Aspectos psicologicos do consumo

1,921 views

Published on

Published in: Business
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
1,921
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aspectos psicologicos do consumo

  1. 1. 2º Seminário de Educação para o Consumo Aspectos Psicológicos do Consumo Renata Livramento 2012
  2. 2. Consumo: anjo ou demônio?
  3. 3. O consumo por si só não é bom nem ruim, é necessário!
  4. 4. Mas a pergunta que não quer calar é.... Por que consumimos o que consumimos e da forma que consumimos?!
  5. 5. Basicamente há 4 principais tentativas de resposta para essa pergunta.Do ponto de vista da economia clássica, as pessoas tem necessidades que buscarão satisfazer através de uma equação simples de custo X benefício. De acordo com este pensamento, todos nós buscamos o máximo de satisfação com o menor custo possível, e isso nos orienta em todo processo de consumo. (Homus economicus)
  6. 6. Do ponto de vista do marketing, as pessoas consomem para satisfazer necessidades e DESEJOS.Tais desejos são satisfeitos em sua maior parte através dos símbolos, imagens e marcas.
  7. 7. O universo da mídia, entretenimento, bens e serviços está a todo momento dizendo o que as pessoas devem desejar (ex: moda) ... E até o que não desejar!
  8. 8. O Marketing quer sim que as necessidades e desejos das pessoas sejam atendidas, e com isso as pessoas fiquem mais felizes e realizadas. O Marketing em si não é “mau”.Porém, para que as empresas também atinjam seus objetivos de lucro, é necessário que esta “felicidade” seja passageira, e que as pessoas precisem comprar cada vez mais para se sentirem “satisfeitos”.Portanto, são os valores deturpados que quando encontram a força das ferramentas de marketing podem se tornar danosos. O problema é que tais valores são propagados o tempo todo na sociedade de consumo...
  9. 9. Do ponto de vista sociológico/antropológico, as pessoas consomem para fazerem parte da sociedade, para não serem marginalizadas.Segundo este modelo, a cultura molda a natureza humana, de forma que nossos desejos se submetem à força da publicidade e do marketing, através da socialização e do aprendizado.A sociedade transformou-se em uma sociedade do HIPERCONSUMO (“homo consumericus”)
  10. 10. Na sociedade do Hiperconsumo...- O indivíduo precisa ser pleno, FELIZ e satisfeito. E para isso ele consome.- Mas a satisfação é temporária, e para compensar a falta, o indivíduo repete o ato, gerando um ciclo de insatisfação.- Portanto, que felicidade é essa?????
  11. 11. A felicidade paradoxal- Sociedades cada vez mais ricas x no. crescente de pessoas que vivem na precariedade;- Cultura hedonista x inquietações, decepções, inseguranças sociais e pessoais aumentam;- Sofrimento desprovido de sentido X Mercado da alma, do equilíbrio e auto- estima
  12. 12. Do ponto de vista da Psicologia em geral, consumimos por várias razões.► Para preencher nossos vazios existenciais e carências;► Para ajudar a construir nossa identidade;► Para satisfazer desejos inconscientes;► Para se aproximar do “Ideal do Ego”;► Para se sentir parte de um grupo;► Etc, etc, etc....
  13. 13. Para a Psicologia Evolucionista...► Somos primatas sociais que sobrevivem e se reproduzem ao atrair apoio de parentes, amigos e parceiros sexuais.► Conseguimos esse apoio na medida em que os outros consideram que apresentamos características desejáveis que preencham suas necessidades.► Durante os últimos milhões de anos, desenvolvemos muitas capacidades mentais e morais para exibir essas características desejáveis.► Durante os últimos milhares de anos, aprendemos que essas características desejáveis também podem ser exibidas ao comprar e ostentar diversos bens e serviços.
  14. 14. A competição por “Status”► “Status” significa qualquer coisa que provoque interesse social, atração ou deferência.►O Status de uma pessoa mora na mente de quem a observa.► Portanto, quando se fala em comprar produtos para exibir status, significa comprar produtos que que demonstrem que as características físicas, mentais e/ou morais do usuário destes produtos são superiores às de outra pessoas dentro de um grupo comparativo. (“lei” do melhor adaptado na sociedade de consumo)
  15. 15. “... Essa competição de status é responsável pela maior parte do consumo notável por parte das fêmeas humanas, especialmente no que diz respeito a produtos como bolsas Prada e sapatos Manolo Blahnik...” (Geoffrey Miller)
  16. 16. “Enfim, o consumismo se tornou a ideologia mais poderosa porque ele descarta nossos modos naturais humanos de exibirmos características, e nos mantém ocupados demais- trabalhando, comprando e ostentando produtos- para nos lembrarmos de que podemos fazer isso sem nenhum produto” (Geoffrey Miller)
  17. 17. Obrigada!relivramento@yahoo.com.br

×