Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Escrita guiao

2,480 views

Published on

a partir de http://www.slideshare.net/designare/o-que-um-guio

Published in: Education

Escrita guiao

  1. 1. A partir da apresentação “O guião” disponível em http://www.slideshare.net/designare/o-que-um-guio
  2. 2. O que é um guião? Carlos Ceia e Ana Isabel Morais Texto escrito de um filme, que estabelece critérios que ajudarão o realizador e os actores sobre: • os diálogos; • a informação sobre os cenários; • os planos das personagens; • os ângulos das filmagens; • os movimentos da câmara; • e outras indicações técnicas. 1
  3. 3. O guião distingue-se do argumento porque este é anterior à concepção do guião e constitui apenas a matéria exclusivamente literária do filme. Quanto à sua elaboração, o guião deverá respeitar 3 qualidades essenciais:
  4. 4. O LOGOS, que corresponde à estrutura geral do guião. É a palavra, o discurso. O ETHOS, que corresponde ao significado moral da história. O PATHOS, o drama humano, a acção ou o conflito do quotidiano.
  5. 5. Para além disso, o guião obedece a uma construção lógica, que passa por 5 etapas: • A ideia, que despertará a motivação para se fazer algo a partir dela; • A palavra, ou enredo; • O argumento, ou o desenvolvimento da ideia, definindo personagens e localizando a história; • A estrutura, ou modo como vamos contar a história • O guião final, contendo emoções e conflitos de cada personagem.
  6. 6. O que é um guião ? João Nunes O Guião, argumento ou registo, passa por muitas mãos e para cada pessoa representa uma coisa completamente diferente. Para o seu autor, o guionista, o guião é uma obra literária, original ou adaptada, através da qual ele conta uma história, desenvolve personagens e relações, explora situações e conflitos, apresenta ideias, dando livre curso à sua imaginação e criatividade. 2
  7. 7. Afinal, o que é mesmo um guião ? Um documento escrito que identifica e descreve sequencialmente as cenas que compõem um filme e, dentro de cada cena, as acções e diálogos dos personagens perfeitamente identificados e os aspectos visíveis e audíveis que os condicionam, técnicos ou não.
  8. 8. O GUIÃO um exemplo prático … 2
  9. 9. 039 – EXT - RUA DO ARMAZÉM – DIA ALBERTO e FIRMINO, no exterior do armazém, preparam-se para entrar na mata. Ajeitam os apetrechos às costas. O guarda-livros e gerente da propriedade, GUERREIRO, sai do armazém. É um homem de 50 anos, magro e um pouco encurvado, vestido com sobriedade. Vem acompanhado por D. YáYá, 35 anos, a sua mulher. É a mesma que Alberto viu na janela da casa grande e a sua beleza é realmente admirável. Alberto olha para D. Yáyá. A mulher também repara nele. Com o seu fato, gravata e sapatos de verniz, o português destaca-se no meio dos restantes trabalhadores.
  10. 10. FIRMINO Esse aí é o sr. Guerreiro, o gerente aqui do seringal. A mulher é Dona Yáyá. ALBERTO É uma bela mulher, por sinal. FIRMINO É sim, mas não é para o nosso bico… (começando a andar) Vamos andando que a caminhada é longa. FIRMINO Tenha cuidado, moço. Aqui todas as mulheres têm dono. Alberto continua a acompanhar a senhora com o olhar.
  11. 11. Alberto, que tem um SACO DE SERAPILHEIRA às costas, e a MALA DE COURO numa das mãos, encara o trilho à sua frente: um caminho cujo começo mal se percebe, rasgando uma selva imponente, imenso, perigoso. Os dois homens iniciam a caminhada em direcção ao acampamento. CORTA PARA:
  12. 12. Quaisosingredientes deumguião?
  13. 13. Os componentes principais do guião A cena escolhida, que no guião tem o número 39 constitui uma pequena unidade de acção dramática, está organizada segundo uma determinada lógica e contém elementos característicos dos guiões: O CABEÇALHO A DESCRIÇÃO OS PERSONAGENS OS DIÁLOGOS PARÊNTESIS AS TRANSIÇÕES OUTRAS INDICAÇÕES
  14. 14. O CABEÇALHO -EXT, trata-se de uma cena de exterior -RUA DO ARMAZÉM que decorre num determinado local -DIA e que se passa-se numa certa altura
  15. 15. A DESCRIÇÃO • É a descrição da situação e das acções dos personagens envolvidos na cena. Pode ocupar um ou vários parágrafos e deve ser o mais clara possível, mas também envolvente. • Estas descrições devem limitar-se ao que é possível ver e ouvir. • Devemos evitar descrições do que vai na cabeça dos personagens.
  16. 16. AS PERSONAGENS • São definidas pelo que fazem e dizem, não pelo que pensam, imaginam, sonham ou temem. • Quando uma personagem aparece pela primeira vez num guião, deve ser acompanhada de uma breve descrição das suas características. • O nome das personagens aparece sempre em maiúsculas e destacada antes das suas falas.
  17. 17. OS DIÁLOGOS • Inscrevem-se no guião, destacando o nome do personagem num parágrafo à parte, mais recuado e em maiúsculas, seguido por um bloco de texto com a sua fala . • Os diálogos podem suceder-se, intercalando um personagem com outro, ou podem ser interrompidos por novos parágrafos de descrição da acção
  18. 18. PARÊNTESIS • A fala de um personagem também pode ser antecedida por (ou intercalada com) comentários entre parênteses, por exemplo (começando a andar). • Estes devem ser usados com moderação e só quando não haja outra maneira de passar a informação.
  19. 19. TRANSIÇÕES • São instruções escritas em maiúsculas, no fim ou no início da cena, onde se indica a forma de passar para a cena seguinte, ou que se vem de outra cena, por exemplo: CORTA PARA, DISSOLVE, FADE OUT ou FADE IN.
  20. 20. OUTRAS INDICAÇÕES • No exemplo, algumas palavras aparecem em maiúsculas (SACO DE SERAPILHEIRA e MALA DE COURO), São indicações destinadas a chamar a atenção do leitor e dos técnicos da equipa de produção, para elementos importantes na cena. • Hoje considera-se desnecessário dar indicações sobre movimentos de câmara ou zooms, por serem opções do realizador e do director de fotografia.
  21. 21. OUTROS ELEMENTOS • Há ainda outros elementos que devem encontrar- se no guião, tais como: FONTE do texto Courier 12 ou Courier New 12 Não se utilizam itálicos nem negritos. FORMATO do papel formato normalizado A4.
  22. 22. CAPA O título a 3/8 da página, centrado e em baixo as indicações de copyright e data. ÚLTIMA PÁGINA Depois da última linha do guião, inscreve-se o termo FADE OUT, seguido de dois enters e a palavra FIM, ou O Fim, centrado na página.
  23. 23. The end Imagens disponíveis em www.rgbstock.com

×