Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Arquipélago dos Açores Ilha do Faial
Introdução <ul><li>Neste trabalho vamos mostrar a bela cultura da ilha do Faial, tal como a sua historia, geografia e gast...
História <ul><li>Deve o seu actual nome a abundância de árvores de pequeno porte chamadas de faia-das-ilhas antes do seu p...
Geografia <ul><li>Com uma forma quase pentagonal, a ilha emergiu de uma fractura tectónica, uma estrutura do tipo falha tr...
Cultura <ul><li>Festa do Sr. Santo Cristo da Paia do Almoxarife (1 de Fevereiro);  </li></ul><ul><li>Festa de São João Bap...
<ul><li>Vamos referir alguns pratos típicos da ilha dos quais vamos mostrar algumas imagens e escolhemos que vamos dar a r...
Polvo Guisado <ul><li>Ingredientes   </li></ul><ul><li>3 colheres (sopa) de azeite  </li></ul><ul><li>1 polvo com cerca de...
Economia <ul><li>A ilha do Faial tem um sector primário forte na área da agro-pecuária e em que a área agrícola ocupa 28% ...
Desportos <ul><li>Os principais desportos praticados na ilha são hipismo, desportos náuticos, excursões de observação de c...
Conclusão <ul><li>Concluímos que com este trabalho aprendemos mais sobre a ilha do faial e as suas tradições, gastronomia,...
Bibliografia/Webgrafia <ul><li>www.acores.com/a/faial.html   </li></ul><ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/Ilha_do_faial ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Ilha Faial

4,009 views

Published on

Trabalho descritivo da Ilha Faial Realizado Por Carlos Manco, Luis Resende, Jessica Silva, Inês Ramos do 8ºC

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Ilha Faial

  1. 1. Arquipélago dos Açores Ilha do Faial
  2. 2. Introdução <ul><li>Neste trabalho vamos mostrar a bela cultura da ilha do Faial, tal como a sua historia, geografia e gastronomia. </li></ul><ul><li>Na geografia vamos referir as características físicas da ilha, na historia como e porque se chama Faial. </li></ul><ul><li>E na gastronomia vamos referir vários pratos típicos da ilha. </li></ul>
  3. 3. História <ul><li>Deve o seu actual nome a abundância de árvores de pequeno porte chamadas de faia-das-ilhas antes do seu povoamento. Em 1460, a designação henriquina era &quot;Ilha de São Luís&quot;. Na cartografia do século XIV, a ilha aparece pela primeira vez individualizada no Atlas Catalão de 1375-1377, como &quot;Ilha da Ventura&quot;. Gonçalo Velho Cabral, em , terá achado as ilhas do Grupo Central. Diogo de Teive passa ao largo da Ilha do Faial na sua primeira viagem de exploração para ocidente dos Açores, em 1451. </li></ul><ul><li>O único relato coevo conhecido da primeira expedição à ilha do Faial pertence a Valentim Fernandes da Morávia. </li></ul><ul><li>O rápido crescimento económico da ilha ficou a dever-se à cultura de trigo e do pastel. </li></ul>
  4. 4. Geografia <ul><li>Com uma forma quase pentagonal, a ilha emergiu de uma fractura tectónica, uma estrutura do tipo falha transformante que se desenvolve ao longo de 350 km, desde a Crista Média do Atlântico até uma área de fundos aplanados sita a sul da Fossa Hirondelle. </li></ul><ul><li>Constituída integralmente por materiais vulcânicos, a ilha do Faial estrutura-se em torno de um grande vulcão central, em cujo centro se situa uma profunda caldeira, com relevos muito jovens, pouco trabalhados pela erosão e pelo tectonismo. A presença dessa grande formação central, denominada Maciço da Caldeira faz com que as elevações da ilha convirjam, de um modo geral, para o centro da ilha, culminando no Cabeço Gordo, uma elevação sita no bordo sul da Caldeira com 1 043 metros de altitude acima do nível médio do mar, a altura máxima na ilha . </li></ul>
  5. 5. Cultura <ul><li>Festa do Sr. Santo Cristo da Paia do Almoxarife (1 de Fevereiro); </li></ul><ul><li>Festa de São João Baptista, padroeiro da nobreza da ilha (24 de Junho); </li></ul><ul><li>Festas do Culto do Divino Espírito Santo; </li></ul><ul><li>Festa de Nossa Senhora das Angústia, Semana do Mar; </li></ul><ul><li>Festa de Nossa Senhora da Graça, na Praia do Almoxarife; </li></ul><ul><li>Festa de N. Sra. de Lurdes, na Feteira; </li></ul><ul><li>Festa de Santa Cecília, na Matriz, padroeira dos músicos (25 de Novembro); </li></ul><ul><li>Festa de Santa Catarina de Alexandria de Castelo Branco; </li></ul><ul><li>Festa de N. Sra. da Conceição (8 de Dezembro); </li></ul><ul><li>A nível de artesanato destacam-se as miniaturas em miolo de figueira que retratam cenas do dia-a-dia, edifícios, flores, animais e pequenos navios. A arte popular também engloba esculturas em osso de cachalote, objectos em vime, os bordados de crivo, bordados em ponto de cruz, bordados a palha de trigo sobre tule; as flores de escama de peixe, as toalhas de papel recortado e chapéus e bolsas de palha. Não deixe de conhecer no Capelo, a Escola de Artesanato, pelo trabalho desenvolvido na divulgação do artesanato local e regional, bem como na formação de novos artesãos. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Vamos referir alguns pratos típicos da ilha dos quais vamos mostrar algumas imagens e escolhemos que vamos dar a receita. </li></ul><ul><li>Filetes com Molho Ferrado </li></ul><ul><li>Torresmos com Inhames </li></ul>Gastronomia
  7. 7. Polvo Guisado <ul><li>Ingredientes </li></ul><ul><li>3 colheres (sopa) de azeite </li></ul><ul><li>1 polvo com cerca de 1,5 kg </li></ul><ul><li>350 g de tomate maduro </li></ul><ul><li>1 copo de vinho branco </li></ul><ul><li>3 cebolas médias </li></ul><ul><li>Pimenta, sal q.b. </li></ul><ul><li>Preparação </li></ul><ul><li>Lava-se bem o polvo, depois corta-se aos pedaços e leva-se a cozer em água com o vinho e uma cebola inteira pelada. Quando o polvo ficar macio, tempera-se com sal e leva-se a cozinhar por mais 2 ou 3 minutos. À parte prepara-se r um refogado leve com a restante cebola picada e o azeite. Quando a cebola começar a alourar, junta-se os pedaços de polvo escorridos, leva-se a refogar novamente e depois adiciona-se o tomate limpo de peles e cortado aos pedacinhos. Deixar apurar bem e se necessário, acrescente pequenas porções do caldo de cozer ao polvo. Temperar com pimenta e servir quando o molho espesso. Acompanhe com batatas cozidas. </li></ul>
  8. 8. Economia <ul><li>A ilha do Faial tem um sector primário forte na área da agro-pecuária e em que a área agrícola ocupa 28% da área total da ilha. O cultivo é praticado em pequenas explorações, destacando-se as culturas forrageiras, a horta familiar, as culturas de citrinos, bananas, trigo e milho. Na pecuária, destaca-se a criação de gado suíno e bovino. A actividade piscatória, nomeadamente a pesca do atum, é outro pilar importante na sua subsistência. </li></ul><ul><li>Apresenta uma baixa densidade florestal, de 14,1%, que corresponde a uma área florestal de 6.450.001,2 m², salientando-se a faia-das-ilhas, para além de cedros-do-mato, zimbros e fetos. Quanto ao sector secundário, é de referir uma moderna indústria – de lacticínios, de carnes de muita boa qualidade e de panificação. No sector terciário, o Turismo é a actividade económica de maior importância na ilha, que resulta fundamentalmente do movimento gerado pela passagem dos veleiros e cruzeiros que atravessam o Atlântico Norte e do turismo sazonal às ilhas. Dispõe de várias e excelentes instalações hoteleiras com pessoal qualificado, e regista-se o grande interesse no desenvolvimento do turismo rural e do eco-turismo. </li></ul>
  9. 9. Desportos <ul><li>Os principais desportos praticados na ilha são hipismo, desportos náuticos, excursões de observação de cetáceos (baleias, cachalotes e golfinhos), mergulho e fotografia subaquática, bem como passeios pedestres e marítimos. </li></ul>
  10. 10. Conclusão <ul><li>Concluímos que com este trabalho aprendemos mais sobre a ilha do faial e as suas tradições, gastronomia, economia e cultura. </li></ul>
  11. 11. Bibliografia/Webgrafia <ul><li>www.acores.com/a/faial.html </li></ul><ul><li>http://pt.wikipedia.org/wiki/Ilha_do_faial </li></ul>

×