Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Caso SAMU - médico plantão - Dr Marcus Pinto

970 views

Published on

MEDICINA_SAÚDE PÚBLICA_SAMU_ILHÉUS_BAHIA

Published in: Internet
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Caso SAMU - médico plantão - Dr Marcus Pinto

  1. 1. Recentemente foi difundida uma matéria nos blogs e emissoras de rádio informando sobre o abandono do plantão por parte de um médico do SAMU e isso sem justificativa alguma por parte do profissional. Ao que pareceu, no bojo da notícia, o fato mereceu destaques baseado em informações trabalhadas com o fim de minar ações outras circundantes ao fato. O médico não “abandonou o plantão sem comunicar a ninguém” como exaustivamente destacado nas informações tiradas ou retiradas de livro próprio. O simples fato das informações terem sido retiradas de dentro da administração do serviço já seria motivo para um ‘freio’ porque isso sinaliza para um trabalho dos bastidores por parte dos interessados em desvio de foco ou desacreditar o profissional. Para uma justificativa mesclada de esclarecimentos destinados e ou direcionada para a sociedade ilheense ter, na unidade, a confiança de sempre buscamos os esclarecimentos necessários à elucidação do caso: O médico MARCUS PINTO foi acionado por familiares para atender seu filho que, naquela noite/madrugada, apresentou quadro preocupante de saúde. Vale dizer que ele, o médico, não foi na ambulância do SAMU e sim no carro próprio por saber que apenas uma ambulância desviada da sua única função iria comprometer o atendimento da coletividade porque é sabido do estado deplorável que se encontram aqueles veículos e, é bom registrar, que a carência se estende aos materiais de uso constante (um exemplo: colar cervical que é descartável está dentro de baldes esperando para ser reaproveitado caso chegue materiais de esterilização. Ventila-se a possibilidade dessa vigilância ostensiva sobre o médico se dê pelo fato do seu inconformismo, com denúncias e cobranças repetidamente feitas, tenham gerado esse fato ou, se preferir, patrulhamento. Por ser tão ‘rasteiro’ e de palpável irresponsabilidade nem o próprio médico está acreditando em tamanha mesquinhez. Assim que o quadro de saúde do filho do médico estabilizou ele voltou para o plantão atendendo aos pacientes regularmente como mostram as fichas abaixo.
  2. 2. Acreditamos que estamos, com esses esclarecimentos, restabelecendo a JUSTIÇA e mostrando para a sociedade ilheense a verdade dos fatos dentro do serviço de fundamental importância para a saúde do município que é o SAMU. Que os responsáveis por tão requisitado serviço arregacem as mangas e, ao invés de buscar transferir responsabilidades pelo caos para quem não tem a caneta ou a chave do cofre, mostra que a melhor estratégia é empurrar com a barriga tais problemas enquanto a sociedade espera por promessas e dedicação plena. Lamentável. - DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS APÓS A SETA DE SINALIZAÇÃO - PRESERVADA A IDENTIDADE DOS PACIENTES - A EXCEÇÃO DOS MÉDICOS DEMAIS SERVIDORES PRESERVADOS
  3. 3. C O N T I N U A
  4. 4. C O N T I N U A
  5. 5. C O N T I N U A
  6. 6. C O N T I N U A
  7. 7. CONTINUA
  8. 8. CONTINUA
  9. 9. CONTINUA
  10. 10. CONTINUA
  11. 11. CONTINUA
  12. 12. CONTINUA
  13. 13. CONTINUA
  14. 14. CONTINUA
  15. 15. CONTINUA
  16. 16. CONTINUA
  17. 17. CONTINUA
  18. 18. CONTINUA
  19. 19. CONTINUA
  20. 20. CONTINUA
  21. 21. CONTINUA
  22. 22. CONTINUA
  23. 23. CONTINUA
  24. 24. CONTINUA
  25. 25. CONTINUA
  26. 26. CONTINUA
  27. 27. CONTINUA

×