So! dia da água 2011

677 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
677
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
153
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

So! dia da água 2011

  1. 1. Dia da Água
  2. 2. Aqua et civitas Em Persa antigo a primeira palavra do dicionário ab , significa água e daí deriva o conceito de civilizado abadan . O clima e as mudanças climáticas, por estarem relacionados com a chuva e com a evapotranspiração, tiveram uma importância decisiva no início e no declínio das civilizações . A água foi e continua a ser utilizada para duas finalidades principais – a rega e o consumo urbano . Estes dois usos podem ser complementares, nomeadamente quando se procede à reutilização das águas domésticas na agricultura. Foi no tempo dos Romanos (151 aC.- 410) e dos Árabes (711-1250) que se atingiram os expoentes máximos de gestão e uso da água. Actualmente encontramo-nos numa fase de regressão caracterizada pelo abuso da água como iremos ver …
  3. 3. Vista do Cerro de S. Miguel
  4. 4. Olheiros – Lavadouros da Fuzeta e Ribeira do Tronco
  5. 5. Olheiros – Poço do Rocio e Olhão
  6. 6. Olheiros - Poço do Rocio e Lavadouros
  7. 7. Pego do Inferno
  8. 8. Moinhos da Rocha
  9. 9. Fontes Santas
  10. 10. Ribeira de Alface
  11. 11. Ribeira de Alface
  12. 12. Azenha de Alface e Roda
  13. 13. Ribeira – Captação de Água e Apanha de Canas
  14. 14. Captações de Água da Ribeira
  15. 15. Mós de Azenha
  16. 16. Ribeira de Asseca
  17. 17. Ribeira do Tronco
  18. 18. Ribeira de Marim
  19. 19. Ribeira de Marim
  20. 20. Ribeira de Moncarapacho
  21. 21. Ribeira de Quelfes e Roda de Azenha
  22. 22. Pontões – Moncarapacho e Alface
  23. 23. Poços - Arte Nova e Quelfes
  24. 24. Noras – ETAR e Bias
  25. 25. Tanque de Alface e Tanque e Captação de Azenha
  26. 26. Tanque da Quinta de João de Ourém e de Poço Longo
  27. 27. Bombas de Água – Asseca e Poço Longo
  28. 28. Bombas de Água – Atrás do Cerro e Quelfes
  29. 29. Captações de Água – Poço do Pedro Neto e Quinta de João de Ourém
  30. 30. Depósito de Água e Doca de Olhão
  31. 31. Moinho de Maré
  32. 32. Moinho de Maré
  33. 33. Mó reaproveitada como soleira e mó nas Fontes Santas
  34. 34. Salinas e Mariscador
  35. 35. Pesca
  36. 36. Aves da Ria
  37. 37. Os abusos da água
  38. 38. Esgotos da Ribeira do Tronco
  39. 39. Esgotos da Ribeira de Quelfes
  40. 40. ETAR Poente de Olhão
  41. 41. ETAR Poente de Olhão
  42. 42. ETAR Poente de Olhão
  43. 43. ETAR Poente de Olhão
  44. 44. Esgotos – ETAR Nascente e Horta da Areia
  45. 45. Esgoto da Ribeira para a Ria – Maré Cheia e Maré Vazia
  46. 46. Esgotos das Piscinas e da Ribeira de Marim
  47. 47. Esgoto a Céu Aberto
  48. 48. Rotura de Água ( meses) e Saneamento dentro da Ria
  49. 49. Cais de Olhão
  50. 50. Esgoto no Cais
  51. 51. Marina Village
  52. 52. Abertura da Barra da Fuzeta
  53. 53. Ria-se da Fuzeta
  54. 54. Evapotranspiração e Produção de Biomassa em Vez de Poluição. A Reutilização das Águas Residuais na Rega é a Alternativa ao Lançamento dos Esgotos (Melhor ou Pior Tratados) no Mar, nos Cursos de Água e nos Aquíferos. <ul><li>. </li></ul>
  55. 55. CONSUMO DE ÁGUA E RECURSOS HÍDRICOS NO ALGARVE <ul><li>. </li></ul><ul><li>A rega corresponde a 70% do consumo de água no Algarve (210*10 6 m 3 ). </li></ul><ul><li>As águas residuais representam 12% dos recursos hídricos (420*10 6 m 3 ). </li></ul><ul><li>O caudal dos efluentes urbanos (50*10 6 m 3 ) triplica no semestre estival. </li></ul>
  56. 56. Obrigado pela vossa presença!

×