Reflexologia guia prático

56,076 views

Published on

Published in: Health & Medicine, Education
75 Comments
255 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
56,076
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
163
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
75
Likes
255
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Reflexologia guia prático

  1. 1. REFLEXOLOGIA GUIA PRATICO Praticada EFLEXOLOGIA originalmente pelos antigos eg(pcios e chineses, a reflexologia, massagem terapeutica dos pes, e um metodo holfstico de cura alcamence eficaz. Pela aplicaC;ao de suaves /Jressoes em determinadas regioes dos pes relacionadas a partes especfficas do corpo, uma grande quantidade de doenc;as pode ser atenuada. GUIA -PRATICO ~ Outros titulos da serie - Massagem.... =00= z • HomeopatiaOD=V1= - Fitotera/)ia Chinesa••..•.• ~I... == - Medicina altemativa - Vitaminas e Sais Minerais ~ - Remedios Caseiros - Aromaterapia avatar ~ ;;,
  2. 2. Sumario© Element Books Limited 1997Titulo edi~ao original, Reflexology GUIA DE TRATAMENTOPublicado originalmente na PASSO A PASSO 28Gra-Bretanha em 1997 par A cabefa e 0pescofo 30ELEMENT BOOKS LIMITED Coluna vertebral 32Shaftesbury, Dorset, SP7 9BP o peito 34 o abdome 36 A pelve 38 Os membros 40NOTA DO EDITOR Orgaos reprodutores e glilndulas 42As informa.;5es dadas neste livra nao tern a o QUE E REFLEXOLOGIA? 6 o sistema lin/dtico 44intenr;ao de substituir 0 aconselhamento Exerdcios 46medico. Qualquer pessoa que necessite de Dados internacionais de Cataloga<;ao na UM POUCO DE H1ST6R1A 8 Reflexos da mao 50 Publica,ao (CIP)acompanhamentoUITI medico cleve consultar terapeuta qualificado. (Camara Brasileira do Livre, P Brasil) o SISTEMA ZONAL 10 REFLEXOLOGIA EM CAS A 52 Zonas longitudinais 10 Hall; Nicola DOENyASCOMUNS 53 Zonas transversais 12 Reflexologia: guia pratico IAgradecimenws: Meridianos 12 LEITURA COMPLEMENTAR 59 Nicola Hall; ue Besley, Carly Evans, Julia Holden, ITradll<;aode Henrique Monteiro I . Areas de zonas correlatas 13Leon Lawes, Sally-Ann Russell --Sao Paulo, Callis, 1997. -- COMO FUNCIONA Apela ajuda com as jowgrajias (Sementes do saber) REFLEXOLOGIA? 14 Tftulo original: In a I1mshell: reflexology Estilos de vida 14 I. Reflexologia I. Titulo. II. SerieDwight C Byers, President, Ingham Estilos melhores ISPublishing,St. Petersburg, Inc., PO Box 12642, Fl6rida 33733-2642, EUA o TRATAMENTO 16/,elo uso da jow de Eunice Ingham na make para catalogo sistematico: COMO E FE ITa a 1. Reflexologia: Massagem TerapeuticapagilUl 9 TRATAMENTO 18 615.532 Durafao do tratamento 20 o pi! direito 22 o /Je esquerdo 23 As laterais dos /JeS 24 o dorsa dos pes 25 avataR COMO SEGURAR a PE 26 Tel, (011)822.2066 Fax, (01 I) 829.5882 e-mail .caliis@sanet.com.br
  3. 3. o que e Reflexos do cabe,a e pesco,o - os dedos dope no corpo. Um reflexologista pode entao atllar sobre esses desequili- brios para tratar uma vasta gama reflexologia? Reflexos do peito - sobre a planta do pe de disturbios. A reflexologia pode tambem ser usada preventi- vamente, para manter 0 corpoA REFLEXOLOGIA E UMA TERAPIA COMPLEMENTAR que compreende funcionando bem. Reflexos do abdome -o tratamento de varios disturbios pela aplicac;ao de pressao nos pes ou abaixo do planta Assim como as demais terapias dopemaos. 0 tratamento de todo 0 corpo e feito atraves de determinados complementares, a reflexologiapontos, em areas precisas dos pes e das maos, relacionadas a regioes Reflexos do pelve - da bastante tempo para que os sobre 0 bloco do particulares do corpo e chamadas "zonas reflexas". calcanhar pacientes falem sobre si mesmos com 0 terapeuta, 0 que permite O tratamento compreende a aplica~ao de pressao com a ponta do polegar ou dos dedos so- A ESQUERDA RegiOes do corpo sao yepre- uma compreensao melhor do pr6- prio paciente e de seus problemas. sentadas em tonas ABAIXO Como seguray 0 pe e bre pontos reflexos precisos. Apli- especificas dos pes. fazer pressao. ca-se uma pressao firme mas nao muito forte, e a pessoa que recebe E mais ideil trabalhar com 0 pe apoiado em o tratamento experimentara sen- posi,ao elevado. sa~5es diferentes nas zonas dos pes ou das mao . Essas sensa~5es sac interpretadas pelo terapeuta, indi- Apuca-se a pressiio nos pomos reflexos com 0 cando quais partes do corpo estao polegar inclinado. Zona reflexa do pulrniio funcionando bem e quais nao es- esquerdo tao. De acordo com 0 grau de des- conforto, maior ou menor, experi- mentado nas zonas pressionadas, e possivel saber que partes corres- pondentes do corpo registram maior ou menor desequilibrio. A reflexologia e tambem uma A ESQUERDA Zonas tecnica de diagn6stico - 0 que reflexas paya todas as partes do corpo sao significa que pode ser usada para encontradas nos pes. descobrir onde ha desequilibrios
  4. 4. £.~"r£s DO SAn .~£,il"r£s DO s,oJn ~~~ e~ ~~ e~ ---------- 1(",,) ------------ 9 REFLEXOLOGIA Um pOlleo de hist6ria E m 1582, um livro europeu so- bre terapia zonal foi publicado pelos medicos dr. Adamus e dr. A REFLEXOLOGJA e uma terapia ocidenwl moderna, em que e Atatis. Baseado nos princfpios de- aplicada pressao a distinws regiBes dos pes. Embora os metodos lineados no livro e no de autores precisos da ref/exologia - e 0 termo em si - sejam novos, [ormas anteriores, 0 dr. William Fitzge- semelhantes de terapia pela massagem do pe [oram praticadas em rald, um otorrinolaringologista diversas partes do mundo ao tongo de varios seculos. americano do Hospital Geral de Boston, desenvolveu seu pr6prio H a 5.000 anos os chineses ja praticavam varias formas de terapias de pressao e tais metodos reflexologia. Sabe-se que metodos similares tambem eram praticados na India e no ]apao. metodo de terapia zonal, que foi publicado em 1917 com seu colega dr. Edwin Bowers. A reflexologia ACIMA Eunice Ingham fai a primeira a trQ,far um mapa do corpa nas pes, em 1935. provavelmente inclufam uma Algumas tribos de fndios norte- atual se desenvolveu a partir do foi introduzido na Gra-Bretanha maneira de atuar sobre os pes americanos usavam uma versao trabalho sobre a terapia zonal do em 1960 por Doreen Bayly, discf- semelhante a da atual de terapia reflexa no pes - em dr. Fitzgerald e foi colocada em pula de Ingham. Bayly tambem di- reflexologia. Uma antiga tumba especial os fndios Cherokee, que pratica pela primeira vez por uma fundiu 0 metodo por outros pafses escavada em Saqqara, datada de utilizavam 0 tratamento desde 0 americana, Eunice Ingham, na de- da Europa. Foi Ingham que desen- 2330 a.c., indica que os antigos seculo 17 e continuam a faze-lo cada de 1930. Eunice Ingham dei- volveu e renomeou a terapia zonal egfpcios conheciam um metodo ate hoje, como parte de seu ritual xou seu "0 Metodo Ingham de por reflexologia, tendo executado de tratamento semelhante a de cura. Massagem de Compressao", que os mapas das zonas reflexas dos pes.Origens na Livrosobre Os Cherokee Livro sobre A refiexologia Terapia das Re~exologia Estudos China terapia zonal usavam uma terapia zonal e introduzida zonas re~exas hoje, de c1fnicos dos drs, forma de do dr William na Gra- dos pes, de Doreen Bayly,e mostram que ., Adamus e. refiexologia Fitzgerald e dr ~ Bretanha por Hanne publicado na cerca de 73% Atatis publicado Edwin Bowers 7:.:5- Doreen Bayly Marquardt, e Gra-Bretanha das pessoas na Europa e publicado publicado na tratadas nos EUA- ( Alemanha apresentam simplificado bons Baixo-relevo pelo dr Joseph Hist6rias que os resultados de uma tumba Rileye pes podem escavada em republicado cantor, de Saqqara, no Eunice Ingham, Egito e publicado nos EUA
  5. 5. o sistema zonalA REFLEXOLOGIA BASEIA-SE na eXIstencia no corpo de um AS ZONAS LONGITUDINAIS TRANVERSAIS DOCORPO E As zonas longitudinais e transversais do corposistema de zonas ou canais longitudinais (verticais) e transversais podem seT representadas(horizontais). Os reflexologistas tem acesso a energia do corpo nos pes. Dez zonasatraves das zonas, para estimular 0 corpo e eliminar quaisquer longitudinais saem dos declos dos pes para 0 cor/)ocongestionamentos que possam estar causando desequilibrios. todo e descem para os dedos das milos.ZONAS No interior de cad a zona, haLONGITUDINAIS um fluxo de energia que corre por todas as partes do corpo si-A s dez zonas longitudinais, descritas pelo dr. Fitzgerald,sobem dos pes pelas pernas e pelo tuadas na mesma zona. As zonas se estendem para os pes e para as Cincuracorpo ate a cabe<;:a,e descem maos, assim as zonas reflexas que Regiaes do corpo cor-pelos bra<;:ose maos. Tais zonas carrespondem as diferentes par- respondentes as zonas nos pes e nas mJospoderiam tambem ser descritas tes do corpo serao encontradasao contrario, como saindo das nas mesmas zonas dos pes e maos.maos, subindo pelo bra<;:ose Segundo esse prisma, e facil ma-chegando a cabe<;:a,e entao pear as areas do corpo que cones-descendo pelo corpo ate os pes. pondem aos pontos reflexosHa cinco zonas do lado direito do apropriados nos pes e nas maos.carpo e cinco zona do lado AS ZONASesquerdo: a zona 1 ligando 0 LONGITUDINAIS NOS PESdedao do pe ao polegar; a zona 2,o segundo dedo do pe e 0 As zonas da cimuraindicador; a zona 3,0 terceiro escapular, da cintura e cia cin tura pelvicadedo do pe e 0 dedo medio da mostradas no pemao; a zona 4, 0 quarto dedo do (vejapag.12)pe e 0 dedo anular; e a zona 5, 0dedinho do pe e 0 minimo. As Zonas ref/exaszonas sao segmentos ao longo do nos pescarpo que tem largura igual emcada se<;:aodo corpo.
  6. 6. .t-.TESDOS ~ x,~ V. A It I- f <!- REFLEXOLOCIA sos se encontram com os tarsos; 0 A ESQUERDA Regioes As areas entre as juntas ram- dos brafos e IJemas que nivel da cintura pelvica e uma bem podem ser correlatas; isto e, 0 estiio na mesma zona linha imagimria atravessando os ongitudinal SaD con~ bra<;:o relacionar com a coxa e 0 se tarsos entre os ossos clo tornozelo. sideradas Hzonas antebra<;:ocom a perna. Existe correlatas". Essas regi6es transversais ajuclam a uma liga<;:ao entre partes do mes- diviclir 0 pe para iclentificar mais mo lado do corpo: 0 cotovelo di- clara mente quais partes do pe se reito se relaciona com 0 joelho relacionam a tais partes clo corpo. direito, e 0 punho esquerdo se re-A DIREITA As treszonas nos pes. nu- laciona com tomozelo esquerdo.meradas 1, 2 e 3. MERIDIAN OS Alem disso, para atuar direra-correspond en do astres zonas na regiaosuperio, do COt"po.Sao as "zonas 3 A lguns especialistas alegam que a refiexologia trabalha mente na area afetada, 0 refJexolo- gista pode atuar numa area correlata, 0 que e particularmente nao com as zonas longitudinais,transversais ". mas com meridianos encontrados interessante quando uma parte do no corpo, uma vez que estes se es- AREAS DE ZONAS corpo esta inacessivel ou extrema- A s zonas transversais tambem sao identificadas nos pes, tendem para os pes e as maos. Os merid lanos sac usados como base CORRELATAS C omo as dez zonas longitudi- nais passam ao longo do cor- mente dolorida. Por exemplo, se 0 paciente esta com 0 joelho direito tendo sido descritas original- para muitas praticas medicas chi- extremamente dolorido, 0 cotove- mente por Hanne Marquarclt, nesas; sao canais que correm ao po e descem pelos bra<;:os pernas, e 10direito pode ser massageado uma terapeuta alema_ Tais zonas longo do corpo e contem a ener- os bra<;:os pernas sao considera- e usando-se as tecnicas de pressao da ou regi6es mostram como tres gia deste. Os doze meridianos dos "zonas correlatas", existindo refJexologia; no caso de um tomo- niveis no corpo, correndo hori- (usados em acupuntura, acupres- um relacionamento especial entte zelo esquerdo quebrado, 0 punho zontalmente, podem ser encon- sura e outros metod os) nao sao 0 ombro e cintura; COtovelo e joe- direito pode ser massageado para traclos nos pes - delimitados pelos mesmo que as zonas longituclinais, lho; pulso e tornozelo; mao e pe. estimular 0 processo de cura. ossos do pe. Os tres niveis sac a mas muitos cle seus principios sao cintura escapular, a cintura e a semelhantes. Os meridianos cia cintura pelvica. Existem 26 ossos acupuntura sao Iinhas finas que nos pes: 14 falanges, encontrados conem pelo corpo num sistema nos dedos; 5 metatarsos, abaixo clara mente clefiniclo. Alguns dessas; e entao 7 tarsos. 0 nivel da refiexologistas chegam a trabalhar cintura escapular e onde as falan- em pontos de acupuntura durante ges se encontram com os metatar- o tratamento. Falta provar se os A DIREITA Visiio sos; 0 nivel cia cintura fica a meio reflexologistas e acupunturistas geral das zonas caminho do pe, onde os metatar- atuam sobre os mesmos pontos ... transversais do peL
  7. 7. _".I,~.~ft:S DO SA/Je ~~i.~TE.S DO SI1b ot ___________ "_" V R ___________ "_ __ "" R _ REFLEXOLOGIA nao um grupo de sintomas - e po- Como funciona a de nos ajudar tanto flsica quanto mentalmente, Os sintomas pre- reflexo logia? sentes no corpo devido ao estresse podem ser aliviados e 0 efeito equilibrador do tratamento A EXEMPLO DE MUITAS TERAPIAS complementares, a refle- aumenta a saude como um todo, xologia nao e comprovada por uma teoria cientffica, a nao ao tratar das causas profundas dos ser pelo fato de que as termina~i5es nervosas (70 mil na sintomas, nao apenas dos sinto- sola de cada pe) SaD estimuladas, Os reflexologistas mas isoladamente, Quando nos acreditam que atuando nas zonas reflexas e POsslVel sentimos melhor fisicamente, nos A regido do equilibrar 0 fluxo de energia nas zonas longitudinais do corpa que sentimos tambem psicologica- precisa de corpo e, portanto, ajudar seu correto funcionamento, tratamento ea mente, e uma sensa~ao de maior cabe,a bem-estar ajuda a reduzir os nl- ESTILOS DE nuca, dor nas costas, veis de estresse e prevenir futuras A ESQUERDA VIDA disturbios digestivos, doen~as, Depois do tratamento Os reflexologis- madas debilidade do sistema voce se sentira mais calmo, mais U causas imune, pressao alta, doen~as de pele e o reflexolo- tas acreditam que 0 estresse mental e /isico tranquilo e mais otimista, e por- tanto mais capaz de lidar com 0 maiscomuns gista atua 50- pode ser aliviado constantes gripes e bre as zonas estresse e as doen~as a ele das doen~as e reflexas dos com a atuUfiioApressado para 0 estresse - 0 resfriados, dedos dos pes sobre os pes, relacionadas, para aliviar 0 os encontros efeito das problema press6es cotidianas sobre A reflexologia nosso corpo, ao lado de Trabalhaado ESTILOS MELHORES pade conduzir a enquanw come com urn estilo de vida outras influencias nega- tivas, como a polui~ao, a cabe,a inclinada ao falar ao telefone m6ve1 E mbora a reflexologia nao pos- sa prevemr 0 estresse que mais feliz e satulaveL os aditivos e agrotoxicos ocorre na vida cotidiana, ela po- nos alimentos e a vida na cidade, de nos ajudar a lidar melhor com Todos somos afetados pelo ele e nos sentirmos mais relaxa- estresse em diferentes nlveis e, dos, Um dos mais importantes como consequencia, muitos beneffcios da reflexologia e 0 desenvolvem diversos problemas relaxamento, Preocupado com 0 ffsicos, entre os quais dor de trabalho - tados esses sdo fatores o tratamento e hollstico - ou cabe~a e enxaqueca, tensao na estressantes seja, trata 0 corpo como um todo,
  8. 8. ~_l.T£.S DO S~l/j ~~ €~ ---------Q o tratamento ANTES DE INICIAR 0 TRATAMEN- tambem relaxe. Quando voce se acostumar a ter 0 pe manipulado, 0 terapeuta as areas senslveis sao tratadas com suavidade e as sensa<;:5escostu- mam ser mais de prazer que de explicara como sera feito 0 trata- sofrimento. Uma tecnica calman- TO, e feito um hist6rico medico mento; ele tambem ira tranqi.iiliza- te muito precisa (veja pp 26-7) sera detalhado. Seu terapeuta ira prepa- 10 em caso de apreensao quanto a entao aplicada a todos os pontos rar um hist6rico de caso completo - dor. A reflexologia nao e dolorosa; reflexos de ambos os pes. ou seja, tudo 0 que houver para saber a seu respeito e sobre sua saude, desde seus sintomas f(sicos e das horas de sonG ate todos 05 Sua mente vai relaxar aspectos de sua vida, alem de seu quando voce ficar sentado quieta porACIMA 0 terapeuta estado emocional. Com isso, seu terapeuta ira umahorafa:{ urn detalhado focalizar um tipo de tratamento mais adequado aohistorico medico seu caso e determinar se a reflexologia sera 0 Aliviando 0 pesoantes de iniciar 0 dos pes numatratamento. tratamento mais indicado. conJort<iveicadeira reciinLivel V oce se sentara numa confor- tavel cadeira reclinavel- com as costas, 0 pesco<;:oe as per- calosidades, rachaduras entre os dedos, uma area de infec<;:ao,como uma verruga, e problemas nas ManipuIa,ao dos zonas rej1eXflSpara acalmar e nas bem acomodados, e com os unhas. energizar a corpo pes elevados de modo que 0 tera- Seus pes poderao ser massagea- peuta possa atuar sobre eles facil- dos com um pouco de talco. 0 mente. A menos que seja produto costuma ser usado no rra- imposslvel por algum motivo, seu tamento porque absorve a umida- terapeuta cuidara de seus pes. de, caso os pes estejam um pouco o primeiro passo sera um exa- suados, e os toma mais macios se me de seus pes, e entao seu tera- estiverem secos. Em lugar do tal- peuta ira esfregar os seus pes com co, alguns terapeutas podem usar len<;:osumidos, para remover a 6leo, mas nao e muito recomenda- sujeira superficial ou para refrescar vel. A massagem geral aplicada ao os pes num dia quente. Serao pe fara com que voce se acostume identificados sinais de pele aspera, com 0 toque do terapeuta e
  9. 9. ~f,NfE.S 00 S</J, s~ ~~ L.J COMO E FEITO 0 TRATAMENTO o Como e feito tratamento costuma ser 0 ministrado as zonas reflex as no pe direito primeiro e depois no De acordo com as caracte- esquerdo, embora isso possa diferir rfsticas pessoais de cada pa- tratamento entre os terapeutas. Depois de trabalhar os dois pes, e dada ciente, serao experimentadas diferentes sensa~6es. Quanto maior a sensibilidade, mais A MAIORIA DAS PARTES DO aten<;ao as zonas reflex as que desequilibrada estara a parte correspondente do corpo. CORPO duplicadas dos dois sdo afetam determinadas partes do lados, esquerdo e direito, e os corpo. A essa altura, ambos 0 pes Em algumas zonas, a pressao pontas reflexos para essas partes pod m ser trabalhados 2 sera sentida, mas nao de maneira desconfortavel. do corpa aparecerdo praticamen- simultaneamente; por exemplo, os reflexos do rim em ambo os ACIMA SiUJ usadas toalhas l)ara proteger as pes durante te na mesma posit;:do em ambos os pes. Algumas jJartes do corpo pes podem ser estimulados para 3 Em algumas zonas, a pressao pod era parecer levemente desconfortavel. o tratamento. urn melhor resultado. sac encontradas apenas de um Em algumas zonas, a pressaolado - p. ex. , 0 carat;:da - e, portanto, s6 serdo representadas em 4 podera causar uma pontadaum dos pes, neste caso 0 esquerdo. As zonas reflexas situam-se aguda, quase como se fosse enfiada uma agulha no pe (esta enas solas, nas laterais e no dorso das pes, e cada parte dos pes uma sensa~ao passageira e logotem uma parte correspondente no corpo. sera aliviada pelo terapeuta).C xiste urn mapa do corpo es-Lpelhado na palma das maos e A ESQUERDA Os pes ficamna sola dos pes, dividido por zonas sempre apoiados durante 0longitudinais e transversa is (veja tratamento. e Primeiropp 10-12). Cad a parte do corpo trabalhado 0 pe como um todo, depois as zonas quetern uma zona reflexa correspon- precis am de atenfao especiaL.dente nos pes e nas maos.A DIREITA 0 tratamentocastuma seT dado primeiroas Zonas do po direito edepois as do po esquerdo.
  10. 10. .~£.t..·r£.s DO SA,lJ ~~ €R o ~ COMO t FEITO 0 TRATAMENTO A s rea~6es ao tratamento po- derao ocorrer quando 0 cor- POSSiVEIS REAC;:OES EXPERIMENTADAS po come~ar a se desfazer das • Sintomas do ti- toxinas - pode ser que ocorra urn po resfriado,como leve enjoo e uma diarreia branda, nariz escorrendo, A ESQUERDA Uma catarro e cadeira recliruivel pro# mas as rea~6es nunca serao fortes congestao dos • Aumento do porciona a posifiio a ponto de incomodar. seios paranasais suor ideal para 0 tratamen# Sintomas como esses sao sac sanados to e 0 relaxamento. • Erup~6es da geralmente urn sinal encorajador • Tosse,enquanto pele - algumasDURA<;:Ao DO porque indicam que 0 tratamento o muco e elimi- doen~as de pele DURAC;:AO DO TRATAMENTOTRATAMENTO esta surtindo efeito. nado dos pulm6es pioram antes de • A sessao de terapia e viasrespirat6rias melhorar masessao de terapia duraU cerca de uma hora, e sera dura cerca de uma hora • Voce vaifazer pelo • Esvaziamentodada uma vez por semana. ABAIXO a teTapeuta maisfrequente da menos tres sess6es. ge- anotaT£l tados os bexigaEmbora a melhora ja possa ser ralmente uma por detalhes do tratamento esentida depois da primeira sessao, semana comentara sabre as • Esvaziamento • Aumento dae importante manter uma serie de possiveis reapJcs a maisfrequente dos energia • Normalmente, sac terapia. intestinospelo menos tres sess6es para necessarias de quatro agarantir que a melhora se seis sess6esconsolide. Ficara evidente, depois • 0 intervalo entre asde tres sess6es, se sua cond i~ao sess6es pode se esten-reage ou nao a reflexologia. der, caso ocorramAlgumas pessoas gostam de melhorasretomar a cada seis semanas ou • 0 tratamento regular pode continuar,dois meses, para manter 0 corpo para manter as melhoras e prevenirsempre bem equilibrado. desequillbrios posteriores Sao usados lenfos umidos para limpaT e refrescar a pele A ESQUERDA as pes o rerapeuUl verifica podem seT limpos antes se M infecfoes nos pes do tratamento, para remover toda sujeira.
  11. 11. Cada zona precisaCada zona precisa do pe esquerdodo pe direito esta esta diretamentediretamente Topoda Alroda relacionada a umarelacionada a uma cabe,a/cerebro cabe,alcerebro parte especfficaparte especffica do do lado esquerdolado direito do corpo. l-li[J6fise Hip6fise do corpo. Lateral da Lateralda cabe,alcerebro cabe,alcerebro Coluna/cervical Coluna/cervical Pesc~o Pesco,o T"ba Tuba Tire6ide Tire6ide audiriva auditiva Traqueia Traqueia Para,ire6ide Para,ire6ide Ouvidos Bronquios Bronquios P,<lmao Bronquios/ Bronquios/ Esofago Esofago Pulmao Ombro Coluna/tordcica Col"na/tordcica Plexosolar Estomago Estomago Pancreas pancreas Supra-renal Supra-renal C610n transverso Rirn Coluna/lombar Coluna/lombar Canal da ureLTa Canal da ureLTa In testino delgodo Intestino delgado C6lon Valvula Rew sigm6ide ileocecal/ Bexiga Bexiga ap~ndice Coluna/sacro Coltma/ sacro Coluna/c6ccix Coluna/c6ccix
  12. 12. ..NT£S DO S.1b------------~-~-"-- Q -_€_,,------------ REFLEXOLOGIA Os reflexos reprodu- Os reflexos do tivos estao localiza- sistema linfatico estao dos principal mente localizados nas faces interna e principal mente sobre extern a dos pes e o dorsa dos pes Linfonodos da tornozelos. pelve/virilha Seio 8r"l0 COSIeIas Corovelo
  13. 13. N f E. S DoS S X. ~ £, -1/J I::..v :.J COMO SEGURAR 0 PE Como segurar ope "AMBAS AS MAos sAG usadas pelo reflexologista, com 0 polegarou dedos de uma das maos aplicando a massagem e a outra maosegurando a area que esta sendo trabalhada. o polegar pennanece em Aoaplicara conrow com 0 peA pressao e feita com a ponta do polegar. Conforme apressao e aplicada, a unha e pressiio, 0 polegar permanece inclinado enquanw a reflexo; IogisUl desloca 0 paraajrellleempurrada para tras, de forma a A pressuo e aplicada por intermedionao encostar no pe massageado. do polegar. A pressUo e mantida noA pressao e feita em cad a ponto ponto re/lexo por um momento e entuo relaxada, com 0 polegarpor um curto tempo antes de ir inclinado. 0 polegar e entuo movidopara 0 proximo ponto. para 0 ponto seguinte dentro da area. "C m certas S e urn ponto renexo mostra uma sensibilidade especial, O polegar move-se para a frente para trabalhar os pontos reflexos dentro de uma Dep6sitos zonas, a presen<;a de como que de crista is pode ser sentida logo sob a superff- a pressao e reduzida, zona. 0 polegar e mantido cie da pele. Isso indica desequilf- mas mantida no inclinado durante todo 0 tempo. brios e pode ser trabalhado ponto por urn A pressao e aplicada sobre 0 rodando-se cuidadosamente a momento ate a dor ponto reflexo e entao relaxada; 0 ponta do polegar sobre a regiao, 0 passar. Se voce tem polegar e levantado urn pouco que ajuda a dispersar os dep6sitos. urn ferimento grave, para fora do ponto e entao passa Sempre segure 0 pe de maneira procure urn medico antes para 0 ponto adjacente seguinte a firme mas gentil. Pode ser que voce de receber 0 tratamento. ser massageado. Sempre que relute em aplicar uma pressao mais possfve!, 0 polegar deve ser forte enquanto trabalha, mas com A ESQUERDA 0 pc fica apoiado enqu8nto e mantido em contato com 0 pe, a pratica ira aprender a ser firme examinado. deslizando e nao cutucando. sem ser grosseiro ou causar dor.
  14. 14. ABAIXO Guia de tratamento passo a passo 0 corpo UM TRATAMENTO COMPLETO compreende As zonas reflexas das partes do peito sao encontradas entre os limites As zonas reflexas das partes do abdome estendem-se para baixo do limite da Gg . inteiro pode seT da cintura arcada, chegando - trabalhado durante trabalhar todas as zonas do pe direito e depois escapular e a quase ao uma unica sessiio. todas as do pe esquerdo - 0 terapeuta come~a arcada de ambos calcanhar. os pes. pelos dedos, trabalha cada se~ao da sola do pe e entao passa para as laterais e 0 dorso do pe. CABEl;A E PESCOl;O As zonas As areas reflexas As zonas reflexas das .das partes da reflexas dos partes da pelve situam-se membros ficam cabe<;a e do acima e em cima na face externa pesco<;o ficam do calcanhar, e nas dos pes. na regiao dos faces extern as do dedos dos pes. pe, proximo ao tornozelo. A zona contorna da coluna reflexa a borda inferior da face interna dos pes. aD t~) GLANDULAS REPRODUTORAS As zonas reflexas das glandulas reprodutoras situam-se em ambas as faces As zonas reflexas do sistema linfatico ficam no dorso dos pes.Os reflexos do ((;~~ do pe, proximo e sobre osjoelho ficam tornozelos.pr6ximosdoca1canhar, nafaa emma do pi
  15. 15. (;v.t.~·fES DO SAlJ/:., ~TES Do S :> ~ 1- " ~I lJ ~R----------~--- REFLEXOLOGIA ¥ ---"---------- A CABE<;:A -~ EO PESCO<;:O A cabe~a e o pesco~o As ZONAS (reflexos) REFLEXAS da cabec;a e pescoc;o encontram-se na reglao dos dedos de ambos os pes e, alem disso, a cabec;a como um todo pode ser representada na area do dedao de cada pe. 3 0 reflexo do alto da cabec;a e do cerebro e encontrado logo 5 0s reflexos dos seios paranasais ficam atras dos Na sola do dedao, a ponta do ao lado da unha do dedao. dedos e em suas faces laterais.1 dedo representa 0 alto da ca-bec;a e 0 cerebro, a face externarepresenta a face exterior da ca-bec;ae do cerebro, e a base repre-senta a parte de trlis da cabec;a edo cerebro. 0 reflexo da hipofise(glandula pituiuiria) fica proximoao centro do bloco do dedao. Ao redor da base do dedao, 2 logo acima de onde ele se junta it planta do pe, fica 0 reflexo do pes coC;o A base do . dedao representa a nuca. A face lateral da base do dedao representa a setima, ou ultima, 60s reflexos dos oUtOSSaDen- contrados logo abaixo de onde o segundo e 0 terceiro dedos se vertebra cervical do pes coC;o, por onde passam muitos dos nervos dos brac;os e maos. 4 Na frente do dedao fica 0 ref1exo do rosto. Os aspectos superiores dos outros dedos tambem se relocio- juntam aos pes. Os reflexos dos ouvidos ficam logo abaixo de onde o quarto e 0 quinto dedos juntam- nam com 0 rosto - em particular se it sola dos pes. 0 reflexo da A ESQUERDA Os dedos dos com os dentes e gengivas. Na base do tuba auditiva (que liga 0 ouvido it pes sCio 0 local dos reflexos da cabefa e pescofo, indl4.indo dedao, logoacirna de onde ele se jun- garganta) situa-se entre os reflexos os seios paranasais. ta ao pe, fica 0 ref1exodo pescoC;o. dos olhos e dos ouvidos.
  16. 16. _",f,t-lT£S DO S-!IJ t-~i..t-lTt:S DO S-!8~, S~ e~---------Q ----------~--- ~ ---~----------- COLUNA VERTEBRAL Coluna vertebral o REFLEXO DA COLUNA vertebral encontra-se ao longo da face interna de ambos os pes, seguin do a arcada os- sea do pe, da lateral do dedao ate a parte de tras do ca1- canhar. Ao longo do reflexo da espinha estao os reflexos para a parte superior da co1una (regi6es cervical e do pesco<;o), ref7exos das regi6es central e toracica, re-f7exosda regiao inferior (Jombar) e ref7exos dos ossos sacros e do coccix(base da co/una). 0 tratamento come<;a na zona reflexa do alto da 2 0 reflexo da parte superior da coluna, a regiao cervical au 3 0 reflexo da regiao toracica (mediana) da coluna e do pesco~o, esta localizado ao encontrado ao longo do primeirocoluna e segue em progressao descendente ate a extremidade inferior. tango da face do dedao. ossa metatarsico (veja pag. 12) ate a linha da cintura. A face interior de cada pe e a1 regia a que corresponde as partesda co/una. A regiao da curva natu-ral do pe espellJa a forma da colunae assim as regi6es superior, medianae inferior da coluna, incluindosacra e caccix, podem serfacilmente "plotadas" aolongo da zona reflexa. Renexo da regiiio lorn bar (inferiol) da co/una 4 A regiao lombar (inferior) da coluna e representada desde a linha da cintura ao tango dos ossos 50 sacra e a c6ccix il base da coluna se localizam ao longo dos ossos do tars a , pouco antes da tarsianos (veja pag. 12), seguindo a parte posterior do calcanhar. 0 arcada 6ssea ao longo da face inte- reflexo ciatico - a nervo ciatico liar do pe e terminando num ponto propriamente dito - segue par am- aproximadamente no mesmo n(ve! bos os lados da perna e atravessa que 0 ossa do tornozelo. 0 ref/.exo a calcanhar como um estribo, da bexiga esw logo abaixo da regiao tornando esta regiao uma parte lombar, na face interior de cada pe. especialmente sens(vel do pe.
  17. 17. _~t.~T£.S DO SA.8~,__________ s_~ 9 __" _ REFLEXOLOGIA o peito OS REFLEXOS DA REGIAo do peito podem ser encontrados na sola do pe, na area compreendida entre 0 nivel da cintura escapular (grosseiramente a base dos dedos) e a zona do diafragma (ou cintura) , que se situa imediatamente abaixo da planta de cada pe. tire6ide e paratire6ide (veja 3 as reflexos das paratire6ides superiores sao eneantrados na 4a 05 reflexos do pulmao sao encontrados sobre a planta doA zona do peito no pe contem os seguintesreflexos: partes do sistema abaixo); as costelas e A zona do peito no pe e 0 esterno. borda superior da planta do pe, abaixo do dedao, em cada pe. pe. reflexo para 05 bronquios estende-se pela parte inferior darespirat6rio, incluindo traqueia, tambem 0 local dos pontos planta sob 0 dedao, na area dobronquios (passagens de ar) e reflexos para importantes o [)olegor trabalha pulmao - desde 0 reflexo dapulm6es; 0 coras:ao; 0 esOfago estruturas que levam ao sistema o reflexo do traqueia, que se encontra pr6ximo corafaO! no pc(caminho do alimento da boca digestivo e contem 0 nervo que esquerdo. ao limite da planta com 0 area doao estomago); as glandulas controla 0 diafragma. pe, da base do dedao ate perta da base da planta sob 0 dedao. 5a reflexo do esofago se sobrep6e ao da traqueia, mas se estende para baixo ate 0 nlve! do diafragma em ambos 05 pes. a reflexo do eara~ao e eneantrado apenas no /)e esquerdo, numa area1as As 4 pequenas glandulas parati- reflexos da glandula tire6ide estao na borda 2 re6ides influenciam 05 nlveis de logo acima do nlvel do diafragma.exterior da planta do pe, na base calcio e f6sforo no corpo. as reflexosdo dedao, em ambos 05 pes. das paratire6ides inferiores localizam- se na parte de baixo da borda inferior da planta do pe, abaixo do dedao.
  18. 18. · - . t-l.T F. S n () S-!IJ -,£.~1-E.S DO S<lj ~~ e~ Q--------- ~" ~ --~---------- o ABDOME o abdome A ZONA REFLEXA DO ABDOME fica entre os niveis do diafragma (logo abaixo da planta de cada pe) e a pelve (a linha entre os ossos do tornozelo que atravessa ope). Nes- sa zona estao as retJexos de partes do sistema digestivo, ineluindo a est6mago, ffgado, vesicula biliar e intestinos; partes do sistema urinario, ineluindo as rins e os canais dauretra (que drenam os rins); partes do sistema hormonal, ineluindoo pancreas e as g/andulas supra-renais; eo ba(:o. 3 0 ref/exo do ba<;oencontra-se apenas no pe esquerdo, e na 4 0 ref/exo do plexo solar fica lo- go abaixo do nlvel do diafragma borda exterior da area entre 0 em ambos os pes. 0 plexo solar e diafragma e a linha da cintura. 0 uma rede de nervos que se ramifica 0 reflexo do figado encontra-se ba<;o e responsavel por fi/trar as para todas as partes da cavidade 1 apenas no pe direito, na area toxinas e bacterias no sistema linfatico. E tambem produz abdominal; esses pontos ref/exos entre 0 diafragma e a linha da cin- sao massageados para aliviar 0 tura, numa forma triangular. 0 anticorpos. estresse, medo, raiva e nervosismo. reflexo da vesicula biliar encontra- se abaixo do reflexo do figado, logo acima da linha da cintL/ra. 0 reflexo do est6mago pode 5 0 ref/exo para 0 longo intes- tino delgado encontra-se em ambos os pes, abaixo da linha da 6 0 reflexo das glilndulas supra-renais fica logo acima 2 ser encontrado na area entre 0 cintura e acima da base do cal- canhar, e e con tornado pelo ref/e- da linha da cintura, no alto do ref/exo dos rins, em cada pe. diafragma e a linha da cintL/ra, e se sobrep6e ao reflexo do xo do intestino grosso, que come<;a pancreas. na borda exterior da sola do pe.

×