Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

485 an 23_julho_2014.ok (1)

1,816 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

485 an 23_julho_2014.ok (1)

  1. 1. AGRISSÊNIOR NOTICIAS Pasquim informativo e virtual. Opiniões, humor e mensagens EDITORES: Luiz Ferreira da Silva (luizferreira1937@gmail.com) e Jefferson Dias (jeffcdiass@gmail.com) Edição 485 – ANO X Nº 48 – 23 de julho de 2014 TEOREMA DE PITÁGORAS Pitágoras estava com um problema e não conseguia resolver. Além disso, não parava mais em casa. A mulher dele, Enusa, aproveitava-se da situação e transava com os quatro cadetes do quartel ao lado. Um dia, cansado, Pitágoras voltou mais cedo para casa, pegou Enusa no flagra e matou os cinco que faziam uma orgia. Na hora de enterrar os safados, em consideração à esposa, dividiu o cemitério ao meio e de um lado a enterrou. O outro lado dividiu em quatro partes e enterrou cada cadete num quadrado. Subiu na montanha ao lado do cemitério para meditar e, olhando de cima para o cemitério, achou a solução do seu problema. Era óbvio: A soma dos quadrados dos cadetes, era igual ao quadrado da Puta Enusa. Se tivessem me ensinado assim, eu nunca teria esquecido. (Enviada por Tadeu de Paula) APRENDI TUDO ERRADO! Tercio Genzini Médico do Hospital Alemão Oswaldo Cruz Há poucos minutos, entre uma consulta e outra, ouvi batedores da polícia militar fechando a Avenida 23 de Maio em São Paulo. Nada mais que 5 pistas fechadas e, como nunca vi antes, nem de madrugada, nos 15 anos que atendo neste consultório, a Avenida 23 de Maio, a mais movimentada de São Paulo estava vazia. Fiquei perplexo, e o paciente seguinte que me perdoe, mas fiquei aguardando na janela, desconfiado e certo que teria uma decepção, e tive. Não preciso descrever que o ônibus da seleção brasileira passou, com toda a pista livre pra eles, escoltado por mais de 10 batedores da PM além do helicóptero Águia. Pois é, um ônibus com cerca de 30 milionários a bordo, quase todos morando no exterior, cuja função é jogar futebol, tratados como verdadeiros heróis, de uma forma completamente diferente que qualquer outra profissão possa almejar! Nós médicos somos descartáveis, tratados como qualquer um pelo nosso governo federal, substituídos por quem nem comprovação que é médico precisa ter. Enfermeiros, paramédicos, bombeiros, policiais e todos que dão a vida pra salvar outras, nem se fale. São arrochados e massacrados trabalhando sem condições e ganhando uma miséria. Professores, ah, coitados dos professores, nem faço
  2. 2. comentários a respeito, pois precisaria de um lençol para conter as lágrimas. Cientistas, engenheiros e outros que fazem crescer nosso país e trazem tecnologias para melhorar nossas vidas, têm, como única esperança, serem contratados por uma multinacional e tratados como estrangeiros. E lá vão eles, triunfantes; quem? Os jogadores de futebol. Ah sim, em todos os jornais, revistas, TVs, estarão estampados os heróis de nossa Nação!. Mas o que eles fazem mesmo? Salvam vidas? Educam? Trazem segurança ou saúde? Criam Leis, lutam por melhores salários ou Desenvolvem tecnologias para melhorar a vida do povo? Não, jogam bola! E pra explicar pra uma criança que é mais importante estudar que jogar bola? Realmente, não sei mais! Porque eu aprendi tudo errado! (Enviado por João Edivaldo) ECOS DA COPA “SEVENBOL” Humberto de Luna Freire Filho, Médico A festa acabou para os brasileiros que se vestem de patriotas a cada quatro anos. Espero que, agora, eles se juntem à maioria dos brasileiros que são patriotas todos os dias do ano sem precisar se envolver na bandeira nacional, aqueles que usam jaleco branco, aqueles que usam macacões de fábricas, aqueles que usam fardas, aqueles que cumprem as leis vigentes, aqueles que não tentam tirar vantagem em tudo, aqueles que não são gigolôs do governo, em suma aqueles que trabalham duro e pagam impostos. Aproveitem a ressaca da derrota e deixem de lado por alguns dias o caderno de esportes; leiam o caderno de economia e vejam para onde está indo a nossa. Leiam o caderno de educação e avaliem o futuro do país. Leiam sobre a saúde pública e terão um belo roteiro para filme de terror. Leiam sobre a política e descubram que a cada dia surge um novo corrupto. Só não leiam sobre segurança, caso contrário você não mais sairá de casa. Enfim, acordem: Deem menos crédito a essa imprensa esportiva comprometida com organismos internacionais e que não tem o menor respeito pela inteligência do cidadão, criando perspectivas onde não existem. Em outubro, ajudem aos brasileiros de boa fé por para fora do governo esses despreparados, corruptos e ladrões que tomaram conta do poder e estão destruindo o país. Além disso espero que assimilem bem a importante lição dada pelos alemães: o Brasil não é o país do futebol, já foi. O Brasil hoje é o país da corrupção institucionalizada. Obrigado Alemanha, pela grande ajuda dada ao povo brasileiro. (Enviada por Zé Carlos Oliveira) SAWABONA!!! Há uma "tribo" africana que tem um costume muito bonito. Quando alguém faz algo prejudicial e errado, eles levam a pessoa para o centro da aldeia, e toda a tribo vem e o rodeia. Durante dois dias, eles vão dizer ao homem todas as coisas boas que ele já fez. A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom. Cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade. Mas às vezes, na busca dessas coisas, as pessoas cometem erros. A comunidade enxerga aqueles erros como um grito de socorro. Eles se unem então para erguê-lo, para reconectá-lo com sua verdadeira natureza, para lembrá-lo quem ele realmente é, até que ele se lembre totalmente da verdade da qual ele tinha se desconectado temporariamente: "Eu sou bom". Sawabona Shikoba! SAWABONA, é um cumprimento usado na África do Sul e quer dizer: "Eu te respeito, eu te valorizo. Você é importante pra mim" Em resposta as pessoas dizem SHIKOBA,que é: "Então, eu existo pra você"
  3. 3. PERDOAR É ESQUECER? Doracy Mércia de A. Mota Não. Perdoar independe de esquecer. Uma coisa nada tem a ver com a outra, são coisas distintas – até porque não somos alienados. Temos no cérebro uma memória que registra todos os fatos, por isto quem perdoa não tem que, necessariamente, esquecer do agravo sofrido. O que é preciso, na verdade, é esquecer no sentido de diluir a mágoa, a raiva ou o ressentimento que o fato gerou, caso contrário o perdão é superficial ou até mesmo ilusório. Esse tipo de esquecimento é extremamente benéfico para quem sofreu algum tipo de agressão, porque a energia gerada, a cada instante em que se revive o fato infeliz, aumenta a ferida que se formou e numa verdadeira roda viva acumula novo e desnecessário sofrimento. Tanto isto é uma verdade que a própria ciência da psicologia diz a todo instante, atestando que o esquecimento da mágoa por si só vale como uma excelente psicoterapia, pois que o apego à ofensa propicia ao ofendido a oportunidade de carregar sozinho a chaga em que ela se constitui. A diferença está naquele que realmente perdoa e consegue libertar-se daquela parte pesada da lembrança a ponto de não mais sofrer ao relembrá-la. Daí, como diz Divaldo Pereira Franco: “Perdoar é bom para quem perdoa; ou seja, quem perdoa livra-se do fardo triste que carregava e quem foi perdoado nem sempre alcança a mesma graça de vez que assumiu um ônus pelo qual responderá, ainda que perdoado. Alguém diria: “mas então prevalece a Lei de Talião?” E responderíamos: Absolutamente que não! Prevaleceria e prevalecerá sempre a misericórdia divina, a Lei de Causa e Efeito, segundo, a qual Deus nos propicia o ensejo de resgatar nossos erros, ou dívidas, como querem alguns, valendo lembrar que esse pagamento não acontece necessariamente pela dor, especialmente quando o ofensor se arrepende do ato que praticou, podendo assim anular seu débito pela força do amor e doação que dispensar a outrem. Vemos isto no Evangelho de João, quando ele afirma que "“O amor cobre uma multidão de pecados”". Quanto a Lei de Talião, embora absurda e abominável a nossos olhos, era uma necessidade daquela época em que o homem era bárbaro, época em que o homem tinha muito pouca consciência do que era Amor e Respeito, e que só era contido pelo medo dos castigos, tão horríveis quanto o ato praticado. Foi essa uma das grandes razões da vinda de Jesus ao nosso Planeta. Uma das partes mais lindas de sua missão foi justamente mudar a concepção de um Deus tão bárbaro quanto o homem, ensinando e baseando a sua Mensagem sobre um Deus justo e infinitamente bom. Severo, mas infinitamente misericordioso. Um Deus que a tudo perdoa, mas que deixa ao sabor do livre-arbítrio de cada um a responsabilidade de suas atitudes e o aprendizado que elas possam trazer. Por isso Deus não tem pressa! Quem deve ter pressa somos nós! Nós é que devemos demonstrar vontade humilde, e força constante no nosso aprimoramento diário. Ainda enfocando as benesses de que é alvo, aquele que perdoa, lembramo-nos que Emmanuel, Espírito de grande sabedoria, numa psicografia do nosso bom e inolvidável Chico Xavier, nos esclarece em “O Consolador”, questão 337: Concilia-te depressa com o teu adversário”, essa é a palavra do Evangelho, mas se o adversário não estiver de acordo com o teu bom desejo de fraternidade, como efetuar semelhante conciliação? Cumpra cada qual o seu dever evangélico, buscando o adversário para a reconciliação precisa, olvidando a ofensa recebida. Perseverando a atitude rancorosa daquele, seja a questão esquecida pela fraternidade sincera, porque o propósito de represália, em si mesmo, já constitui uma chaga viva para quantos o conservam no coração. Vemos aí, embutida nas palavras de Emmanuel, mais um alerta a considerar; aquele que busca sinceramente o perdão já está fazendo dignamente a sua parte, ainda que o ofendido se recuse. Quando aquele que concede o perdão não deve se ater ferrenhamente ao que vai ser feito do perdão
  4. 4. que concedeu, pois já fez a sua parte. Também neste caso, o que se seguir é problema do perdoado. Sabemos que mesmo com todos estes conhecimentos muitas vezes perdoar é um aprendizado difícil, que, não raro, requer um esforço muito grande. Mas por isto mesmo é divino, é o caminho da porta estreita que vale a pena enfrentar, pois se o próprio Cristo nos disse que devemos perdoar “setenta vezes sete, ”é porque em sua divina sabedoria sabia que não só o ofensor, mas também o ofendido possui fragilidade de caráter e igualmente deve ser perdoado setenta vezes sete. Isso vale para os dois, sem dúvidas. Para concluir lembramo-nos de que esquecendo ou não, se o perdão é algo muito importante para o perdoado, é ainda muito mais para aquele que tem a felicidade de conseguir perdoar, porque quem perdoa já cresceu no amor. E quem humilde e sinceramente pede perdão, já está a caminhar para o seu crescimento espiritual, que deve ser a meta de todos os seres humanos. A reconciliação deve ser imediata, tal como o perdoar, pois não sabemos o dia e a hora. E se não tivermos óleo na lamparina, não adiantará gritar: " -Senhor, Senhor! Abra a porta"! E se a Espiritualidade vier nos buscar, sem termos perdoado, será muito complicado tentar pedir perdão aos nossos ofensores, aos nossos inimigos, quanto estivermos do outro lado da vida! (Enviada por Eduardo Afonso). EU TE AMO!!! Adalgisa Nery Eu te amo Antes e depois de todos os acontecimentos Na profunda imensidade do vazio E a cada lágrima dos meus pensamentos. Eu te amo Em todos os ventos que cantam, Em todas as sombras que choram, Na extensão infinita do tempo Até a região onde os silêncios moram. Eu te amo Em todas as transformações da vida, Em todos os caminhos do medo, Na angústia da vontade perdida E na dor que se veste em segredo. Eu te amo Em tudo que estás presente, No olhar dos astros que te alcançam Em tudo que ainda estás ausente. Eu te amo Desde a criação das águas Desde a idéia do fogo E antes do primeiro riso e da primeira mágoa. Eu te amo perdidamente Desde a grande nebulosa Até depois que o universo cair sobre mim Suavemente. TESTEMUNHO DE UM FILHO Minha mãe merece prisão perpétua. Gostaria de pedir à Justiça, cadeia para minha mãe: ela me bateu na infância, me colocou de castigo e me corrigiu várias vezes; me botou pra trabalhar e estudar à noite, aos 14 anos. Por causa dela acabei virando um cidadão honrado e honesto, que não consegue nem fraudar o Imposto de Renda, não sabe roubar, não gosta de funk. Acabei indo para Marinha onde servi durante 32 anos, recebendo várias condecorações no Brasil e no exterior. Minha mãe me criou dentro de uma Igreja e me ensinou a palavra de Deus. Eu tinha vários amigos que usavam drogas e acabaram mortos por policiais e ela me alertava quanto o estar perto deles. Minha mãe merece PRISÃO PERPÉTUA, dentro do MEU CORAÇÃO. Obrigado minha mãe pelas surras; elas jamais me desonraram, pelo contrário, forjaram o meu caráter, e enquanto eu viver vou honrá-la por tudo que a senhora foi, é e sempre será. Te amo mãe! Um filho que não é corrigido por seus pais, acaba sendo corrigido pela polícia.
  5. 5. INCOERÊNCIAS SOMOS incoerentes muitas vezes, em nossas atitudes, pensamentos e análises. Descrevo abaixo situações ilógicas, sendo algumas até injustas: 1 - O CAVALO ganha a corrida; o dono é quem recebe o prêmio. 2 - A COZINHEIRA faz o bom tempero; os louvores merece-os a patroa. 3 - O FILHO do pobre é amarelo; o do rico é pálido. 4 – O POBRE se embriaga; o rico se diverte. 5 – A PIADA do chefe é interessante e desconhecida; adosubordinadoésemgraçaevelha. 6 – A VISITA do rico é oportuna e desejada; a do pobre é intempestiva e desprezada. 7 – O MÉDICO é um santo, quando trata; é um demônio, quando manda a conta. 8 – O ADVOGADO é o maior, quando ganha a questão; é um desonesto, quando cobra os honorários. 9 – A SENTENÇA do juiz é luminosa e justa, quando favorável; cheia de erros e iníqua, quando desfavorável. 10 – SE O TIME ganha, os jogadores atuaram bem; se perde, o técnico orientou mal. 11 – O JUIZ de futebol é imparcial, quando nosso clube ganha; ladrão, quando perde. 12 – ERRO de sábio é engano; o do inculto, burrice. 13 – RECEBEMOS ato de gratidão porque fizemos noventa e nove favores; somos esquecidos e criticados porque deixamos de fazer o centésimo. 14 – DO COLEGA que sobe, lembramos até a cor dos olhos; do colega que fracassa, esquecemos até o nome. 15 – O LIMÃO, que devia ser maior, é menor; a lima, que devia ser menor, é maior. 16 – A CORDA, que devia ser fina, é grossa; o cordão, que devia ser grosso, é fino. 17 – FILHO de rico é engraçado; de pobre, é metido. 18 – RICO fica estressado, pobre fica louco. 19 – MULHER rica, se mal vestida, é simples; se pobre, é molambenta. 20 – ADOLESCENTE delicado, se rico, tem distúrbio glandular; se pobre, é veado. 21 – QUEM joga e perde é viciado; quem joga e ganha é abortado. 22 – RICO teimoso tem personalidade; pobre, tinhoso. 23 – SENDO pouco o castigo, irrita; sendo muito, amansa. 24 – O ESQUECIMENTO no moço é distração; no velho, é esclerose. 25 – NA MOCIDADE, deixamos o vício; na velhice, o vício nos deixa. 26 – DISENTERIA de rico é distúrbio intestinal; de pobre, é diarréia. 27 – RICO morre enfraquecido; pobre morre tuberculoso. 28 – POBRE grosseiro é mal educado; rico é temperamental. 29 – DA RICA se diz: está grávida; do pobre, está barriguda. 30 – CARRO velho de rico é fora-de-linha; de pobre é “pau veio”. 31 – Rico, quando baixo, é de pouca estatura; pobre, é pintor de rodapé. 32 – MOÇO quando tropeça está apressado; velho está gagá. 33 – FESTA de rico é baile; de pobre, é forró. 34 – ESPIRITISMO de rico é ciência; de pobre, é macumba. Fonte: Internet A PIADA DA SEMANA A mulher comenta com o marido: Querido, hoje o relógio caiu da parede da sala e por pouco não bateu na cabeça da mamãe… Maldito relógio. Sempre atrasado… oOo Acessar: www.r2cpress.com.br PS. JULHO, 10 ANOS DO AN, EDIÇÃO COMEMORATIVA.

×