Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Reis e Profetas - Aula 4

22,785 views

Published on

IBBC - Reis e Profetas - Aula 4

Reis e Profetas - Aula 4

  1. 1. Reis e Profetas Teologia II Pr. Moisés Sampaio de Paula IBBC - Aula 4 Reis e Profetas Teologia II
  2. 2. 2 Cronograma dos reis e profetasCronograma dos reis e profetas
  3. 3. Reis e Profetas 1. O reino Unido 2. O reinado do Saul 3. O reinado de Davi 4. O reinado de Salomão 5. Divisão do Reino 6. Reino do Norte 7. Introdução aos profetas 8. Profetas do Reino do Norte 9. Reino do Sul 10. Profetas do Reino do Sul 11. Revisão Geral 3
  4. 4. 4 Judá – Reino do SulJudá – Reino do Sul Judá Reino do Sul Formação: duas tribos (Benjamim e Judá) Capital: Jerusalém Local Adoração: templo de Jerusalém Uma família reinante: Davi Caracteríticas: Bons e maus reis Quantidade: Dezenove reis e uma rainha (Atalia) 2Reis 11,1-3.13-16 (841-836 aC Tempo: Durou 359 anos Cativeiro: O reino caiu em 587 a.C Levado cativo para a Babilônia, por Nabucodonozor
  5. 5. Reino do Sul 5
  6. 6. 2º Crônicas Os governos dos reis de Judá 10.1-36.16 1. O reinado de Roboão 10.1-12.16 2. Abias 13.1-22 3. Asa 14.1-16.14 4. Josafá 17.1-20.37 5. Jeorão 21.1-20 6. Acazias 22.1-9 7. Atalia 22.10-23.15 8. Joás 23.16-24.27 9. Amazias 25.1-28 10.Uzias 26.1-23 11. Jotão 27.1-9 12. Acaz 28.1-27 13. Ezequias 29.1-32.33 14. Manassés 33.1-20 15. Amon 33.21-25 16. Josias 34.1-35.27 17. Joacaz 36.1-3 18. Jeoaquim 36.4-8 19. Joaquim 36.9-10 20. Zedequias 36.11-16
  7. 7. Reino do Sul 7
  8. 8. • Reinou 17 anos- I Reis 14:21 – • Filho de Salomão- I Reis 14.21- • Roboão causa separação entre as 12 tribos – I Reis 12.1-23 – II Crônicas 10.1-19 – • A impiedade de Roboão – I Reis 14.21-30- • Deus proíbe fazer guerra contra as dez tribos – II Crônicas 11.1-12 – • Deus castiga Roboão por causa da idolatria - II Crônicas 12.1-15 • Morte de Roboão – I Reis 14.31 –II Crônicas 12.16. 8 01-Roboão (931-913)
  9. 9. Reino do Sul 9
  10. 10. • Reinou 3 anos - II Crônicas 13:2 – I Reis 15.1-2- • filho de Roboão - I Reis 14.31- II Crônicas 12.16 – • Abias imita a impiedade de Roboão seu pai –I Reis 15.1-7- • Abias reina e peleja contra Jeroboão– II Crônicas 13.1-22 • Morte de Abias II Crônicas 14.1 - I Reis 15.8 – • Andou em todos os pecado que seu pai tinha cometido antes dele; e seu coração não foi perfeito para com Deus,como o coração de Davi seu pai – I Reis 15.3 10 02-Abias (913-911)
  11. 11. Reino do Sul 11
  12. 12. • Reinou 41 anos- I Reis 15.9 -10 – II Crônicas 16:13 – • filho de Abias- I Reis 15.8-II Crônicas 14.1 – • Asa reina e vence a Zerá, o etíope – II Crônicas 14.1-15 – • Asa é bom rei sobre Israel – I Reis 15.1-23- • Asa e o rei da Síria pelejam contra Baasa - II Crônicas 16.1-11 – • Destruiu o ídolo Asera que Maaca, sua mãe ou avó adorava – • I Reis 15.9-13 – Asa abole a idolatria e renova o pacto do Senhor – II Crônicas 15.1-19 – • Fez o que era reto aos olhos do Senhor, como Davi seu pai – I Reis 15.11 – • Asa adoeceu e não buscou a Deus na sua enfermidade II Crônicas 16.12- • Morte de Asa- II Crônicas 16.13-14 - I Reis 15.24 – • Geração do rei Asa – Abraão, Isaque, Jacó, Judá - Perez -Esrom – Arão (não é o irmão de Moisés) Aminadabe, Naasom,Salmom, Boaz, Obede, Jessé, Davi, Salomão, Roboão, Abias, e Asa – a 17ª depois de Abrão. 12 03-Asa (911-870)
  13. 13. Reino do Sul 13
  14. 14. • Reinou 25 anos - I Rs. 22:42- II Cr. 20.31- • filho de Asa – II Cr.16.13-14 - II Cr.17.1 – I Rs.15.24– I Rs. 22.41 – • Acabe, rei de Israel, faz aliança com o rei Josafá -I Reis 22.1-40 II Crônicas 18.1-27 – • Josafá e o seu cuidado em instruir o povo – II Crônicas 17.1-19 – • A guerra contra Ramote-Gileade e morte de Acabe–II Cr. 18.28-34. • O profeta Jeú repreende a Josafá – II Crônicas 19.1-11- • Deus concede a Josafá vitória sobre os seus inimigos II Crônicas 20.1-37 – • E andou em todos os caminhos de Asa, seu pai, não se desviou deles, fazendo o que era reto aos olhos do Senhor I Reis 22.43 – II Crônicas 20.32 • O reinado de Josafá e a sua morte- I Reis 22.41-52 II Crônicas 21.1.14 04-Josafá (870-848)
  15. 15. Reino do Sul 15
  16. 16. • Reinou 8 anos-II Crônicas 21.5,20– II Reis 8.17- • filho de Josafá II Reis 8.16 – II Crônicas 21.1 Em I Reis 22.51, lê-se Jorão – • O reinado de Jeorão – II Reis 8.16-23 – • Impiedade de Jeorão II Crônicas 21.1-17 – • O Senhor o feriu com uma enfermidade incurável. • Morreu sem deixar de si saudades – II Crônicas 21.18-20. • Morte de Jeorão II Reis 8.24 - Jeorão foi mal. • Matou todos os seus irmãos a espada, como também alguns dos príncipes de Israel II Crônicas 21.4- • Ele também fez altos nos montes de Judá, e fez com que se corrompessem os moradores de Jerusalém, e até a Judá impeliu a isso II Crônicas 21.11- • E andou nos caminhos dos reis de Israel, como fazia a casa de Acabe; porque tinha a filha de Acabe por mulher e fazia o que era mau aos olhos do Senhor. II Crônicas 21.6 16 05-Jeorão ou Jorão (848-841)
  17. 17. Reino do Sul 17
  18. 18. • Reinou um ano – II Reis 8.26- II Crônicas 22.2 – • Filho de Jeorão -II Crônicas 22.1 – II Reis.8.24-25 • Acazias rei de Judá - II Reis 9.29 – • E os moradores de Jerusalém fizeram rei a Acazias, seu filho mais moço, em seu lugar, (de Jeorão), porque a tropa que viera com os arábios ao arraial tinha matado a todos os mais velhos; e assim reinou Acazias, filho mais novo de Jeorão rei de Judá. • Também andou nos caminhos da casa de Acabe, porque sua mãe era sua conselheira, para proceder impiamente. • E fez o que era mal aos olhos do Senhor, como a casa de Acabe, porque eles eram seus conselheiros depois da morte de seu pai (Jeorão) para sua perdição- II Crônicas 22:1,3-4 –O Reinado de Acazias – II Reis. 8.25-29- • Acazias reina e é morto por Jeú – II Cr. 22.1-10 II Reis 9.16-28. 18 06-Acazias (841)
  19. 19. Reino do Sul 19
  20. 20. • Reinou 6 anos II Reis 11:3- II Crônicas 22.12 – • Mãe do rei Acazias – II Reis 11.1- II Crônicas 22.10 – • A rainha Atalia manda matar a família real. II Crônicas 22.10-12 – • Morte de Atália– II Reis 11.1-21 - II Crônicas 23:12-15 II Crônicas 23:21 – • Foi uma rainha má e vingativa –Destruiu toda a descendência real - II Reis 11.15-18 – • Após a morte de Atália, o povo da terra entrou na casa de Baal, e a derribaram, como também os seus altares e as suas imagens totalmente quebraram, e a Matã, sacerdote de Baal mataram perante os altares; então o sacerdote pôs oficiais sobre a Casa do senhor. II Crônicas 23.17-19 • Atália foi uma mulher idólatra – Porque, sendo Atalia ímpia, seus filhos arruinaram a Casa de Deus e até todas as coisas sagradas da Casa do Senhor empregaram em baalins (plural de Baal) II Crônicas 24.7 20 07-Atália (841-835)
  21. 21. Reino do Sul 21
  22. 22. • Reinou 40 anos II Crônicas 24.1 - II Reis 12:1 – • Filho de Acazias- II Reis 11.2 – II Reis 13.1 II Crônicas 22.11- • Joás começou a reinar com sete anos –II Crônicas 24.2 - II Reis 11.21 – • Joás escapou de ser morto por Atália, porque Jeoseba, filha do rei Jeorão o escondeu – II Reis 11.2- II - Crônicas 22.11 - Joãs manda reparar o templo – II Reis 12.1-21- II Crônicas 24:1-16- II Crônicas 24.17-22 – • O juízo de Deus sobre Joás II Crônicas 24.23-27 – E fez Joás o que era reto aos olhos do Senhor, todos os dias do sacerdote Joiada II crônicas 24.2 – • A idolatria de Joás - Porém, depois da morte de Joiada, vieram os príncipes de Judá e prostraram-se perante o rei; e o rei os ouviu. E deixaram a Casa do SENHOR, Deus de seus pais, e serviram às imagens do bosque e aos ídolos; então, veio grande ira sobre Judá e Jerusalém por causa desta sua culpa. Porém enviou profetas entre eles, para os fazer tornar ao SENHOR, os quais protestaram contra eles; mas eles não deram ouvidos. E o Espírito de Deus revestiu a Zacarias, filho do sacerdote Joiada, o qual se pôs em pé acima do povo e lhes disse: Assim diz Deus: Por que transgredis os mandamentos do SENHOR? Portanto, não prosperareis; porque deixastes o SENHOR, também ele vos deixará. E eles conspiraram contra ele e o apedrejaram com pedras, por mandado do rei, no pátio da Casa do SENHOR. Assim, o rei Joás não se lembrou da beneficência que Joiada, pai de Zacarias, lhe fizera; porém matou-lhe o filho, o qual, morrendo, disse: O SENHOR o verá e o requererá. II Crônicas 24.17-22 O juízo de Deus sobre Joás – II Crônicas 24.23-27 22 08-Joás (835-796)
  23. 23. Reino do Sul 23
  24. 24. • Reinou 29 anos – II Reis 14.2 – II Crônicas 25.1 – • Filho de Joás- II Reis 12.21 - II Reis 14.1 II Crônicas 24.27 – • E fez o que era reto aos olhos do Senhor, porém não com coração inteiro. • Sucedeu pois que, sendo-lhe o reino já confirmado, matou a seus servos que feriram o rei seu pai II Crônicas 25.2-3 – Amazias mata os matadores de seu pai – II Reis 14.5-18 • Amazias vence os edomitas II Crônicas 25.5-13 – • Deus castiga Amazias por causa da idolatria - II Crônicas 25.14-26 – • Morte de Amazias II Crônicas 25.27-28– II Reis 14.19-20- 24 09-Amazias (791-740)
  25. 25. Reino do Sul 25
  26. 26. • Reinou 52 anos – II Reis 15:1-2 - Em II Crônicas 26:3, diz que ele reinou 55 anos- • Filho de Amazias II Reis 14.21-22- II Reis 15.1 - II Crônicas 26:1- • É chamado de Azarias -II Reis 15:1-7- Uzias o mesmo Azarias- Confira pelo nome da mãe, é a mesma pessoa, portanto é o mesmo rei - II Crônicas 26:3 – • Era Uzias da idade de dezesseis anos quando começou a reinar e cinqüenta e cinco anos reinou em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Jecolias, de Jerusalém. II Reis 15.1-2 - No ano vinte e sete de Jeroboão, rei de Israel, começou a reinar Azarias, filho de Amazias, rei de Judá. Tinha dezesseis anos quando começou a reinar e cinqüenta e dois anos reinou em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Jecolias, de Jerusalém. • Uzias ou Azarias – Reina e prospera II Crônicas 26.1-15 – • Azarias ou Uzias- fez o que era reto aos olhos do Senhor, conforme tudo o que fizera Amazias seu pai, porém morreu leproso - Uzias é atacado de lepra – II Crônicas 26.16- 23- II Reis 15. 1-7 –E fez o que era reto aos olhos do Senhor, conforme tudo que fizera Amazias seu pai. Porque deu-se a buscar a Deus nos dias de Zacarias, sábio nas visões de Deus; e, nos dias em que buscou o Senhor, Deus o fez prosperar. • II Crônias 26.4-5 Uzias morreu leproso, porque exaltou-se o seu coração, até se corromper. Entrou no templo para queimar incenso no altar do incenso. Isto não era para ele fazer, e sim os sacerdotes. II Crônicas 26.16-23 26 10-Uzias ou Azarias(791-740)
  27. 27. Reino do Sul 27
  28. 28. • Reinou 16 anos - II Reis 15:32-33-II Crônicas 27.1,8- • filho de Uzias- II Crônicas 26.23- II Reis 15:5-7 e I Reis 15.32 – • Jotão reina bem e vence os amonitas II Crônicas 27:1-5 – • E fez o que era reto aos olhos do Senhor, fez conforme tudo quanto fizera Uzias, seu pai. II Reis 15.34 - Assim se fortificou Jotão, porque dirigiu os seus caminhos na presença do Senhor, seu Deus – II Crônicas 27.6 – • Morte de Jotão – IICrônicas 27.7-9- II Reis 15.38 28 11-Jotão (732-716)
  29. 29. Reino do Sul 29
  30. 30. • Reinou 16 anos – II Reis 16.1-2- II Crônicas 28.1- • Filho de Jotão-II Reis 15:38 -II Crônicas 27.9 -2-Tinha Acaz vinte anos de idade quando começou a reinar, e reinou dezesseis anos em Jerusalém, e não fez o que era reto aos olhos do SENHOR, seu Deus, como Davi, seu pai. 3 Porque andou no caminho dos reis de Israel e até a seu filho fez passar pelo fogo, segundo as abominações dos gentios, que o SENHOR lançara fora de diante dos filhos de Israel. 4 Também sacrificou e queimou incenso nos altos e nos outeiros, como também debaixo de todo arvoredo II Reis 16.2-4 – • Acaz sebmeteu-se ao domínio do rei da Assíria, dizendo: Eu sou teu servo, tomou o ouro e a prata na Casa do senhor e mandou de presente ao rei da Assíria. • II Reis 16:7-9 Acaz copiou o altar de Damasco e mandou o modelo para o sacerdote Urias fazer, tirou o altar de cobre que estava perante o Senhor—II Reis 16.10-19 – • Acaz é ímpio, e os siros afligem-no –II Crônicas 28.1-15 – • Acaz busca o socorro dos reis da Assíria e não o acha – II Crônicas 28.16-26 - E ajuntou Acaz os utensílios da Casa de Deus, e os fez em pedaços, e fechou as portas da Casa do SENHOR, e fez para si altares em todos os cantos de Jerusalém. II Crônicas 28:24 - II Reis 16.10-19 – • Morte de Acaz- II Reis 16.20 – II Crônicas 28.27. 30 12-Acaz (732-716)
  31. 31. Reino do Sul 31
  32. 32. • Reinou 29 anos- II Crônicas 29. 1 – • Filho de Acaz- II Crônicas 28.27 – II Reis 16.20 – • E fez o que era reto aos olhos do Senhor, conforme tudo quanto fizera Davi, seu pai II Crônicas 29.2 - Ezequias estabelece o culto do Senhor - II Reis 18.1-12 – • No reinado de Ezequias, o rei da Assíria invade Judá II Reis 18.13-37- • Ezequias ora na Casa do Senhor – II Reis 19.1-19 – • Ezequias manda purificar o templo II Crônicas 29.1-11 – Os levitas purificam o Templo – II Crônicas 29.12-19 - Ezequias manda purificar o templo,fala aos levitas: Santificai-vos agora, santificai a Casa do Senhor e tirai do santuário a imundícia . II Crônicas 29.5 II Crônicas 30.1-27- • Ezequias restabelece o culto de Deus II Crônicas 29.20-36- II Reis 18.1-12 – • Ezequias convida o povo a vir a Jerusalém para celebrar a páscoa – II Crônicas 30.1-27 - Ezequias ora na Casa do Senhor – II Reis 19.1-19 – 32 13-Ezequias (716-687)
  33. 33. • Ezequias ora na Casa do Senhor – II Reis 19.1-19 – • O profeta Isaías conforta o rei Ezequias – II Reis 19.20-34- • Deus fere os assírios e livra Judá – II Reias 19.35-37- • Ezequias adoece II Reis 20.1-11 Isaías 38.1-5- • O orgulho de Ezequias - Isaías 39.1-8 – • A embaixada do rei de babilônia II Reis 20.12-20 – • Ezequias regula as turmas dos sacerdotes e levitas – II Crônicas 31.2-21 – • Senaqueribe invade Judá, e Deus destrói o seu exército – II Crônicas 32.1- 23 – • Doença e morte de Ezequias II Crônicas 32.24-33 – • Morte de Ezequias – II Reis 20-.21 33 13-Ezequias (716-687)
  34. 34. Reino do Sul 34
  35. 35. • Reinou 55 anos- II Crônicas 33.1 - II Reis 21.1 – • Filho de Ezequias II Crônicas 32.33 - II Reis 20:21 • A impiedade de Manasses e as ameaças de Deus – II Reis 21:1-17 – • Morte de Manasses – II Reis 21.18- • A idolatria de Manasses II Crônicas 33.1-10 – • O cativeiro de Manasses, sua oração e morte – II Crônicas 33.11-20 35 14-Manassés (687-642)
  36. 36. Reino do Sul 36
  37. 37. • Reinou 2 anos – II Crônicas 33:21- II Reis 21.19- • Filho de Manassés - II Reis 21:18- II Crônicas 33:20 Este não é o Amom descendente dos moabitas • Amom é um mau rei, e os seus servos o matam – II Reis 21.19-26 • O reinado de Amom e a sua impiedade - II Crônicas 33:21-25 – • E fez o que era mal aos olhos do Senhor, como havia feito Manasses, seu pai, porque Amom sacrificou a todas as imagens de escultura que Manasses, seu pai, tinha feito e as serviu. Mas não se humilhou perante o Senhor, como Manasses, seu pai, se humilhara; antes, multiplicou Amom os seus delitos.II Crônicas 33.22-23 37 15-Amom (642-640)
  38. 38. Reino do Sul 38
  39. 39. • Reinou 31 anos– II Reis 22.1 - II Crônicas 34.1 – • Começou a reinar com 8 anos de idade II Crônicas 34.1 – II Reis 22.1 – • Filho de Amom II Reis 21:26 –II Crônicas 33.25- • Josias repara o templo – II Reis 22.1-7 Josias repara o templo, Hilquias acha o livro da Lei- II Crônicas 34.8-21- Hulda, a profetisa prediz a ruína de Jerusalém – II Crônicas 34.22-28- • Josias convoca o povo à Casa do Senhor – II Crônicas 34.29-33 – • Josias ajunta todo o povo e renova o pacto do Senhor - II Reis 23.1-14- • O altar de Betel é profanado e derribado – II Reis 23.15-20- • Josias abole a idolatria – II Crônicas 34.1-7 – • A celebração da Páscoa – II Reis 23.21-28-II Crônicas 35.1-19 – • Josias provoca o rei do Egito e é morto – II Crônicas 35.20-27 - Morte de Josias – II Reis 23.29-30 39 16-Josias (640-609)
  40. 40. Reino do Sul 40
  41. 41. • Reinou 3 meses em Jerusalém - Reis 23.31- II Crônicas 36.2- • Filho de Jozias- II Reis 23:30 II Crônicas 36.1 – • E fez o que era mal aos olhos do Senhor, conforme tudo o que fizeram seus pais – II Reis 23.32 – • Porém Rafaó-Neco o mandou prender em Ribla, em terra de Hamate, para que não reinasse em Jerusalém; e à terra impôs a pena de cem talentos de prata e um talento de ouro – II Reis 23.33 – • Também Faraó-Neco estabeleceu rei a Eliaquim, filho de Josias, em lugar de Josias, seu pai, e lhe mudou o nome em Jeoaquim; Porém a Joacaz tomou consigo, e veio ao Egito e morreu ali – II Reis 23.34 – • Joacaz é levado cativo para o Egito- II Crônicas 36:1-4 41 17- Joacaz- (609)
  42. 42. Reino do Sul 42
  43. 43. • Reinou 11 anos – II Crônicas 36:5 - II Reis 23:36 – • Filho de Josias - II Reis 23:34 – • Irmão de Joacaz II Crônicas 36:4 – • Seu 1º nome foi Eliaquim – II Reis 23: 34- II Crônicas 36.4 – • E fez o que era mal aos olhos do Senhor,conforme tudo quanto fizeram seus pais – II Reis 24.37- • Nabucodonosor o amarrou em cadeias e o levou cativo para Babilônia, também alguns utensílios da casa do Senhor, levou Nabucodonosor. II Crônicas 36:6-7 II Reis 24:1-5- • Final do reinado de Jeoaquim- II Crônicas 36.8- • Morte de Jeoaquim – II Reis 24.6 43 18-Jeoaquim (609-597)
  44. 44. Reino do Sul 44
  45. 45. • Reinou 3 meses – II Reis 24:8 - II Crônicas 36.9 – • Filho de Jeoaquim – II Reis 24:6 – II Crônicas 36.8 • Durante o reinado de Joaquim, o rei de Babilônia o levou cativo, transportou os utensílios da Casa do Senhor, os príncipes e os homens valorosos, e todos os carpinteiros e ferreiros;ninguém ficou, senão o povo pobre da terra. - Ler II Reis 24:8-17 - E, no decurso de um ano, o rei Nabucodonosor mandou que o levassem à Babilônia, como também os mais preciosos utensílios da Casa do Senhor, e pôs a Zedequias, seu irmão, rei sobre Judá e Jerusalém II Crônicas 36.10. E o rei de Babilônia estabeleceu rei, em lugar de Joaquim, ao tio deste, Matanias, e lhe mudou o nome para Zedequias. II Reis 24.17. 45 19- Joaquim(597)
  46. 46. Reino do Sul 46
  47. 47. • Reinou 11 anos em Jerusalém – II Reis 24.18 – II Crônicas 36.11 – - • Último rei de Judá -Seu 1º nome foi Matanias – • Último rei de Judá - O rei de Babilônia mudou o seu nome para Zedequias- era tio de de Joaquim II Reis 24.17 – • E fez o que era mau aos olhos do Senhor, seu Deus; nem se humilhou perante o profeta Jeremias, que falava da parte do Senhor – II Crônicas 36.12 – • Zedequias reina e é levado, com o seu povo,cativo para babilônia - II Reis 25:1-22 II Crônicas 36:10-21. • No 9º ano do reinado de Zedequias, Nabucodonosor rei de Babilônia, veio contra Jerusalém, e a cidade foi sitiada, arrombada, e Zedequias foi levado cativo para Babilônia. Seus filhos foram degolados, os olhos de Zedequias vazados, e ele foi atado com duas cadeias de bronze. Leia tudo isto e mais, em II Reis 25- II Crônicas 36.13-21 - QUEDA DE JERUSALÉM – (587-586) 47 20-Zedequias (597-587)
  48. 48. Os cativeiros Israel 722 a.C Reino Unido Para a Assíria Davi – Salomão Judá 587 a.C Para a Babilônia 48
  49. 49. O Cativeiro De Jerusalém para Babilônia (606, 597 e 586 a.C.)(606, 597 e 586 a.C.)
  50. 50. Império Babilônico (614 a 538 a.C.)(614 a 538 a.C.)
  51. 51. A história • Deus entregou Israel nas mãos dos Caldeus (605, 597 e 587 a.C). • Deus destruiu o templo e entregou seus utensílios sagrados. • O povo saiu de Jerusalém (cidade de paz) para a terra de Sinear/Babilônia (terra da confusão e oposição a Deus) ( Dn 1:1-2 )
  52. 52. • BabilôniaBabilônia– A forma grega do nome, é do Acadiano Bāb-ilu, que significa "Portão dePortão de Deus".Deus". • Para os judeus adquiriu o significado de "confusão"confusão" em harmonia com Gênesis 11:9. Moisés teria derivado o nome Babel do Hebraico Antigo Bavel ‫בבל‬ ),), da raiz do verbo ba.lál, que significa "confundir”. • Era conhecida como a terra dos Caldeus. Ela foi fundada por NinrodeNinrode, o poderoso caçador (Gen 10:8-12). Em tempos antigos representou o local em que se ergueu a torre de Babel (Gen 11). A cidade atingiu um considerável destaque por volta de 1800 a.C, sob a liderança do famoso legislador Hamurábi.
  53. 53. panteão
  54. 54. Adoravam o sol
  55. 55. Medida das muralhas
  56. 56. Mas apesar da desobediência, Deus mandou uma mensagem de esperança para os exilados (JerJer 29:1-10),29:1-10),
  57. 57. “E estas são as palavras da carta que Jeremias, o profeta, enviou de Jerusalém, aos que restaram dos anciãos do cativeiro, como também aos sacerdotes, e aos profetas, e a todo o povo que Nabucodonosor havia deportado de Jerusalém para Babilônia ...dizendo: Assim diz o SENHOR dos Exércitos, o Deus de Israel, a todos os do cativeiro, os quais fiz transportar de Jerusalém para Babilônia:
  58. 58. Edificai casas e habitai-as; e plantai jardins, e comei o seu fruto. Tomai mulheres e gerai filhos e filhas, e tomai mulheres para vossos filhos, e dai vossas filhas a maridos, para que tenham filhos e filhas; e multiplicai-vos ali, e não vos diminuais. E procurai a paz da cidade, para onde vos fiz transportar em cativeiro, e orai por ela ao SENHOR; porque na sua paz vós tereis paz. ..Porque assim diz o SENHOR: Certamente que passadosCertamente que passados setenta anossetenta anos em Babilônia, vos visitarei, e cumprirei sobre vós a minha boa palavra, tornando a trazer-vos a este lugar.
  59. 59. E escolheu um homem para ser o libertador de seu povo. (Isa 44: 28; 45: 1).Isa 44: 28; 45: 1). Que digo de Ciro: É meu pastor, e cumprirá tudo o que me apraz, dizendo também a Jerusalém: Tu serás edificada; e ao templo: Tu serás fundado.
  60. 60. Reis e Profetas 1. O reino Unido 2. O reinado do Saul 3. O reinado de Davi 4. O reinado de Salomão 5. Divisão do Reino 6. Reino do Norte 7. Introdução aos profetas 8. Profetas do Reino do Norte 9. Reino do Sul 10. Profetas do Reino do Sul 11. Revisão Geral 62
  61. 61. Reino do Sul 63
  62. 62. Profetas do Reino do Sul 1. Obadias 2. Joel 3. Isaías 4. Miquéias 5. Naum 6. Habacuque 7. Sofonias 8. Jeremias 9. Ezequiel 10. Daniel 11. Ageu 12. Zacarias 13. Malaquias 64
  63. 63. REIS E PROFETAS DE ISRAEL ProfetasProfetas Mensageiros de Deus Guias espirituais escolhidos por Deus Classificam-se Anunciar Denunciar Justiça O amor A santidade A Injustiça A idolatria
  64. 64. Reino do Sul 66
  65. 65. • Autor: O primeiro versículo de Obadias identifica o seu autor como sendo o profeta Obadias. • Quando foi escrito: O Livro de Obadias foi provavelmente escrito entre 848 e 840 AC. • Propósito: Obadias, o menor livro do Antigo Testamento, tem apenas 21 versículos. Obadias é um profeta de Deus que usa esta oportunidade para condenar Edom pelos pecados contra Deus e Israel. Os edomitas são descendentes de Esaú e os israelitas são descendentes de seu irmão gêmeo, Jacó. A briga entre os irmãos tem afetado seus descendentes por mais de 1.000 anos. Esta divisão causou os edomitas a proibir que Israel atravessasse as suas terras durante o êxodo dos israelitas do Egito. Os pecados de orgulho por parte de Edom exigem agora uma forte palavra de julgamento do Senhor. 67 1- Obadias (Servo do Senhor)
  66. 66. • Resumo: A mensagem de Obadias é definitiva e certa: o reino de Edom será destruído completamente. Edom tem sido arrogante, alegrando-se pelos infortúnios de Israel e quando os exércitos inimigos atacam Israel e os israelitas pedem por ajuda, os edomitas se recusam e escolhem lutar contra eles, não por eles. Esses pecados de orgulho não podem mais ser ignorados. O livro termina com a promessa de realização e libertação de Sião nos últimos dias, quando a terra será restaurada ao povo de Deus durante o Seu governo sobre eles. • Prenúncios: O versículo 21 do Livro de Obadias contém uma prefiguração de Cristo e Sua Igreja: "Salvadores hão de subir ao monte Sião, para julgarem o monte de Esaú; e o reino será do SENHOR." Estes "salvadores" são os apóstolos de Cristo, ministros da Palavra, e especialmente os pregadores do Evangelho nestes últimos dias. Eles são chamados de "salvadores" não por obterem a nossa salvação, mas por pregarem a salvação através do Evangelho de Cristo e por nos mostrarem o caminho para obter essa salvação. Eles, e a Palavra pregada por eles, são os meios pelos quais a boa notícia da salvação é entregue a todos os homens. Enquanto Cristo é o único Salvador que veio pagar pela salvação, e é dela o seu autor, os salvadores e libertadores do Evangelho vão estar cada vez mais evidentes na medida em que o final dos tempos se aproxima. 68 1- Obadias (Servo do Senhor)
  67. 67. Reino do Sul 69
  68. 68. • Autor:O Livro de Joel afirma que o seu autor foi o profeta Joel (Joel 1:1). • Quando foi escrito:O livro de Joel foi provavelmente escrito entre 835 e 800 AC. • Propósito:A nação de Judá, o cenário para o livro, é devastada por uma vasta horda de gafanhotos. Essa invasão de gafanhotos destrói tudo -- os campos de trigo, as vinhas, os jardins e as árvores. Joel descreve simbolicamente os gafanhotos como um exército humano marchando e enxerga tudo isso como julgamento divino sobre a nação por seus pecados. O livro é destacado por dois grandes eventos. Um deles é a invasão de gafanhotos e o outro é a efusão do Espírito. A realização inicial deste evento é citado por Pedro em Atos 2 como tendo acontecido no dia de Pentecostes. 70 2 -Joel (Jeová é Deus)
  69. 69. • Resumo:Uma terrível praga de gafanhotos é seguida por uma grande fome em toda a terra. Joel usa esses acontecimentos como o catalisador para enviar palavras de aviso a Judá. A menos que o povo se arrependa rapidamente e completamente, os exércitos inimigos devorarão a terra assim como fizeram os elementos naturais. Joel apela a todo o povo e os sacerdotes da terra para que jejuem e se humilhem enquanto buscam o perdão de Deus. Se eles responderem, haverá novas bênçãos materiais e espirituais para a nação. No entanto, o Dia do Senhor está chegando. Neste momento, os gafanhotos temidos vão parecer como mosquitos, em comparação, pois todas as nações receberão Seu julgamento. O tema principal do livro de Joel é o Dia do Senhor, um dia da ira e do juízo de Deus. Este é o dia em que Deus revela os Seus atributos de poder, ira e santidade, e é um dia terrível para Seus inimigos. No primeiro capítulo, o Dia do Senhor é vivido historicamente pela praga de gafanhotos sobre a terra. Capítulo 2:1-17 é um capítulo de transição em que Joel usa a metáfora da praga de gafanhotos e da seca para renovar um apelo ao arrependimento. Capítulos 2:18-3:21 descreve o Dia do Senhor em termos escatológicos e atende à chamada ao arrependimento com as profecias de restauração física (2:21-27), restauração espiritual (2:28-32) e restauração nacional (3:1-21). Leia mais: http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de-Joel.html#ixzz2aSZ9c7Gr 71 2- Joel (Jeová é Deus)
  70. 70. Reino do Sul 72
  71. 71. • Autor:Isaías 1:1 identifica o autor do Livro de Isaías como sendo o profeta Isaías. • Quando foi escrito:O Livro de Isaías foi escrito entre 701 e 681 AC. • Propósito:O profeta Isaías foi primeiramente chamado a profetizar ao Reino de Judá. Judá estava passando por tempos de reavivamento e tempos de rebeldia. Judá foi ameaçado de destruição pela Assíria e Egito, mas foi poupado por causa da misericórdia de Deus. Isaías proclamou uma mensagem de arrependimento do pecado e de expectativa esperançosa do livramento de Deus no futuro. 73 3- Isaías (Joevá é salvação)
  72. 72. • Resumo:O Livro de Isaías revela o juízo e salvação de Deus. Deus é "santo, santo, santo" (Isaías 6:3) e, portanto, Ele não pode permitir a impunidade do pecado (Isaías 1:2; 2:11-20; 5:30; 34:1-2; 42:25). Isaías retrata o julgamento vindouro de Deus como um "fogo consumidor" (Isaías 1:31; 30:33). Ao mesmo tempo, Isaías compreende que Deus é um Deus de misericórdia, graça e compaixão (Isaías 5:25; 11:16; 14:1-2, 32:2, 40:3, 41:14-16). A nação de Israel (Judá e Israel) é cega e surda aos mandamentos de Deus (Isaías 6:9-10, 42:7). Judá é comparado a uma vinha que deve ser, e será, pisoteada (Isaías 5:1-7). Só por causa de Sua misericórdia e promessas a Israel, Deus não permitirá que Israel e Judá sejam completamente destruídos. Ele vai trazer tanto a restauração e perdão quanto a cura (43:2, 43:16-19, 52:10-12). Mais do que qualquer outro livro no Antigo Testamento, Isaías concentra-se na salvação que virá através do Messias. O Messias um dia governará com justiça e retidão (Isaías 9:7; 32:1). O reino do Messias trará paz e segurança a Israel (Isaías 11:6-9). Através do Messias, Israel será uma luz para todas as nações (Isaías 42:6; 55:4-5). O reino do Messias sobre a terra (Isaías capítulo 65-66) é o objetivo para o qual aponta o Livro de Isaías. É durante o reinado do Messias que a justiça de Deus será plenamente revelada para o mundo. Em um aparente paradoxo, o Livro de Isaías também apresenta o Messias como aquele que vai sofrer. Isaías capítulo 53 descreve vividamente o Messias sofrendo pelo pecado. É através de Suas feridas que a cura é alcançada. É através de Seu sofrimento que as nossas iniquidades são removidas. Esta aparente contradição é resolvida na Pessoa de Jesus Cristo. Em Sua primeira vinda, Jesus foi o servo sofredor de Isaías capítulo 53. Em Sua segunda vinda, Jesus será o Príncipe da Paz e ocupará o Seu cargo de Rei (Isaías 9:6). Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de-Isaias.html#ixzz2aSZYCg6x • 74 3- Isaías (Joevá é salvação)
  73. 73. Reino do Sul 75
  74. 74. • Autor:O autor do Livro de Miquéias foi o profeta Miquéias (Miquéias 1:1). • Quando foi escrito:O Livro de Miquéias foi provavelmente escrito entre 735 e 700 AC. • Propósito:A mensagem do Livro de Miquéias é uma mistura complexa de julgamento e esperança. Por um lado, as profecias anunciam o juízo sobre Israel pelos males sociais, liderança corrupta e idolatria. Esperava-se que este julgamento culminaria com a destruição de Samaria e Jerusalém. Por outro lado, o livro proclama não apenas a restauração da nação, mas a transformação e exaltação de Israel e Jerusalém. As mensagens de esperança e castigo não são necessariamente contraditórias, no entanto, já que a restauração e transformação ocorrem somente após o julgamento. 76 4- Miquéias (Quem é como o Senhor)
  75. 75. • Resumo:O profeta condena os governantes, sacerdotes e profetas de Israel que exploram e enganam o povo. É por causa de suas obras que Jerusalém será destruída. O profeta Miquéias proclama a libertação das pessoas que vão de Jerusalém para Babilônia, e conclui com uma exortação para Jerusalém destruir as nações que se juntaram contra ela. O governante ideal viria de Belém para defender a nação e o profeta proclama o triunfo do reminiscente de Jacó, prevendo também um dia quando o Senhor iria limpar o país da idolatria e confiança no poder militar. O profeta apresenta um resumo conciso e poderoso da exigência de justiça e lealdade por parte do Senhor e anuncia julgamento sobre aqueles que têm seguido os caminhos de Onri e Acabe. O livro termina com uma liturgia profética e elementos de um lamento. Israel confessa seu pecado e recebe garantia de libertação por meio de atos poderosos do Senhor. Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de- Miqueias.html#ixzz2aSZon32w 77 4- Miquéias (Quem é como o Senhor)
  76. 76. Reino do Sul 78
  77. 77. • Autor:O autor do livro de Naum se identifica como Naum (em hebraico "Consolador" ou "Confortador"), o elcosita (1:1). Há muitas teorias a respeito de onde essa cidade era localizada, embora não haja evidências conclusivas. Uma teoria é que ela se refere à cidade mais tarde conhecida como Cafarnaum (que literalmente significa "aldeia de Naum") no mar da Galileia. • Quando foi escrito:Dada a limitada quantidade de informações que sabemos sobre Naum, o melhor que podemos fazer é reduzir o prazo em que o Livro de Naum foi escrito a entre 663 e 612 aC. Dois eventos são mencionados que nos ajudam a determinar essas datas. Primeiro, Naum menciona Tebas (no Amon) no Egito caindo aos assírios (663 aC) no tempo passado, então isso já tinha acontecido. Em segundo lugar, o restante das profecias de Naum se tornaram realidade em 612 aC. 79 5- Naum (Consolação ou conforto)
  78. 78. • Propósito:Naum não escreveu este livro como uma advertência ou uma "chamada ao arrependimento" para o povo de Nínive. Deus já tinha enviado o profeta Jonas 150 anos antes com Sua promessa do que aconteceria se continuassem em seus maus caminhos. As pessoas daquela época haviam se arrependido, mas agora viviam tão mal (se não pior) do que antes. Os assírios tinham se tornado absolutamente brutais em suas conquistas (entre outras atrocidades, eles penduravam os corpos de suas vítimas em postes e colocavam a sua pele nas paredes das suas tendas). Agora Naum estava dizendo ao povo de Judá para não se desesperarem porque Deus havia pronunciado julgamento e os assírios em breve estariam recebendo o que mereciam. Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de- Naum.html#ixzz2aSa1jjGM 80 5- Naum (Consolação ou conforto)
  79. 79. Reino do Sul 81
  80. 80. • Autor:Habacuque 1:1 identifica o livro de Habacuque como sendo um oráculo do profeta Habacuque. Quando foi escrito:O livro de Habacuque foi provavelmente escrito entre 610 e 605 aC. Propósito:Habacuque estava se perguntando por que Deus estava permitindo que seu povo escolhido sofresse nas mãos de seus inimigos. Deus responde e a fé de Habacuque é restaurada. • Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de- Habacuque.html#ixzz2aSaJyVBu 82 6- Habacuque (Lutador ou abraço amoroso)
  81. 81. Reino do Sul 83
  82. 82. • Autor:Sofonias 1:1 identifica o seu autor como sendo o profeta Sofonias. O nome de Sofonias significa "defendido por Deus". Quando foi escrito:O Livro de Sofonias foi provavelmente escrito entre 735 e 725 AC. Propósito:A mensagem de Sofonias de julgamento e incentivo contém três doutrinas principais: 1) Deus é soberano sobre todas as nações. 2) Os ímpios serão punidos e os justos serão recompensados no dia do julgamento. 3) Deus abençoa aqueles que se arrependem e confiam nEle. Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de- Sofonias.html#ixzz2aSam9aBg 84 7- Sofonias (Jeová guardou)
  83. 83. • Autor:Jeremias 1:1 identifica o profeta Jeremias como o autor do Livro de Jeremias. Quando foi escrito:O Livro de Jeremias foi escrito entre 630 e 580 AC. Propósito:O Livro de Jeremias registra as profecias finais sobre Judá, advertindo-lhe sobre a destruição que se aproxima se a nação não se arrepender. Jeremias clama à nação para que se volte a Deus. Ao mesmo tempo, Jeremias reconhece a inevitabilidade da destruição de Judá devido à sua idolatria e imoralidade impenitente. Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de- Jeremias.html#ixzz2aSax8V8V 85 8- Jeremias (Jeová Exalta)
  84. 84. Reino do Sul 86
  85. 85. • Resumo:O Livro de Jeremias é essencialmente uma mensagem de julgamento sobre Judá por sua idolatria desenfreada (Jeremias 7:30-34, 16:10-13, 22:9; 32:29; 44:2-3). Após a morte do rei Josias, o último rei justo, a nação de Judá tinha quase completamente abandonado a Deus e Seus mandamentos. Jeremias compara Judá a uma prostituta (Jeremias 2:20; 3:1-3). Deus havia prometido que julgaria idolatria mais severamente (Levítico 26:31-33, Deuteronômio 28:49-68) e Jeremias estava alertando Judá de que o julgamento de Deus estava próximo. Deus tinha libertado Judá da destruição em inúmeras ocasiões, mas a Sua misericórdia estava no fim. Jeremias registra o rei Nabucodonosor conquistando e dominando Judá (Jeremias 24:1). Depois de mais rebelião, Deus trouxe Nabucodonosor e os exércitos da Babilônia de volta para destruir e desolar Judá e Jerusalém (Jeremias capítulo 52). Mesmo no julgamento mais severo, Deus promete a restauração de Judá de volta à terra que Deus tinha lhe dado (Jeremias 29:10). Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de- Jeremias.html#ixzz2aSax8V8V 87 8- Jeremias (Jeová Exalta)
  86. 86. Reino do Sul 88
  87. 87. • Autor:O profeta Ezequiel é o autor do Livro (Ezequiel 1:3). Ele era um contemporâneo de ambos Jeremias e Daniel. Quando foi escrito:O Livro de Ezequiel foi provavelmente escrito entre 593 e 565 AC durante o cativeiro babilônico dos judeus. Propósito:Ezequiel ministrou à geração de sua época, uma geração extremamente pecaminosa e completamente sem esperança. Por meio de seu ministério profético, ele tentou levá-los ao arrependimento imediato e à confiança no futuro distante. Ele ensinou que: (1) Deus trabalha através de mensageiros humanos; (2) Mesmo com a derrota e desespero, o povo de Deus precisa afirmar a soberania de Deus; (3) A Palavra de Deus nunca falha; (4) Deus está presente e pode ser adorado em qualquer lugar; (5) As pessoas têm que obedecer a Deus se quiserem receber bênçãos e (6) o Reino de Deus virá. 89 9- Ezequiel (Deus fortalece)
  88. 88. • Resumo:Como você pode lidar com um mundo desviado? Ezequiel, destinado a iniciar o ministério de sua vida como um sacerdote aos trinta anos, foi tirado de sua terra natal e enviado para a Babilônia com a idade de 25. Por cinco anos ele viveu em desespero. Aos trinta anos, ele teve uma visão majestosa da glória do Senhor que cativou o seu ser na Babilônia. O sacerdote/ profeta descobriu que Deus não era limitado pelas restrições estreitas da terra nativa de Ezequiel. Em vez disso, Ele é um Deus universal que comanda e controla as pessoas e nações. Na Babilônia, Deus concedeu a Ezequiel Sua Palavra para o povo. A experiência de sua chamada transformou Ezequiel. Ele se tornou avidamente dedicado à Palavra de Deus. Ele percebeu que pessoalmente não tinha nada para ajudar aos cativos em sua situação amarga, mas estava convencido de que a Palavra de Deus falava ao seu estado e poderia dar-lhes a vitória. Ezequiel usou vários métodos para transmitir a Palavra de Deus ao seu povo. Ele utilizou arte ao desenhar um retrato de Jerusalém, ações simbólicas e conduta incomum para assegurar a sua atenção. Ele cortou seu cabelo e a barba para demonstrar o que Deus faria a Jerusalém e seus habitantes. O livro de Ezequiel pode ser dividido em quatro seções: Capítulos 1-24: profecias sobre a ruína de Jerusalém Capítulos 25-32: profecias do juízo de Deus sobre as nações vizinhas Capítulo 33: uma última chamada para o arrependimento de Israel Capítulos 34-48: profecias sobre a futura restauração de Israel Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de-Ezequiel.html#ixzz2aSbDizea 90 9- Ezequiel (Deus fortalece)
  89. 89. Reino do Sul 91
  90. 90. • Autor:O Livro de Daniel identifica o profeta Daniel como o seu autor (Daniel 9:2; 10:2). Jesus menciona Daniel como o autor também (Mateus 24:15). Quando foi escrito:O Livro de Daniel foi provavelmente escrito entre 540 e 530 AC. Propósito:Em 605 AC, Nabucodonosor, rei da Babilônia, havia conquistado Judá e deportado muitos dos seus habitantes para a Babilônia – incluindo Daniel. Daniel serviu no palácio real de Nabucodonosor e de vários outros líderes após Nabucodonosor. O Livro de Daniel registra as ações, profecias e visões do profeta Daniel. 92 10 -Daniel (Deus é meu juiz)
  91. 91. • Resumo:Daniel pode ser dividido em três seções. O capítulo 1 descreve a conquista de Jerusalém pelos babilônios. Junto com muitos outros, Daniel e seus três amigos foram deportados para a Babilônia e por causa de sua coragem e das claras bênçãos de Deus em suas vidas, eles foram "promovidos" ao serviço do rei (Daniel 1:17-20). Os capítulos 2-7 registram Nabucodonosor tendo um sonho que só Daniel poderia interpretar corretamente. O sonho de Nabucodonosor de uma grande estátua representava os reinos que surgiriam no futuro. Nabucodonosor fez uma grande estátua de si mesmo e obrigou todos a adorá-lo. Sadraque, Mesaque e Abede-Nego se recusaram e foram milagrosamente poupados por Deus, apesar de terem sido jogados em uma fornalha ardente. Nabucodonosor é julgado por Deus por seu orgulho, mas mais tarde restaurado quando chegou ao ponto de reconhecer e admitir a soberania de Deus. O quinto capítulo de Daniel registra Belsazar, filho de Nabucodonosor, usando de forma incorreta os bens retirados do Templo em Jerusalém e recebendo uma mensagem de Deus, escrita na parede, em resposta. Somente Daniel poderia interpretar a escrita, uma mensagem do juízo vindouro de Deus. Daniel é jogado na cova dos leões por se recusar a orar ao imperador, mas foi miraculosamente poupado. Deus deu a Daniel uma visão de quatro animais. Os quatro animais representavam os reinos da Babilônia, Medo-Pérsia, Grécia e Roma. Os capítulos 8-12 contêm uma visão que envolve um carneiro, um bode e vários chifres - também se referindo a reinos futuros e seus governantes. Daniel capítulo 9 registra a profecia das "70 semanas" de Daniel. Deus deu a Daniel o cronograma preciso de quando o Messias viria e seria eliminado. A profecia também menciona um governante futuro que fará um pacto de sete anos com Israel apenas para quebrá-lo depois de três anos e meio, sendo brevemente seguido por um grande julgamento e consumação de todas as coisas. Daniel é visitado e fortalecido por um anjo após esta grande visão e esse anjo explica a visão de Daniel em grande detalhe. Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de-Daniel.html#ixzz2aSbTAtog 93 10 -Daniel (Deus é meu juiz)
  92. 92. • Autor:Ageu 1:1 identifica o autor do Livro de Ageu como sendo o profeta Ageu. Quando foi escrito:O livro de Ageu foi escrito em aproximadamente 520 aC. Propósito:Ageu buscou desafiar o povo de Deus com respeito às suas prioridades. Ele os chamou a reverenciar e glorificar a Deus através da construção do Templo, apesar da oposição local e oficial. Ageu os exortou a não se desanimar porque este templo não seria tão ricamente decorado como o de Salomão. Ele os exortou também a abandonar a impureza de seus caminhos e a confiar no poder soberano de Deus. O Livro de Ageu é um lembrete dos problemas que o povo de Deus enfrentou naquele momento, de como as pessoas corajosamente confiaram em Deus e como Deus providenciou para as suas necessidades. 94 11- Ageu (Festa)
  93. 93. • Resumo:Será que o povo de Deus vai reavaliar suas prioridades, tomar coragem e agir com base nas promessas de Deus? Deus buscou advertir as pessoas a ouvir as Suas palavras. Deus não apenas os advertiu, mas Ele também ofereceu promessas por meio de Seu servo Ageu a fim de motivá-los a segui-Lo. Porque o povo de Deus inverteu suas prioridades e não colocou Deus em primeiro lugar em suas vidas, Judá foi enviado para o exílio babilônico. Em resposta à oração de Daniel e como cumprimento das promessas de Deus, o Senhor dirigiu o rei persa daquela época, Ciro, a permitir que os judeus no exílio voltassem a Jerusalém. Um grupo de judeus retornaram à sua terra com grande alegria, colocaram Deus em primeiro lugar em suas vidas, adoraram-no e começaram a reconstruir o Templo de Jerusalém sem a ajuda do povo local que vivia na Palestina. Sua fé corajosa se encontrou com a oposição da população local, bem como do governo persa, por cerca de 15 anos. Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de- Ageu.html#ixzz2aSbnT4L7 95 11- Ageu (Festa)
  94. 94. • Autor:Zacarias 1:1 identifica o seu autor como sendo o profeta Zacarias. Quando foi escrito:O Livro de Zacarias foi provavelmente escrito em dois segmentos principais entre 520 e 470 aC. Propósito:Zacarias enfatizou que Deus tem usado Seus profetas para ensinar, advertir e corrigir o seu povo. Infelizmente, eles se recusaram a ouvir. Seu pecado trouxe a punição de Deus. O livro também traz evidências de que até mesmo a profecia pode ser corrompida. A história mostra que nesse período a profecia caiu em descrédito entre os judeus, dando entrada ao período entre os Testamentos quando nenhuma voz profética duradoura falava ao povo de Deus. 96 12- Zacarias (Deus lembrou)
  95. 95. • Resumo:O livro de Zacarias ensina que a salvação pode ser obtida por todos. O último capítulo descreve os povos de todo o mundo vindo adorar a Deus, o qual deseja que todas as pessoas o sigam. Esta não é a doutrina do universalismo, ou seja, que todas as pessoas serão salvas porque salvar faz parte da natureza de Deus. Em vez disso, o livro ensina que Deus deseja que todas as pessoas o adorem e aceitem aqueles que o fazem, independentemente de suas expressões nacionais ou políticas, como na liberação de Judá e de Jerusalém de seus inimigos políticos. Finalmente, Zacarias pregou que Deus é soberano sobre este mundo, apesar de qualquer aparência do contrário. Suas visões do futuro indicam que Deus vê tudo o que vai acontecer. As representações da intervenção de Deus no mundo ensinam que Ele, no fim das contas, trará os eventos humanos ao fim que Ele escolher. Ele não elimina a liberdade do indivíduo de seguir a Deus ou se rebelar, mas mantém as pessoas responsáveis pelas escolhas que fazem. No último capítulo, até mesmo as forças da natureza respondem ao controle de Deus. Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de- Zacarias.html#ixzz2aSc1o9aZ 97 12- Zacarias (Deus lembrou)
  96. 96. • Autor:Malaquias 1:1 identifica o autor do Livro de Malaquias como sendo o profeta Malaquias. Quando foi escrito:O livro de Malaquias foi escrito entre 440 e 400 aC. Propósito:O livro de Malaquias é um oráculo: “Sentença pronunciada pelo SENHOR contra Israel, por intermédio de Malaquias” (1:1). Esta foi a advertência de Deus através de Malaquias para dizer ao povo a voltar-se para Deus. Enquanto o último livro do Antigo Testamento se encerra, o pronunciamento da justiça de Deus e a promessa de Sua restauração através da vinda do Messias estão soando nos ouvidos dos israelitas. Quatrocentos anos de silêncio passam, mas esse período termina quando o próximo profeta de Deus, João Batista, transmite uma mensagem semelhante e proclama: "Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus" (Mateus 3:2). 98 13- Malaquias (Mensageiro)
  97. 97. • Resumo:Malaquias escreveu as palavras do Senhor ao povo escolhido de Deus que tinha se desviado, especialmente aos sacerdotes que tinham abandonado ao Senhor. Os sacerdotes não estavam levando a sério os sacrifícios que deviam fazer a Deus. Animais com defeitos estavam sendo sacrificados, embora a lei exigisse animais sem defeito (Deuteronômio 15:21). Os homens de Judá estavam sendo desleais às esposas de sua juventude e se perguntando por que Deus não aceitava os seus sacrifícios. Além disso, as pessoas não estavam oferecendo o dízimo da forma em que deviam (Levítico 27:30, 32). Entretanto, apesar do pecado do povo e de se afastarem de Deus, Malaquias reitera o amor de Deus por Seu povo (Malaquias 1:1-5) e Suas promessas de um mensageiro que estava por vir (Malaquias 2:17 - 3:5). Leia mais:http://www.gotquestions.org/Portugues/Livro-de- Malaquias.html#ixzz2aScE0YPD 99 13- Malaquias (Mensageiro)
  98. 98. Reis e Profetas 1. O reino Unido 2. O reinado do Saul 3. O reinado de Davi 4. O reinado de Salomão 5. Divisão do Reino 6. Reino do Norte 7. Introdução aos profetas 8. Profetas do Reino do Norte 9. Reino do Sul 10. Profetas do Reino do Sul 11. Revisão Geral 100
  99. 99. 101

×