Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Análise de Redes Sociais Alunos: Erich de Souza Oliveira Gustavo de Oliveira Fernandes Rafael Machado Alves Seminário - An...
How forensic scientists learn to investigate cases in practice Stephen Doak e Dimitris Assimakopoulos Artigo
Dr. Stephen Doak : Cientista forense no Laboratório de Ciência Forense (FSL, sigla em inglês) localizado na Irlanda. Douto...
Problema Tratado <ul><ul><li>Conhecimento tácito </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>Abordagem quantitativa sob...
Principais Conceitos <ul><ul><li>Communities of practice  (CoPs) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>  Grupo de indivíduos com ...
Departamentos <ul><ul><li>FSL está dividido em 4 departamentos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Biologia </li></ul></ul></u...
Metodologia <ul><ul><li>Estudar 43 cientistas do FSL por 3 dias (pesquisa de 2005) </li></ul></ul><ul><ul><li>Departamento...
Grafos <ul><li>Os grafos representam as estruturas das redes dos departamentos: </li></ul><ul><ul><li>Direcionado (sentido...
Ferramentas -Ucinet <ul><ul><li>Ferramenta para análise de redes sociais ( é paga e possui versão grátis para testes por 6...
Ferramentas - Pajek <ul><ul><li>Ferramenta para análise de grandes redes ( grátis para uso não-comercial ) </li></ul></ul>
Métricas <ul><ul><li>Coesão </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Utilização:  verificar o quão unidas as CoPs são </li></ul></ul...
Descobertas <ul><li>Grafo 1 </li></ul><ul><li>4 grupos distribuídos de acordo com sua função: </li></ul><ul><ul><li>Preto:...
Descobertas Grafo 2 Quantidade de conselhos recebidos por cada cientista
Descobertas Grafo 4 Número de passos de conselhos até o diretor
Grafo 5 Conselhos recebidos por biólogos Descobertas
Descobertas Grafo 6 Revisões de caso por pares
Conclusão do artigo <ul><ul><li>Muitos artigos discutem a vantagem de ter experts, para facilitar o aprendizado, a troca e...
Conclusão (grupo) <ul><ul><li>O artigo formaliza o que a intuição nos leva a pensar:  experts  em uma determinada área (Co...
Artigo &quot; How forensic scientists learn to investigate cases in practice &quot; http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10....
Perguntas
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Analise de redes sociais: How forensic scientists learn to investigate cases in practice

512 views

Published on

  • Be the first to comment

Analise de redes sociais: How forensic scientists learn to investigate cases in practice

  1. 1. Análise de Redes Sociais Alunos: Erich de Souza Oliveira Gustavo de Oliveira Fernandes Rafael Machado Alves Seminário - Analisando Casos Novembro de 2011
  2. 2. How forensic scientists learn to investigate cases in practice Stephen Doak e Dimitris Assimakopoulos Artigo
  3. 3. Dr. Stephen Doak : Cientista forense no Laboratório de Ciência Forense (FSL, sigla em inglês) localizado na Irlanda. Doutorado na Universidade de Newcastle, Inglaterra. Seus estudos de caso incluem homicídio, violência sexual e um serviço de análise de celulares que têm desenvolvido. Atualmente gerencia uma equipe que trabalha com DNA. PhD. Dimitris Assimakopoulos : Professor de sistemas de informação e  gerenciamento de tecnologia. Pós-Doutorado na Universidade de Sheffield, Inglaterra.  Suas principais áreas de pesquisa são redes de práticas através de limites nacionais e organizacionais e redes de colaboração informal. Atualmente atua como Secretário-Geral da EDAMBA (European Doctoral programs Association in Management & Business Administration). Autores
  4. 4. Problema Tratado <ul><ul><li>Conhecimento tácito </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>Abordagem quantitativa sobre a troca de conhecimento tácito entre experts </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Normalmente a troca de conhecimento tácito é tratado utilizando uma abordagem qualitativa. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Busca um mecanismo mais estruturado para representar o fluxo do conhecimento tácito.  </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Estudo de caso: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Laboratório de Ciência Forense (FSL) da Irlanda. </li></ul></ul></ul>http://ideiasassertivas.blogspot.com/2010/12/espiral-do-conhecimento.html
  5. 5. Principais Conceitos <ul><ul><li>Communities of practice (CoPs) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>  Grupo de indivíduos com um interesse/atividade em comum </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Legitimate peripheral participation (LPP) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Variações no grau de participação descrevem o status do especialista na comunidade </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Análise de redes sociais </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Conceitualmente conhecimento tácito tem uma natureza relacional, embutida em redes sociais </li></ul></ul></ul>
  6. 6. Departamentos <ul><ul><li>FSL está dividido em 4 departamentos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Biologia </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>DNA </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Química </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Drogas  </li></ul></ul></ul>
  7. 7. Metodologia <ul><ul><li>Estudar 43 cientistas do FSL por 3 dias (pesquisa de 2005) </li></ul></ul><ul><ul><li>Departamento de Biologia </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Escolhido para ser analisado mais profundamente (análise de revisão por pares por 4 meses)  </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Utiliza grafos para análise e visualização dos dados </li></ul></ul>
  8. 8. Grafos <ul><li>Os grafos representam as estruturas das redes dos departamentos: </li></ul><ul><ul><li>Direcionado (sentido do fluxo de informação) </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Conjuntos de cientistas (vértices) são unidos por relações direcionais de conselhos (arcos) que apontam de um cientista dando conselho (remetente) para um cientista recebendo conselho (receptor) </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Peso (indica o número de conselhos dados) </li></ul></ul><ul><ul><li>Particionado de acordo com  </li></ul></ul><ul><li>      os departamentos  </li></ul>
  9. 9. Ferramentas -Ucinet <ul><ul><li>Ferramenta para análise de redes sociais ( é paga e possui versão grátis para testes por 60 dias ) </li></ul></ul><ul><ul><li>Pode ser utilizada para calcular centralidade e identificar subgrupos, por exemplo. </li></ul></ul>
  10. 10. Ferramentas - Pajek <ul><ul><li>Ferramenta para análise de grandes redes ( grátis para uso não-comercial ) </li></ul></ul>
  11. 11. Métricas <ul><ul><li>Coesão </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Utilização:  verificar o quão unidas as CoPs são </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Medição: através da densidade de conselhos (dados e recebidos) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Comparação:  com o tipo de trabalho do departamento (quantitativo e qualitativo) </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Prestígio </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Utilização: descobrir cientistas com mais conhecimento tácito </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Medição: razão entre conselhos dados e conselhos recebidos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Comparação:  com o tempo de serviço para identificar quaisquer correlações </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Centralidade </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Utilização:  identificar o cientista de maior visibilidade na CoP </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Medição: soma de conselhos dados e conselhos recebidos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Comparação:  com o prestígio para verificar se os cientistas com mais conhecimento tácito eram cruciais no fluxo de conhecimento </li></ul></ul></ul>
  12. 12. Descobertas <ul><li>Grafo 1 </li></ul><ul><li>4 grupos distribuídos de acordo com sua função: </li></ul><ul><ul><li>Preto: Química </li></ul></ul><ul><ul><li>Cinza escuro: DNA </li></ul></ul><ul><ul><li>Cinza médio: Biologia </li></ul></ul><ul><ul><li>Cinza claro: Drogas </li></ul></ul><ul><ul><li>Branco: Diretoria </li></ul></ul><ul><ul><li>Estrela: Gerentes </li></ul></ul>
  13. 13. Descobertas Grafo 2 Quantidade de conselhos recebidos por cada cientista
  14. 14. Descobertas Grafo 4 Número de passos de conselhos até o diretor
  15. 15. Grafo 5 Conselhos recebidos por biólogos Descobertas
  16. 16. Descobertas Grafo 6 Revisões de caso por pares
  17. 17. Conclusão do artigo <ul><ul><li>Muitos artigos discutem a vantagem de ter experts, para facilitar o aprendizado, a troca e a criação de conhecimento tácito. </li></ul></ul><ul><ul><li>Outros artigos fazem análise qualitativa. </li></ul></ul><ul><ul><li>Este faz análise quantitativa usando técnicas de análise de redes sociais. </li></ul></ul><ul><ul><li>Visualização do fluxo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Quanto maior o tempo de serviço, maior o prestígio do cientista - independente da área. </li></ul></ul><ul><ul><li>Novos cientistas (em uma CoP) têm que passar pelo processo de socialização antes de terem papéis centrais, mesmo que eles já tenham participado de outro departamento. </li></ul></ul>
  18. 18. Conclusão (grupo) <ul><ul><li>O artigo formaliza o que a intuição nos leva a pensar: experts em uma determinada área (CoP, no estudo do artigo) tornam-se nós centralizadores em uma rede social de indivíduos daquela área </li></ul></ul><ul><ul><li>Interessante ressaltar: pesquisadores experientes que migram entre as divisões da FSL acabam comportando-se como os novatos - tornam-se nós periféricos </li></ul></ul><ul><ul><li>As métricas que avaliam a rede formada pelos cientistas da FSL são objetivas e simples de se entender </li></ul></ul>
  19. 19. Artigo &quot; How forensic scientists learn to investigate cases in practice &quot; http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1467-9310.2007.00467.x/pdf Autores &quot; Dr. Stephen Doak &quot; https://sites.google.com/site/swdoak/home &quot; PhD. Dimitris Assimakopoulos &quot; http://www.grenoble-em.com/936-people-2.aspx  Ferramentas &quot; Pajek: A software for large network analysis &quot;  http://www.ccsr.ac.uk/methods/publications/snacourse/pajek.html  &quot; UCINET: is a social network analysis program &quot; http://www.analytictech.com/ucinet/ &quot; Conceito Básicos da Teoria de Grafos &quot;  http://www.inf.ufsc.br/grafos/definicoes/definicao.html &quot; Redes Sociais &quot;  http://np2tec.uniriotec.br:9089/mediawiki/index.php/Redes_Sociais Referências
  20. 20. Perguntas

×