Formação em DI e cursos livres

2,381 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,381
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
469
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Formação em DI e cursos livres

  1. 1. Formação em Design Instrucional e cursos livres Régis Tractenberg Livre Docência Tecnologia Educacional 16° CIAED Congresso Internacional ABED de Educação a Distância Setembro de 2010
  2. 2. Definição de design instrucional É o processo sistemático e reflexivo de traduzir princípios de cognição e aprendizagem ao planejamento de materiais didáticos, atividades, fontes de informação, e processos de avaliação. (Smith & Ragan, 1999)
  3. 3. Para que serve?
  4. 4. Software educativo
  5. 5. Simuladores da NASA
  6. 6. Cursos presenciais
  7. 7. Treinamentos, recursos didáticos, m-learning, EAD, projetos educacionais em geral.
  8. 8. Modelo básico de DI: ADDIE
  9. 9. Análise do contexto e das necessidades
  10. 10. Análise dos aprendizes
  11. 11. Análise dos objetivos de aprendizagem
  12. 12. Planejamento
  13. 13. Desenvolvimento <ul><li>Os produtos e sistemas em desenvolvimento estão de acordo com o plano instrucional? </li></ul><ul><li>Como podem ser melhorados antes de sua implementação? </li></ul>
  14. 14. Implementação <ul><li>A solução está sendo implementada corretamente? </li></ul>
  15. 15. Avaliação <ul><li>Qual a efetividade dos resultados de aprendizagem? </li></ul><ul><li>Como melhorar processos e materiais didáticos nas próximas implementações? </li></ul>
  16. 16. Quem precisa do Design Instrucional? <ul><li>Profissionais que precisam ensinar </li></ul><ul><li>Professores </li></ul><ul><li>Coordenadores de cursos </li></ul><ul><li>Gestores de instituições educacionais </li></ul><ul><li>Autores </li></ul><ul><li>Especialistas em mídias </li></ul><ul><li>Profissionais da área de RH </li></ul><ul><li>Designers instrucionais propriamente ditos </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Como se qualificar? </li></ul>
  18. 18. Competências associadas ao DI <ul><li>International Board of Standards for Training, Performance and Instruction (IBSTPI). Domínios, Competências e Padrões de Desempenho do Design Instrucional (DI) . Tradução de Hermelina P. Romiszowski. http://www.abed.org.br/revistacientifica/Revista_PDF_Doc/2002_Dominios_Competencias_Padroes_Hermelina_Romiszowski.pdf </li></ul><ul><li>Observar também anúncios de trabalho na área. </li></ul><ul><li>http://livredocencia.com/site/index.php?option=com_content&view=article&id=62&Itemid=63 </li></ul>
  19. 19. Competências associadas ao DI <ul><li>II - Planejamento e Análise 6. Conduzir projetos de levantamento de necessidades. 7. Realizar o design do currículo ou do programa. 8. Identificar e descrever as características da população-alvo. 9. Analisar as características do ambiente de aprendizagem. </li></ul><ul><li>10. Analisar as características de tecnologias existentes e emergentes e seu uso em ambientes instrucionais. </li></ul><ul><li>11. Refletir sobre os elementos críticos de uma situação-problema antes das decisões finais sobre as soluções e suas estratégias de implementação. </li></ul>
  20. 20. Caminhos de Formação Lato sensu Estudos Cursos livres Grupos estudo Mestrado Etc. Redes sociais Trabalho Grad. Eventos
  21. 21. Caminhos de Formação Aprendizagem autônoma, corporativa e informal Estudos Grupos estudo Redes sociais Trabalho Eventos
  22. 22. Caminhos de Formação Cursos formais credenciados Lato sensu Mestrado Etc. Grad.
  23. 23. Cursos credenciados <ul><li>São reconhecidos pelo MEC e secretarias estaduais de educação: </li></ul><ul><li>Ensino fundamental </li></ul><ul><li>Médio (geral, normal e técnico) </li></ul><ul><li>Superior (graduação, pós-graduação lato-sensu, stricto-sensu, mestrado e doutorado). </li></ul><ul><li>Emitem diplomas cujo reconhecimento é assegurado pelo MEC em todo território nacional. </li></ul>
  24. 24. Caminhos de Formação Cursos formais livres Cursos livres
  25. 25. Cursos livres <ul><li>Não fazem parte do sistema oficial: </li></ul><ul><li>Idiomas, informática, artes, esportes etc. </li></ul><ul><li>Qualificação, aperfeiçoamento, extensão profissional, enriquecimento cultural etc. </li></ul><ul><li>Cursos de extensão oferecidos por universidades e escolas técnicas também são cursos livres. </li></ul><ul><li>Emitem certificados cujo valor é relativo para cada potencial empregador. Não há garantias de reconhecimento. Cada instituição, curso e professor conta com maior ou menor valorização perante o mercado. </li></ul><ul><li>São flexíveis, breves, exigem menor investimento, complementam e continuam processos formativos. </li></ul>Cursos livres
  26. 26. Cursos livres <ul><li>Design Instrucional </li></ul><ul><li>Roteirização multimídia </li></ul><ul><li>Produção textual </li></ul><ul><li>Roteirização de audiovisuais </li></ul><ul><li>Gestão em educação a distância </li></ul><ul><li>Gestão de projetos </li></ul><ul><li>Produção de materiais impressos </li></ul><ul><li>Tecnologias e metodologias específicas: Moodle, Second Life, web 2.0, redes sociais, mobile learning, netbooks na educação, dinâmica de grupos etc. </li></ul>Cursos livres
  27. 27. Curso Teoria e Prática do Design Instrucional <ul><li>2 turmas presenciais em 2003 </li></ul><ul><li>56 turmas online desde 2004 </li></ul><ul><li>1.430 participantes atendidos </li></ul><ul><li>Metodologia: elaboração de projetos com orientação </li></ul><ul><li>Estudo de caso do curso: </li></ul><ul><li>TRACTENBERG, L. E. F. ; TRACTENBERG, Régis . Docência Online Independente: Do Conceito à Prática Com o Moodle. In: Alves, L; Barros, D; Okada, A; (Org.) . Moodle - Estratégias Pedagógicas e Estudo de Casos. EDUNEB, Salvador - BA, 2009. Acesso (livro com distribuição gratuita). </li></ul>Cursos livres
  28. 28. Dificuldades na aprendizagem e aplicação do DI <ul><li>Redação </li></ul><ul><li>Derivar implicações </li></ul><ul><li>Definir soluções simples </li></ul><ul><li>Definir soluções alinhadas às necessidades, perfil de aprendizes e objetivos de aprendizagem </li></ul><ul><li>Deslumbramento com tecnologias, estética e modismos metodológicos </li></ul>
  29. 29. Cursos livres e diferentes níveis de qualidade e honestidade <ul><li>Não há fiscalização nem controle. </li></ul><ul><li>É possível encontrar de tudo... </li></ul><ul><li>Programas mal elaborados </li></ul><ul><li>Objetivos que prometem demais </li></ul><ul><li>Falta de acompanhamento docente </li></ul><ul><li>Aparência de cursos reconhecidos </li></ul><ul><li>Venda de certificados com cargas horárias super estimadas </li></ul><ul><li>Depoimentos inventados </li></ul><ul><li>Materiais copiados / plagiados </li></ul><ul><li>Etc. </li></ul>
  30. 30. Como escolher cursos livres online <ul><li>Plano pessoal de formação. Certificado ou diploma? </li></ul><ul><li>Objetivos, metodologia e viabilidade do programa de estudos </li></ul><ul><li>Qualificação dos professores </li></ul><ul><li>Referências sobre a instituição (associação à ABED não é garantia) </li></ul><ul><li>Depoimentos e contato com ex-participantes </li></ul>
  31. 31. Cursos livres e docência online independente Bill Gates' favorite teacher Fonte: http://money.cnn.com/2010/08/23/technology/sal_khan_academy.fortune/ TC C5A2 - 204 PERFIS DA DOCÊNCIA ONLINE INDEPENDENTE: UM LEVANTAMENTO INICIAL Leonel Tractenberg - FGV - Livre Docência 03 de setembro, sexta De 9h30 – 10h Sala Iguaçu
  32. 32. Perguntas e comentários: http://educacaoproxima.wordpress.com/ Post: Formação em Design Instrucional e cursos livres
  33. 33. Contato [email_address] Twitter: rtracten www.livredocencia.com.br Obrigado!

×