Um lugar de adoração a Deus no deserto

16,928 views

Published on

Published in: Spiritual
8 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
16,928
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1,152
Actions
Shares
0
Downloads
1,110
Comments
8
Likes
11
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Um lugar de adoração a Deus no deserto

  1. 1. UM LUGAR DE ADORAÇÃO A DEUS NO DESERTO 1º Trimestre de 2014 Lição 9 Pr. Moisés Sampaio de Paula
  2. 2. TEXTO ÁUREO 2 "E me farão um santuário, e habitarei no meio deles" (Êx 25.8). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  3. 3. VERDADE PRÁTICA 3 Deus deseja habitar entre nós, para que Ele seja o nosso Deus e para que nós sejamos o seu povo. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  4. 4. OBJETIVOS 4 Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:  Conhecer as instruções para a construção do Tabernáculo.  Elencar os utensílios presentes no pátio do Tabernáculo.  Compreender que o Tabernáculo representava o lugar de habitação de Deus em pleno deserto. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  5. 5. Palavra chave 5 Pr. Moisés Sampaio de Paula
  6. 6. Esboço da Lição 6 I. AS INSTRUÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO 1. O propósito divino. 2. As ofertas 3. Tudo segundo a ordenança divina (Êx 25.8,9,40). II. O PÁTIO DO TABERNÁCULO 1. O pátio. 2. O altar dos holocaustos. 3. A pia de bronze (Êx 30.17-21) III. O LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS 1. O castiçal de ouro (Êx 25.31-40) 2. Os pães da proposição e o altar do incenso (Êx 25.30). 3. O Santo dos Santos e a arca da aliança (Êx 25.10-22). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  7. 7. INTRODUÇÃO 7    Deus queria habitar no meio de Israel. Por isso, ordenou a Moisés que, juntamente com o todo o povo, construísse um lugar separado para adoração. Trata-se do "Tabernáculo do Senhor", um santuário móvel que acompanhou os hebreus durante sua longa peregrinação pelo deserto. Na lição de hoje, estudaremos como ocorreu a construção desse lugar santo de adoração ao Senhor. Pr. Moisés Sampaio de Paula • É necessário resgatarmos com urgência o culto doméstico. Caso contrário, nossas famílias não poderão subsistir nestes dias difíceis, maus e tenebrosos.
  8. 8. Tabernáculo 8
  9. 9. 9 Pr. Moisés Sampaio de Paula
  10. 10. 10 I. AS INSTRUÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO 1. O propósito divino. 2. As ofertas. 3. Tudo segundo a ordenança divina (Êx 25.8,9,40). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  11. 11. 11 I. AS INSTRUÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO 1. O propósito divino.    Depois da entrega da lei, Deus ordenou que o seu povo edificasse um lugar de adoração. O objetivo divino era aumentar e fortalecer os laços de comunhão com o seu povo Israel, que Ele libertara do poder de Faraó no Egito. O Senhor assim age para que o homem o conheça de forma pessoal e íntima (Jo 14.21,23). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  12. 12. 12 I. AS INSTRUÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO 2. As ofertas.   O Tabernáculo seria construído pelo povo de Deus, com os recursos que receberam pela providência divina ao saírem do Egito (Êx 3.21,22; 12.35,36). Para a construção do Tabernáculo os israelitas ofertaram voluntariamente e com alegria. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  13. 13. 13 I. AS INSTRUÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO 2. As ofertas.    A Palavra de Deus nos ensina que o fator motivante para a contribuição do crente é a alegria: "porque Deus ama ao que dá com alegria" (2 Co 9.7). O Senhor não se agrada de quem entrega a sua oferta e dízimo contrariado ou por obrigação (Ml 3.10). De nada adianta contribuir com relutância e amargura. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  14. 14. 14 I. AS INSTRUÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO TABERNÁCULO 3. Tudo segundo a ordenança divina (Êx 25.8,9,40).    O Tabernáculo não foi uma invenção humana. O próprio Deus instrui a Moisés quanto à planta e os objetos do templo móvel. (Êxodo 25) e Moisés obedeceu a todas as instruções. O Tabernáculo apontava para o sacrifício de Cristo na cruz do Calvário. Simbolizava o plano perfeito de Deus para a redenção da Pr. Moisés Sampaio de Paula humanidade (Hb 9.8-11).
  15. 15. 15
  16. 16. 16
  17. 17. SINOPSE DO TÓPICO (1) 17 As instruções para a construção do Tabernáculo foram rigorosamente acatadas por Moisés segundo a ordenança divina. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  18. 18. Perguntas 18 1. Qual era o objetivo de Deus com a construção do Tabernáculo? R. O objetivo divino era aumentar e fortalecer os laços de comunhão com o seu povo Israel Pr. Moisés Sampaio de Paula
  19. 19. Perguntas 19 2. O Tabernáculo foi construído com quais recursos? R. Com os recursos que receberam pela providência divina ao saírem do Egito. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  20. 20. II. O PÁTIO DO TABERNÁCULO 20 1. O pátio. 2. O altar dos holocaustos. 3. A pia de bronze (Êx 30.17-21). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  21. 21. II. O PÁTIO DO TABERNÁCULO 21 1. O pátio. “Farás também o pátio do Tabernáculo" (Êx 27.9).  Os israelitas precisavam aprender a forma correta de se chegar à presença de Deus e adorá-lo.  O pátio tinha o formato retangular, e indicava que, na adoração a Deus, deve haver separação, santidade. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  22. 22. II. O NASCIMENTO DE MOISÉS 22 1. O pátio.   Havia uma única porta de entrada, que apontava para um único caminho, uma única direção. Isso prefigura Jesus Cristo, que disse: "Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á" (Jo 10.9). Jesus é o caminho que nos conduz a Deus (Jo 14.6). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  23. 23. II. O PÁTIO DO TABERNÁCULO 23 2. O altar dos holocaustos. "Farás também o altar de madeira de cetim" (Êx 27.1).  Ao entrar no pátio, o israelita tinha a sua frente o altar do holocausto. Era uma caixa de madeira de cetim coberta de bronze. Junto a esse altar o transgressor da lei encontrava-se com o sacerdote para oferecer sacrifícios a Deus a fim de expiar seus pecados e obter o perdão. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  24. 24. 24
  25. 25. 25
  26. 26. II. O PÁTIO DO TABERNÁCULO 26 2. O altar dos holocaustos.    O altar dos holocaustos tipificava Cristo, o nosso sacrifício perfeito que morreu em nosso lugar (Ef 5.2; Gl 2.20). Sem um sacrifício expiador do pecado não há perdão de Deus (Lv 6.7; 2 Co 5.21). A epístola aos Hebreus nos mostra que o sacrifício salvífico de Cristo foi único, perfeito e completo para a nossa salvação (Hb 7.25; 10.12). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  27. 27. 27
  28. 28. II. O PÁTIO DO TABERNÁCULO 28 3. A pia de bronze (Êx 30.17-21).    Na pia os sacerdotes lavavam suas mãos e pés antes de executarem seus deveres sacerdotais. Mãos limpas: trabalho honesto; pés limpos: um viver e um agir íntegros (Ef 5.26,27; Hb 10.22). Precisamos nos achegar a Deus com um coração puro e limpo. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  29. 29. 29
  30. 30. II. O PÁTIO DO TABERNÁCULO 30 3. A pia de bronze (Êx 30.17-21).   Deus é santo e requer santidade do seu povo. Deus não aprova o viver e o servir do impuro. O servo de Deus deve ser "limpo de mãos e puro de coração" (Sl 24.4). Hoje somos lavados e purificados pelo precioso sangue de Cristo que foi derramado por nós (1 Jo 1.7). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  31. 31. SINOPSE DO TÓPICO (2) 31 No pátio do Tabernáculo localizava-se o altar dos holocaustos e a pia de bronze. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  32. 32. Perguntas 32 3. Faça um pequeno resumo a respeito do pátio do Tabernáculo. R. O pátio tinha o formato retangular, e indicava que, na adoração a Deus, deve haver separação, santidade. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  33. 33. III. O LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS 33 1. O castiçal de ouro (Êx 25.31-40 2. Os pães da proposição e o altar do incenso (Êx 25.30). 3. O Santo dos Santos e a arca da aliança (Êx 25.10-22). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  34. 34. 34
  35. 35. 35
  36. 36. III. O LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS 36 1. O castiçal de ouro (Êx 25.31-40   Não havia janelas no Lugar Santo e a iluminação vinha de um castiçal de ouro puro e batido. As lâmpadas do castiçal ardiam continuamente e eram abastecidas diariamente de azeite puro de oliveira (Êx 27.20,21) a fim de que iluminassem todo o Lugar Santo. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  37. 37. III. O LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS 37 1. O castiçal de ouro (Êx 25.31-40    O castiçal, em Apocalipse, simboliza a Igreja (Ap 1.12,13,20). O azeite é um símbolo do Espírito Santo. Se quisermos emanar a luz de Cristo para este mundo que se encontra em trevas, precisamos ser cheios, constantemente, do Espírito Santo de Deus. "Enchei-vos do Espírito" (Ef 5.18) é a recomendação bíblica. Esta peça também apontava para Jesus Cristo, luz do mundo, e a quem seguindo, não andaremos em trevas, mas teremos a luz da Pr. Moisés Sampaio de Paula vida (Jo 8.12).
  38. 38. 38
  39. 39. 39
  40. 40. III. O LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS 40 2. Os pães da proposição e o altar do incenso (Êx 25.30).    Havia uma mesa com doze pães e, todos os sábados, esses eram trocados. Estes pães apontavam para Jesus, o Pão da vida (Jo 6.35). Precisamos nos alimentar diariamente de Cristo, e não apenas no domingo. Tem você se alimentado diariamente na mesa do Senhor Jesus Pr. Moisés Sampaio de Paula
  41. 41. 41
  42. 42. III. O LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS 42 2. Os pães da proposição e o altar do incenso (Êx 25.30).   Além dos pães, próximo ao Santo dos Santos ficava o altar do incenso, um lugar destinado à oração e ao louvor a Deus. Precisamos nos achegar ao Senhor diariamente com a nossa adoração e nossas orações: "Suba a minha oração perante a tua face como incenso, e seja o levantar das minhas mãos como o sacrifício da tarde" (Sl 141.2). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  43. 43. 43
  44. 44. 44
  45. 45. III. O LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS 45 3. O Santo dos Santos e a arca da aliança (Êx 25.10-22).  O Santo dos Santos era um local restrito, onde somente o sumo sacerdote poderia entrar uma única vez ao ano. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  46. 46. III. O LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS 46 3. O Santo dos Santos e a arca da aliança (Êx 25.10-22).  Em Hebreus 10.19,20, vemos a gloriosa revelação profética entre o Santo dos Santos, o Senhor Jesus e o povo salvo da atualidade. O termo "santuário", no versículo 19, é literalmente, no original, "santo dos santos". Pr. Moisés Sampaio de Paula
  47. 47. 47
  48. 48. III. O LUGAR DA HABITAÇÃO DE DEUS 48 3. O Santo dos Santos e a arca da aliança (Êx 25.10-22).   A arca da aliança era a única peça deste compartimento sagrado. Era uma caixa de madeira forrada de ouro. Durante a peregrinação pelo deserto os sacerdotes carregavam-na sobre os ombros. A arca simbolizava a presença de Deus no meio do seu povo. Erroneamente os israelitas a utilizaram como uma espécie de amuleto. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  49. 49. 49
  50. 50. 50
  51. 51. SINOPSE DO TÓPICO (3) 51 No interior do Tabernáculo ficava o castiçal de ouro, os pães da proposição, o altar do incenso, o Santo dos santos e a arca da aliança. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  52. 52. Perguntas 52 4. No Apocalipse o que o castiçal simboliza? R. A Igreja. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  53. 53. Perguntas 53 5. Faça um pequeno resumo a respeito do Santo dos Santos. R. O Santo dos Santos era um local restrito, onde somente o sumo sacerdote poderia entrar uma única vez ao ano. A arca da aliança era a única peça deste compartimento sagrado. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  54. 54. Conclusão 54   Os israelitas, mediante o Tabernáculo, podiam aprender corretamente como achegar-se a Deus, adorá-lo, serví-lo e viver para Ele em santidade. Assim deve fazer a igreja, conforme Hebreus 10.21-23. O Senhor é Santo e sem santidade nosso louvor e adoração não poderão agradá-lo. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  55. 55. 55 Pr. Moisés Sampaio de Paula

×