Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Revista CONSTRUIR & decorar | Ed. nº 03

4,791 views

Published on

Matéria destaque da capa + págs. 27, 28, 29 e 30.
Projetos de autoria da Gobbi Arquitetos Associados.

Published in: Design
  • Be the first to comment

Revista CONSTRUIR & decorar | Ed. nº 03

  1. 1. CASA Um projeto adequado torna o imóvel ambientalmente corretoSUSTENTÁVELMÓVEIS EM ALUGUEL SEM A ENERGIA MADEIRA INCOMODAÇÃO DO SOL Saiba os direitos e deveres As vantagens do sistemaem todos os ambientes de locadores e inquilinos de aquecimento solar. Novembro / 2012 - diariodosul.com.br 3
  2. 2. 27ARQUITETURASUSTENTÁVEL 41 MADEIRA NOS MÓVEIS 46 CACHORRO:É TENDÊNCIA PARA EMPRESTA ELEGÂNCIA SAIBA QUE MATERIALECONOMIA DA FAMÍLIA E E SOFISTICAÇÃO AOS ESCOLHER PARA OS ESTOFADOSDE RECURSOS NATURAIS. AMBIENTES. DA CASA QUE TEM PET.06 LAZER COMPLETO.09 COLUNA MERCADO NOVIDADES DO SETOR.11 ALUGUEL: DEVERES DE 34 LOCADORES E LOCATÁRIOS. ENTÃO, É NATAL! CRIE UMA DECORAÇÃO LINDA.14 LEILÃO É OPORTUNIDADE 36 MEU PROJETO: COZINHA DE INVESTIMENTO. AO GOSTO DO CLIENTE.17 FEIRA CASA PRONTA: INOVAÇÕES EM CRICIÚMA. Edição e textos: Litiane Klein e assessorias de imprensa.19 Diagramação: Adriano Fernandes da Silva ENERGIA SOLAR: SISTEMA Comercial: Evanir Ramos, Flávia Coelho, APRESENTA VANTAGENS. Giovani Dal-Bó e Jorge Albuquerque25 FAÇA VOCÊ COM A PÁTINA. RENOVAÇÃO MESMO comercial@diariodosul.com.br | 48. 3631-5024 revista@diariodosul.com.br | 48. 3631-5012 NOVEMBRO/2012 diariodosul.com.br 3
  3. 3. O aproveitamento de água por fontes naturais, aquecimento de água solar e tratamento de esgoto por zona de raízes são empregados na casa, localizada em Braço de Camboriú CASA O tema sustentabilidade é algo que tem sido cada vez mais discutido existem muitas dúvidas. E há quem diga que é dentro de casa que cada um pode contribuir para este objetivo que A arquitetura sustentável é baseada em projetos seja pensado deste a sua concepção, existem, garan- - te Paulo, maneiras de, no dia a dia, tornar a casasível os recursos naturais, reduzindo ao máximo o ou apartamento um local menos agressivo ao meioimpacto do espaço construído sobre o entorno. Como ambiente. “A substituição gradual das lâmpadas co-fazer isso, porém, ainda é um tema pouco discutido. muns por lâmpadas LED já representa uma econo- De acordo com o diretor da Gobbi Arquitetos As-sociados, de Florianópolis, Paulo Cezar Gobbi, um Outros exemplos são a ampliação das aberturas ex-projeto sustentável deve considerar os recursos ternas de maneira a aumentar a iluminação natural edisponíveis, os gastos energéticos com o transpor- proporcionar mais troca de ar, a coleta da água pluvialte destes materiais, a durabilidade e a resistência, em reservatórios apropriados, a destinação correta doe ainda os gastos energéticos e a quantidade de CO² esgoto, a retirada do excesso de pisos para aumentar apara a produção dos mesmos. drenagem do solo, e a utilização de coberturas com co- Na prática, isso se traduz em contemplar solu- res mais claras para não aumentar tanto a temperaturações mais ambientalmente corretas, como sistemas do ambiente.de aquecimento de água solar, iluminação em LED, “Cabe ressaltar que a sustentabilidade ambientalreaproveitamento da água da chuva, ventilação cru- não depende apenas dos sistemas empregados para talzada e orientação solar correta, de maneira a evitar função, mas também da consciência ambiental da po-o uso de aquecedores e aparelhos de ar-condiciona- pulação em atitudes no dia a dia, tais como a coleta dedo, por exemplo. lixo seletivo, deixar o automóvel em casa quando pos- Embora o projeto de uma construção sustentável sível, fechar bem as torneiras e outros”, pontua Paulo. NOVEMBRO/2012 diariodosul.com.br 27
  4. 4. Economiapara o planetae para a família Investir em soluçõesmais sustentáveis podetrazer, além da sensação dedever cumprido para como planeta, economia nomuitos sistemas, como acaptação de água pluvial eaquecimento solar de água,apresentam vantagens eco-nômicas para o morador.“Dependendo do uso, emmenos de um ano pode-serecuperar o valor do inves- Nesse contexto, o espe-cialista em construção sus-tentável Fabrício Lorenzet-ti, de Gravatal, avalia que,apesar de uma construçãosustentável ser cerca de15% mais cara que umaconvencional, os sistemasrequerem menos manu-tenção e dependência deenergia. “Dessa forma, elesprolongam o ciclo de vidade seus moradores. Nessaconta a economia se revelae garante a viabilidade doinvestimento”, analisa. Para Paulo, os sistemasde aproveitamento da águada chuva e sistemas deaquecimento de água estãoacessíveis economicamenteo tempo de retorno de in-vestimento e a redução dasdespesas passa a represen-tar uma economia para oproprietário”, pontua. NOVEMBRO/201228 diariodosul.com.br
  5. 5. de água pluvial. O tratamento de esgoto é por zona de raízesDe olho nas promessas Alimentado pela crescente demanda por soluções precisa utilizar-se de solvente e outros ingredientesmenos agressivas ao planeta, o mercado de produtos químicos que ainda são agressivos ao meio ambiente.da linha sustentável vem crescendo muito nos últimos “A madeira autoclavada, apesar de ser de uma produ-anos. Na área da construção civil, isso se reproduz. em seu processo produtos químicos bastante agressi-de um real esforço dos fabricantes para atender à vos e de difícil dissolução na natureza”, revela.demanda da população, é preciso ter cuidado paraque a preservação do meio ambiente prometida Nos últimos anos, segundo Paulo, tem havido seu uso, e são aplicáveis em todas as obras que optemuma corrida enorme por parte dos fornecedores por ser mais sustentáveis”, aponta.para dispor ao consumidor produtos ecológicos. Paulo cita medidas como o reaproveitamento dos“Apesar disso, hoje muitos desses produtos deno- plásticos, associados a outros materiais, que já estãominam-se sustentáveis mais como uma estratégia gerando decks de madeiras plásticas.de marketing do que por serem materiais que real- Alguns pisos reaproveitam resíduos de outras in-mente tenham gastos energéticos reduzidos na sua dústrias, e a serragem já está sendo agregada para aconfecção”, alerta. composição de madeiras para rodapés, vistas e lami- nados de madeira. NOVEMBRO/2012 diariodosul.com.br 29
  6. 6. também na capital, a casa Fatores aquecimento de água solar avaliados numa construção sustentável: manter o máximo possível a área drenante do terreno, o que contribui muito para a terra e enchentes; - nas conforme a análise da para evitar o uso de ilumina- condicionamento de ar; respeito à paisagem local; da obra de maneira a evitar desperdícios e perdas de material; dos materiais para a queira apreender a executar uma obra com o mínimo desperdício, buscando a maior racionalidade do can- teiro de obra e do reaprovei- tamento das sobras geradas; das águas e seu reaproveita- mento dentro do possível. Verde Vida Bioarquitetura | Gobbi Arquitetos Associados |30 NOVEMBRO/2012 diariodosul.com.br

×