Apresentação SOA

344 views

Published on

Apren

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
344
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação SOA

  1. 1. SOAO padrão de arquitecturaorientada ao serviço
  2. 2. Esta apresentação vai abordar os seguintes temas:  Introdução O que é o SOA  O que é um serviço  Como funciona  Vantagens e Desvantagens  SOA vs Web 2.0  Casos de Estudo  ConclusãoMestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  3. 3. Introdução:  Aumento da importância dos sistemas de informação nas organizações  Um sistema de informação para uma organização depende de várias variáveis tecnológicas:  Tecnologias de hardware,  Sistemas operativos,  Tecnologias de bases de dados  Modelos de dados  Linguagens de programação.  Necessidade de aceder e cruzar informação de uma forma independente, ágil e flexível.  Até ao surgimento do SOA, as aplicações e a informação nela contida era trabalhada de forma individual, dentro de barreiras bem definidas e até muitas vezes duplicada em diversas aplicações.Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  4. 4. O que é o SOA:  Por definição o SOA é um conjunto de princípios e metodologias. É um framework para construir soluções empresariais baseado em serviços.  O SOA está focado na construção independente de serviços alinhados com o negócio que podem ser combinamos para criar processos e soluções de negócio de alto nível dentro do contexto de uma empresa.  Qualquer pessoa pode criar um serviço não é esse o desafio do SOA, o seu verdadeiro valor está quando serviços reutilizáveis são combinados parar criar agilidade, flexibilidade e processos de negócio.  Esta arquitectura irá permitir às organizações implementar independentemente, serviços que irão de encontro ás suas necessidades actuais e que combinados irão gerar processos de negócio de alto nível e soluções empresarias.Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  5. 5. O que é um serviço:  SOA define diferentes tipos de serviço e granularidade, como serviços de domínio, serviços de negócio e serviços de processos da organização.  As características de cada um deles têm que especificadas de forma clara.  O SOA também deve ser capaz de especificar que tipos de soluções de software não serão nunca serviços.  Exemplo: A logica que mostra numa pagina web o perfil de um funcionário não é considerado um serviço, mas a lógica que vai buscar a informação do perfil e outras informações especificas necessárias para posteriormente ser mostrado no website já é um serviço.  Para existir essa combinação os serviços deverão ter as seguintes características:  Ter características similares como tamanho, forma, função;  Estar em conformidade com os standards da empresa;  Comunicar a nível técnico;  Comunicar a nível semântico;  Não ter falhas nem sobreposições em responsabilidades.Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  6. 6. Como funciona: O SOA caracteriza-se por providenciar uma framework para interacções entre serviços. A framework do SOA define que para um sistema deverá existir três serviços principais:  Service provider: Publica informação sobre o seu serviço num repositório.  Service requester: Procura no repositório o servise provider correcto para a informação que necessita.  Service broker: Gere o repositório e permite o Service requester de encontrar o Service provider adequado.Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  7. 7. Como funciona:Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  8. 8. Vantagens e Desvantagens: As principais vantagens são:  Áreas de negocio dentro da organização mais ágeis assim como definidas pelos serviços  A empresa como um negócio fica mais próxima do departamento de TI .  Aumento da segurança pois é um serviço que serve de intermediário para falar com múltiplas aplicações  Aumento da flexibilidade das aplicações e processos associados aos negócios da empresa  Reutilização de código em novas aplicações  Integração de aplicações independentemente da tecnologia em que foi desenvolvida e disponibilizada  Informação precisa, derivada aos padrões definidos entre os service providers e os service requesters.  Como o negócio depende de serviços e não de servidores a localização do serviço não afecta em nada o negócio, havendo assim um aumento da mobilidade As principais desvantagens são:  O processo de implementação da arquitectura é custoso e lento  Desempenho de uma aplicação que está totalmente dependente de serviços web é tipicamente inferior.Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  9. 9. Exemplo de um diagrama de SOA:Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  10. 10. SOA vs Web 2.0 4.1 Semelhanças:  Conceito de reutilizar e readaptar recursos já existentes. Ambos os conceitos permitem os utilizadores, reutilizar, misturar e enriquecer recursos e componentes já existentes para criar novos recursos e potencialmente melhores aplicações.  Afinidade na colaboração e agregação de recursos e serviços remotos. Tanto a web 2.0 como as aplicações baseadas em SOA permitem perder a noção de distância e a possibilidade de criar conteúdos heterogéneos.  Princípio da agilidade e o suporte à mudança é estruturalmente permanente. 4.2. Divergências:  As aplicações web 2.0 incorporam um aspecto social, funcionam como ferramentas catalisadoras de interacção humana e lidam basicamente com informação de leitura para humanos (texto e imagens). Em contraste o SOA aponta para uma comunicação entre funcionalidades dispersas do negócio facilitando assim a interacção entre máquinas.  A Web 2.0 é claramente sobre apresentação e integração dos interfaces aos utilizadores, enquanto no SOA é mais abstracto e menos visível para os utilizadores.  Na sua implementação em contextos empresariais o SOA está sujeitos a requisitos de gestão que não existem nas aplicações web 2.0.Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  11. 11. Casos de Estudo Standard Bank South Africa: Managing Relationships 360° Customer View of Processes and Data Necessidades do negócio:  Aumento da diferenciação do tipo de cliente assim como redução da perca de lealdade  Aumento das receitas quando as ofertas são direccionadas ao cliente directamente Estratégia:  Mudar o foco do negócio do produto para o cliente  Harmonizar as necessidades dos clientes  Criar relações de longo prazo com os clientes Resultados:  Melhorias na gestão de clientes  Redução da complexidade dos processos derivado a existir apenas uma fonte de informação dos clientes.  Aumento da estabilidade, adaptatividade e controlo na mudança dos processos do bancoMestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  12. 12. Casos de Estudo Staples: Business Cost Reductions Necessidades do negócio:  Gerir a maior empresa do mundo em produtos de escritório  Comunicar com os colaboradores a nível mundial  Garantir uma experiencia positiva e consistente dos consumidores  Falta de eficácia nos emails enviados em massa para os empregados  Bases de dados dos produtos descentralizadas e com falta de sincronismo  Os relatórios de gestão não eram capazes de fornecer informação em tempo útil Estratégia:  Criação do portal Staples@word com acesso unificado a: relatório, informação de produtos, ferramentas de self-service para os recursos humanos, noticias da empresa, helpdesk entre outras.  O SOA permite que as aplicações da empresa sejam integradas por serviços e apresentadas aos utilizadores via web  Acessos baseados nas funções de cada funcionário, o que levou a um aumento da segurança e da produtividade. Resultados:  Poupança de milhares de horas e milhões de dólares mensalmente nas suas 1884 lojasMestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  13. 13. Casos de Estudo U.S. Department of Defense: Business Process Transformation: Optimizing Human Capital Necessidades do negócio:  Reduzir custos com o pessoal  Optimizar o pessoal das embarcações utilizando informação precisa e importante  Aumentar a visibilidade na leitura da frota Estratégia:  Estabelecer serviços reutilizáveis para:  Consolidar a informação sobre a carreira  Visualizar as diferenças e falhas nos treinos  Integrar 16 sistemas de gestão de pessoal e de treino Resultados:  Escalabilidade: Possibilitou a 450000 marinheiros corrigir a sua informação pessoal vital de forma muito rápida  Portabilidade: Replicar a informação do treino por todas as embarcações  Robustez: Foi possível manter toda a gestão operacional crucial durante o furacão KatrinaMestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  14. 14. Casos de Estudo Sony Pictures Entertainment Case Study Entertainment: Service Consolidation Necessidades do negócio:  Operações em 67 países  Alterações rápidas da industria  Integrações entre plataformas de sistemas de informação  Desenvolvimento lento derivado da metodologia de mudança  Distribuição de conteúdos sem fios Estratégia:  Utilização do SOA para implementar o Portal Foundation e o Aplication & Integration Foundation  Gestão de finanças, operações do negócio, talentos, integração B2B e gestão de activos  Novo sistema de atendimento, novos sistema de gestão de contractos, gestão global da identidade Resultados:  11 sistemas consolidados em apenas 1, fecho do ano acelerador em 50%Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  15. 15. Conclusão  A arquitectura orientada ao serviço é mais um método que uma tecnologia.  O processo de implementação de uma infra-estrutura de arquitectura de sistemas de informação orientadas ao serviço (SOA) não é um processo simples, nem rápido e em alguns casos pode-se tornar até um projecto bastante caro do ponto de vista financeiro e de horas de trabalho técnico.  De uma coisa não tenho a menor duvida, a implementação de SOA numa organização é uma grande mais-valia para o negócio, para os funcionários, parceiros, clientes e gestão.  Numa era em que ter acesso à informação fidedigna e em tempo útil, é uma necessidade vital para a sobrevivência de uma empresa, o SOA veio tentar responder a essa necessidade, tentando colocar todos os sistemas de informação de uma empresa, sejam eles de controlo ou estratégico a um mesmo nível para fornecer toda a informação necessária e suportar as necessárias mudanças para que o futuro exista.Mestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972
  16. 16. Obrigado pela atençãoMestrado em GSTI da Universidade Atlântica Sistemas e Tecnologias 2.0 Ricardo Carvalho Mendes Aluno N.º 201207972

×