Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Termo de Parceria celebrado entre a Fundação TV Minas Cultural e Educativa e 
a Associação de Desenvolvimento da Radiodifu...
2 
Sumário: 
1 – INTRODUÇÃO .................................................................................................
3 
1 – INTRODUÇÃO 
Este relatório de atividades é o mecanismo de acompanhamento e avaliação do 
Termo de Parceria firmado ...
Em obediência ao parágrafo primeiro da Cláusula Oitava do Termo de Parceria 
e considerando a relevância da demonstração d...
5 
2 – COMPARATIVO ENTRE AS METAS PREVISTAS E RESULTADOS 
QUADRO 1 – INDICADORES ‐ COMPARATIVO ENTRE AS METAS PREVISTAS E ...
6 
Área Temática Indicador 
Valores de Referência (V0)1 Peso 
(%) 
34º PA 
METAS 
ACUMULADAS2 
RESULTADOS 
01/04/14 a 30/0...
7 
QUADRO 2– PRODUTOS ‐ COMPARATIVO ENTRE AS METAS PREVISTAS E RESULTADOS – 34º PERÍODO AVALIATÓRIO 
Área Temática Ação Pr...
8 
2 
Produção do 
Departamento de 
Projetos Especiais 
2.1 
Produção de vídeos 
institucionais e programas 
sob demanda c...
9 
2.1 – Detalhamento dos resultados alcançados: 
Área Temática: 1‐ Elevação da qualidade, confiabilidade e disponibilidad...
10 
Área Temática: 1‐ Elevação da qualidade, confiabilidade e disponibilidade do setor 
técnico e da infra‐estrutura técni...
11 
Área Temática: 2 ‐ Qualidade e diversidade da grade de programação 
Nº e Nome do indicador: 2.1 ‐ Tempo médio de progr...
12 
Área Temática: 2 – Qualidade e diversidade da grade de programação 
Nº e Nome do Indicador: 2.2 – Tempo médio de progr...
13 
Área Temática: 2 ‐ Qualidade e diversidade da grade de programação 
Nº e Nome do indicador: 2.3 – Índice de programaçã...
14 
Área Temática: 2 ‐ Qualidade e diversidade da grade de programação 
Nº e Nome do indicador: 2.4 – Tempo médio de progr...
15 
Área Temática: 2 ‐ Qualidade e diversidade da grade de programação 
Nº e Nome do indicador: 2.5 – Tempo médio de progr...
16 
Área Temática: 2 – Qualidade e diversidade da grade de programação 
Nº e Nome do indicador: 2.6 – Tempo médio de inter...
17 
Área Temática: 3 ‐ Jornalismo abrangente e de qualidade 
Nº e Nome do indicador: 3.1 – Tempo médio de programação jorn...
18 
Área Temática: 3 ‐ Jornalismo abrangente e de qualidade 
Nº e Nome do indicador: 3.2– Eventos com cobertura especial e...
Área Temática: 3 ‐ Jornalismo abrangente e de qualidade 
Nº e Nome do indicador: 3.3– Produção de material jornalístico de...
20 
Área Temática: 4 – Evolução da situação financeira 
Nº e Nome do indicador: 4.1 – Montante de recursos arrecadados do ...
21 
Área Temática: 4 – Evolução da situação financeira 
Nº e Nome do indicador: 4.2 – Montante de recursos arrecadados do ...
22 
Área Temática: 4 ‐ Evolução da situação financeira 
Nº e Nome do indicador: 4.3 – Índice de liquidez corrente 
Resulta...
23 
Área Temática: 4 ‐ Evolução da situação financeira 
Nº e Nome do indicador: 4.4 – Índice de atualização tecnológica 
R...
24 
Área Temática: 4 ‐ Evolução da situação financeira 
Nº e Nome do indicador: 4.5 – Índice de auto sustentabilidade 
Res...
25 
Área Temática: 5 – Gestão Interna 
Nº e Nome do indicador: 5.1 – Porcentagem de cumprimento do regulamento de 
compras...
26 
PRODUTOS: 
Área Temática: 1 – Gestão de documentos e bens permanentes do OEP, durante o período de transição 
Nº e Nom...
Área Temática: 1 – Gestão de documentos e bens permanentes do OEP, durante o período de transição 
Nº e Nome do produto: 1...
28 
em um servidor, ilhas de edição e 42 HDs externos. 
O acervo analógico da Rede Minas é composto por aproximadamente 50...
digitalização das fitas, os arquivos armazenados no NAS, estavam sendo transferidos para o sistema MAM, para 
que os NAS’s...
30 
2.2 – Evolução histórica dos resultados alcançados: 
Área Temática: 1– Elevação da qualidade, confiabilidade e disponi...
31 
Área Temática: 2 – Qualidade e diversidade da grade de programação 
Indicador 2.1 – Tempo médio de programação própria...
32 
Indicador 2.3 – Índice de programação própria transmitida 
ÍNDICE DE PROGRAMAÇÃO PRÓPRIA TRANSMITIDA - maior melhor 
0...
33 
Indicador 2.5 – Tempo médio de programação com conteúdo sobre o interior mineiro 
(horas/mês): 
TEMPO MÉDIO DE PROGRAM...
34 
Área Temática: 3 – Jornalismo Abrangente e de qualidade 
Indicador 3.1 – Tempo médio de programação jornalística (hora...
35 
Indicador 3.3 – Produção de Material Jornalístico de Ações do Governo (reportagens/ trimestre) 
PRODUÇÃO DE MATERIAL J...
36 
Indicador 4.2 – Montante de recursos arrecadados do setor privado (R$ / trimestre) 
MONTANTE DE RECURSOS ARRECADADOS D...
37 
Indicador 4.3 – Índice de liquidez corrente: 
ÍNDICE DE LIQUIDEZ CORRENTE 
META; 
1,12 1,18 1,12 1,09 1,09 1,03 1,00 1...
38 
Indicador 4.5 – Índice de auto sustentabilidade: 
ÍNDICE DE AUTO SUSTENTABILIDADE 
0,22 
0,20 
0,09 
0,48 0,49 
0,20 
...
39 
3 ‐ DEMONSTRATIVO DE RECEITAS E DESPESAS DO PERÍODO 
QUADRO 3 – COMPARATIVO DE RECEITAS E DESPESAS NO PERÍODO – Compet...
40 
4 – ANÁLISE DAS DESPESAS E RECEITAS DO PERÍODO 
1 ‐ ENTRADAS: 
1.1.2‐ Receita arrecadada em Função da Existência do TP...
41 
5 – CONSIDERAÇÕES FINAIS 
O orçamento da ADTV para 2014, foi feito baseado na transição para o novo modelo de 
contrat...
42 
6 ‐ COMPROVANTES DE REGULARIDADE
43
44
45
46
47
48
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

34 relatorio gerencial_resultados

415 views

Published on

34º Relatório Gerencial

Published in: Government & Nonprofit
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

34 relatorio gerencial_resultados

  1. 1. Termo de Parceria celebrado entre a Fundação TV Minas Cultural e Educativa e a Associação de Desenvolvimento da Radiodifusão de Minas Gerais ‐ ADTV 1 34º Relatório Gerencial (Resultados) Período Avaliatório 01 de abril a 30 de junho de 2014 Data de entrega do relatório: Data da Reunião da CA:
  2. 2. 2 Sumário: 1 – INTRODUÇÃO .............................................................................................................. 3 2 – COMPARATIVO ENTRE AS METAS PREVISTAS E RESULTADOS ................................... 5 QUADRO 1 – INDICADORES ‐ COMPARATIVO ENTRE AS METAS E RESULTADOS NO PERÍODO ........................................................................................................................... 5 QUADRO 2 – PRODUTOS ‐ COMPARATIVO ENTRE AS METAS E RESULTADOS NO PERÍODO ........................................................................................................................... 7 2.1 – Detalhamento dos resultados alcançados: ............................................................. 9 2.2 – Evolução histórica dos resultados alcançados: ..................................................... 30 3 ‐ DEMONSTRATIVO DE RECEITAS E DESPESAS DO PERÍODO ...................................... 39 QUADRO 3 – COMPARATIVO DE RECEITAS E DESPESAS NO PERÍODO .......................... 39 4 – ANÁLISE DAS DESPESAS E RECEITAS DO PERÍODO ................................................... 40 5 – CONSIDERAÇÕES FINAIS ........................................................................................... 41 6 – COMPROVANTES DE REGULARIDADE TRABALHISTA, PREVIDENCIÁRIA E FISCAL .... 42 7 – DECLARAÇÃO DO DIRIGENTE DA OSCIP ................................................................... 47 8 - DECLARAÇÃO DO SUPERVISOR DO TERMO DE PARCERIA ........................................ 48
  3. 3. 3 1 – INTRODUÇÃO Este relatório de atividades é o mecanismo de acompanhamento e avaliação do Termo de Parceria firmado entre a Fundação TV Minas Cultural e Educativa e a Associação de Desenvolvimento da Radiodifusão de Minas Gerais ‐ ADTV em 01/12/2005. Visa demonstrar o desempenho da entidade no desenvolvimento das atividades previstas no Termo de Parceria, no período de 01 de abril a 30 de junho de 2014, a fim de permitir verificar se os resultados previstos nesta parceria estão sendo alcançados. O Termo de Parceria tem como objeto o fomento, execução e promoção de atividades culturais, educativas e informativas, por meio da produção e veiculação de radiodifusão. Trata‐se de um projeto de grande relevância, pois a Rede Minas, ao longo de seus 30 anos de história, vem garantindo a preservação do patrimônio material e imaterial, contribuindo para o desenvolvimento intelectual, social, cultural e econômico do Estado de Minas Gerais. TV de caráter cultural e educativo promove o intercâmbio com agentes de educação e cultura, por meio da produção e veiculação de programas de televisão de interesse público. Constitui a programação com base na diversidade cultural, cidadania, meio ambiente, educação, saúde, integração, informação, formação de cultura televisiva e prestação de serviços. Associada à ABEPEC – Associação Brasileira das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais e à Rede Pública de Televisão, conta com uma rede de 44 emissoras afiliadas e está presente na maioria dos municípios do Estado de Minas Gerais. Espera‐se com a execução desta parceria, fortalecer a marca “Rede Minas” e atingir a nossa visão de futuro: “Ser referência nacional de televisão pública, comprometida com a ética e cidadania, voltada para a produção e veiculação de conteúdos criativos, inovadores e de qualidade”.
  4. 4. Em obediência ao parágrafo primeiro da Cláusula Oitava do Termo de Parceria e considerando a relevância da demonstração dos resultados obtidos, será apresentado neste relatório o comparativo entre as metas pactuadas e os resultados obtidos na condução das atividades propostas, sendo fornecidas informações complementares acerca dessas atividades, considerando o Quadro de Indicadores e Metas previstos no Programa de Trabalho. As fontes de comprovação dos indicadores aqui apresentados estão organizadas e arquivadas junto à Associação de Desenvolvimento da Radiodifusão de Minas Gerais ‐ ADTV e podem ser consultadas a qualquer momento pela Comissão de Avaliação, por representantes da Fundação TV Minas Cultural e Educativa ou representantes de órgãos de controle e auditoria. Ainda em consonância com a legislação pertinente, será apresentado o demonstrativo consolidado das receitas e despesas realizadas na execução do Termo de Parceria e suas notas explicativas. De maneira complementar, serão anexados a este relatório, os comprovantes de regularidade trabalhista, previdenciária e fiscal da entidade. 4 Ao final deste Relatório, são atestadas as informações aqui descritas, pelo Diretor Executivo da Associação de Desenvolvimento da Radiodifusão de Minas Gerais – ADTV.
  5. 5. 5 2 – COMPARATIVO ENTRE AS METAS PREVISTAS E RESULTADOS QUADRO 1 – INDICADORES ‐ COMPARATIVO ENTRE AS METAS PREVISTAS E RESULTADOS – 34º PERÍODO AVALIATÓRIO Área Temática Indicador Valores de Referência (V0)1 Peso (%) 34º PA METAS ACUMULADAS2 RESULTADOS ACUMULADOS 01/04/14 a 30/06/14 29° PA 30° PA 31° PA 32° PA METAS RESULTADOS 1 Elevação da qualidade, confiabilidade e disponibilidade do setor técnico e da infra‐estrutura técnica erros operacionais 18 18 18 18 5 06 falhas 1.1 Número de ocorrências de no trimestre 0 (zero) falha no trimestre 12 falhas/trimestre no acumulado do ano 4 falhas/trim. no acum. do ano por defeitos técnicos 35 31 31 31 5 10 minutos 1.2 Tempo fora do ar ocasionado no trimestre 0 (zero) minuto no trimestre 20,5 minutos/trim. no acumulado do ano 0 (zero) minuto/ trimestre no acum. do ano 2 Qualidade e diversidade da grade de programação 2.1 Tempo médio de programação própria transmitida 230 196,62 165,16 169,09 2 207 horas/mês no trimestre 223,8 h/mês no trimestre 215 horas/mês no acumulado do ano 225,6 h/mês no acum. do ano 2.2 Tempo médio de programação própria inédita transmitida 99 100 84 86 8 105 horas/mês no trimestre 101,8 h/mês no trimestre 97 horas/mês no acumulado do ano 90,6 h/mês no acum. do ano 2.3 Índice de programação própria transmitida 0,756 1,035 1,035 1,035 3 1,029 no trimestre (índice) 0,835 no trimestre (índice) 0,822 no acumulado do ano (índice) 0,671 no acum. do ano (índice) programação interativa 48 35 30 30 6 43 horas/mês 2.4 Tempo médio de no trimestre 37,6 h/mês no trimestre 39,5 horas/mês no acumulado do ano 36,0 h/mês no acum. do ano 2.5 Tempo médio de programação com conteúdo do interior mineiro 31 20 20 15 7 28 horas/mês no trimestre 10,4 h/mês no trimestre 26 horas/mês no acumulado do ano 13,0 h/mês no acum. do ano Interprogramação 96 96 96 96 2 96 horas/mês 2.6 Tempo médio de no trimestre 98,7 h/mês no trimestre 96 horas/mês no acumulado do ano 100,0 h/mês no acum. do ano
  6. 6. 6 Área Temática Indicador Valores de Referência (V0)1 Peso (%) 34º PA METAS ACUMULADAS2 RESULTADOS 01/04/14 a 30/06/14 ACUMULADOS 29° PA 30° PA 31° PA 32° PA METAS RESULTADOS 3 Jornalismo abrangente e de qualidade jornalística 75 59 51 51 9 43 horas/mês 3.1 Tempo médio de programação no trimestre 46,6 h/mês no trimestre 41,5 horas/mês no acum. do ano 44,3 h/mês no acum. do ano transmissão ao vivo ‐ ‐ ‐ 4 8 2 eventos no 3.2 Eventos c/ cobertura especial e semestre 2 eventos no semestre 2 eventos no acum. do ano 2 (dois) eventos no acum. do ano 3.3 Produção de material jornalístico de atos, fatos, programas e ações do Governo do Estado (acumulado) 230 460 690 920 6 814 reportagens no acum. do ano 1268 reportagens no acum. do ano 814 reportagens no acum. do ano 1268 reportagens no acum. do ano 4 Evolução da situação financeira 4.1 Montante de recursos diretamente arrecadados do Setor Público (acumulado) 1.591.992,66 3.183.985,31 4.775.977,97 6.367.970,62 7 R$ 1.347.439,50 no acum.do ano R$ 1.817.347,26 no acum. do ano R$ 1.347.439,50 no acum.do ano R$ 1.817.347,26 no acum. do ano 4.2 Montante de recursos diretamente arrecadados do Setor Privado (acumulado) 180.250,00 360.500,00 540.750,00 721.000,00 7 R$ 152.560,50 no acum.do ano R$ 155.820,64 no acum. do ano R$ 152.560,50 no acum.do ano R$ 155.820,64 no acum. do ano 4.3 Índice de liquidez corrente 1,00 1,00 1,00 1,00 5 1,00 (índice) ao final do trimestre 0,52 (índice) ao final do trimestre 1,00 no acum. do ano 0,52 no acum. do ano tecnológica ‐ ‐ ‐ 3 4 * * 0,0112 4.4 Índice de atualização no ano 0,0019 no acum. do ano 4.5 Índice de auto‐sustentabilidade 0,24 0,35 0,35 0,35 5 * * 0,10 no ano 0,09 no acum. do ano 5 Gestão Interna 5.1 Porcentagem de cumprimento do Regulamento de Compras e Contratações 100% 100% 100% 100% 5 100 % no trimestre “Em aguardo” (será entregue na RCA e incluído no cálculo da nota) 100% no acum. do ano “Em aguardo” * Indicadores com avaliação anual (ver o acompanhamento do acumulado no ano nas colunas de metas e resultados acumulados). 1 Valores de referência do indicador, constantes do quadro de indicadores e metas, pág. 15, 16 e 17 do XIV aditivo. 2 As metas e os resultados acumulados referem‐se à vigência do Termo de Parceria / Termo Aditivo, devendo ser preenchidos ao longo da execução do instrumento, de modo a tornar mais clara a divulgação dos resultados.
  7. 7. 7 QUADRO 2– PRODUTOS ‐ COMPARATIVO ENTRE AS METAS PREVISTAS E RESULTADOS – 34º PERÍODO AVALIATÓRIO Área Temática Ação Produto Peso (%) Início Término Período Avaliatório Resultado 1 Gestão de documentos e bens permanentes do o OEP, durante o período de transição 1.1 Apuração dos bens cedidos e adquiridos pela ADTV para incorporação ao Acervo Patrimonial do Órgão Estatal Parceiro Relatório conclusivo elaborado pela ADTV e aprovado pela FTVM 40% Jan/2014 Abr/2014 34º Foi entregue à FTVM (OEP), através do ofício 044/DE‐ADTV/ 2014, relatório com a relação dos bens, resumidos da seguinte forma: 1‐ Adquiridos com repasses do TP e/ou com receita arrecadada (880); 2‐ Adquiridos através do Projeto FAPEMIG (216); 3‐ Cedidos pela FTVM e que, agora, são devolvidos (2701). Em reunião, com a FTVM e com o Supervisor do TP, ficou acertado que a FTVM procederá a conferência dos bens e que relatórios conclusivos, tanto da FTVM como da ADTV, deverão ser emitidos, até o final do 3º trimestre/14 (35º PA), inclusive das Sindicâncias para apuração de extravios ou danos. 1.2 Apuração do acervo documental técnico em posse da ADTV para incorporação do OEP. Relatório conclusivo elaborado pela ADTV e aprovado pela FTVM 30% Jan/2014 Abr/2014 34º Em um primeiro entendimento deste produto, a ADTV solicitou relatório de todo o acervo existente no CEDOC, estando o mesmo transcrito no “detalhamento do resultado alcançado” à página 26. Posteriormente, em reunião com a FTVM e o Supervisor do TP, ficou esclarecido que este acervo a ser apurado é bem mais amplo, indo à documentação, formal ou informal, da produção, da gravação e da exibição dos diversos programas, jornais e interprogramas. A FTVM concluiu que fará por si própria o levantamento do acervo documental, tendo em vista a transição dos diretores finalísticos para o seu próprio corpo de trabalhadores. Assim, ficou acordado que a ADTV levantará apenas documentos jurídicos relacionados com os registros de imagens e sons dos programas da Rede Minas. Para tanto, esse levantamento a ser realizado pela ADTV poderá ser utilizado como fonte de comprovação dessa meta, para o próximo trimestre, caso a CA do TP concorde, tendo em vista a mudança do planejamento para o período.
  8. 8. 8 2 Produção do Departamento de Projetos Especiais 2.1 Produção de vídeos institucionais e programas sob demanda com a meta de 3 contratos em aberto, para execução no decorrer do ano, com as Secretarias de Educação, de Saúde e de Governo Relatório elaborado pelo Departamento de Projetos Especiais 30% Jan/2014 Dez/2014 36º Avaliação anual (ao final de dez/14)
  9. 9. 9 2.1 – Detalhamento dos resultados alcançados: Área Temática: 1‐ Elevação da qualidade, confiabilidade e disponibilidade do setor técnico e da infra‐estrutura técnica Nº e Nome do indicador: 1.1 – Número de ocorrências de erros operacionais Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 06 erros/ trimestre 0 (zero) erro/ trimestre Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório A meta foi plenamente satisfeita. (Polaridade: menor >> melhor). Este indicador não registrou falha no trimestre, para a meta de, no máximo, 06. Para a Gerência Técnica o favorecedor deste resultado é a constante procura do aperfeiçoamento dos envolvidos com treinamentos. Fonte de comprovação do indicador Relatório Consolidado de Ocorrências
  10. 10. 10 Área Temática: 1‐ Elevação da qualidade, confiabilidade e disponibilidade do setor técnico e da infra‐estrutura técnica Nº e Nome do indicador: 1.2 – Tempo fora do ar ocasionado por defeitos técnicos Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 10 minutos/ trimestre 0 minuto/ trimestre Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório O índice foi plenamente satisfeito (Polaridade: menor >> melhor). Este indicador não registrou tempo de paralização no trimestre, para a meta de, no máximo, 10 minutos. Conforme a Gerência Técnica, o grande favorecedor deste resultado foi a manutenção corretiva realizada no GMC – Grupo Motor Gerador, em Nov/12. Fonte de comprovação do indicador Relatório de Ocorrências do Controle Mestre
  11. 11. 11 Área Temática: 2 ‐ Qualidade e diversidade da grade de programação Nº e Nome do indicador: 2.1 ‐ Tempo médio de programação própria transmitida Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 207 h/mês 223,8 h/mês Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos 8,12% acima da meta. (Polaridade: maior >> melhor). O favorecedor do resultado é a própria composição do indicador, onde entram horas inéditas e reprises, não ficando prejudicado com o momento de transição, quando estão sendo exibidas reprises em substituição a inéditos. Fonte de comprovação do indicador Roteiro de Programação On‐line (Controle Mestre) e Sistema de Gerenciamento de Programação (TV+)
  12. 12. 12 Área Temática: 2 – Qualidade e diversidade da grade de programação Nº e Nome do Indicador: 2.2 – Tempo médio de programação própria inédita transmitida Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 105 h/mês 101,8 h/mês Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos 3,05% abaixo da meta. (Polaridade: maior >> melhor) Devido ao processo de transição das atividades “fim” para a FTVM (OEP) e segundo diretrizes daquela Fundação, houve substituições de várias exibições inéditas por reprises. Fonte de comprovação do indicador Roteiro de Programação On‐line (Controle Mestre) e Sistema de Gerenciamento de Programação (TV+)
  13. 13. 13 Área Temática: 2 ‐ Qualidade e diversidade da grade de programação Nº e Nome do indicador: 2.3 – Índice de programação própria transmitida (Hs inéditas/Hs reapresentadas) Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 1,029 no trimestre (índice) 0,835 no trimestre Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos 18,85% abaixo da meta. (Polaridade: maior >> melhor) Indicador criado a partir do 4º trimestre de 2012. Demonstra a relação entre horas inéditas e horas reapresentadas e o intuito é evitar a inserção de reprises sem a contrapartida de inéditos, ou seja, evitar excesso de reprises. No trimestre, conforme justificado no indicador 2.2, devido ao processo de transição das atividades “fim” para a FTVM (OEP) e segundo diretrizes daquela Fundação, houve substituições de várias exibições inéditas por reprises. Fonte de comprovação do indicador Roteiro de Programação On‐line (Controle Mestre)
  14. 14. 14 Área Temática: 2 ‐ Qualidade e diversidade da grade de programação Nº e Nome do indicador: 2.4 – Tempo médio de programação interativa Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 43 h/mês 37,6 h/mês Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos 12,56% abaixo da meta. (Polaridade: maior >> melhor) Neste indicador são apuradas apenas as exibições inéditas. Não alcançamos a meta, basicamente, devido ao aumento no número de substituições de inéditos por reprises, no trimestre, pelo mesmo motivo já citado na justificativa do indicador 2.2, devido ao processo de transição das atividades “fim” para a FTVM (OEP) e segundo diretrizes daquela Fundação. Fonte de comprovação do indicador Roteiro de Programação On‐line (Controle Mestre)
  15. 15. 15 Área Temática: 2 ‐ Qualidade e diversidade da grade de programação Nº e Nome do indicador: 2.5 – Tempo médio de programação com conteúdo do interior mineiro Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 28 h/mês 10,4 h/mês Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos 62,86% abaixo da meta. (Polaridade: maior >> melhor) Neste indicador, são apuradas apenas as exibições inéditas. Tivemos restrição de viagens ao interior às mínimas necessárias e indispensáveis, em função da escassez de recursos, além do aumento na substituição de inéditos por reprises, no trimestre, como já citado no indicador 2.2, devido ao processo de transição das atividades “fim” para a FTVM (OEP) e segundo diretrizes daquela Fundação. Fonte de comprovação do indicador Roteiro de Programação On‐line (Controle Mestre); Sistema de Gerenciamento de Programação (TV+); Sinopse dos Programas e Relatório dos Coordenadores
  16. 16. 16 Área Temática: 2 – Qualidade e diversidade da grade de programação Nº e Nome do indicador: 2.6 – Tempo médio de interprogramação Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 96 h/mês 98,7 h/mês Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos 2,81% acima da meta. (Polaridade: maior >> melhor). Este indicador mostra o total de horas da nossa interprogramação, que é composta de peças institucionais, peças de mídia, chamadas, vinhetas e apoios. Ela se mantém em uma média de 100 horas/mês. Esta média só seria alterada com entrada de novos programas, próprios ou de coligadas. Portanto, considerando a atual grade, não houve dificuldade em cumprir a meta. Fonte de comprovação do indicador Roteiro de Programação On‐line (Controle Mestre); Sistema de Gerenciamento de Programação (TV+); Sinopse dos Programas e Relatório dos Coordenadores
  17. 17. 17 Área Temática: 3 ‐ Jornalismo abrangente e de qualidade Nº e Nome do indicador: 3.1 – Tempo médio de programação jornalística Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 40 h/mês 46,6 h/mês Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos 16,50 % acima da meta. (Polaridade: maior >> melhor). O impacto do momento de transição nas horas de programação jornalística foi menor que em outros tipos de programação, não chegando a impedir o alcance da meta. Fonte de comprovação do indicador Roteiro de Programação On‐line (Controle Mestre)
  18. 18. 18 Área Temática: 3 ‐ Jornalismo abrangente e de qualidade Nº e Nome do indicador: 3.2– Eventos com cobertura especial e transmissão ao vivo Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 2 eventos/ semestre* 2 eventos no semestre Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório (*) Este indicador é de avaliação ao final do 1º semestre (meta: 2 eventos/no semestre). (Polaridade: Maior >> Melhor). No semestre, tivemos a cobertura do 21 de Abril em Ouro Preto e a transmissão do cargo de Governador. Fonte de comprovação do indicador Roteiro de Programação On‐line (Controle Mestre) e Relatório dos Coordenadores
  19. 19. Área Temática: 3 ‐ Jornalismo abrangente e de qualidade Nº e Nome do indicador: 3.3– Produção de material jornalístico de atos, fatos, programas e ações do Governo 19 de Minas Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 814 reportagens no acumulado do ano 1268 reportagens no acumulado do ano Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos em 55,77 % acima da meta. (Polaridade: maior >> melhor). Indicador criado no 4º trimestre de 2012. Mostra o número de reportagens produzidas pelo Núcleo de Multimídia da ADTV, sobre atos, fatos, programas e ações do Governo de Minas. O material produzido nos dois primeiros trimestres de 2014 demonstra que a ADTV não se fixa apenas às metas, mas,também, à capacidade de produção das equipes. Fonte de comprovação do indicador Relatório do Projetos Especiais
  20. 20. 20 Área Temática: 4 – Evolução da situação financeira Nº e Nome do indicador: 4.1 – Montante de recursos arrecadados do setor público Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 R$ 1.347.439,50 no acumulado ano R$ 1.817.347,26 Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos em 34,87 % acima da meta. (Polaridade: maior >> melhor). O quadro, a seguir, mostra a síntese dos recebimentos do setor Público, no trimestre e no acumulado do ano: SETOR PÚBLICO: Data Objeto Depositante Valor 14/04/14 Campanha Dengue Secretaria de Saúde 12.415,36 24/04/14 Campanha Desfile 2014 Ministério dos Transportes 47.332,80 24/04/14 Campanha Desfile 2014 Ministério dos Transportes 9.466,56 25/04/14 Campanha MCMV / MG Caixa Econômica Federal 11.612,80 25/04/14 Campanha MCMV / MG Caixa Econômica Federal 14.516,00 12/05/14 Campanha IPVA 2014 Secretaria de Fazenda 16.391,68 16/05/14 Campanha Balanço 2013 SECOM 9.220,32 16/05/14 Campanha Balanço 2013 PBH 11.269,28 16/05/14 Campanha Balanço 2013 PBH 5.122,40 21/05/14 Campanha Minas Território Secretaria de Cultura 1.966,11 02/06/14 Campanha Reajuste de Tarifa CEMIG 34.289,68 10/06/14 Campanha Balanço 2014 SEGOV 55.932,96 12/06/14 Projeto BDMG BDMG 33.709,25 12/06/14 Projeto BDMG BDMG 33.709,25 12/06/14 Projeto BDMG BDMG 49.101,67 12/06/14 Projeto BDMG BDMG 49.101,67 12/06/14 Projeto BDMG BDMG 76.725,08 12/06/14 Campanha Aerotrópolis Secretaria de Desenvolvimento 39.986,64 26/06/14 Programa BDMG em Rede BDMG 33.709,25 26/06/14 Programa BDMG em Rede BDMG 49.101,67 TOTAL SETOR PÚBLICO NO TRIMESTRE 594.680,43 TOTAL SETOR PÚBLICO NO TRIMESTRE ANTERIOR 1.222.666,83 TOTAL SETOR PÚBLICO NO ACUMULADO DO ANO 1.817.347,26 Fonte de comprovação do indicador Controladoria da ADTV
  21. 21. 21 Área Temática: 4 – Evolução da situação financeira Nº e Nome do indicador: 4.2 – Montante de recursos arrecadados do setor privado Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 R$ 152.560,50 no acumulado do ano R$ 155.820,64 Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Ficamos em 2,14 % acima da meta. (Polaridade: maior >> melhor). O quadro, a seguir, mostra a síntese dos recebimentos do setor Privado, no trimestre e no acumulado do ano. SETOR PRIVADO: Data Objeto Depositante Valor 01/04/14 Projeto Magnesita Magnesita 9.800,00 24/04/14 Gravação Cine Magazine Trade Marketing 450,00 30/04/14 Projeto Magnesita Magnesita 9.800,00 19/05/14 Gravação Cine Magazine Trade Marketing 450,00 23/06/14 Gravação Cine Magazine Trade Marketing 450,00 TOTAL SETOR PRIVADO NO TRIMESTRE 20.950,00 TOTAL SETOR PRIVADO NO TRIMESTRE ANTERIOR 134.870,64 TOTAL SETOR PRIVADO NO ACUMULADO DO ANO 155.820,64 Fonte: Controladoria
  22. 22. 22 Área Temática: 4 ‐ Evolução da situação financeira Nº e Nome do indicador: 4.3 – Índice de liquidez corrente Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 1,00 0,52 Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório ATIVO CIRCULANTE(Menos Recursos de Convênios) 9.920.967,40 PASSIVO CIRCULANTE (Menos Convênios) 18.948.235,36 ILC - Índice de Liquidez Corrente* 0,52 Ficamos em 52% da meta. Fonte de comprovação do indicador Controladoria (Relatório de Evolução das Contas de Resultado e Balancete)
  23. 23. 23 Área Temática: 4 ‐ Evolução da situação financeira Nº e Nome do indicador: 4.4 – Índice de atualização tecnológica Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 0,0112 no ano (índice) * Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Descrição 2º trimestre 2014 (acum. no ano) Recursos em atualização tecnológica 42.503,31 Recurso total 21.823.824,72 IAT - Índice de Atualização Tecnológica 0,0019 *Indicador de avaliação anual. Para efeito de acompanhamento, no acumulado do ano, o índice está em 0,0019. Fonte de comprovação do indicador Controladoria (Relatório de Evolução das Contas de Resultado e Balancete)
  24. 24. 24 Área Temática: 4 ‐ Evolução da situação financeira Nº e Nome do indicador: 4.5 – Índice de auto sustentabilidade Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 0,10 no ano (índice) * Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Descrição 2º Trimestre 2014 (acum. no ano) Receita Arrecadada (receita própria) + Rec. Financeira 1.973.167,90 Recurso total 21.823.824,72 IA - Índice de Auto Sustentabilidade 0,09 * Indicador de avaliação anual. Para efeito de acompanhamento, no acumulado do ano o índice está em 0,09. Fonte de comprovação do indicador Controladoria (Relatório de Evolução das Contas de Resultado e Balancete)
  25. 25. 25 Área Temática: 5 – Gestão Interna Nº e Nome do indicador: 5.1 – Porcentagem de cumprimento do regulamento de compras e contratações Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 100 % Em aguardo* Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório *O valor deste trimestre, para o indicador, ficará “em aguardo” e será informado na Reunião de Avaliação. O resultado entrará no cálculo da nota. Fonte de comprovação do indicador Processos de Compras – Relatório ou e‐mail do Supervisor do Termo de Parceria
  26. 26. 26 PRODUTOS: Área Temática: 1 – Gestão de documentos e bens permanentes do OEP, durante o período de transição Nº e Nome do indicador: 1.1 – Apuração dos bens cedidos e adquiridos pela ADTV, para incorporação ao Acervo Patrimonial da FTVM Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 Relatório Relatório (vide abaixo) Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Foi entregue à FTVM (OEP), através do ofício 044/DE‐ADTV/ 2014, relatório com a relação dos bens, resumidos da seguinte forma: 1‐ Adquiridos com repasses do TP e/ou com receita arrecadada (880); 2‐ Adquiridos através do Projeto FAPEMIG (216); 3‐ Cedidos pela FTVM e que, agora, são devolvidos (2701). Em reunião entre ADTV, FTVM e o Supervisor do TP, ficou acertado que a FTVM procederá a conferência dos bens e que relatórios conclusivos, tanto da ADTV como da FTVM, deverão ser emitidos, até o final do 3º trimestre/14 (35º PA), inclusive das Sindicâncias para apuração de extravios ou danos. Fonte de comprovação do indicador Relatório da ADTV
  27. 27. Área Temática: 1 – Gestão de documentos e bens permanentes do OEP, durante o período de transição Nº e Nome do produto: 1.2 – Apuração do acervo documental técnico em posse da ADTV para incorporação da FTVM 27 Resultados alcançados no período avaliatório Período avaliatório Meta do período avaliatório Resultado do período avaliatório 01/04/14 a 30/06/14 Relatório Relatório (vide abaixo) Informações relevantes acerca da execução do indicador no período avaliatório Em um primeiro entendimento deste produto, a ADTV solicitou relatório de todo o acervo existente no CEDOC, estando o mesmo transcrito, abaixo. Posteriormente, em reunião entre a ADTV, a FTVM e o Supervisor do TP, ficou esclarecido que este acervo a ser apurado é bem mais amplo, indo à documentação, formal ou informal, da produção, da gravação e da exibição dos diversos programas, jornais e interprogramas. A FTVM concluiu que fará por si própria o levantamento do acervo documental, tendo em vista a transição dos diretores finalísticos para o seu próprio corpo de trabalhadores. Assim, ficou acordado que a ADTV levantará apenas documentos jurídicos relacionados com os registros de imagens e sons dos programas da Rede Minas. Para tanto, esse levantamento a ser realizado pela ADTV poderá ser utilizado como fonte de comprovação dessa meta, para o próximo trimestre, caso a CA do TP concorde, tendo em vista a mudança do planejamento para o período. RELATÓRIO DO CEDOC (Centro de Documentação): Belo Horizonte, 14 de julho de 2014 RELATÓRIO CEDOC/TRANSIÇÃO ADTV-FUNDAÇÃO TV MINAS O acervo da Fitoteca/CEDOC Rede Minas atualmente é constituído de arquivos em fitas magnéticas e arquivos eletrônicos, que estão armazenados no servidor NAS (Network-Attached Storage), aproximadamente 72 TB e no MAM (Media Asset Management), aproximadamente 20 TB. Existe um acervo de material bruto, digital, aguardando edição, sob a custódia da coordenação de produção, composta de 20 HDs externos e o Servidor Planeta NAS, que juntos somam aproximadamente 48 TB. O setor de Projetos Especiais também tem um acervo, sob sua responsabilidade de 52 TB, armazenados
  28. 28. 28 em um servidor, ilhas de edição e 42 HDs externos. O acervo analógico da Rede Minas é composto por aproximadamente 50.000 horas de imagens gravadas, sendo divididas entre material bruto, programas editados/gravados, interprogramação, vinhetas, jornais, matérias editadas, séries especiais, os vídeos produzidos pelos Projetos Especiais, etc. Todos esses registros estão armazenados em fitas nos formatos: BETACAM 30, BETACAM 60, BETACAM 90, DVCPRO , DVCAM, MINI-DV, SVHS, U-MATIC e DVD. O setor armazena ainda os CDs de trilhas autorizadas, utilizados pelas produções e CDs, com músicas gravadas, doadas por diversos artistas. Para esse último existe um banco de dados WinIsis, que nos permite localizar os cantores e as músicas por nomes, especificamente. . Para recuperar o acervo de fitas magnéticas, utilizamos um banco de dados, chamado PHL, customizado exclusivamente para esse fim. Nele encontramos informações sobre o conteúdo das fitas e sua localização física nas estantes, onde estão organizadas. Atualmente toda a produção da emissora é captada através de cartões de memória, que são “descarregados” nas ilhas de edição, editados, copiados para fita, como back up para exibição no controle mestre e o arquivo original em HD ou SD, fica armazenado no servidor NAS (Network-Attached Storage. Esses servidor não dispõe de um sistema de busca e não é possível limitar o acesso dos usuários aos arquivos por meios hierárquicos, o que os deixam vulneráveis ao serem manuseados. Em 2013, foi iniciada a implantação do sistema de gerenciamento de mídias digitais, que chamamos de MAM (Media Asset Management), adquirido via convênio com a FAPEMIG, cujo objetivo inicial era digitalizar o acervo mais antigo da emissora, a fim de preservarmos seus registros, uma vez que, tanto as fitas como os equipamentos que fazem a leitura dos mesmos, vem sofrendo com a ação do tempo e para agravar ainda mais, não encontramos peças de reposição para os equipamentos. Para que existam fitas disponíveis para gravação dos programas que irão ao ar, o critério de digitalização dos programas para o sistema MAM, está sendo digitalizar programas (de preferência os que já estão fora da grade de exibição, embora nem sempre seja possível) tanto da produção como do jornalismo, a fim de termos fitas liberadas para serem reutilizadas e assim colocarmos a programação diária da TV no ar. Em conseqüências as fitas, que já estão exaustivamente utilizadas, apresentam defeitos, como: baixa qualidade da imagem gravada, travam dentro do VT, a imagem não estabiliza no vídeo, muitas vezes arrebentam dentro do equipamento, etc. A preocupação é que esses problemas possam inviabilizar a reprises desses programas, o que tem sido um recurso muito utilizado nessa transição Fundação TV Minas/ADTV, já que a falta de funcionários é uma realidade e nos períodos de férias. Até o ínicio da transição dos funcionários da ADTV para os concursados da Fundação TV Minas, além da
  29. 29. digitalização das fitas, os arquivos armazenados no NAS, estavam sendo transferidos para o sistema MAM, para que os NAS’s também pudessem ser integrados ao sistema e também preservarmos a integridade desses arquivos digitais, porém apenas 2 funcionários de uma equipe de 8, destinada ao CEDOC, tomaram posse, com isso, estamos conseguindo atender apenas as solicitações básicas e digitalizar fitas, para gravar a programação diária da TV, todo o restante das nossas atividades estão comprometidas. Acho importante salientar que é imprescindível criarmos uma estrutura física, de acesso e de logística, para trazermos para o CEDOC, os acervos digitais que estão sob a custódia da Coordenação de Produção e do Projetos Especiais, para que todo o acervo, realmente esteja armazenado no setor destinado a esse fim. Luciana D. Barbosa 29 Fonte de comprovação do indicador Relatório da ADTV/ Relatório do CEDOC (Centro de Documentação)
  30. 30. 30 2.2 – Evolução histórica dos resultados alcançados: Área Temática: 1– Elevação da qualidade, confiabilidade e disponibilidade do setor técnico e da infra‐estrutura técnica Indicador 1.1 – Número de erros operacionais (erros/trimestre): NÚMERO DE ERROS OPERACIONAIS (menor melhor) 20 15 14 15 29 4 18 12 15 19 20 Meta; no máximo, 45 50 45 40 35 30 25 20 15 10 5 0 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ÊRROSOPERACIONAIS/trimestre REALIZADO META Obs.: de 2006 a 2008 a forma de cálculo do indicador era outra (% de redução de erros operacionais) Área Temática: 1– Elevação da qualidade, confiabilidade e disponibilidade do setor técnico e da infra‐estrutura técnica Indicador 1.2 – Tempo fora do ar ocasionado por defeitos técnicos (minutos/trimestre): TEMPO FORA DO AR POR PROBLEMA TÉCNICO (menor melhor) 14,7 31,1 21,5 13,4 0 39,0 50,75 32 20,5 60 Meta; 41,25 41,25 70 60 50 40 30 20 10 0 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim MINUTOS REALIZADO META Obs.: de 2006 a 2008 a forma de cálculo do indicador era outra (% de redução de defeitos técnicos)
  31. 31. 31 Área Temática: 2 – Qualidade e diversidade da grade de programação Indicador 2.1 – Tempo médio de programação própria transmitida (horas/mês): TEMPO MÉDIO DE PROGRAMAÇÃO PRÓPRIA TRANSMITIDA - maior melhor 332 346 348 304 263 272 227 241,4 225,6 285 318 250 250 250 250 Meta; 234 199,7 215 400 350 300 250 200 150 100 50 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS HORAS / MÊS REALIZADO META Obs.: As metas e os realizados dos anos de 2006 a 2008 foram convertidos de hora cheia p/ hora efetiva, para igualar a unidade de medição com a de 2009 a 2014. Indicador 2.2 – Tempo médio de programação própria inédita transmitida (horas/mês): TEMPO MÉDIO DE PROGRAMAÇÃO PRÓPRIA INÉDITA TRANSMITIDA - maior melhor 118 117 120 121 119 116 118 105,7 102 97 90,6 121 118 120 120 Meta; 157 165 97 180 160 140 120 100 80 60 40 20 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS HORAS / MÊS REALIZADO META Obs.: As metas e os realizados dos anos de 2006 a 2008 foram convertidos de hora cheia p/ hora efetiva, para igualar a unidade de medição com a de 2009 a 2014.
  32. 32. 32 Indicador 2.3 – Índice de programação própria transmitida ÍNDICE DE PROGRAMAÇÃO PRÓPRIA TRANSMITIDA - maior melhor 0,671 1,123 0,779 0,822 Meta; 1,035 0,965 1,2 1 0,8 0,6 0,4 0,2 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS ÍNDICES REALIZADO META Obs2.: O indicador índice de programação própria transmitida foi criado no 4º trimestre/12. Indicador 2.4 – Tempo médio de programação interativa (horas/mês): TEMPO MÉDIO DE PROGRAMAÇÃO INTERATIVA - maior melhor 36 47,3 39 37 34 54 50 54 53 39,5 39 Meta; 28 40 40 40 39 49 40 60 50 40 30 20 10 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS HORAS / MÊS REALIZADO META Obs.: As metas e os realizados dos anos de 2006 a 2008 foram convertidos de hora cheia p/ hora efetiva, para igualar a unidade de medição com a de 2009 a 2014.
  33. 33. 33 Indicador 2.5 – Tempo médio de programação com conteúdo sobre o interior mineiro (horas/mês): TEMPO MÉDIO DE PROGRAMAÇÃO COM CONTEÚDO SOBRE O INTERIOR MINEIRO - maior melhor 30 32 30 31 13 26,4 36 33 30 26 22,8 Meta; 12 35 35 35 35 34 25 40 35 30 25 20 15 10 5 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim HORAS / MÊS REALIZADO META Obs.: As metas e os realizados dos anos de 2006 a 2008 foram convertidos de hora cheia p/ hora efetiva, para igualar a unidade de medição com a de 2009 a 2014. Indicador 2.6 – Tempo médio de Interprogramação (horas/mês) HORAS DE INTERPROGRAMAÇÃO - maior melhor 100 109 107,7 96 Meta; 96 96 110 105 100 95 90 85 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS HORAS/ MÊS REALIZADO META Obs.: Indicador criado a partir do último trimestre de 2012. Anteriormente as horas de interprogramação compunham o indicador 2.1 Tempo Médio de Programação Própria Transmitida.
  34. 34. 34 Área Temática: 3 – Jornalismo Abrangente e de qualidade Indicador 3.1 – Tempo médio de programação jornalística (horas/mês): TEMPO MÉDIO DE PROGRAMAÇÃO JORNALÍSTICA - maior melhor 44,3 55,4 77 43 41 47 60 80 83 41,5 58,3 Meta; 38 38 41 55 54 54 50 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim HORAS / MÊS REALIZADO META Obs.: As metas e os realizados dos anos de 2006 a 2008 foram convertidos de hora cheia p/ hora efetiva, para igualar a unidade de medição com a de 2009 a 2014. Indicador 3.2 – Eventos com cobertura especial e transmissão ao vivo ‐ eventos/ano (aferição anual): EVENTOS COM COBERTURA ESPECIAL E TRANSMISSÃO AO VIVO - maior melhor 12 2 4 8 12 14 13 14 4 2 4 Meta; 6 8 12 12 12 12 4 16 14 12 10 8 6 4 2 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS EVENTOS/ ANO REALIZADO META
  35. 35. 35 Indicador 3.3 – Produção de Material Jornalístico de Ações do Governo (reportagens/ trimestre) PRODUÇÃO DE MATERIAL JORNALÍSTICO DE AÇÕES DO GOVERNO - MATÉRIAS/TRIMESTRE (maior melhor) 322 394 634 407 132 386 700 600 500 400 300 200 100 0 2012 2013 2014-2º trim ANOS MATÉRIAS/ TRIMESTRE REALIZADO META Área Temática: 4 – Evolução da situação financeira Indicador 4.1 – Montante de recursos arrecadados do setor público (R$ / trimestre) MONTANTE DE RECURSOS ARRECADADOS DO SETOR PÚBLICO - R$/ TRIMESTRE (maior melhor) Meta; 1.817.347 1.762.857 1.337.958 1.460.741 1.371.598 1.347.440 2000000 1800000 1600000 1400000 1200000 1000000 800000 600000 400000 200000 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS R$ / TRIMESTRE REALIZADO META
  36. 36. 36 Indicador 4.2 – Montante de recursos arrecadados do setor privado (R$ / trimestre) MONTANTE DE RECURSOS ARRECADADOS DO SETOR PRIVADO - R$ / TRIMESTRE (maior melhor) 401.000 347.736 155.821 152.561 Meta; 225.000 457.449 500000 450000 400000 350000 300000 250000 200000 150000 100000 50000 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS R$ / TRIMESTRE REALIZADO META FATURAMENTO COM PROJETOS ESPECIAIS 712.768 1.664.799 1.956.333 4.777.320 1.670.751 1.600.000 1.408.473 1.600.000 1.600.000 1.600.000 650.000 750.000 6.000.000 5.000.000 4.000.000 3.000.000 2.000.000 1.000.000 0 2006 2007 2008 2009 2010 2011 ANOS VALORES (R$ ) / ANO REALIZADO META Obs.: Até 2011 o indicador referia‐se ao faturamento apenas do Setor de Projetos Especiais e não separava faturamento c/setor público e faturamento c/ setor privado. A partir de 2012 o indicador foi desdobrado em dois: faturamento c/ setor público e faturamento c/ setor privado, já apresentados acima, e que referem‐se ao faturamento total da Gerência de Marketing. Para efeito deste acompanhamento, apresentamos acima o gráfico para o antigo indicador (período 2006 a 2011).
  37. 37. 37 Indicador 4.3 – Índice de liquidez corrente: ÍNDICE DE LIQUIDEZ CORRENTE META; 1,12 1,18 1,12 1,09 1,09 1,03 1,00 1,00 1,00 0,49 0,52 0,36 1,04 1,19 1,18 2,70 0,39 0,89 3,00 2,50 2,00 1,50 1,00 0,50 0,00 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS ÍNDICES REALIZADO META Indicador 4.4 – Índice de atualização tecnológica (aferição anual): ÍNDICE DE ATUALIZAÇÃO TECNOLÓGICA 6,55 0,0019 4,23 1,00 6,00 6,00 4,01 6,77 1,21 3,00 0,0112 Meta; 10,00 10,00 10,00 7,00 3,00 3,00 3,00 12,00 10,00 8,00 6,00 4,00 2,00 0,00 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ANOS ÍNDICES REALIZADO META
  38. 38. 38 Indicador 4.5 – Índice de auto sustentabilidade: ÍNDICE DE AUTO SUSTENTABILIDADE 0,22 0,20 0,09 0,48 0,49 0,20 0,16 0,32 0,10 Meta; 0,45 0,45 0,45 0,35 0,30 0,60 0,50 0,40 0,30 0,20 0,10 0,00 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014-2º trim ÍNDICES REALIZADO META Obs.: Indicador criado a partir de 2008 Área Temática: 5 – Gestão interna Indicador 5.1 – Porcentagem de cumprimento do regulamento de compras: PERCENTUAL DE CONFORMIDADE DOS PROCESSOS - maior melhor 100% 100% 100% 86% Meta; 100% 100% 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 2012 2013 2014-2º trim ANOS PORCENTAGEM REALIZADO META
  39. 39. 39 3 ‐ DEMONSTRATIVO DE RECEITAS E DESPESAS DO PERÍODO QUADRO 3 – COMPARATIVO DE RECEITAS E DESPESAS NO PERÍODO – Competência ORÇADO REALIZADO Realizado (/) Previsto Previsto 1 Entrada de (-) Realizado Recursos Acumulado Mês 4 Mês 5 Mês 6 TOTAL Acumulado Mês 4 Mês 5 Mês 6 01/04/14 TOTAL a 30/04/14 01/05/14 a 31/05/14 01/06/14 a 30/06/14 01/04/14 a 30/04/14 01/05/14 a 31/05/14 01/06/14 a 30/06/14 1.1 Receitas 1.1.1 Repasses do Termo de Parceria - 9.487.454,95 - - 9.487.454,95 - - 9.487.454,95 - 9.487.454,95 100,00% 0,00 1.1.2 Receita Arrecadada em Função do TP - 250.000,00 250.000,00 250.000,00 750.000,00 - 115.393,52 54.219,79 446.030,62 615.643,93 82,09% 134.356,07 1.1.3 Rendimentos de Aplicações Fin. - 12.109,00 12.109,00 12.109,00 36.327,00 - 27.763,54 15.843,66 59.350,69 102.957,89 283,42% (66.630,89) 1.1.4 Outras Receitas - - - - - - 390,65 - - 390,65 - (390,65) (E) Total de Entradas: - 9.749.563,95 262.109,00 262.109,00 10.273.781,95 - 143.547,71 9.557.518,40 505.381,31 10.206.447,42 99,34% 67.334,53 2 Saída de Recursos Acumulado Mês 4 Mês 5 Mês 6 TOTAL Acumulado Mês 4 Mês 5 Mês 6 TOTAL Realizado (/) Previsto Previsto (-) Realizado 2.1 Despesas de Pessoal 2.1.1 Salários - 1.415.878,68 654.901,17 305.855,17 2.376.635,01 - 743.528,32 823.172,65 997.704,85 2.564.405,82 107,90% (187.770,81) 2.1.2 Estagiários - 12.852,00 3.685,00 3.685,00 20.222,00 - 6.961,50 4.590,00 5.233,04 16.784,54 83,00% 3.437,46 2.1.3 Encargos - 757.376,24 3.500.483,90 3.496.993,44 7.754.853,57 - 1.542.558,11 603.897,18 1.137.685,38 3.284.140,67 42,35% 4.470.712,90 2.1.4 Benefícios - 42.739,82 12.253,00 12.253,00 67.245,82 - 48.840,50 17.936,35 12.732,41 79.509,26 118,24% (12.263,44) Subtotal (Pessoal): - 2.228.846,74 4.171.323,06 3.818.786,60 10.218.956,40 - 2.341.888,43 1.449.596,18 2.153.355,69 5.944.840,30 58,17% 4.274.116,11 2.2 Gastos Gerais - 946.275,25 485.723,00 485.723,00 1.917.721,25 - 526.869,91 569.574,39 470.572,75 1.567.017,05 81,71% 350.704,20 2.3 Aquisição de Bens Permanentes - - 206.881,17 76.093,94 282.975,11 - 5.932,17 23.170,44 (1.337,96) 27.764,65 9,81% 255.210,46 (S) Total de Saídas: - 3.175.121,99 4.863.927,23 4.380.603,54 12.419.652,76 - 2.874.690,51 2.042.341,01 2.622.590,48 7.539.622,00 60,71% 4.880.030,77
  40. 40. 40 4 – ANÁLISE DAS DESPESAS E RECEITAS DO PERÍODO 1 ‐ ENTRADAS: 1.1.2‐ Receita arrecadada em Função da Existência do TP: No trimestre, tanto no setor público como no setor privado tivemos recebimentos um pouco abaixo do orçado (615.643,93 realizados, para 750.000,00 orçados). No entanto, no acumulado do ano, conforme os indicadores 4.1 e 4.2, estamos acima do orçado. 2 – SAÍDAS: 2.1‐ Despesas com Pessoal: As despesas com pessoal (5.944.840,30) ficaram bem abaixo do valor orçado (10.218.956,40), em função da antecipação de gastos com “FGTS Multa Rescisória” e “Rescisão de Trabalho” para março, cuja previsão na Memória de Cálculo era para maio e junho, além do adiamento, para maio, de rescisões previstas para final de abril. 2.2 ‐ Gastos Gerais: Os gastos gerais (1.567.017,05) ficaram abaixo do orçado (1.917.721,25), devido à contenção rigorosa de despesas em vários itens, como: despesas com viagem, serviços de mão de obra terceirizada, combustível, material de informática, outros gastos gerais, além de outros. 2.3 Aquisições de Bens Permanentes: A aquisição de bens permanentes (27.764,65) ficou bem abaixo do orçado (282.975,11), devido à aquisição do restante de bens previstos no Projeto FAPEMIG, que ainda não se realizou.
  41. 41. 41 5 – CONSIDERAÇÕES FINAIS O orçamento da ADTV para 2014, foi feito baseado na transição para o novo modelo de contratação de pessoal pela Fundação TV Minas, imposto pelo Ministério Público Estadual, que ora vem sendo implementado. As despesas da ADTV foram reduzidas às mínimas necessárias para o funcionamento da TV, tanto com “pessoal”, como com “gastos gerais” e “aquisição de bens permanentes”. No trimestre, nos “gastos com pessoal” operamos bem abaixo do orçado, devido a antecipação de rescisões de abril para fevereiro, que antecipou despesas para o trimestre passado e ao adiamento de rescisões de abril para maio, que jogou parte das despesas com rescisões para julho (próximo PA). Em “gastos gerais” ficamos abaixo do orçado em 350.704,20, praticamente a mesma redução do trimestre anterior. Em “aquisição de bens permanentes”, também ficamos bem abaixo do orçado devido à não aquisição de bens do Projeto FAPEMIG prevista para o período. Apesar dos transtornos naturais de um período de transição como o atual, vimos levando a contento o funcionamento da TV, mesmo com as contenções de despesas impostas pelo orçamento.
  42. 42. 42 6 ‐ COMPROVANTES DE REGULARIDADE
  43. 43. 43
  44. 44. 44
  45. 45. 45
  46. 46. 46
  47. 47. 47
  48. 48. 48

×