Sequência didática

275 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Sequência didática

  1. 1. Elaboração de uma sequência didáticapara o curso Melhor Gestão, MelhorEnsino.
  2. 2.  Público alvo: 8º e 9º anos Duração: 10 aulas Recursos:* cópias dos textos* recursos multimídia (camêras,datashow, dvd, televisão)* dicionários
  3. 3.  1ª Etapa: Antecipação do tema a partir daanálise de imagens e do título (escrito na lousa). Projetar as imagens da obra “O beijo”, deRubiales, e da capa da revista “Turma da Mônicajovem” em datashow e escrever o título do textoa ser trabalhado na lousa.Fazer as seguintes perguntas oralmente a fim deestabelecer uma discussão sobre o tema:* A que se remetem essas imagens?* Qual é o sentimento que elas provocam emvocê?* Quais são suas lembranças ou expectativasem relação ao primeiro beijo?
  4. 4.  2ª Etapa: Confirmação ou retificação dasantecipações ou expectativas de sentidocriadas antes da leitura.* Entregar uma cópia do texto para cadaaluno;* Fazer a leitura compartilhada.
  5. 5.  3ª Etapa: Esclarecimento de palavrasdesconhecidas a partir de inferência ouconsulta a dicionários.* Formar grupos de 3 ou 4 alunos;* Trabalhar o vocabulário por meio deuma dinâmica, relacionando os termos grifadosao seu significado, de acordo com o texto.Cada grupo recebe cartões contendo palavrasdo texto (como “perdigoto” ou“metabolismo”) e outros contendo asdefinições destas palavras, a fim de queestabeleçam as relações entre elas. Apósdescobrir os significados das palavras, o grupodeve socializar para a turma suas descobertas.
  6. 6.  4ª Etapa: Localização de informaçõesexplícitas.- Retornar ao texto para localizar oselementos da narrativa presentes no conto,respondendo oralmente:* Quem?* Quando?* Onde?* Como?* Por quê?
  7. 7.  5ª Etapa: Construção do sentido global do texto.* Responder no caderno às questõesrelacionadas à compreensão e interpretaçãotextual:1) Na sua opinião, por que o garoto é chamadode “Cultura Inútil”?2) Qual a visão da garota sobre o garoto antes edepois do beijo?3) O que significa a expressão “Você é a glicosedo meu metabolismo”?4) De acordo com o terceiro parágrafo, descrevaas características psicológicas do garoto.
  8. 8.  6ª Etapa: Busca de informaçõescomplementares em textos de apoiosubordinados ao texto principal ou por meiode consulta a enciclopédias, internet ououtras fontes.* Pesquisar em grupos de 3 ou 4 alunosos efeitos físicos causados pelo beijo (Fontes:Internet, professor de Ciências, livros,revistas);* Socializar o resultado oralmente comos colegas.
  9. 9.  7ª Etapa: Identificação referências a outrostextos, buscando informações adicionais senecessário.* Ler fragmentos do capítulo XIV –„Primeiro Beijo‟, do livro “Memórias Póstumasde Brás Cubas”, de Machado de Assis, paraperceber as relações de intertextualidade;* Contextualizar a obra à época,comparando o comportamento e a linguagemdos jovens do século XIX com os dosadolescentes de hoje.
  10. 10.  8ª Etapa: Identificação referências a outrostextos, buscando informações adicionais senecessário.* Exibir o filme “Meu primeiro amor”.Após a apreciação do filme, promover umaaula dialogada para que os alunos possamexpor suas impressões sobre as questões queenvolve o momento do “primeiro amor”.
  11. 11.  9ª Etapa: 1. Troca de impressões dos textoslidos, fornecendo indicações para sustentação desua leitura e acolhendo outras posições.2. Utilização, em função dafinalidade da leitura, do registro escrito paramelhor compreensão.* Disponibilizar a turma em grupos de 5 ou 6alunos e sortear a faixa etária (adolescentes,adultos e idosos) com que cada grupo trabalhará;* Cada grupo deve discutir e elaborarquestões para a realização de uma entrevista compessoas destes diferentes grupos sociais.
  12. 12.  10ª Etapa: Sistematização da temáticaestudada, feita por meio de outraslinguagens.* Entrevistar o público alvo (atividadeextraclasse);* Registrar as entrevistas por meio devídeos;* Editar os vídeos, inserindo dados como:nome completo do entrevistado, idade,profissão.
  13. 13.  11ª Etapa: Elaboração de apreciaçõesestéticas e/ou afetivas.* Cada grupo deve apresentar para aturma o vídeo concluído;
  14. 14.  12ª Etapa: Avaliação final.* Promover um debate conclusivo sobre otema, a partir de perguntas feitas oralmente peloprofessor, como, por exemplo:* Houve mudanças comportamentais entre osjovens de ontem e os de hoje?* Existe um momento certo para o “primeiro beijo”acontecer?* Gostaram de realizar estas atividades? Por quê?Quais as contribuições que este trabalho trouxepara vocês?(Outras perguntas serão feitas conforme o decorrerda aula)
  15. 15.  Matemática: produção de tabelas e gráficos; Ciências: fisiologia do corpo humano; Inglês: música “My Girl”, trechos do filmeem inglês e com legendas; Literatura: obras literárias machadianas eoutras que versem sobre o tema; Língua Portuguesa: música “Já sei namorar”,Tribalistas; Arte: releituras de telas famosas sobre otema.
  16. 16.  Ana Paula Takata Carla Socca Dalva Aparecida Rodrigues Geane Barbosa da Silva Ilda Soares da Rocha Silva Luciana Moreira Maria da Conceição Silva Oliveira Simone Custódio dos Passos Telma Regina Abdo Santoro
  17. 17. O beijo, de Rubiales
  18. 18.  Fragmentos do capítulo de “Memórias póstumas de Brás Cubas”“Memórias Póstumas de Brás Cubas”Capítulo XIVPrimeiro beijo“Tinha dezessete anos; pungia-me um buçozinho que eu forcejava por trazer a bigode. Osolhos, vivos e resolutos, eram a minha feição verdadeiramente máscula. (...)Vi-a, pela primeira vez, no Rossio Grande, na noite das luminárias, logo que constou adeclaração da independência, uma festa de primavera, um amanhecer da alma pública.Éramos dous rapazes, o povo e eu; vínhamos da infância, com todos os arrebatamentosda juventude. (...)O entusiasmo, alguns goles de vinho, o gênio imperioso, estouvado, tudo isso me levoua fazer uma cousa única; à saída, à porta da rua, disse a meu tio que esperasse uminstante, e tornei a subir as escadas.-- Esqueceu alguma cousa? perguntou Marcela de pé, no patamar.-- O lenço.Ela ia abrir-me caminho para tornar à sala; eu segurei-lhe nas mãos, puxei-a para mim,e dei-lhe um beijo. Não sei se ela disse alguma cousa, se gritou, se chamou alguém; nãosei nada; sei que desci outra vez as escadas, veloz como um tufão, e incerto como umébrio.

×