I encontro de professores de matemática da rede 6º ao 9º

2,492 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,492
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
37
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

I encontro de professores de matemática da rede 6º ao 9º

  1. 1. I ENCONTRO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA DA REDE MUNICIPAL NOÂMBITO DO PROGRAMA MATEMÁTICA VIVA
  2. 2. I ENCONTRO DE PROFESSORES DEMATEMÁTICA NO ÂMBITO DO PROGRAMA MATEMÁTICA VIVATema: O jogo como recurso didático noensino e aprendizagem da matemáticaLocal: DREsRealização: DEGE/DEF/DREs.Organização: Programa Matemática Viva/DEFColaboradores: Assessores do eixo 3 nas DREs.Objetivo Geral: Refletir sobre o ensino e aaprendizagem da matemática na Rede Municipal.
  3. 3. Objetivos Específicos:1. Enriquecer o diálogo técnico-pedagógico no ensinoda matemática na Rede Municipal de Manaus;2. Melhorar os índices de sucesso no ensino eaprendizagem da disciplina Matemática na RedeMunicipal de Manaus;3. Refletir sobre os resultados das avaliaçõesinstitucionais (Prova Brasil, OBEMEP) em relação aocomponente curricular Matemática.
  4. 4. O ensino e a aprendizagem da matemática devecontemplar o “quadrunvirato” Método Professor Aluno Conhecimento matemático
  5. 5. O aluno... • Não aprende com fome ou em um ambiente socialmente desequilibrado...  Tem sido cada vez menos responsabilizado por seu próprio aprendizado...  Tem se aproveitado da prática nefasta da “empurroterapia” desenvolvida pela gestão em busca de índices irreais...  Tem dificuldade de associar a Matemática com o seu cotidiano, por isso não liga para seu ensino ou aprendizado...
  6. 6. Antes de falarmos nas diferenças entre o professore o educador, falemos das igualdades...• Ambos têm as mesmas condições de trabalho;• Possuem a mesma formação mínima necessária;• Trabalham com um mesmo público que é o aluno.• Estão situados na mesma escola• Recebem o mesmo salário;
  7. 7. Diferenças...• O professor acredita que tem apenas a função de transmitir o seu conhecimento;• O educador é comprometido com a formação integral do ser humano e com a sua interação com a família e a sociedade;• O professor sai de casa para mais um dia de aula, o educador busca formas para promover a transformação do seu aluno;• O professor impõe seus ideais como centro do conhecimento,• O educador é um mediador da relação ensino- aprendizagem.
  8. 8. Como eu posso me tornar um EducadorMatemático?• Na transcendência da figura do professor para a figura do educador são necessários ingredientes como: humildade, discernimento, relacionamento, atitude e compromisso. Dessa forma, os educadores terão a formação necessária para o exercício não apenas de uma profissão, mas a realização de um ideal de vida.
  9. 9. 1. A Hora do Jogo Matemático devem acontecem em todas as turmas de Ensino Fundamental e devem fazer parte do planejamento mensal, a saber:• 1º ao 5º ano - 2 aulas semanais• 6º ao 9º ano - 1 aula semanal Resolução Nº09/2009-CME/MANAUS de 17.12.2009
  10. 10. O que o Programa Matemática Vivaoferece... Atividades lúdicas que mostrem a importância da Matemática na compreensão e resolução de problemas em nosso contexto social. O jogo como ferramenta didática para a melhora do ensino e da aprendizagem da matemática...
  11. 11. Uma possível alternativa...• O uso de Jogos no Ensino de Matemática pode ser considerado didaticamente como estratégia de ensino e também como “tendência” em Educação Matemática.• O jogo promove o desenvolvimento, porque está impregnado de aprendizagem. E isto ocorre porque os sujeitos, ao jogar, passam a lidar com regras que lhes permitem a compreensão de um conjunto de conhecimentos veiculados socialmente, permitindo-lhes novos elementos para aprender os conhecimentos futuros. (Moura, 2003, p. 79-80)
  12. 12. O que falam os teóricos sobre isso...• Autores como Borin (2007) e Macedo (2000) destacam que o jogo é um meio de diversão que acaba por motivar, desenvolver habilidades, estimular o raciocínio, a capacidade de compreensão dos conteúdos matemáticos e de outras áreas do conhecimento. Além disso, a sua utilização propicia ao educando compreender regras a serem utilizadas no processo de aquisição do conhecimento e assimilar conteúdos que até então pareciam totalmente abstratos.
  13. 13. O que o Programa Matemática Vivatem feito para contribuir com oprofessor na sua sala de aula...1. Distribuído o “CD” ou almanaque do Programacontendo sugestões metodológicas para oincremento das atividades ligadas ao ensino e aaprendizagem da matemática na sala de aula;2.Visitado as escolas, em todas as DREs, em buscado diálogo com os professores, visando oaperfeiçoamento do Programa, bem como colhendosugestões para sua “evolução natural”;
  14. 14. 3. Oferecendo semanalmente, por meio do Blog doPrograma, sugestões de jogos para o plenodesenvolvimento da “Hora do Jogo Matemático”;4. Oferecendo formação, por meio da DDPM, para odesenvolvimento do lúdico em consonância com osconteúdos nas aulas de matemática;5. Proporcionado encontros com os assessores doeixo 3, bem como com os Professores deMatemática do 1º ao 5º e do 6º ao 9º ano, para atroca de ideias e a colaboração no melhoramento doPrograma Matemática Viva.
  15. 15. Entre em contato...Blog do Programa:www.programamatematicaviva.blogspot.comTelefone do DEF:3632 2367Contatos do assessor do Programa:newtonsrgio@gmail.com8227 5408 ou 8828 1556
  16. 16. Giselle Souza 81559477giselleani@hotmail.com DRE IV

×