Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Instrumentos para Restaurações em Amálgama

59,036 views

Published on

Instrumentos para Restaurações em Amálgama

Published in: Education
  • DOWNLOAD THIS BOOKS INTO AVAILABLE FORMAT (Unlimited) ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... Download Full EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... ACCESS WEBSITE for All Ebooks ......................................................................................................................... Download Full PDF EBOOK here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... Download EPUB Ebook here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... Download doc Ebook here { https://tinyurl.com/y6a5rkg5 } ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... ......................................................................................................................... .............. Browse by Genre Available eBooks ......................................................................................................................... Art, Biography, Business, Chick Lit, Children's, Christian, Classics, Comics, Contemporary, Cookbooks, Crime, Ebooks, Fantasy, Fiction, Graphic Novels, Historical Fiction, History, Horror, Humor And Comedy, Manga, Memoir, Music, Mystery, Non Fiction, Paranormal, Philosophy, Poetry, Psychology, Religion, Romance, Science, Science Fiction, Self Help, Suspense, Spirituality, Sports, Thriller, Travel, Young Adult,
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Excelente !
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Perfeito! Bem explicativo.
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

Instrumentos para Restaurações em Amálgama

  1. 1. Prof. Ms. Guilherme TerraDisciplina de Dentística Operatória BásicaINSTRUMENTOS PARARESTAURAÇÕES EM AMÁLGAMA
  2. 2. Porta amálgama Após a trituração, o amálgama é colocado em um recipiente que facilita a sua preensão (Pote Dappen). Intrumento que pode ser de metal ou plástico.
  3. 3. Porta amálgama Com o porta amálgama abastecido, deposita-se uma pequena porção do material no interior da cavidade.
  4. 4. Condensadores Adaptar o material à cavidade; Remover o excesso de mercúrio; Tornar a massa mais densa; Realizada com os condensadores de Ward, Black ou Hollemback.
  5. 5. Condensadores O amálgama deve, sempre ser condensado contra as paredes e os ângulos;
  6. 6. Esculpidores Deve ser iniciada quando o amálgama possuir consistência apropriada. O amálgama deve oferecer resistência ao instrumento de escultura.
  7. 7. Esculpidores Primeiramente remove-se os excessos mais grosseiros com a espátula de Hollemback nº 3.
  8. 8. Esculpidores Para a reconstrução da anatomia dental pode-se usar o Hollemback 3S ou o instrumento de Frahm. Com a sonda exploradora determina- se a altura da crista Marginal.
  9. 9. Brunidores Após a condensação e remoção do excesso do material deve-se proceder a brunidura pré- escultura. Movimentos circulares e rápidos.
  10. 10. Brunidores A escolha do brunidor a ser utilizado vai depender da anatomia da superfície oclusal. Os principais instrumentos utilizados para a realização da brunidura são: condensador de Hollemback nº 6, o brunidor de Bennett nº 33 e o “brunidor ovo de pata”
  11. 11. Brunidura pós escultura Após o término da escultura, remove-se os excessos com uma bolinha de algodão umedecida. Inicia-se, então, uma cuidadosa brunidura.
  12. 12. Vantagens da Brunidura Proporcionam uma superfície mais lisa.  Facilitam o polimento.  Reduzem a porosidade nas margens. Melhora o vedamento marginal.  Reduzem a infiltração marginal.
  13. 13. Vantagens da Brunidura Aumenta a dureza das margens da restauração. Aflora o mercúrio em excesso.  Reduz o conteúdo de mercúrio na superfície.  Reduz a emissão de vapores do mercúrio residual.
  14. 14. Acabamento e Polimento Deve-se aguardar 48 horas após a finalização da restauração. Idealmente deve ser realizado com isolamento absoluto. Reduz o depósito de placa e prolonga a vida da restauração. Corrigi discrepâncias marginais e melhora o contorno.
  15. 15. Acabamento O acabamento é realizado com fresas multilaminadas em baixa rotação. O formato da fresa deve ser selecionado de acordo com o detalhe anatômico da superfície.
  16. 16. Acabamento O acabamento das superfícies proximais é realizado com tiras de lixa de aço.
  17. 17. Polimento O polimento inicial é realizado com pontas de borracha abrasiva. Podem ser encontradas em duas formas  Taça.  Pêra. Três granulações decrescentes  Marron (mais abrasiva).  Verde.  Azul.
  18. 18. Polimento Entre a aplicação destas pontas, deve-se realizar uma limpeza da superfície com bolinhas de algodão.  Prevenir riscos na restauração.
  19. 19. Polimento Aplica-se um abrasivo com escova Robinson plana ou em forma de pincel.  Abrasivos  Pastas especialmente para este fim.  Pedra pomes e água.  Óxido de zinco e álcool.
  20. 20. Sequência clínica Isolamento do campo operatório; Adaptação do porta matriz (Classe II); Trituração do amálgama; O amálgama deve ser colocado num pote Dapen de vidro; Acomodar o material e condensar primeiro nas proximais (Classe II);
  21. 21. Sequência clínica Condensar contra as paredes e ângulos;
  22. 22. Sequência clínica Brunir com movimentos circulares e rápidos; Delimitar a crista marginal com explorador (Classe II);
  23. 23. Sequência clínica Esculpir com o Hollemback apoiando a ponta ativa do instrumento em dente, seguindo a inclinação das vertentes; Aguardar a cristalização inicial; Brunimento pós-escultura.
  24. 24. Sequência clínica Brunimento pós- escultura.

×