Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Regiao nordeste

8,310 views

Published on

  • Be the first to comment

Regiao nordeste

  1. 1. Doenças Predominantes na Região Nordeste Doença de Chagas Febre Amarela Dengue Esquistossomose Cólera Leishmaniose
  2. 2. Moléstia tropical provocada pelo protozoário Trypanosoma cruzi. Ela é transmitida por picadas do barbeiro (um tipo de inseto) infectado. A evolução da doença é lenta e pode levar anos para que os problemas internos apareçam. Na fase crônica pode comprometer o coração e prejudicar a passagem de alimentos do esôfago para o estômago.  Doença de Chagas Inseto Barbeiro Trypanosoma cruzi Na fase aguda há forte reação local à picada, com lesões locais e febre elevada. Prevenção A estratégia para diminuir o número de casos é a eliminação dos transmissores nas áreas infestadas. Há também programas de controle de qualidade de bancos de sangue para impedir a contaminação por transfusões de sangue. Sintomas
  3. 3. Febre Amarela É uma doença infecciosa febril aguda, , onde o vírus é transmitido por mosquitos  Tem curta duração (no máximo 10 dias)  Possui dois ciclos de transmissão: O silvestre que ocorre entre primatas não humanos. O urbano (erradicado no Brasil desde 1942). Pode sentir febre. Dor de cabeça. Calafrios. Náuseas. Vômito. Dores no corpo. Icterícia (a pele e os olhos ficam amarelos). Hemorragias (de gengivas, nariz, estômago, intestino e urina). Prevenção A única forma de evitar a febre amarela é a vacinação. Sintomas
  4. 4. Dengue A dengue é uma doença febril aguda causada por um vírus, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. O seu principal vetor de transmissão é o mosquito Aedes aegypti, que se desenvolve em áreas tropicais e subtropicais. Caso ocorra um segundo ou terceiro episódio da dengue, há risco aumentado para formas mais graves da dengue, como a dengue hemorrágica e síndrome do choque da dengue. A prevenção é a única arma contra a doença. A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença por exemplo: Água em latas. Embalagens. Copos plásticos. Tampinhas de refrigerantes.  Pneus velhos. Vasinhos de plantas. Caixa D’água sem tampa. Prevenção
  5. 5. Os sintomas variam dependendo da espécie de verme e da fase de infecção. aumentos dos nódulos linfáticos. aumento do fígado e baço. A invasão inicial da pele pode causar coceira e erupção cutânea (coceira de nadador). Os sintomas intestinais  incluem dor abdominal e diarreia (que pode conter sangue). Os sintomas urinários Urinação frequente, urinação dolorosa (disúria) e sangue na urina (hematúria). Infestação severa (muitos parasitas) pode ocasionar Febre. Calafrios. Esquistossomose A esquistossomose ou bilharzíase é uma doença crônica causada por platelmintas parasitas e multicelulares do gênero schistosoma. Você é infectado pelo schistosoma através do contato com água contaminada.  O parasita que está em seus estágios infecciosos é chamado de cercária.  Ele nada livremente em corpos d'água abertos. Sintomas
  6. 6. Cólera A doença é causada pela bactéria Vibrio cholerae no continente americano o tipo disseminado é o El Tor. É transmitida principalmente pela água e alimentos contaminados e sem esterilização ou pelo contato com fezes e vômito de pessoas infectadas. Sem tratamento,a taxa de mortalidade chega a 50%. Sintomas Os principais sintomas são a diarreia súbita e aquosa,vômitos,cólica,dor de barriga e câimbras. Prevenção A cólera pode ser evitada com a extensão do sistema de saneamento básico a toda a população. Os alimentos crus devem ser muito bem lavados e a água deve ser fervida ou tratada com produtos químicos que destruam o vibrião.
  7. 7. Leishmaniose Doença infecciosa, porém, não contagiosa, causada por parasitas do gênero leishmania. Há dois tipos de leishmaniose: leishmaniose tegumentar. cutânea e a leishmaniose visceral ou calazar. Sintomas: leishmaniose tegumentar, acomete vários órgãos internos, principalmente o fígado, o baço e a medula óssea. Leishmaniose visceral: febre irregular, prolongada; anemia; indisposição; palidez da pele e ou das mucosas; falta de apetite; perda de peso; inchaço do abdômen devido ao aumento do fígado e do baço. Prevenção Usar mosquiteiros para dormir. Evitar banhos de rio ou de igarapé. Usar telas protetoras em janelas e portas. Fazer dedetização, quando indicada pelas autoridades de saúde. Evitar construir casas e acampamentos em áreas muito próximas à mata. Utilizar repelentes, quando estiver em matas de áreas onde há a doença localizada.
  8. 8. Participantes do Grupo Anacleto Fernando Felipe Faroni João Pedro Tenório Juliana Paiva Guimarães Maria Clara Teixeira Maria Eduarda Banharo FIM Bibliografia http://www.minhavida.com.br/saude/temas

×