Alunos: Victoria,Mariana Jorge, Felipe e Victor Hugo. Serie: 8 ° ano. Prof°: Rafael.
A sabinada foi um movimento de revolta que surgiu na Bahia. Foi liderada pelo médico e jornalista Francisco Sabino Álvares...
Características da Sabinada Em comparação com outras revoltas a Sabinada foi bastante breve pois durou de 1837 a 1838. Out...
Por outro lado, recusaram-se a mobilizar a população pobre para participarem e apoiarem a revolta temendo com isso uma rad...
República   Baiense A principal causa da revolta foi a profunda insatisfação com as autoridades nomeadas pelo governo rege...
Repressão violenta O governo central, sob comando do regente Feijó reagiu organizando uma ofensiva militar com o objetivo ...
Imagens
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Revoltas Período Regencial - Sabinada

8,489 views

Published on

Escola: Colegio Educar

Alunos: Victoria, Felipe e Vitor Hugo

Serie: 8 ano

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
8,489
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5
Actions
Shares
0
Downloads
76
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Revoltas Período Regencial - Sabinada

  1. 1. Alunos: Victoria,Mariana Jorge, Felipe e Victor Hugo. Serie: 8 ° ano. Prof°: Rafael.
  2. 2. A sabinada foi um movimento de revolta que surgiu na Bahia. Foi liderada pelo médico e jornalista Francisco Sabino Álvares da Rocha Vieira, por isso ficou conhecida como Sabinada. O principal objetivo da revolta era criar uma república baiana, mais isso só ocorreu enquanto Dom Pedro ll fosse menor de idade e não poderia assumir o trono. Portanto, a sabinada se insere no conjunto das revoltas regenciais que surgiram como manifestações de descontentamento e insatisfação de parcelas das classes dominantes e populares diante da condução do governo monárquico pelas regências.
  3. 3. Características da Sabinada Em comparação com outras revoltas a Sabinada foi bastante breve pois durou de 1837 a 1838. Outra importante característica: a revolta foi organizada por homens cultos e ficou restrita às camadas médias da população de Salvador. O movimento de revolta não obteve o esperado apoio dos proprietários agrários da região (os ricos fazendeiros e senhores de engenho).
  4. 4. Por outro lado, recusaram-se a mobilizar a população pobre para participarem e apoiarem a revolta temendo com isso uma radicalização do movimento, alguns exemplos ocorrendo com a Cabanagem no Pará e a Farroupilha no Rio Grande do Sul.
  5. 5. República Baiense A principal causa da revolta foi a profunda insatisfação com as autoridades nomeadas pelo governo regencial para o comando do governo da Bahia. Os rebeldes as acusavam de serem autoritários são excessivamente centralizadoras. Mas o estopim da eclosão do movimento de revolta baiana foi a indignação contra o recrutamento militar imposto pelo governo regencial para combater a Revolta dos Farrapos.          
  6. 6. Repressão violenta O governo central, sob comando do regente Feijó reagiu organizando uma ofensiva militar com o objetivo de reprimir os revoltosos e reintegrar a província separatista. Os revoltosos foram cercados por terra e por mar. As tropas militares governamentais receberam o apoio dos grandes proprietários agrários da região. A Sabinada foi reprimida com bastante violência .      
  7. 7. Imagens

×