Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Moral e ética

41,595 views

Published on

Moral e ética

  1. 1. MORAL E ÉTICAFILOSOFIAPROFª MARCELA
  2. 2. ETIMOLOGIA Ética vem do grego “ethos” que significa modo de ser Moral tem sua origem no latim, que vem de “mores”, significando costumes.
  3. 3. DIFERENÇA ENTRE MORAL E ÉTICA Ética tem a ver com o "bom": é o conjunto de valores que apontam qual é a vida boa na concepção de um indivíduo ou de uma comunidade. Moral tem a ver com o "justo": é o conjunto de regras que fixam condições eqüitativas de convivência com respeito e liberdade.
  4. 4.  No terreno da ética estão as noções de felicidade, de caráter e de virtudes. As decisões de qual propósito dá sentido à minha vida, que tipo de pessoa eu sou e quero vir a ser e qual a melhor maneira de confrontar situações de medo, de escassez, de solidão, de arrependimento etc. são todas decisões éticas.
  5. 5.  No terreno da moral estão as noções de justiça, ação, intenção, responsabilidade, respeito, limites, dever e punição. A moral tem tudo a ver com a questão do exercício do direito de um até os limites que não violem os direitos do outro.
  6. 6.  Diferença entre a moral e a ética? A moral: o Prático imediato o histórico o relativo o restrito A ética: o Reflexão filosófica sobre a moral o Procura justificar a moral o O seu objeto é o que guia a ação o O objetivo é guiar e orientar racionalmente a vida humana
  7. 7. PROGRESSO MORAL Ampliação da esfera moral: certos atos que antes eram garantido por força legal (direito), por constrangimento social (costumes) ou por imposição religiosa, passam a ser cumpridos como obrigação moral. Caráter consciente e livre da ação: a responsabilidade moral está na exigência de um compromisso livremente assumido. Responsável é a pessoa que reconhece seus atos como resultantes da vontade e responde pelas consequências deles.
  8. 8.  Grau de articulação entre os interesses coletivos e pessoais:É importante que o desenvolvimento de cada um não seja feito à revelia do desenvolvimento dos demais.
  9. 9. QUESTÃO PARA REFLEXÃO“ Basta um quase-nada, um não-sei-que para que o ato de generosidade se revele como um cálculo sórdido. Se sou generoso para que louvem minha generosidade, se amo para que me amem, meus atos não possuem mais verdade”. (Descamps)De acordo com o pensamento acima, em que consistiria a generosidade verdadeira?

×