A importância da geração de discípulos

5,797 views

Published on

  • Be the first to comment

A importância da geração de discípulos

  1. 1. A IMPORTÂNCIA DA GERAÇÃO DE DISCÍPULOS Pr. Vladimir Calisto (AD Caetés) www.vladimircalisto.blogspot.com
  2. 2. O propósito desta palestra é apresentar a importância da geração de discípulos saudáveis para edificação do corpo de Cristo, assim como apresentarmos as características de um líder gerador. O Senhor Jesus é o nosso maior exemplo de liderança e Ele deixa bem explícito, através do seu ministério, a necessidade de gerarmos discípulos.
  3. 3. O que significa gerar? Fonte: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa   1. Dar existência a; procriar; conceber. 2. Produzir, dar. 3. Fazer nascer. 4. Causar, originar. 5. Formar-se, desenvolver-se.
  4. 4. Significado do termo discípulo Fonte: Dicionário Priberam da Língua Portuguesa 1. Pessoa que recebe instrução de outro. 2. Aluno, aprendiz. 3. Aquele que segue as doutrinas de outrem. 4. Partidário declarado da doutrina, de opiniões ou idéias de alguém.
  5. 5. A história nos apresenta homens que sabiam da importância de gerar discípulos <ul><li>Governantes como Adolf Hitler e Lenin. </li></ul><ul><li>Pacifistas como Mahatma Gandhi. </li></ul><ul><li>Filósofos como Platão e Aristóteles. </li></ul><ul><li>Servos de Jesus Cristo como Daniel Berg, Gunnar Vingren, Robert Kalley, Ashbel Simonton, Richard Ratcliff e Robert Thomas. </li></ul>
  6. 6. A Bíblia declara-nos a importância de gerar discípulos <ul><li>Jesus – “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações...” Mt 28.19 </li></ul><ul><li>Barnabé – “E, quando Saulo chegou a Jerusalém, procurava ajuntar-se aos discípulos, mas todos o temiam, não crendo que fosse discípulo . </li></ul><ul><li>Então Barnabé, tomando-o consigo, o trouxe aos apóstolos, e lhes contou como no caminho ele vira ao Senhor e lhe falara, e como em Damasco falara ousadamente no nome de Jesus.” At 9.26-27 </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Paulo – “E, estando ali algum tempo, partiu, passando sucessivamente pela província da Galácia e da Frígia, confirmando a todos os discípulos.” At 18.23 </li></ul><ul><li>João Batista – “No dia seguinte João estava outra vez ali, e dois dos seus discípulos; </li></ul><ul><li>E, vendo passar a Jesus, disse: Eis aqui o Cordeiro de Deus. </li></ul><ul><li>E os dois discípulos ouviram-no dizer isto, e seguiram a Jesus .” Jo 1.35-37 </li></ul>
  8. 8. Para que gerar discípulos? <ul><li>1. Para sucessão (a obra de Deus precisa ter continuidade com qualidade). </li></ul><ul><li>Moisés gerou Josué. </li></ul><ul><li>2. Para atuação em áreas deficitárias. </li></ul><ul><li>Paulo gerou Timóteo </li></ul><ul><li>(Para atuar em um departamento é necessário ser um discípulo). </li></ul><ul><li>3. Para cumprir o mandato do Mestre. </li></ul><ul><li>Jesus em seu ministério terreno gerou alguns, que geraram outros, até sermos gerados. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Moisés ensinou Josué a entender e aguardar o tempo de Deus na sua vida. </li></ul><ul><li>Embora Moisés seja considerado pela tradição judaico-cristã, profeta e líder de Israel, é chamado por Deus tão somente de 'ebed , &quot;escravo&quot; ou &quot;servo &quot;: &quot;Moisés, meu 'ebed , é morto“ (Js 1.2) </li></ul><ul><li>Josué, após a morte de Moisés, não seria mais conhecido como mešārēt Mōsheh , isto é, o “servidor de Moisés” (Êx 24.13), mas como 'ebed Yahweh . Josué foi alçado a um nível superior de intimidade com Deus. (Êx 33. 9-11) </li></ul><ul><li>Nm 11. 25, 27-29 - Caso de Eldade e Medade </li></ul>
  10. 10. Tão importante quanto gerar discípulos é o que gerar nos discípulos. <ul><li>O que você enquanto líder tem gerado em seus discípulos? </li></ul><ul><li>O bom líder gera edificação, ensinamento e motivação. </li></ul><ul><li>“ Se o homem não descobre algo pelo que morrer, não está preparado para viver”. Martim Luter King </li></ul><ul><li>O mau líder gera contendas, inatividade e feridas (ressentimentos). </li></ul><ul><li>“ Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens?” I Co 3.3 </li></ul>
  11. 11. Características que diferem o líder nominal do líder gerador de discípulos <ul><li>Líderes nominais corrigem erros, líderes geradores ensinam a pensar. </li></ul><ul><li>Não seja um perito em criticar comportamentos inadequados, seja um perito em fazer seus discípulos refletirem. </li></ul><ul><li>Como líder gerador estimule o senso crítico de seus discípulos e ensine-os a perceberem em um aparente fracasso uma oportunidade de crescimento. </li></ul><ul><li> ( I Co 4. 14 -17; I Co 16.10-11; I Tm 1.3-7) </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Líderes nominais preparam os liderados para o normal, líderes geradores preparam para os desafios. </li></ul><ul><li>Viver é um contrato de risco. Com efeito, trabalhar na seara do Mestre não é diferente. Os discípulos precisam ser gerados teoricamente, mas também através da prática de apreciar os desafios do ministério e não fugir deles. Se eles se intimidarem diante das dificuldades correm o risco de serem possuídos pelo sentimento de incapacidade. </li></ul><ul><li>Paulo orienta a Timóteo: “Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza...” </li></ul><ul><li>(II Tm 1.7) </li></ul>
  13. 13. <ul><li>3. Líderes nominais transmitem informações técnicas; líderes geradores educam para a vida. </li></ul><ul><li>Mais do que educar a inteligência lógica necessitamos educar as emoções dos discípulos. </li></ul>No que se refere as emoções temos discípulos: Insensíveis – Ofendem, machucam e não sentem dores. Hipersensíveis – Vivem intensamente a dor dos outros, se preocupam demais com a crítica alheia, não tem proteção emocional. Alienados – Não tem sonhos, metas, deixam a vida levâ-los num conformismo doentio.
  14. 14. <ul><li>4. Líderes nominais semeiam conhecimento para trabalhar; líderes geradores semeiam além do conhecimento, espiritualidade para trabalhar. </li></ul>
  15. 15. Na Bíblia encontramos um casal que demonstra bem esta característica. “ E chegou a Éfeso um certo judeu chamado Apolo, natural de Alexandria, homem eloqüente e poderoso nas Escrituras. Este era instruído no caminho do Senhor e, fervoroso de espírito, falava e ensinava diligentemente as coisas do Senhor, conhecendo somente o batismo de João. Ele começou a falar ousadamente na sinagoga; e, quando o ouviram Priscila e Áqüila, o levaram consigo e lhe declararam mais precisamente o caminho de Deus.” At 18. 24-26
  16. 16. <ul><li>5. Líderes nominais não crescem e nem deixam ninguém crescer; líderes geradores buscam crescimento e levam outros à crescerem. </li></ul>Por que é fundamental não parar de crescer? Seu crescimento determina quem você é. Quem você é, determina quem você atrai, e quem você atrai, determina o sucesso de seu ministério. O líder deve gerar em seu discípulo um espírito educável. Enquanto tivermos a consciência de que não estamos prontos temos possibilidade de crescer. “ Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus.” (Fl 3. 12)
  17. 17. <ul><li>Proporcionar amadurecimento aos discípulos é fundamental para qualquer líder. </li></ul><ul><li>“ Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino.” Hb 5.13 </li></ul><ul><li>“ E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. </li></ul><ul><li>Com leite vos criei, e não com carne, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis, Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? I Co 3. 1-3 </li></ul>O crescimento gera amadurecimento.
  18. 18. <ul><li>B. Emocione seus discípulos! </li></ul><ul><li>Quem só trabalha com a razão, esquece de explorar as riquezas do coração. </li></ul><ul><li>Na obra de Deus não podemos trabalhar mecanicamente, precisamos emocionar e sermos emocionados. </li></ul><ul><li>O apóstolo Paulo foi marcado pela atitude de Timóteo, ao ponto de lembrar-se disto quando escreveu sua última carta dizendo: “desejando muito ver-te, lembrando-me das tuas lágrimas, para me encher de gozo” (II Tm 1.4) </li></ul>Gera amadurecimento com emoção.
  19. 19. <ul><li>Finalizando, lembre-se que de alguma maneira seremos recordados. Pode ser como Davi, o melhor rei de Israel ou como Acabe, o pior rei de Israel. </li></ul><ul><li>Nesta palavra final sugiro que você seja lembrado como o servo de Deus fiel que fez Sua vontade, levando muitos aos crescimento espiritual e a edificação na Palavra da Verdade. </li></ul><ul><li>“ Você, porém, seja sóbrio em tudo, suporte os sofrimentos, faça a obra de um evangelista (gerador de discípulos), cumpra plenamente o seu ministério.” (II Tm 4.5) </li></ul><ul><li>QUE O SENHOR JESUS ABENÇOE A TODOS! </li></ul>

×