A era vargas boa (1)

2,140 views

Published on

Published in: Education, News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,140
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
75
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A era vargas boa (1)

  1. 1. “ A ERA VARGAS” <ul><li>GETÚLIO VARGAS: O PRESIDENTE QUE MAIS TEMPO FICOU NO PODER </li></ul>
  2. 2. <ul><li>Biografia: Getúlio Dornelles Vargas (19/4/1882 - 24/8/1954) foi o Presidente que mais tempo governou o Brasil, durante dois mandatos. De origem gaúcha (nasceu na cidade de São Borja), Vargas foi presidente do Brasil entre os anos de 1930 a 1945 e de 1951 a 1954. Entre 1937 e 1945 instalou a fase de ditadura, o chamado Estado Novo. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Getúlio Vargas assumiu o poder em 1930, após comandar a Revolução de 1930, que derrubou o governo de Washington Luís. Seus quinze anos de governo seguintes caracterizaram-se pelo nacionalismo e populismo. Sob seu governo foi promulgada a Constituição de 1934. Fecha o Congresso Nacional em 1937, instala o Estado Novo e passa a governar com   poderes ditatoriais. Sua forma de governo passa a ser centralizadora e controladora. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Criou o DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda) para controlar e censurar manifestações contrárias ao seu governo. Perseguiu opositores políticos, principalmente partidários do comunismo. Enviou Olga Benário, esposa do líder comunista Luis Carlos Prestes, para o governo nazista. </li></ul>
  5. 5. REVOLUÇÃO DE 30 <ul><li>Efeitos da crise de 1929. </li></ul><ul><li>Getúlio Vargas assumiu o poder em 1930, após comandar a Revolução de 1930, que derrubou o governo de Washington Luís. </li></ul><ul><li>Fim da República Velha. </li></ul>
  6. 6. CRISE POLÍTICA & ECONÔMICA
  7. 7. O GOVERNO PROVISÓRIO (1930-1934) <ul><li>GOVERNO CENTRALIZADOR (CONGRESSO FECHADO). </li></ul><ul><li>VARGAS NOMEAVA INTERVENTORES PARA OS ESTADOS. </li></ul><ul><li>REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1934. </li></ul>
  8. 8. REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA
  9. 9. REVOLUÇÃO DE 1934
  10. 10. REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA DE 1934
  11. 11. FIM DOS CONFLITOS NOVO PERÍODO DE VARGAS
  12. 12. O PERÍODO LIBERAL (1934-1937) <ul><li>A CONSTITUIÇÃO DE 1934: </li></ul><ul><li>ELEIÇÕES DIRETAS, EQUILIBRIO DOS PODERES, VOTO SECRETO, VOTO FEMININO, LEIS TRABALHISTAS. </li></ul>
  13. 13.   <ul><li>Transformações na década de 1930 </li></ul><ul><li>O Brasil passou a ser um país agrícola e industrial.  </li></ul>
  14. 14. FASCISTAS & COMUNISTAS <ul><li>AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA (PLÍNIO SALGADO-FASCISTA). </li></ul><ul><li>ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA (LUIS CARLOS PRESTES-SOCIALISMO, LUTA CONTRA O FASCISMO E GETULISMO). </li></ul>
  15. 15. AÇÃO INTEGRALISTA BRASILEIRA
  16. 16. PLÍNIO SALGADO
  17. 17. ALIANÇA NACIONAL LIBERTADORA
  18. 18. LUIS CARLOS PRESTES
  19. 19. OLGA BENÁRIO (IDEALISMO, AMOR & TRAGÉDIA)
  20. 20. O GOLPE DO ESTADO NOVO <ul><li>A INTENTONA COMUNISTA DE 1935. </li></ul><ul><li>O GOLPE DE 1937: “ O PLANO COHEN”. </li></ul><ul><li>A DITADURA DO ESTADO NOVO (1937-1945) </li></ul>
  21. 21. O CULTO A IMAGEM (DIP)
  22. 22. Era Vargas ( 1930 – 1945) (1ªparte)   <ul><li>O populismo. </li></ul><ul><li>Criação do DIP (Depto de Imprensa e Propaganda – Ditadura). </li></ul><ul><li>Leis Trabalhistas: salário mínimo e direitos para o trabalhador. </li></ul><ul><li>Industrialização: criação de empresas estatais e infra-estrutura para o país.   </li></ul><ul><li>Nacionalismo: contra a entrada de empresas estrangeiras  </li></ul>
  23. 23. “ O PAI DOS POBRES”
  24. 24. A cultura na década de 1930   <ul><li>Importância do rádio. </li></ul><ul><li>Diversão: carnaval. </li></ul><ul><li>Cinema.   </li></ul><ul><li>Sucesso de Carmem Miranda. </li></ul><ul><li>Nova Mulher: participação política, profissional, conquista de espaços sociais. </li></ul>
  25. 25. A cultura na década de 1930  
  26. 26. Realizações : <ul><li>Criou a  Justiça do Trabalho (1939) instituiu o salário mínimo, a Consolidação das Leis do Trabalho, também conhecida por CLT. Os direitos trabalhistas também são frutos de seu governo: carteira profissional, semana de trabalho de 48 horas e as férias remuneradas.  </li></ul>
  27. 27. <ul><li>GV investiu muito na área de infra-estrutura, criando a Companhia Siderúrgica Nacional (1940), a Vale do Rio Doce (1942), e a Hidrelétrica do Vale do São Francisco (1945). Em 1938, criou o IBGE (Instituto brasileiro de Geografia e estatística). Saiu do governo em 1945 após um “golpe militar”. </li></ul>
  28. 28. BRASIL NA 2ªGUERRA MUNDIAL <ul><li>VARGAS NEGOCIOU A PARTICIPAÇÃO. </li></ul><ul><li>GRANDE PODER DE BARGANHA. </li></ul><ul><li>F.E.B (FORÇA ESPEDICIONÁRIA BRASILEIRA). </li></ul><ul><li>OS PRACINHAS LUTARAM NA ITÁLIA. </li></ul>
  29. 29. A GUERRA E AS MUDANÇAS <ul><li>FIM DO POPULISMO. </li></ul><ul><li>FIM DOS GOVERNOS TOTÁLITARIOS. </li></ul><ul><li>QUERERISMO. </li></ul><ul><li>FIM DO ESTADO NOVO. </li></ul>
  30. 30. O Segundo Mandato (A VOLTA) <ul><li>Em 1950, Vargas voltou ao poder através de eleições democráticas. Neste governo continuou com uma política nacionalista. Criou a campanha do &quot;Petróleo é Nosso&quot; que resultaria na criação da Petrobrás.  </li></ul>
  31. 31. “ O PETRÓLEO É NOSSO”
  32. 32. UDN DE CARLOS LACERDA INIMIGOS DE GETULIO
  33. 33. O ATENTADO DA RUA TONELEIROS
  34. 34. OS ATAQUES E O SUÍCIDIO
  35. 35. O suicídio de Vargas <ul><li>Em agosto de 1954, Vargas suicidou-se no Palácio do Catete com um tiro no peito. Deixou uma carta testamento com uma frase que entrou para a história: &quot;Deixo a vida para entrar na História.&quot;  Até hoje o suicídio de Vargas gera polêmicas. O que sabemos é que seus últimos dias de governo foram marcados por forte pressão política por parte da imprensa e dos militares. A situação econômica do país não era positiva, o que gerava muito descontentamento entre a população. </li></ul>
  36. 36. COMOÇÃO NACIONAL
  37. 37. Conclusão <ul><li>Embora tenha sido um ditador e governado com medidas controladoras e populistas, Vargas foi um presidente marcado pelo investimento no Brasil. Além de criar obras de infra-estrutura e desenvolver o parque industrial brasileiro, tomou medidas favoráveis aos trabalhadores. Foi na área do trabalho que deixou sua marca registrada. Sua política econômica gerou empregos no Brasil e suas medidas na área do trabalho favoreceram os trabalhadores brasileiros. </li></ul>
  38. 38. FIM

×