Aspectos Do Brasil 1º Ma

1,768 views

Published on

Published in: Education, Travel, Business
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Eu, Gilio Tuão Lorencini, aluno do 1ºMA, irei comentar a Frase 35 da aluna Fernanda Rangel.
    A natureza brasileira é muito diversa. Possuímos um grande potencial hidrográfico, uma fauna e flora rica. Mas em contraste a tamanho esplendor, há o horror da degradação, onde nós, seres humanos, desmatamos, queimamos, poluímos, enfim, assassinamos a nossa biodiversidade. O preocupante é que o meio ambiente é como uma teia, tudo está interligado, se destruímos pontos importantes desse conjunto, todos serão afetados.
    Portanto, salve a natureza enquanto há tempo!
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,768
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
139
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aspectos Do Brasil 1º Ma

  1. 1. ATIVIDADE DOS ALUNOS DO COLÉGIO JESUS CRISTO REI - 1º MA
  2. 2. FRASE 2 O processo de expulsão dos camponeses liberou mão-de-obra nas áreas urbanas. Mas nem sempre essa mão-de-obra era sinônimo de trabalho livre. As condições dos trabalhadores eram subumanas, que fazia o trabalho durar em torno de 16 horas diárias e quase sempre tinham mão-de-obra feminina e infantil, que era mais barato. No inicio do fenômeno de urbanização, que inicialmente passava a idéia de liberdade, passou a se associar com miséria
  3. 3. <ul><li>EXPLICAÇÃO </li></ul><ul><li>A urbanização abriu as portas para o trabalho assalariado, mas nem sempre essa mão-de-obra assalariada era diferente da escravidão. Porque quando os camponeses saiam da zona rural para o trabalho urbano eram submetidos a condições impróprias e irregulares. </li></ul>
  4. 5. A urbanização do país é diretamente associado a população que vive nas cidades como consequência do êxodo rural. Se o local estiver um bom tempo econômico, os migrantes que saíram do interior e vieram a cidade, essas pessoas poderão arrumar um bom trabalho e conseguir ter uma melhor qualidade de vida. Mas se o local estiver em uma época ruim, com pouca economia e pouco desenvolvimento, essas pessoas não terão onde trabalhar levando seu desemprego e uma situação precária. a partir do século XX,quando a industrialização se espalhou pelo mundo a urbanização cresceu aceleradamente. Na década de 60 a pessoas que habitavam em cidades eram 1/3, nos dias de hoje a metade da população mundial vive nas cidades. Em 2030 já se tem estimativa de que acontecerá uma mega lotação de pessoas nas cidades em muitos países podendo ocorrer que mais ou menos 60% da população mundial viverá nas cidades.
  5. 6. O século XX, foi um século da industrialização mundial. As cidades estavam trazendo mais lucro que o campo, isso levou as pessoas que moravam no interior migrasse para as cidades, começou um grande êxodo rural, o que traz agora uma super lotação nas cidades, o que trouxe grande quantidade de pessoas com situações precárias.
  6. 8. Frase 4 A característica das cidades de grande porte mundial mudarem suas características, a maioria das cidades de grande porte no século XX( inicio) eram de países desenvolvidos com economias industriais avançadas, setores qualificados e uma população de alto padrão. No final do século XX as cidades dos paises subdesenvolvidos, com economia dependente e sujeitos a crise passaram a ter as cidades com maior população. Exemplo são: Xangai, Bombaim e São Paulo, que em 20/5 serão três das maiores cidades do mundo.
  7. 9. Comentário <ul><li>As cidades foram mudando e as de grande portes eram dos paises desenvolvidos com economias industriais avançadas, setores qualificados e uma população de alto padrão. No fim do século XX os paises subdesenvolvidos começaram a ter cidades com maiores populações, que ainda hoje são as três das maiores cidades do mundo. Exemplo:Xangai, Bombaim e São Paulo. </li></ul>
  8. 11. FRASE 5 <ul><li>Num futuro a tendência dos países subdesenvolvidos terem a maioria das metrópoles, podendo ocausionar uma macrocefalia e problemas infro-estrutural. </li></ul>
  9. 12. <ul><li>Num futuro não muito distante, as metrópoles começarão a se localizar nos países subdesenvolvidos, pelo fato do aumento da população mundial e também que estes continuarão a atrair imigrantes na maior parte vindo do campo expulsos de suas terras e que não conseguiram trabalho no meio urbano de seus países, contudo o resultado será o “inchaço urbano”, conhecido também de macrocefalia urbana, muito dessas pessoas são poucas qualificadas. Os problemas estruturais que esses países começarão a sofrer, serão pelo acomodamento destas pessoas e também haverão aquelas que não conseguirão trabalho e passarão a trabalhar em áreas informais como “trabalhadores de rua (camelôs)” e “lavadores de carros”, além de passarem a maior em áreas irregulares, ou podendo até viver nas ruas sobrevivendo de esmolas e de doações. </li></ul>
  10. 14. A urbanização tornou-se complexa nas últimas décadas,fato ocorrido devido a irregularidade de distribuição populacional pela superfície terrestre,surgindo desta maneira regiões altamente urbanizadas,como por exemplo a América Latina,América do Norte,Japão e o Caribe,onde ¾ da população reside nas metrópoles.Outro fato decorrente desta acelerada urbanização é o surgimento de megacidades,que crescerá de 19 para 23 até o ano de 2015.
  11. 15. Comentário <ul><li>Com o crescimento populacional mundial descontrolado,houve desigualdades na distribuição da mesma,sendo que há regiões onde a população urbana passe dos 75% e regiões onde este índice não ultrapasse os 25%.As megacidades estão localizadas nas regiões altamente urbanizadas,que são a Ásia e o continente americano. </li></ul>
  12. 17. Getúlio Vargas chega à presidência do Brasil no momento que os representantes políticos perdem o poder. O controle político dessas oligarquias agrárias permitiu que Vargas iniciasse um amplo programa de investimentos industriais, calcado no nacionalismo e na centralização política do Estado brasileiro. Assim o surto da urbanização brasileira tem início,pois seu aumento está diretamente relacionado ao índice de industrialização do país,sendo assim em qualquer outro lugar do mundo,por as indústrias transformarem o Espaço físico.
  13. 18. COMENTÁRIO <ul><li>Com esse processo de industrialização, comandado por Vargas primeiramente, o Brasil teve um surto de urbanização e um grande êxodo rural, o que gerou o alto índice de favelização e pobreza nos grandes centros industriais brasileiros. </li></ul><ul><li>Quanto maior o índice de industrialização, maior o índice do aumento deda urbanização (ou seja, é um processo simultâneo), devido ao fato de que as indústrias trazem o “desenvolvimento” e que por sua vez traz o aumento da urbanização e que se não for bem planejado (como é o caso do Brasil) pode trazer mais malefícios do que benefícios. </li></ul>
  14. 20. Desde a presidência de Vargas, o Brasil já sofria grandes contrastes entre o campo e a cidade. Um exemplo disso é a legislação trabalhista, que foi implementada como uma modernização ocorrida na cidade, e não no campo. De um lado estaria a área urbana, onde a sua principal característica era a modernização de todos os aspectos do país. E de outro lado, a área rural, que continuava sendo comandada pelos grandes proprietários de terras. Dessa forma, a partir da década de 1940, a maior parte da população brasileira preferia migrar para as cidades, ocorrendo o chamado êxodo rural.
  15. 21. De acordo com a frase anterior, a cidade e o campo são um dos maiores contrastes brasileiros, e isso é observado há muito tempo atrás, quando Getúlio Vargas ainda governava o Brasil e fazia mudanças na sociedade, principalmente na cidade. Algumas leis foram criadas para atender aos profissionais urbanos e não para atender aos rurais como, por exemplo, a Lei Trabalhista. Esse contraste entre a área urbana e a área rural, a partir de 1940, ia aumentando cada vez mais. O espaço brasileiro se dividia, portanto, em duas realidades: Uma marcada por um alto índice de modernização, onde criaram-se leis e garantias ao trabalhador, industrialização, aumento do uso da tecnologia. A outra estava marcada pelas grandes propriedades rurais, como os latifúndios e continuava a existir pobreza, exclusão e poder maior. Com todos esses aspectos, percebe-se que a maioria da população iria preferir viver nas cidades e não no campo. Isso gerou, no Brasil, o êxodo rural.
  16. 23. Frase 10 A industrialização e a Urbanização são processos simultâneos, pois como acontecera e ainda acontece atualmente, pessoas saem de suas casas em busca de uma melhor condição de vida em um determinado lugar onde as oferecem essas condições.
  17. 24. Comentário <ul><li>As pessoas querem sempre melhorar suas condições de vida e para que isso aconteça, elas se mudam para locais que as ofereçam essas condições, normalmente perto de indústrias onde a oferta de trabalho é maior. Então, enquanto houver o crescimento de indústrias, haverá também o crescimento das cidades pelo fato disso ocorrer. </li></ul>
  18. 25. Imagem
  19. 26. O comportamento da taxa de urbanização no Brasil, pode ser vista com dois destaques para importantes momentos onde ouve um rápido processo de industrialização que foi na década de 1950 e na década de 1970. Em 1950, a urbanização da população brasileira oscilava em torno de 36,16% da população total, já em 1970, este índice havia passado para 56,8%.
  20. 27. Comentário <ul><li>No Brasil a taxa de urbanização foi vista com dois destaques o primeiro em 1950 que foi o período em que o Brasil foi presidido por Vargas e Juscelino Kubitschek e o segundo foi em 1970 que foi marcada pela ditadura militar. Em 1970 foi a década que mais cresceu a taxa de urbanização. </li></ul>
  21. 29. No Brasil existem milhares de cidades que apresentam diferentes níveis de polarização e, a partir disso, o IBGE estabeleceu uma hierarquia assim:metrópoles globais,metrópoles nacionais,metrópoles regionais, centros regionais e centros locais.Todos esses níveis, no modelo real de relação entre eles são ligados a metrópole completa.
  22. 30. <ul><li>As cidades,centros ou regiões são classificadas de acordo com seu nível de desenvolvimento,e a influência que exercem sobre outras.Caracterizadas pela heterogênea distribuição de postos de trabalho,renda e qualidade de vida.Nesses pólos encontram se dinâmicos fluxos da economia de informação e aspectos técnicos científicos, cada qual caracterizado pela área de abrangência: local,regional,nacional e global. </li></ul>
  23. 31. Contraste da distribuição de recursos, tornado a primeira centro desenvolvido em relação a segunda.
  24. 32. As cidades globais são aquelas capazes de superar o processo de desindustrialização e degradação, são ‘pontos nodais’ de relação entra a economia global e a nacional, o que explica o esforço verificado para rotulas toda grande cidade de global. É importante observar que a conceituação das ‘cidades-globais’ se desenvolveu em um período histórico (a partir da década de 70) em que os impactos espaciais da ‘revolução da informática’ e da reestruturação produtiva nos países industrializados são bastante significativos.
  25. 33. As cidades globais estão cada vez mais comuns na realidade brasileira. Elas são pontos referenciais para as demais cidades pela sua “força de atração” de pessoas, e também, por seu alto desenvolvimento tecnológico, econômico e político. Também é importante ressaltar que as cidades globais não surgiram a muito tempo, são bem recentes, e por isso, ainda tem muito a melhorar.
  26. 36. De acordo com a frase, percebe-se que existe simultaneidade entre o processo de urbanização e a grande concentração de população em suas metrópoles. Pois a população vai sempre a procura de melhores condições, como urbanização, tecnologia, e infra-estrutura. Sendo que, em questão da produção de riquezas no Brasil, tem ajudado as cidades médias a se desenvolverem, já que são as que mais tem crescido, pois as empresas procuram no “interior” a proximidade do acesso a matéria-prima, do mercado e mão-de-obra especializada. Assim, continua acentuando uma das características do processo de urbanização que é a concentração populacional, um processo histórico. <ul><li>COMENTÁRIO </li></ul>
  27. 37. Urbanização e a concentração populacional em suas metrópoles São Paulo
  28. 38. <ul><li>“ Cidades Médias tem maior crescimento econômico do país” </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>As cidades de tamanho médio vêm desenvolvendo a economia brasileira. “É considerada cidade média os municípios com população maior do que 10mil e menos do que 500 mil habitantes. Elas superam as demais em crescimento do PIB, do PIB per capita e demográfico. Estas, portanto estão crescendo mais em relação às grandes e pequenas. É maior também o crescimento de serviços em detrimento da atividade agropecuária. A maioria dos 236 municípios nessa faixa está sobre tudo na região Sudeste, alta concentração no estado de São Paulo. Essas cidades podem ser destacadas de acordo com sua função no sistema nacional urbano.” Segundo dados feitos por Ipea. Diana Motta as caracteriza por construir “elos de integração regional”, podendo ser de três tipos: </li></ul><ul><li>As que gravitam entorno de regiões metropolitanas; </li></ul><ul><li>As que centralizam uma aglomeração de cidades menores; </li></ul><ul><li>As isoladas. </li></ul>
  29. 39. Muitas dessas cidades não significam necessariamente interiorização. Para José Roriz, as empresas procuram no interior proximidade do acesso á matéria- prima e mão-de-obra especializada. Além disso, “elas saem buscando vantagens fiscais.”fiscais.”
  30. 40. <ul><li>Comentário </li></ul><ul><li>Os novos dados do crescimento urbano no Brasil mostram que as maiores taxas de crescimento estão agora com as chamadas cidades média e não mais com as grandes metrópoles. As indústrias estão se desconcentrando das cidades grandes e indo para as médias, resultando assim um maior desenvolvimento econômico em relação as outras. Como podemos observar hoje um dos grandes motivos de São Paulo ser um Estado tão industrializado, localizado em si as maiores indústrias do país. </li></ul>
  31. 42. Processo de conurbação fenômeno que ocorre na expansão territorial das cidades: acontecimento em determinadas regiões do Brasil que certo modo pode favorecer muito ao Brasil.
  32. 43. Comentário: <ul><li>A minha frase retrata bem como é necessário o processo de conurbação no Brasil que vem ocorrendo em varias cidades brasileiras ajudando no desenvolvimento do país. </li></ul><ul><li>Esse processo ajuda muito no comércio livre entre cidades de mesma região sendo assim a ocorrência do desenvolvimento nessas cidades. Desse modo o Brasil ganha com isso pode se tornar menos desigual, porém pode haver momentos em que acidade cresce tanto que acaba chegando a seu limite territorial. </li></ul>
  33. 44. Imagem:
  34. 45. No Brasil, foram instituídas em 1973 algumas regiões metropolitanas como Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Salvador, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Fortaleza e Belém. Porém esse número aumentou na década de 1990 com as transformações socioeconômicas e mudanças em critérios internacionais.
  35. 46. Regiões Metropolitanas é uma espécie de conjunto municípios vizinhos que dividem suas estruturas socioeconômicas, com a cidade central,que possuem infra-estrutura e que também possuem problemas sociais iguais. As mudanças de critérios internacionais levarão á expansão do número de regiões metropolitanas de 9 para 22, hoje em dia existem cerca de 33 regiões metropolitanas. As primeiras regiões metropolitanas do Brasil foram instituídas em 1973.
  36. 48. Frase 21 Tecnopolos  Em geral são cidades onde se desenvolve o que pode ser chamado de “tecnologia de ponta”, isto é o produto principal é constituído por inovações tecnológicas, principalmente nas áreas de semicondutores, biotecnologia, informática, robótica, e telecomunicações. Enfim são grandes centros de produção e inovação tecnológica e que devido a esse fator, situam-se em geral fora dos principais centros industriais tradicionais, e próximos às metrópoles mundiais. Juntamente aos tecnopolos são encontrados grandes centros universitários, institutos de pesquisa e excelentes redes de transporte e comunicações.
  37. 49. Comentário A Frase 21 que fala sobre tecnopolos deu a entender que, tecnopolos pode ser caracterizado como cidades onde se desenvolve tecnologias avançadas, onde o produto principal é constituído por inovações tecnológicas, são cidades que possuem institutos de pesquisas, grandes centros universitários e excelentes redes de transporte e comunicação, em geral são cidades avançadas tecnologicamente e onde se investe em pesquisas, informática, robótica, transporte e comunicação.
  38. 51. O crescimento populacional das cidades consideradas de porte médio, no Brasil, se fez constante a partir da década de 1980. Isso, devido à interiorização do crescimento econômico, causada pela desconcentração industrial. E as indústrias estão se deslocando para essas cidades pelos baixos custos de diversos fatores, além dos benefícios fiscais encontrados nelas, o que também vem ajudando para que esse crescimento continue. Frase 22
  39. 52. A desconcentração industrial, como o próprio nome diz, foi um processo que espalhou as indústrias, antes concentradas nos grandes pólos. Com a chegada das indústrias no interior as cidades de porte médio passaram por um crescimento econômico, ou seja, começaram a ganhar dinheiro com elas e, por isso, também tiveram um enriquecimento nos seus “recursos de vida”, por terem mais a investir neles. E toda essa reação em cadeia foi o que aumentou a população desses lugares, já que se criaram empregos disponíveis pelas indústrias necessitarem de mão-de-obra e recursos com baixos custos, o que atrai a maioria das pessoas. Esse crescimento da população nas cidades de porte médio não ficou restrito a esse período seguinte a desconcentração industrial, pelo contrário, continua, pois os baixos custos de vida das pessoas nessas cidades influenciam em menores custos de mão-de-obra, além do fato de já possuírem sistemas de transportes e comunicações tão bons como das cidades grandes devido a todo o crescimento por qual passaram, e sem contar com os benefícios fiscais devido a menor burocracia que as cidades grandes. E esses fatores são o que fazem as indústrias continuarem a ser atraídas para esses centros.
  40. 53. Charge: O Crescimento Populacional das Cidades de Porte Médio
  41. 55. <ul><li>Comentário </li></ul><ul><li>As grandes metrópoles subdesenvolvidas, atualmente, passam por vários problemas já comuns. Esses problemas como o do desemprego, principalmente agora que as indústrias estão se modernizando e usando novas tecnologias, associada com a flexibilização do trabalho, estão tirando pessoas do mercado de trabalho. Essas pessoas não reabsorvidas acabam virando “flanelinhas”, guardadores de carros, vendedores ambulantes e muitos outros. Esses variados tipos de trabalho acabam sendo o jeito que essas pessoas encontraram para sobreviver nas metrópoles subdesenvolvidas. </li></ul>
  42. 57. A especulação imobiliária está considerada ao valor de uso e ao valor de troca dos terrenos. Esse valor de uso corresponde à satisfação das necessidades básicas do ser humano. No Brasil a ocupação urbana ocorreu pela especulação imobiliária, e não pela ação do Estado. Com isso, a população menos favorecida foi expandida para áreas mais distantes, assim surgindo às favelas e periferias as que normalmente sofrem pela ma infra-estrutura.
  43. 58. Comentário da Frase 24 <ul><li>Na frase 24 aborda sobre a carência habitacional dos seres humanos, e especulação imobiliária brasileira. </li></ul><ul><li>Nesses setores apresentados percebemos que a moradia é uma prioridade para todo humano seja ele qual for sua classe social. Porém percebemos que essa chamada prioridade está se limitando, pois a terra tem certa capacidade de exploração sendo impossível construir duas casas no mesmo lugar, a não ser construindo condomínios e edifícios, facilitando e aumentando as moradias. </li></ul>
  44. 59. Imagem
  45. 60. O fator favelização ocorre quando há um aumento exagerado da população pobre de áreas urbanas. Essa população aumenta cerca de 2,2% ao ano. Mesmo este fator sendo realidade, a ONU alerta que os governos podem ignorá-lo. Foi estimado para 2020 a participação de 1,4 bilhões de habitantes em todas as favelas do mundo, praticamente a mesma população da China de hoje. A vida na favela não é melhor do que nas áreas rurais, dependendo do local situado pode até ser pior, devido ao alto índice, de violência. Até 2020, o Brasil terá 55 milhões de pessoas vivendo em favelas, o equivalente a 25% da população do país, sendo este dado resultado da grande desigualdade, que ocorre principalmente em estados com São Paulo e Rio de Janeiro. Esses estados são os megalópoles do Brasil, isto é, locais que tem grande parte de seus habitantes em situação periférica, na pobreza, onde esta por sua vez é obrigada a acompanhar o enriquecimento, jamais visto por ela, da menor parte dessa população, que é beneficiaria da globalização da economia mundial. Em se relatório sobre o assunto da favelização, a ONU afirma que “as favelas não são apenas uma manifestação de moradores de baixo nível, elas são também um sintoma de sociedades urbanas disfuncionais, em que as desigualdades não apenas são toleradas, como proferiram livremente.
  46. 61. Comentário <ul><li>O assunto abordado na frase de nº 25 é bem complexo, e esta associado a todo o mundo. Pois é dificílimo achar um país sem favelas. Lógico que em países ricos e desenvolvidos como os EUA as favelas não são tão mal situadas e ‘excluídas’ como de um país subdesenvolvido, exemplo, Brasil. </li></ul><ul><li>O assunto favelização, no meu ponto de vista, esta totalmente ligado a desigualdade , de diversas maneiras. Para uns as favelas são apenas bairros pobres, já para outros, como eu, as favelas definitivamente um problema, pois onde há favelização, concerteza houve ou ainda há o fator desigualdade, sem contar a violência, que é tamanha. De certo modo as favelas retardam o país. Em estados com SP e RJ, que são os mais populosos e desenvolvidos do país, a favelização é comum, e a violência e a desigualdade rolam soltas. São em lugares como esses que o governo, junto com as forças armadas devem elaborar estratégias para diminuir com a favelização e suas consequências. Pois os números aumentam cada vez mais, e se continuar assim vai chegar uma hora que vai ser quase impossível acabar com as favelas. </li></ul>
  47. 62. Centros urbanos brasileiros que mais sofrem com o processo de favelização. Favelas mais populosas do mundo.
  48. 63. FRASE 26 <ul><li>Ao desenvolvimento econômico de um país estão ligados vários fatores, dentre eles o transporte. A partir do momento em que se tem em vista o nível dos transportes de um país, nota-se a importância econômica que ele exerce. Por exemplo, se a rede de transportes for do tipo desenvolvida, ela permitirá uma maior circulação de pessoas e mercadorias, gerando assim, certo lucro para o país. Por outro lado, se as condições da rede de transportes forem precárias (pouco eficiente) iriam dificultar as passagens de objetos lucrativos e naturalmente isso iria causar um desfalque na economia daquele país. </li></ul>
  49. 64. COMENTÁRIO <ul><li>Quando se trata de economia mundial, os aspectos mais lembrados são sempre recursos minerais, produtos agrícolas e diversos tipos de indústria. Porém o transporte é um dos mais importantes de todos esses aspectos que fazem crescer as finanças. Bom, a importância do transporte é referida pelo seguinte fato: O transporte proporciona a circulação de pessoas e de mercadorias, a partir daí gera renda para o país. Diante disso se analisa o nível da rede de transportes de cada país Quando a rede de transporte tem uma boa estrutura, ela irá proporcionar maior lucro, mas se a rede de transportes for precária, o país que a abriga irá sofrer desfalques consideráveis na economia. </li></ul>
  50. 66. O meio de transporte ferroviário iniciou-se no Brasil no século XIX, e associou-se a agricultura do café, por esta que a ferrovia ganhou importância principalmente na região do atual estado de São Paulo. Até os dias de atuais elas mantêm-se com característica antigas, em geral foram e são construídas interligando a região ao porto e não se interligando a outras linhas. As linhas de trem no Brasil são em suas maiorias ligadas a grandes em presas (Vitória-Minas e Carajás) que pertence a empresa Vale. FRASE 27: Transporte Ferroviário
  51. 67. Instalou-se no Brasil em meados do século XIX o meio de transporte ferroviário ,no qual associou-se na agricultura cafeeira dando mais importância no atual estado de São Paulo, suas origens são as mesmas que de anos atrás, suas linhas são construídas interligando as empresas Vitória, Minas e Carajás que pertence a Vale. Em 1996 sob controle da Rede Ferroviária Nacional as ferrovias brasileiras foram privatizadas. Comentário
  52. 68.     nossa primeira locomotiva (que utilizava bitola de 1,676m). Grosta Funda, Serra Vermalha . Estrada de Ferro do Corcovado . Segunda Locomotiva
  53. 69. Frase 28 As rodovias constituem hoje o principal meio de transporte e movimentação de carga no país,fazendo parte hoje de 60,5% de toda malha de transportes no Brasil.Atualmente a maioria das rodovias sofrem com inúmeros problemas,isso afeta diretamente os trabalhadores que utilizam este meio de transporte.Problemas como: Roubo de Cargas,falta de infra-estrutura entre outros.A Porcentagem da má condição da malha federal é de 46,4% superior as de boas e regulares condições.
  54. 70. Comentário A frase fala sobre o mais usado meio de transporte no Brasil,as rodovias,.Que são hoje o principal meio de entrada e saída de carga e deslocamento de pessoas no país,que apesar de ágil,é caro e caótico,apresentando muitos problemas e frustrações. Hoje a maioria das rodovias tem manutenção precária e falta de Infra-estrutura.
  55. 71. MAPA
  56. 72. FRASE 29 – Transporte Hidroviário <ul><li>O transporte hidroviário é o que apresenta menores custos, desde que existem condições ideais e favoráveis e sua implantação, como rios navegáveis, relevo mais ou menos plano e condições de navegabilidade nos rios. O Brasil possui cerca de 42.000 km de rios navegáveis, localizados, sobretudo, na região Norte. </li></ul><ul><li>Tem como vantagens: transportar grande volume a grande distancias, não devasta tanto o meio ambiente e sua implantação e frete são mais baratos. </li></ul><ul><li>As principais hidrovias brasileiras são as seguintes: hidrovia de madeira: corredor Norte, transporte de soja. Hidrovia do Guamá-capim: Araguaia, Tocantins, Transporta minérios. Hidrovia de São Francisco, hidrovia Tietê-Paraná: MERCOSUL, no rio Paraíba, transporta toneladas de grãos. </li></ul><ul><li>Hidrovia em Projeto: Tocantins-Araguaia e do Tapajós, importantes para a viabilização da produção agrícolas da região centro-oeste, que seria encaminhada aos portos do norte com grandes reduções de custos. </li></ul>
  57. 73. “ COMENTÁRIO” <ul><li>No Brasil possui cerca de 42.000 km de rios navegáveis, mais apenas 8.500 são efetivamente utilizados. O movimento de cargas é baixo se comparado ao de outros tipos de transportes. Poderia haver mais investimentos por parte do poder público nesse transporte, pois possui menores custos e não degrada tanto o meio ambiente. O meio hidroviário é uma opção vantajosa, quando se existem condições favoráveis a sua implantação. No Brasil esse meio pode ser tendência do transporte de carga do futuro, mais com degradações humanas isso será muito difícil. </li></ul>
  58. 74. Navegabilidade Brasileira.
  59. 75. As hidrovias mesmo sendo um transporte relativamente “limpo” produzem alguns impactos nocivos ao meio ambiente primeiro são os impacto diretos causados pela implementação das Hidrovias, o segundo é causado pela sua manutenção elas são dragagem de manutenção, riscos de acidentes com cargas perigosas e pela liberação de dejetos prejudiciais na água,e o terceiro são os impactos causados à flora e fauna regionais .
  60. 76. comentário <ul><li>As hidrovias mesmo sendo consideradas como um transporte seguro pode trazer sérios danos ao meio ambiente como a operação já que organismos podem vir fixados á embarcação de diversas partes e disseminá-los, ocasionando um sério desequilíbrio ambiental na região. </li></ul><ul><li>Outros problemas estão relacionados ao manuseamento de cargas tóxicas, mudança no substrato dos rios dentre outras.Sobre a hidrovia do Paraguai, existe um projeto de aprofundamento do leito do rio, o qual traria sérios problemas para o pantanal, problemas estes de drenagem de sua água. </li></ul>
  61. 77. Imagens <ul><li>usina hidrelétrica infestada. </li></ul>
  62. 78. Para atender as necessidades econômicas do país, o homem utiliza-se da devastação, que mesmo gerando conseqüências, é a primeira e mais prática opção que nos leva ao desenvolvimento. No início do século XXI milhares de quilômetros quadrados da floresta da Amazônica foram devastados dando espaço à soja. As áreas mais desmatadas foram nos estados: Mato Grosso e Rondônia. Essa expansão agrícola fez com que o Brasil se tornasse um dos maiores provedores de soja do Mundo; dessa forma se incorpora ao segundo milênio, sendo conhecido internacionalmente, mantendo-se com o modelo agro-exportador, que além de tudo, contribui com o pagamento da dívida externa.
  63. 79. Comentário: <ul><li>O Brasil é um país tropical, rico em diversidade. Mas, como todo país, também temos o objetivo de nos tornar um global trader e um país de 1º mundo. Na agricultura, diversas espaços naturais dão origem à colheitas; o que ocorreu também com a soja no início do século XXI, que fez o governo conceder um grandioso espaço amazônico para um bem econômico, pois além de ganhar com as exportações, contribuía no pagamento de dívidas externas. No entanto, há de se convir que ecologicamente, devastações de altos níveis podem vir a trazer grandes consequências. </li></ul>
  64. 81. Com o corredor de exportação Madeira-Amazonas, baseado no transporte dos grãos pelos rios amazônicos, proporcionou uma diminuição do custo do frete. Um dos principais motivos do crescimento de novas regiões produtoras é que, justamente com a ação do Estado brasileiro, tem criado condições para o escoamento de imensas safras agrícolas.
  65. 82. Comentário <ul><li>Minha frase fala sobre o crescimento de novas regiões produtoras no Brasil, que tem criado condições para o escoamento de imensas safras agrícolas. Um exemplo disso, é a produção de soja no país, tornando-se altamente competitiva no mercado internacional. Isso gerou vantagens aos agricultores do Norte e do Centro-Oeste, pois com o estabelecimento do corredor de exportação Madeira-Amazonas, houve uma diminuição do custo do frete que se aproxima dos 50%. </li></ul>
  66. 83. Hidrovia Amazônica
  67. 84. Um corredor de exportação, que é onde circula mercadorias, deve ter o auxílio de portos bem equipados e especializados para sua implementação e, um exemplo dele aqui no Brasil, é o corredor Madeira-Amazonas que aproveita o transporte fluvial transportando produtos de Tocantins e Rondônia até o mercado internacional.
  68. 85. Comentário da frase <ul><li>Corredores de exportação são muito utilizados para circulação de mercadorias. Eles necessitam de portos bem equipados e especializados para sua implementação. Em nosso país existe o corredor Madeira-Amazonas que tem baixo custo e muita eficiência, principalmente, porque ele utiliza do transporte fluvial que é muito competitivo. Ele transporta mercadoria de grande parte do Mato Grosso, estado de Tocantins e Rondônia até o mercado internacional. </li></ul>
  69. 86. Imagem
  70. 87. Frase 34 <ul><li>Entre os corredores de exportação, o Porto de Santos teve um grande papel histórico, tanto no ciclo do café, tanto na industrialização do Brasil.Na década de 1970,surgiram e se desenvolveram outros corredores de exportação ligados ao comércio de produtos agrários, de minérios brutos e semi-industriais </li></ul>
  71. 88. COMENTÁRIO <ul><li>O café primeiramente foi introduzido no Vale do Paraíba , para facilitar o escoamento da produção.Com as estradas de ferro o café se expande para o oeste paulista, e o seu escoamento se dá através da ligação entre a ferrovia e o porto, o que caracteriza um corredor de exportação.Dessa forma também ocorre a industrialização do Brasil, que se inicia em São Paulo tendo como porta de entrada o Porto de Santos,que como pode ser visto foi importante para o desenvolvimento do país. </li></ul><ul><li>Com o desenvolvimento do país no setor agrário, de minérios brutos e produtos semi-industriais foi necessário a criação de novos e importantes corredores de exportação para que o país continuasse a se desenvolver cada vez mais. </li></ul>
  72. 90. Eu sou a água dos rios das beiras de terra A dar de beber a sedentas sementes Eu sou a nascente, o cerrado e a serra Eu sou o grito de dor da madeira ferida A relva, a selva, a seiva da vida Peão Boiadeiro que laço não erra Eu sou o doce das frutas a erva que amarga O quarto de milha e o mangalarga As águas revoltas são prantos meus Quem envenena meus mares, me queima e desmata Me sangra sem pena, aos poucos me mata Não vê que eu sou espelho de Deus Eu sou a natureza indefesa Não me trate assim Eu sou a Águia, a Baleia e o Angelim Somo irmãos na Terra Pedra, bicho, planta, gente enfim Pra que essa vida viva Cuida bem de mim
  73. 91. <ul><li>Eu sou o sol da manhã sobre minhas campinas O frio das neves, as claras colinas Os pássaros livres, a sombra que resta Eu sou o bicho do mato, a flor pantaneira Eu sou a savana, a serpente e a palmeira O Cheiro do verde que vem da floresta Sou cavaleiro do mundo eu sou a boiada Eu sou o estradeiro e pó da estrada Sou a crença nos olhos dos homens ateus Quem me devasta, me fere, me caça, me extingue Me arranca as raízes não deixa que eu vive Não pode se ver no espelho de Deus </li></ul>
  74. 92. Comentário <ul><li>A música “Natureza, espelho de Deus” de Chitãozinho e Xororó retrata a importância da preservação da natureza e sobre a destruição que a mesma vem sofrendo ao longo dos tempos. O autor da música se compara várias vezes com alguns elementos da natureza e animais que são encontrado em abundancia, (“Eu sou o bicho do mato, a flor pantaneira”) para demonstrar a “resposta” da natureza em virtude da destruição , desmatamento e extinção de várias espécies que são feitas pelo ser humano. O autor da música quis demonstrar através da música que é necessário preservar a natureza, pois ela é essencial em nossas vidas. </li></ul>
  75. 93. Imagens
  76. 94. O conceito de tempo atmosférico corresponde ao conjunto de fenômenos de uma atmosfera em um determinado período de tempo, caracterizado pelas condições de umidade, temperatura, chuva, radiação solar, entre outros. Segundo a OMM, Organização Mundial de Metereologia, clima compreende um padrão de diversos elementos atmosféricos que ocorrem na Terra. Esses podem ser, frentes frias, furacões, variações de temperatura, precipitações e é necessário um período de no mínimo 30 anos, para que um clima possa ser caracterizado.
  77. 95. Comentário: O clima predominante em boa parte do território brasileiro é o Tropical. É um clima quente e semi-úmido, com uma estação chuvosa durante o verão e outra de seca durante o inverno. É caracterizado pelas temperaturas elevadas, em média 20ºC, e com uma amplitude que não ultrapassa os 10ºC. Este clima é uma espécie de faixa de transição entre o clima equatorial, excessivamente úmido devido ao elevado índice de pluviosidade, e o clima desértico, excessivamente seco.
  78. 97. Frase: 37 Expedições de cientistas na Amazônia, acham novas espécies de animais e plantas, cuja importância ainda está sendo pesquisada. Na Amazônia há uma grande biodiversidade onde esses pesquisadores do Brasil e do mundo foram direcionados exatamente para encontrar espécies raras e extintas.
  79. 98. <ul><li> Comentário: Essas expedições são muito importantes tanto para avançar em várias pesquisas quanto para pessoas que tem doenças e que ainda esperam a cura. Talvez algumas dessas novas espécies de plantas, traga a cura para o câncer e para outras doenças. </li></ul>
  80. 100. Toda a problemática social e ambiental que o Brasil enfrenta, deve ter a resolução repercutida sobre o todo, tendo o envolvimento de todas as áreas disciplinares no projeto. Buscando coletar informações sobre o problema, para depois debater meios viáveis para solucioná- lo, visando acabar com o foco de origem do contratempo.
  81. 101. Comentário: <ul><li> Muitos projetos aplicados no Brasil não atendem às expectativas, pelo fato da maioria deles serem construídos sem o planejamento adequado. Perante a isso, a situação do país só piora, pois novos problemas surgem co m os feitos mal – pensados. Para que um projeto seja impactante de forma positiva, é necessário seguir o exemplo dado pelo geomorfologista Aziz Ab’Sáber que diz que para um projeto ser bem sucedido, é necessário ter o envolvimento de todas as disciplinas, pois assim o campo visual se amplia, aumentando as expectativas. Por exemplo, o projeto de transposição do rio São Francisco não conseguirá atender à toda sociedade nordestina e não acabará com a origem do problema que é a irregularidade das chuvas, além de comprometer o rio, que é muito importante no nordeste. </li></ul><ul><li> Portanto, a situação do nosso país só irá melhorar quando o planejamento for feito de forma correta e interdisciplinar. </li></ul>
  82. 103. FRASE 39 <ul><li>Num país diverso como o Brasil, há uma extensa quantidade de biomas, a Amazônia é um deles. Essa dádiva possui uma papel muito importante no meio, pois é uma reserva de imensidão de espécies naturais, extintas a muitas áreas. Também uma região que apresenta altos níveis de recursos hídricos tendo a sociedade que respeitar e proteger tal ambiente. </li></ul>
  83. 104. COMENTÁRIO <ul><li>A Amazônia é um meio de alta diversidade de espécies e da grande concentração de recursos hídricos e naturais, transformando-se num patrimônio mundial. Porém a sociedade inebriada pela sede do consumismo, não sabe desfrutar de maneira respeitosa desse ambiente, levando ao desmatamento. Essa alteração da configuração desse bioma leva a perda de muitas espécies bem como do próprio ambiente. </li></ul><ul><li>Deveríamos nos preocupar com esse caso, pois sendo a natureza uma teia, qualquer rompimento que ocorrer, desencadeia um processo de grande periculosidade à sobrevivência no planeta. </li></ul>
  84. 106. Frase 41 <ul><li> A diversidade regional é evidente no Brasil, e pode ser identificada de acordo com a interação de conjuntos de espaço. Uma das porções de espaço determinadas por suas características equivalentes e variadas é o Domínio Morfoclimático tropical atlântico, que é caracterizado por possuir solos férteis, fato que influencia o desmatamento de suas áreas para a utilização da madeira e para o cultivo de produtos baseados na monocultura, desde o período colonial. Esse domínio caracteriza-se por obter indícios de cerrado, campos rupestres, mangues e restingas. É possível encontrar nesse domínio áreas de composição de rochas denominadas “mares de morros”. O clima é evidenciado pela influência de massas de ar, umidade litorânea e altitude, possui elevada pluviosidade e rios perenes. É um domínio muito atingido por ações antrópicas, devido às suas boas condições naturais. </li></ul>
  85. 107. <ul><li>  </li></ul><ul><li>Dentre a variedade de definidos conjuntos de espaço no território brasileiro destaca-se o Domínio Morfoclimático Tropical Atlântico. Há uma diversidade de vestígios de transição entre ambientes marinhos e terrestres nesse domínio, já que ele se encontra em regiões litorâneas. Caracteriza-se também por possuir áreas denominadas “mares de morros” que são zonas de decomposição de rochas. A Mata Atlântica faz parte desse domínio e devido à fertilidade dos solos e à alta pluviosidade houve uma variedade de ações antrópicas que degradaram grande parte desse território. Ocorreu o desmatamento em grande escala para que fossem cultivados nesses locais produtos para monocultura, destacando-se café e cana- de - açúcar, além da extração de madeira e ocupação urbana inclusive nos locais mais populosos, localizados na região Sudeste. Esse domínio atraiu grandes interesses devido à sua localização e suas ótimas condições naturais, fato que influenciou a degradação de grande parte de seu território. </li></ul>
  86. 109. Frase 42 <ul><li>É uma região em que predominam médias térmicas menores que aquela das demais regiões brasileiras, em virtude das extratropicalidade. </li></ul><ul><li>As araucárias, na região Sul, estão associadas aos planaltos ondulados em que predominam climas temperados úmidos, de altitude. </li></ul><ul><li>O clima é marcado pelas menores médias térmicas em relação aos demais climas brasileiros. Característica marcante desse domínio é a regularidade na distribuição de chuvas. </li></ul><ul><li>Do ponto de vista da geomorfologia e tomando como referência o estado do Paraná, o relevo da região Sul pode ser divido genericamente em três planaltos: O primeiro planalto, a leste logo após o litoral, é constituído por colinas e serras de altitude mais elevadas. No segundo planalto, encontramos terrenos de origem sedimentar do Carbonífero e Permiano. O terceiro planalto, assinalado pela escarpa da Serra Geral e circundando a Bacia do Paraná é marcado por chapadões e vales. </li></ul><ul><li>A disposição dos planaltos e a diminuição da altitude de leste para oeste determinaram, por seu turno, a orientação das bacias hidrográficas em toda região. </li></ul><ul><li>Ao sul desses planaltos, encontramos a depressão central do Rio Grande do Sul a Campanha Gaúcha, região marcada pela presença de coxilha, colinas côncavo-convexas de baixas altitudes e recobertas por originalmente pradarias mistas. </li></ul>
  87. 110. Comentário <ul><li>Por ser uma região de baixa media térmica, e por sinal, a menor em comparação às outras regiões brasileiras, a Região Sul apresenta forte presença de araucárias, também relacionado aos planaltos ondulados que predominam na região. </li></ul><ul><li>A região sul apresenta três tipos de planaltos, sendo eles distintos. Um apresenta colinas e serras de altitudes elevadas, outro, terrenos de origem sedimentar e o ultimo é marcado por chapelões e vales. Esses diferentes tipos de planaltos e a baixa altitude contribuem também para a orientação das bacias hidrográficas. As conhecidas pradarias mistas encontram-se mais a sul desses planaltos, cobrindo as colinas côncavo-convexas e a coxilha que também se fazem presente nessa região. </li></ul>
  88. 111. Imagem
  89. 112. <ul><li>Frase 43: </li></ul><ul><li> O domínio dos cerrados localiza-se numa das regiões de mais intenso processo de modernização do Brasil. São encontrados em nosso país entre florestas-geleiras, onde apresenta várias diferenças de solo e essas florestas são encontradas principalmente em vales, com árvores altas e densas. O cerrado ocupa maior parte as planícies com estrutura complexa. O clima é muito intenso tanto no verão como no inverno. Sua vegetação é muito diversificada, mas com o passar do tempo as queimadas tornaram-se comuns nesses cerrados, havendo assim uma grande degradação. Em 1950 predominava a pecuária extensiva, em 1960 a 1970 passaram a utilizar a silvicultura e outros, fazendo com o passar do tempo aumentasse cada vez mais o processo de degradação do ecossistema. </li></ul>
  90. 113. <ul><li> O domínio dos cerrados </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> O domínio do cerrado se localiza principalmente nas áreas de maior modernização do Brasil. São encontrados principalmente em maiores distinções, onde há maior diversidade no solo e outros. As florestas-geleiras são encontradas nos vales, apresentem muitas árvores altas e densas. </li></ul><ul><li>O cerrado ocupa grandes planaltos, por essa ocupação os principais rios precisam de drenagem, pois o lençol freático onde contém água fica muito profundo de 3 a 4 metros de profundidade, tendo principalmente as plantas lenhosas uma raiz muito profunda. O clima do cerrado é muito intenso tanto no verão quanto no inverno. Um fenômeno típico dos cerrados são as queimadas, não só pelo homem, mas também pelo intenso calor, atacando mais as gramíneas. </li></ul><ul><li>Com o passar do tempo os moldes de utilização do trabalho nos cerrados vai sendo maior devido às tecnologias. Por um lado foi bom, por causa que facilitou muito a mão-de-obra, mas por outro a degradação do ecossistema vai acelerando cada vez mais, podendo chegar uma época de que esse domínio possa ficar mais extinta, não tendo mais uma beleza natural e sim a grande devastação do homem. </li></ul>
  91. 114. Imagem
  92. 115. Existem diversos conceitos sobre os relacionamentos da humanidade e a natureza, para os ecologistas e naturalistas, a harmonia é a principal idéia, já no mundo ocidental pratica-se o domínio e o controle sobre a natureza, definido como cultura. Mas o homem não é parte integrante da natureza? Incluir o homem neste conceito, nos leva a entender por que alguns dominam e outros são dominados.
  93. 116. Com base na frase percebe-se que cada sociedade tem seu próprio conceito sobre a natureza e modos diferentes de relacionar com ela. É valido lembrar dos povos indígenas e nativos, que vivem um contato mais íntimo com meio ambiente, retirando dele seu sustento e principalmente respeitando e cultuando seus sinais. No mundo capitalista, a forma de convivência, homem-meio ambiente, é principalmente baseado na exploração, dominação e enriquecimento. Retirar da natureza seus bens (muito deles não renováveis) é o objetivo primordial daqueles que querem o poder , o dinheiro acima de tudo. Destruição, degradação e poluição é o que estamos vendo acontecer, mas durante décadas tornou-se tão “normal” que não nos surpreende mais ao ver tantos cenários sem vida. Sim, o homem é parte integrante da natureza. Se a natureza é agredida, o ser humano também esta sendo destruído, aos poucos a vida perde o valor da importância de preservá-la e respeitá-la. Deveríamos estar mais atentos as nossas atitudes, aos simples gestos cotidianos. Estamos agredindo ou sendo agredidos?
  94. 118. Aquífero corresponde aos estoques de água subterrânea, muito baixo, inclusive dos lençóis freáticos. Ele forma-se a partir do acúmulo de água, durante milhares de anos, capturada em uma armadilha geológica. Um dos maiores e principais aquíferos do mundo, está na América do Sul com volume em torno de 37 mil Km³, equivalente a 7,5 milhões de estádios do Maracanã. Ele está localizado em território brasileiro, argentino, uruguaio e paraguaio. Os aquíferos representam um estoque potencial de água para o futuro, considerando-se o risco crescente de escassez de água. Mas, apesar disso o risco de contaminação desses reservatórios é muito elevado. E a contaminação de um aquífero, pode ser até mesmo irreversível, agravando os problemas de escassez de água para as futuras gerações.
  95. 119. Comentário <ul><li>Um dos mais importantes Aquíferos do mundo, é o nosso: o Aquífero Guarani. Recebeu este nome em homenagem aos povos indígenas que habitavam esta região, englobando oito estados brasileiros. Em 1950 foram iniciadas as perfurações dos poços para abastecer as grandes cidades. Só que a partir daí a sua integridade começou a ser ameaçada. E já se formaram indícios de contaminação pelo forte uso de agrotóxicos e fertilizantes em cinco áreas. E a renovação de suas águas é irreversível, como já vimos, ou demora milênios para se renovar. Então preservá-lo é o melhor que faremos para nós e nossas futuras gerações. </li></ul>
  96. 120. <ul><li>O Aquífero no Mundo </li></ul><ul><li>O Aquífero no Brasil. </li></ul>
  97. 121. As problemáticas ambientais que o Brasil enfrenta, são decorrentes do mal uso dos recursos. O avanço tecnológico tem contribuído para o aumento de devastação e desperdício; assim como o aumento da população, pois as necessidades são maiores e as alterações ambientais crescentes, devido ao consumo excessivo e a alta quantidade de lixo. A questão é que não se sabe controlar e achar solução para diversos problemas. Portanto, é necessário fazer com que os projetos sejam eficazes e que possam ter a abrangência necessária.
  98. 122. Explicação da Frase: <ul><li>Os problemas ambientais que o Brasil e o mundo inteiro vem sofrendo, é resultado do uso inadequado de diversos recursos. Ao mesmo tempo que há fatores que contribuem para nosso desenvolvimento, esses e outros não utilizam do desenvolvimento sustentável e a degradação ambiental fica cada vez mais visível. Com o aumento populacional, aumenta-se a necessidade, logo alterações ambientais se não soubermos administrar corretamente. </li></ul><ul><li>Não há necessidade de consumo excessivo, cada pessoa tem que saber ter seu próprio controle e ter consciência que todo o mundo acaba sendo afetado. Com projetos, as pessoas se mobilizam em prol do meio ambiente e tornam nosso meio de viver cada vez melhor. </li></ul>
  99. 124. A poluição do ar realmente passou a ser considerada um problema ligado à saúde pública a partir da Revolução Industrial.As emissões de dióxido de enxofre, monóxido de carbono,dióxido de nitrogênio e materiais particulados como poeira, fumaça e fuligem, crescem em todas as aglomerações urbanas e industriais do país. A poluição atmosférica forma sobre as cidades uma espécie de neblina, o ar poluído penetra nos pulmões e causa ou agrava várias doenças, também elevando cada vez mais as temperaturas nas áreas vizinhas. As principais causas da poluição atmosférica podem ser organizadas em três tipos:a concentração de tráfego de veículos, o alto consumo de gasolina, a ocupação de áreas de produção industrial ou trechos próximos às vias de intensa circulação. Além de tornarem a atmosfera mais densa e carregada, os poluentes atmosféricos afetam a saúde humana em diversos graus.
  100. 125. <ul><li>COMENTÁRIO </li></ul><ul><li>A frase aborda o assunto da poluição atmosférica, e fala sobre o fato de após a Revolução Industrial, a poluição passou a ser um problema ligado a nossa saúde,pois com a emissão de vários gases poluentes e prejudiciais a saúde, juntamente com o lixo e a sujeira,forma sobre as cidades uma espécie de neblina,que junto a poluição do ar, é altamente prejudicial a saúde. </li></ul><ul><li>As principais causas são: o trafego de veículos, o alto consumo de gasolina e a ocupação de áreas de produção industrial ou trechos próximos às vias de intensa circulação, que tora a atmosfera mais densa e afeta nossa saúde. </li></ul>
  101. 127. Frase 49 As Ilhas de Calor <ul><li>As ilhas de calor correspondem ao aumento de temperatura nas grandes cidades, principalmente na parte central delas. É a concentração de temperatura no centro das cidades. </li></ul>
  102. 128. <ul><li>Essas ilhas de calor se concentram na parte central das grandes cidades devido à grande quantidade de edifícios, o que dificulta que o calor saia dessas áreas, a grande movimentação de veículos e pessoas, por serem as áreas de maior concentração de comércio e empresas. O calor também se dá porque os veículos e as indústrias liberam poluentes na atmosfera, aumentando o calor dessas regiões. </li></ul>
  103. 130. As Queimadas (Frase 50) Inicialmente as queimadas eram praticadas por índios e colonizadores, para limpar o terreno. Atualmente é utilizado na agricultura, chamada de tradicional, este processo degrada o solo e acelera o processo de erosão, nos dias de hoje são motivos de grande preocupação, pois são mais nocivos do que benéficos.
  104. 131. Comentário <ul><li>No inicio, as queimadas eram objetivadas para a “ limpeza de terreno”, para que construções fossem feitas, porém, com o tempo, as queimadas passaram a desempenhar o papel de limpeza para a aplicação da agricultura. No entanto, percebemos as conseqüências ocorridas por atos de pessoas mal instruídas, vivemos o momento de aquecimento global, ou seja, o aumento da temperatura atmosférica pelo fato de haver a elevada quantidade de CO2 ( gás carbônico ) emitida na atmosférica, e impedindo que os raios solares, que chegam na terra como energia luminosa e se transforma em energia térmica, se dispersem, pois com o acumulo de CO2, surgirá uma camada “ protetora” conhecida como “ efeito estufa “. </li></ul>

×