Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
O encontro de dois mundos:
product placement e cultura na
construção da cidadania
corporativa de uma empresa
Neste post, v...
Estranho seria não atuar assim. Porém no Brasil, ainda são poucas e isso é percebido com
grande expectativa pelos consumid...
O conceito é amplo e por isso vou restringir a projetos culturais, ou melhor, a um projeto cultural
aprovado por leis de i...
Um aplicativo chamado Comixology que realiza o mesmo serviço da Social Comics (mas atua
desde 2009) foi comprado recenteme...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

O encontro de dois mundos: product placement e cultura na construção da cidadania corporativa de uma empresa

43 views

Published on

Artigo que mostra como o product placement e a cultura podem ajudar na construção da cidadania corporativa de uma empresa.

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

O encontro de dois mundos: product placement e cultura na construção da cidadania corporativa de uma empresa

  1. 1. O encontro de dois mundos: product placement e cultura na construção da cidadania corporativa de uma empresa Neste post, vou apresentar como é possível uma empresa construir uma cidadania corporativa aliando duas práticas aparentemente contraditórias em seus conceitos. Empresas modernas cada vez mais preocupam-se com seu impacto na sociedade. E uma empresa deve refletir a postura ética e cidadã de seus profissionais. Então pense na empresa agora como um grande organismo formado por pessoas que, juntas, criam uma identidade e como cidadãos agora são um corpo só, a empresa também como cidadã, atuando na sociedade. Ainda é algo novo no Brasil. Melhor dizendo, as empresas brasileiras buscam essa cidadania corporativa, mas ainda não sabem exatamente como atuar. No exterior, em países mais desenvolvidos, a prática é antiga e tornou-se regra comum junto aos clientes e consumidores.
  2. 2. Estranho seria não atuar assim. Porém no Brasil, ainda são poucas e isso é percebido com grande expectativa pelos consumidores. É o que mostra este quadro do estudo realizado pela Interbrand: Perceba que no quadro as expectativas são altas para países como China e Brasil (e os EUA, mais pelas inovações que os americanos se destacam). Porém, países como Japão e Alemanha, que mantêm há tempos tal prática, a expectativa é baixa, ou seja, os consumidores acostumaram-se. Na revista de administração de empresas (RAE) da FGV, uma análise apresenta o seguinte resultado: "Os resultados indicam que a adoção de práticas de cidadania corporativa impacta, fracamente, a lealdade dos clientes e mais fortemente o comprometimento dos funcionários. Assim, pode-se afirmar que a cidadania corporativa pode ser utilizada como um instrumento de marketing interno e externo para as organizações.” Acredito que ficou claro, mesmo que em poucas linhas, o que é cidadania corporativa e a sua importância para uma organização. Agora pretendo destacar o product placement. É uma prática do marketing em alocar seu produto ou serviço dentro de uma cena (de um filme, jogo, ou outro meio de comunicação) de forma contextualizada, sem que ele seja o elemento principal, necessariamente, na cena. Assista este vídeo explicativo (em inglês) AQUI. Voltarei mais tarde para esse assunto. Quero destacar o termo cultura.
  3. 3. O conceito é amplo e por isso vou restringir a projetos culturais, ou melhor, a um projeto cultural aprovado por leis de incentivo à cultura. O valor do mercado cultural brasileiro de incentivos fiscais não é pequeno. Veja o valor autorizado para captação e o que foi de fato captado em 2014. De três anos para cá, os valores vêm caindo, em parte pela crise na Petrobrás e o setor de mineração (Vale etc.), em parte por que muitas empresa ainda não perceberam a possibilidade de um grande negócio em que todos ganham. E este é o momento do encontro de dois mundos. Que ainda têm dificuldades para encontrarem-se. Um projeto cultural deve ser visto como um ativo e não despesa. Um ativo que seja capaz de fortalecer a identidade da marca da empresa. Patrocinar um projeto deve ser parte da estratégia de marketing da empresa, pois é mais uma ferramenta capaz de interagir com o público alvo. Como exemplo, temos um projeto aprovado por lei de incentivo à cultura bem interessante. Neste projeto, montamos uma minissérie em quadrinhos que apresenta a cidade de Belo Horizonte, por meio de uma narrativa, destacado seus aspectos culturais e turísticos. Há uma versão para o inglês, visando mostrar para o público fora do Brasil, a capital da Minas Gerais. E há também a acessibilidade; uma versão para cegos. O nome do projeto é Marvelous Cities: Belo Horizonte. Mas por que quadrinhos? Este ano entrou em operado um aplicativo para quadrinhos digitais chamado Social Comics (Social Comics é uma espécie de netflix dos quadrinhos). A empresa recebeu um aporte de mais de 2 milhões para atuar no mercado digital brasileiro e vai operar em breve no mercado internacional. Somente no Brasil existe um mercado potencial de 10 milhões de leitores. O mercado de quadrinhos digitais nos Estados Unidos, em 2012, chegou a mais de 70 milhões de dólares.
  4. 4. Um aplicativo chamado Comixology que realiza o mesmo serviço da Social Comics (mas atua desde 2009) foi comprado recentemente pela Amazon. O valor não foi revelado. O mercado de quadrinhos, hoje, está mais do que aquecido. E o Brasil segue esta tendência. Uma empresa pode utilizar esse projeto (Marvelous Cities: Belo Horizonte) apresentando seus produtos e serviços, o product placement que dissemos há pouco. E o custo é baixo. Claro, existe o público alvo e outras questões etc. (que não cabem aqui e quem quiser saber mais é só entrar em contato). Os mais atualizados em marketing percebem isso como storytelling e reconhecem como uma poderosa ferramenta. E o storytelling ainda está sendo tão pouco utilizado enquanto lá fora… Estamos abertos para conversar sobre este encontro de dois mundos na construção de uma cidadania corporativa de empresas brasileiras. Assine a nossa newsletter e receba mais informações em: www.primalstudio.com.br ou nos envie um email para: contato@primalstudio.com.br

×