de conhecer as possibilidades com a plataforma Moodle. Além do que já é conhecido, como a incorporação de vídeos, imagens e links e outras ferramentas da web 2.0, também é possível acessar o Moodle nos dispositivos móveis.  O aplicativo oficial da multi-plataforma Moodle Mobile foi lançado recentemente e está disponível para download tanto para celular como para tablets. Segundo o site do aplicativo, o Moodle Mobile App usa o HTML5 que se conecta a um servidor Moodle já instalado. Ele não tenta replicar tudo o que o Moodle faz, mas fornece recursos que são mais úteis, tais como acesso offline ao conteúdo, mensagens e notificações. USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 25
  26. 26. USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 26
  27. 27. O recém lançado aplicativo Moodle para Mobile funciona tanto no sistema Android como no IOs. É possível testar suas funcionalidades com as configurações de demonstração (digitando student ou teacher no espaço de usuário), conforme exemplo, abaixo: URL:   Username: student  Password:  Tentem as duas palavras para verificar o que o aplicativo oferece em ambas. Embora esteja ainda em desenvolvimento, já é possível pensar no uso pedagógico para o M-learning. Logo será possível usá-lo com os alunos, em especial, os da educação a distância, que poderão realizar as atividades usando esse aplicativo diretamente de seus tablets e celulares. USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 27
  28. 28. Acesse o aplicativo para download no sistema Android: https://play.google.com/store/apps/details? id=com.moodle.moodlemobile&hl=pt_BR Acesse tutoriais e leia dicas do Moodle Mobile para sistema IOs: http://www.moodlelivre.com.br/tutoriais-e-dicas-moodle/moodle-mobilepara-iphone-ja-esta-disponivel https://itunes.apple.com/br/app/moodle-mobile/id633359593 Leia sobre o Aplicativo Moodle no celular: http://www.moodlelivre.com.br/mobilidade/aplicativo-para-moodle-nocelular Mais informação sobre M-learning: http://www.open-thoughts.com/moodle-for-mobile-learning/ USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 28
  29. 29. Obrigado! USP ECA Goiânia Didática - Prova Profa. Dra. Mônica Mandaji 25.11.2013 29

×