Slide De InclusãO Digital..

8,480 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
8,480
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
392
Actions
Shares
0
Downloads
423
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Slide De InclusãO Digital..

  1. 1. INCLUSÃO DIGITAL PROFESSOR: ARISTÓTELES DA SILVA OLIVEIRA
  2. 2. INCLUSÃO DIGITAL Aristóteles da Silva Oliveira INCLUSÃO DIGITAL
  3. 3. INTRODUÇÃO • A utilização continuada dessas tecnologias requer preparo diário para saber lidar com as mesmas, para resolver problemas, do mais simples ao mais complexo no cotidiano educacional. • O desafio colocado a cada cidadão, é a capacitação tecnológica. • Realizar um processo abrangente e eficaz de inclusão é fundamental para transformar a sociedade em que vivemos, num ambiente mais justo e igualitário. • O papel da escola. • A sociedade contemporânea passou por profundas transformações o que exige novas formas de tratar o conhecimento.
  4. 4. COMPETÊNCIAS E HABILIDADES NECESSÁRIAS AO PROFESSOR PARA UTILIZAR AS TIC
  5. 5. “ALFABETIZAÇÃO DIGITAL”
  6. 6. A escola, nesse contexto, surge como mediadora e intermediadora entre essas transformações e o preparo dos alunos para assimilá- las e transformá-la em benefício do bem comum.
  7. 7. A escola deve integrar as TIC(TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO) para melhorar a qualidade de ensino-aprendizagem, reconhecimento que elas trazem inovações metodológicas que despertam maior interesse dos alunos em aprender.
  8. 8. O professor na sociedade do conhecimento necessita organizar melhor as informações, orientar os alunos sobre como, onde e para que colher informações.
  9. 9. COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS PARA OS PROFESSORES: • COMPETÊNCIA TECNOLÓGICA. • COMPETÊCIAS SOCIAIS E DE COMUNICAÇÃO. • COMPETÊNCIAS TEÓRICAS. • COMPETÊNCIAS PSICOPEDAGÓGICAS.
  10. 10. A INCLUSÃO SÓCIO-TECNOLÓGICA DE PROFESSORES IA NA IA DE MÍD MÍD RSO URSO DE DO CU URMA DO C TURMA T UFAL UFAL 3ª OFERTA DO CURSO DE MÍDIAS/E-PROINFO AL
  11. 11. Na sociedade da informação e do conhecimento a informação passa a ser o bem de valor mais importante, então isso pode acarretar a exclusão tecnológica ou digital para aqueles que não têm acesso as informações que as TIC proporcionar.
  12. 12. A escola pública é o ambiente ideal para começar um projeto eficiente de inclusão digital.
  13. 13. Para Aranha (1996),o importante é que os novos recursos como o computador,a televisão,o cinema,o vídeo,não sejam usados apenas como instrumentos,mas se tornem capazes de desencadear transformações estruturais na velha escola.
  14. 14. Vejamos alguns recursos tecnológicos:
  15. 15. Segundo Romero (2005) para que os professores estejam preparados para trabalhar com as TIC é necessário que a formação do professor contemple:
  16. 16. • A familiarização com as TIC. • Possibilidade de utilização das TIC para ensinar. • Selecionar programas educativos que sejam significativos para aprendizagem.
  17. 17. INCLUSÃO TECNOLÓGICA/DIGITAL DE PROFESSORES LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA POLO UFAL TURMA DE PEDAGOGIA UFAL AULA DE MÍDIA TV e DVD INDÚSTRIA DO CONHECIMENTO
  18. 18. AS FACILIDADES DE COMUNICAÇÃO, DE TROCA DE INFORMAÇÕES, DE PESQUISAS TORNAM AS TIC FERRAMENTAS INDISPENSÁVEIS AO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM.
  19. 19. As políticas públicas de inserção tecnológica devem ser analisadas porque são importantes e necessárias na orientação das atitudes pedagógicas dos professores,frente as TIC.
  20. 20. As ações de inclusão digital promovem a inserção de grupos sociais considerados marginalizados,como: • Jovens com deficiência visual; • Comunidades indígenas; • Pacientes de hospitais psiquiátricos; • Presidiários.
  21. 21. CONCLUINDO • A inclusão digital fundamenta-se nas mudanças no trabalho,na economia e na sociedade nestes últimos tempos; • A escola sozinha não conseguirá realizar processo amplo e sistemático de inclusão digital; • As TIC precisam estar a serviço do homem auxiliando em suas atividades diárias para criar laços de proximidade cultural e técnica,corrigir distorções econômicas e nunca para aprofundar as desigualdades sociais.
  22. 22. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA In:MERCADO,Luís.(org.).Experiência com tecnologias de Informação e Comunicação na Educação.Maceió: Edufal ,2006
  23. 23. VISITA DOS ALUNOS À INDÚSTRIA DO CONHECIMENTO DO S TRIA SES I INDÚ ENTO CIM C ONHE
  24. 24. INDÚSTRIA DO CONHECIMENTO
  25. 25. LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA DA ESCOLA BENÍCIO BARBOSA
  26. 26. AULA EXPOSITIVA ATRAVÉS DE MÍDIA TV
  27. 27. AULA DE CONTOS INFANTIS ATRAVÉS DE MÍDIA TV
  28. 28. TRABALHOS CONFECCIONADOS APÓS A AULA COM MÍDIA TV
  29. 29. Grupo de trabalho • ALINE MARIA • ALZENI ALVES • EDVALDA PEREIRA • JANAINA MARTINS • PAULO BASILIANO
  30. 30. Fotos ALINE MARIA

×