Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Desenvolvimento ágil e seus benefícios

659 views

Published on

Palestra sobre os benefícios alcançados por equipes que incorporam a cultura ágil em seu dia a dia.

O material foi apresentado para o time de desenvolvimento da Finch Soluções na sede da empresa localizada em Bauru.

Published in: Software
  • Be the first to comment

Desenvolvimento ágil e seus benefícios

  1. 1. Desenvolvimento ágil e seus benefícios Uma provocação sobre agilidade.
  2. 2. Apresentação Raphael Donaire Albino @rapha_albino http://blog.plataformatec.com.br/author/raphael-albino/ raphalbino@gmail.com
  3. 3. Agenda Do tradicional ao ágil. Por que não se compra ágil em prateleira? Quais os benefícios de se ter uma cultura ágil? Por que as pessoas teimam em comparar Scrum e Kanban? O que eu tenho visto por aí? Algumas dicas amigas. Espaço aberto. Links importantes.
  4. 4. Do tradicional ao ágil Compreendendo a mudança na forma de se enxergar o desenvolvimento de software.
  5. 5. Planejamento tradicional
  6. 6. Motivações para mudar Clientes e usuários não tem certeza do que querem ou precisam.
  7. 7. Motivações para mudar Comunicação falha é mais comum do que parece.
  8. 8. Motivações para mudar Muitos detalhes do que os clientes querem só serão revelados durante a construção do projeto.
  9. 9. Motivações para mudar Na medida que os clientes veem o produto do projeto sendo construído, as necessidades mudam.
  10. 10. Existe solução para o CAOS que é desenvolver software?
  11. 11. Manifesto Ágil Indivíduos e Interação entre eles Processos e Ferramentas Projeto em funcionamento Documentação Abrangente Colaboração com o cliente Negociação de Contratos Seguir um plano Responder a Mudanças
  12. 12. Mudança de paradigma Fonte: http://www.dsdm.org/
  13. 13. Fonte: http://goo.gl/p19CnX Olhando pela perspectiva temporal
  14. 14. Em números Fonte: https://www.infoq.com/articles/standish-chaos-2015
  15. 15. Por que não se compra ágil em prateleira? Agilidade está no coração e não em um framework.
  16. 16. Estar aberto a mudança Arquitetura evolutiva, escopo aberto (prazo fixo) e gestão baseada em técnicas de priorização.
  17. 17. Foco na qualidade Testes automatizados, testes de integração e todos do time responsáveis pela qualidade da entrega.
  18. 18. Pessoas comprometidas Transparência e alinhamento combinado com autonomia.
  19. 19. Atenção na comunicação Qualidade no conteúdo, com a frequência certa e respeitando o receptor.
  20. 20. Entregas frequentes Integração contínua, redução de incerteza e geração de valor antecipada.
  21. 21. Kaizen (pequenas mudanças), PDCA e métricas orientando a evolução do processo de desenvolvimento. Melhoria contínua
  22. 22. Quais os benefícios do ágil? Muito além da velocidade na entrega.
  23. 23. Qualidade do produto
  24. 24. Cadência (frequência) de entrega
  25. 25. Foco no que traz maior valor ao usuário
  26. 26. Engajamento entre os stakeholders
  27. 27. Transparência e visibilidade do status do projeto
  28. 28. Redução dos riscos inerentes a natureza do desenvolvimento de software
  29. 29. Controle do custo (dado que o orçamento e prazo são fixos, mas, o escopo flexível)
  30. 30. Antecipação na geração de receita (no caso de produto)
  31. 31. Fonte: https://www.versionone.com/agile-101/agile-software-development-benefits
  32. 32. Por que as pessoas teimam em comparar Scrum e Kanban? Uma breve análise do Scrum e do método Kanban.
  33. 33. SCRUM (Definição) Scrum é uma prática de gerenciamento de projeto empírica utilizada para entregar pequenos incrementos com alto valor ao cliente de forma iterativa e incremental (Sprints).
  34. 34. Inspeção SCRUM (Pilares) Transparência Adaptação
  35. 35. SCRUM (Valores) Comprometimento Abertura Foco Respeito Coragem
  36. 36. SCRUM (Papéis)
  37. 37. SCRUM (Fluxo)
  38. 38. Kanban (Definição) “Kan” significa visual e “ban” significa quadro ou cartão. É um método originado do sistema de produção Toyota e foi aclamado por ser um modelo de manufatura Lean. A partir daqui, vamos tratar do método Kanban, criado por David J. Anderson. Não deve ser considerado como um método de gestão.
  39. 39. Começ e com o que você já faz hoje. Busque mudanç as incrementais. Inicialmente respeite os processos, papéis, responsabilidades e cargos existentes. Kanban (Premissas)
  40. 40. Visualize o fluxo de trabalho. Limite o trabalho em progresso (WIP). Meç a e gerencie o fluxo. Torne as polı́ticas explı́citas. Desenvolva loops de feedback. Melhore de forma colaborativa. Kanban (Propriedades)
  41. 41. Kanban (Cerimônias) Retrospectivas (Operations review)Reuniões diárias
  42. 42. Um comparativo (básico) entre Scrum e o método Kanban Scrum Método Kanban Cadência Time box fixo (ex. Sprints a cada duas semanas). Fluxo contínuo. Fluxo de entrega Ao final de cada Sprint. Entrega contínua. Papéis Product owner, Scrum Master e time de desenvolvimento. Não existe a definição de papéis. Métricas chave Velocidade dos Sprints. Lead time e throughput. Gestão de mudança O time não deve mudar o planejamento que foi feito para o contexto de um Sprint. Mudanças podem acontecer a qualquer momento.
  43. 43. O que eu tenho visto por aí? Alguns insights e provocações para reflexões.
  44. 44. Empresas querendo “comprar” o ágil
  45. 45. Pessoas discutindo pouco melhoria de processo orientada a dados e muito framework
  46. 46. Métricas de processo pouco exploradas (lead time, throughput, filas, WIP)
  47. 47. Complexidade no processo de concepção de produtos
  48. 48. Baixa maturidade na construção de critérios financeiros para a priorização de funcionalidades (cost of delay, ROI)
  49. 49. Falta de interesse na capacitação do ferramental que alicerça o ágil (pessoas pensam que são ágeis)
  50. 50. Algumas dicas amigas Autores e fontes de conteúdo.
  51. 51. (Internacional) David Anderson (Internacional) Jurgen Appelo (Internacional) Troy Magennis (Internacional) Henrik Kniberg (Brasil) Alisson Vale (Brasil) Rodrigo Yoshima (Brasil) Paulo Caroli (Brasil) Alexandre Magno Autores( que eu tenho acompanhado de perto)
  52. 52. Livros e blogs(Conteúdo bacana e atualizado) (Livro) Kanban - David Anderson (Livro) Scrum e XP direto das Trincheiras - Henrik Kniberg (Livro) Scrum: The Art of Doing Twice the Work in Half the Time - Jeff Sutherland (Livro) Agile Coaching - Rachel Davies e Liz Sedley (Blog) Plataformatec (Blog) Crisp’s blog (Blog) Kudoos
  53. 53. Espaço aberto Compartilhando experiências.
  54. 54. Links importantes Referências utilizadas para a construção deste material.
  55. 55. https://www.versionone.com/agile-101/agile-software-development-benefits/ http://www.seguetech.com/8-benefits-of-agile-software-development/ http://www.allaboutagile.com/10-good-reasons-to-do-agile-development/ http://triadsystems.com.br/port/quebrando-paradigmas-no-desenvolvimento-de-software/ https://www.ibm. com/developerworks/community/blogs/rationalbrasil/entry/mas_o_que_s_c3_a3o_essas_tais_de_m etodologias__c3_a1geis?lang=en http://blog.dtidigital.com.br/metodologias-ageis-e-seus-beneficios-entenda-porque-as-vantagens- vao-alem-da-geracao-de-valor/ http://www.slideshare.net/j_boye/how-to-be-the-dale-earnhardt-jr-of-agile-by-james-cannings-uk- mmt-digital Apresentações e blog posts
  56. 56. Apresentações e blog posts http://www.allaboutagile.com/what-is-agile-10-key-principles/ http://blog.crisp.se/wp-content/uploads/2014/03/unproject.pdf http://agilitrix.com/2014/11/scrum-kanban-getting/ http://www.everydaykanban.com/what-is-kanban/ http://www.slideshare.net/alimenkou/kanban-vs-scrum-2725721 http://agilitrix.com/2015/10/structure-of-kanban-energy-of-scrum/ https://prezi.com/mtpujeyj1mgr/kanban-101-a-primer/ http://www.slideshare.net/rodrigoy/kanban-avanado-alm-de-visualizaes-e-limites https://www.atlassian.com/agile/kanban
  57. 57. Planejamento tradicional: http://xbsoftware.com/wp-content/uploads/2014/10/software-development- life-cycle.png Dúvida: http://kre8outdooradvertising.com/wp-content/uploads/2014/03/ConfusedHead_Icon.png Comunicação: http://image.slidesharecdn.com/otrabalhocomorealmenteele-110912193545- phpapp01/95/o-trabalho-como-realmente-ele-falha-de-comunicao-1-728.jpg Descoberta: https://thumbs.dreamstime.com/x/young-scientist-discovering-something-6436266.jpg Mudança: http://www.c4lpt.co.uk/blog/wp-content/uploads/2014/04/change.jpg Imagens
  58. 58. Caos: http://feelgrafix.com/data_images/out/28/992165-chaos.jpg Imagem Kanban versus Scrum: http://www.luxoft. com/upload/uf/3ed/xcorpo_scrum_kanban_photo_cover_nocun_2015_01_28_thumb_98d45eb7a4c5c 85b0e598427b275e69d.jpg.pagespeed.ic.N2bpaZwxC7.jpg Papéis SCRUM: http://braintrustgroup.com/assets/2012/09/SM-TM-PO-3pigs-01.png Fluxo SCRUM: https://heliosobjects.files.wordpress.com/2014/02/scrum-process1.png Agradecimento: http://1.bp.blogspot.com/- 3oSHjBFSrjo/UQqMGaIoGiI/AAAAAAAAAgc/fS9QdFn1XSk/s1600/224068_405518159518945_13897 9619_n.jpg Imagens
  59. 59. Valeu =) @rapha_albino raphalbino@gmail.com

×