DIA DO SARESP NA ESCOLA

19,164 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
19,164
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2,153
Actions
Shares
0
Downloads
193
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

DIA DO SARESP NA ESCOLA

  1. 1. ORIENTAÇÃO TÉCNICA SARESP CICLO I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  2. 2. <ul><li>Momento de reflexão inicial sobre os resultados do SARESP 2009. </li></ul><ul><li>Etapa preparatória para o replanejamento contínuo. </li></ul>Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  3. 3. O SARESP 2009 O SARESP – Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo – aplica anualmente provas aos alunos da Educação Básica da Rede Estadual. Os resultados apresentados neste Boletim permitem à escola analisar seu desempenho e, com o apoio da Secretaria de Estado da Educação, melhorar a qualidade da aprendizagem dos seus alunos e da gestão escolar. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  4. 4. O SARESP 2009 DADOS DE PARTICIPAÇÃO Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  5. 5. SARESP 2.009 – RESULTADOS: Informações para a escola nos documentos: Boletim da Escola: Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  6. 6. ESCALA DE PROFICIÊNCIA Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  7. 7. “ AS HABILIDADES POSSIBILITAM INFERIR, PELA ESCALA DE PROFICIÊNCIA ADOTADA, O NÍVEL EM QUE OS ALUNOS DOMINAM AS COMPETÊNCIAS COGNITIVAS, AVALIADAS RELATIVAMENTE AOS CONTEÚDOS DAS DISCIPLINAS E EM CADA SÉRIE OU ANO ESCOLARES. OS CONTEÚDOS E AS COMPETÊNCIAS (FORMAS DE RACIOCINAR E TOMAR DECISÕES) CORRESPONDEM, ASSIM, ÀS DIFERENTES HABILIDADES A SEREM CONSIDERADAS NAS RESPOSTAS ÀS DIFERENTES QUESTÕES OU TAREFAS DAS PROVAS” Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  8. 8. COMPETÊNCIAS COGNITIVAS SÃO MODALIDADES ESTRUTURAIS DA INTELIGÊNCIA. POR QUE SÃO MODALIDADES? PORQUE EXPRESSAM O QUE É NECESSÁRIO PARA COMPREENDER OU RESOLVER UM PROBLEMA. UM MESMO PROBLEMA PODE SER RESOLVIDO DE DIVERSOS MODOS. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  9. 9. GRUPO III – ESQUEMAS OPERATÓRIOS REALIZAR COMPREENDER GRUPO II OBSERVAR GRUPO I ESQUEMAS PROCEDIMENTAIS ESQUEMAS PRESENTATIVOS Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS COMPETÊNCIAS
  10. 10. NÍVEIS DE PROFICÊNCIA LÍNGUA PORTUGUESA: ABAIXO DO BÁSICO - 150 MATEMÁTICA: ABAIXO DO BÁSICO - 175 Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  11. 11. Agrupamento de pontos da Escala de Proficiência caracterizados a partir das expectativas de aprendizagem para cada série. Análise estatística indica percentual de Alunos nos níveis definidos para cada série e disciplina Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  12. 12. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS CLASSIFICAÇÃO NÍVEIS DE PROFICIÊNCIA DESCRIÇÃO INSUFICENTE ABAIXO DO BÁSICO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM DOMÍNIO INSUFICIENTE DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DESEJÁVEIS PARA A SÉRIE/ANO ESCOLAR EM QUE SE ENCONTRAM SUFICIENTE BÁSICO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM DOMÍNIO MÍNIMO DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES, MAS POSSUEM AS ESTRUTURAS NECESSÁRIAS PARA INTERAGIR COM A PROPOSTA CURRICULAR NA SÉRIE/ANO. ADEQUADO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM DOMÍNIO PLENO DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES DESEJÁVEIS PARA A SÉRIE/ANO ESCOLAR EM QUE SE ENCONTRAM AVANÇADO AVANÇADO OS ALUNOS NESTE NÍVEL DEMONSTRAM CONHECIMENTOS E DOMÍNIO DOS CONTEÚDOS, COMPETÊNCIAS E HABILIDADES ACIMA DO REQUERIDO NA SÉRIE/ANO ESCOLAR EM QUE SE ENCONTRAM.
  13. 13. <ul><li>NÍVEIS DE DESEMPENHO </li></ul><ul><li>Investigar o percentual de alunos da escola que não alcançaram os níveis esperados de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Investigar o número de alunos nos níveis mais baixos </li></ul><ul><li>Propor alternativas para fazer com que os alunos passem de um nível a outro </li></ul><ul><li>Onde estamos e o que é preciso modificar, incluir ou consolidar para garantir, a cada aluno, seu direito de APRENDER? </li></ul>Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  14. 14. PROJETOS DE INTERVENÇÃO: TODOS OS ALUNOS TÊM O DIREITO DE APRENDER E APRIMORAR O QUE JÁ SABE. PORTANTO, NÃO PODEMOS ABANDONÁ-LOS À PRÓPRIA SORTE. É NECESSÁRIO ELABORAR UM PROJETO DE INTERVENÇÃO PARA CADA NÍVEL DE PROFICIÊNCIA . Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  15. 15. PROJETOS DE INTERVENÇÃO: Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  16. 16. MATRIZ CURRICULAR X MATRIZ DE REFERÊNCIA Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  17. 17. Aspectos que evidenciam a avaliação de Língua Portuguesa 1. A presença do texto; 2. Os descritores, reunidos em seis tópicos, que apresentam as habilidades de leitura a serem avaliadas; 3. As estratégias de perguntas que compõem o denominado item de leitura. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  18. 18. SARESP – COMPETÊNCIA DE ÁREA Tema 1 – Reconstrução das condições de produção e recepção de textos (da Habilidade 1 a Habilidade 3); Tema 2 – Reconstrução dos sentidos do texto (H 4 ao H 14); Tema 3 – Reconstrução da textualidade (H 15 ao H 20); Tema 4 – Recuperação da intertextualidade e estabelecimento de relações entre textos (H 21 e H 22); Tema 5 – Reflexão sobre os usos da língua falada e escrita (H 23 e H 24); Tema 6 – Compreensão de textos literários (H 25 ao H 40); Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  19. 19. 1ª ATIVIDADE Análise de algumas questões do Saresp, com foco nas habilidades/competências de leitura que foram exigidas na prova do Saresp 2009; Parte A: Analisem a questão e levantem quais conhecimentos os alunos precisam mobilizar para resolvê-la, em relação ao texto e à complexidade da tarefa proposta. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  20. 20. GRUPOS Grupo 1 e 2 – Exemplo 7 (Página 90) Grupo 3 e 4 – Exemplo 15 (Página 99) Grupos 5 e 6 – Exemplo 29 (Página 116) Grupos 7 e 8 – Exemplo 8 (Página 91 ) Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  21. 21. <ul><li>2ª ATIVIDADE </li></ul><ul><li>“ momento de reflexão do PC” </li></ul><ul><li>ANALISE O BOLETIM DA SUA ESCOLA. </li></ul><ul><li>Reflexão sobre como auxiliar os professores no planejamento de um trabalho capaz de desenvolver as habilidades de leitura necessárias, a partir das seguintes questões norteadoras: </li></ul><ul><li>Quais são as situações mais propícias ao desenvolvimento das habilidades/capacidades de leitura? </li></ul><ul><li>Como se ensina esse conteúdo de leitura? </li></ul><ul><li>Os professores estão ensinando esses conteúdos? A partir de que série? </li></ul>Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  22. 22. <ul><li>Retomando... </li></ul><ul><li>Conteúdos de Leitura: </li></ul><ul><li>Capacidade leitora / habilidades de leitura; </li></ul><ul><li>Comportamento leitor; </li></ul><ul><li>Procedimentos de leitura </li></ul><ul><li>Objetos de ensino na escola. </li></ul>Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  23. 23. Dicas de como selecionar textos ... O trabalho deve se organizar em torno da diversidade de textos e gêneros que circulam socialmente; Dos textos que circulam socialmente, aqueles que podem atender a necessidades detectadas do aluno-leitor para uma efetiva participação cidadã; Os que possibilitam, de maneira mais imediata, a identificação de elementos implícitos; Os que possibilitam o estabelecimento de relações com outros textos já lidos (intertextualidade) e outros discursos (interdiscursividade). Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  24. 24. EM GRUPOS... INTERPRETAÇÃO DE UMA QUESTÃO DO SARESP 2.009. PROCURE ANALISAR OS RESULTADOS (A PORCENTAGEM INDICADA APÓS CADA ALTERNATIVA); DESCREVA O QUE CAUSOU OS DISTRATORES E COMO O ALUNO CHEGOU NA RESPOSTA CORRETA. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  25. 25. MATRIZ DE REFERÊNCIA DO SARESP – MATEMÁTICA OBJETOS DO CONHECIMENTO : TEMA 1 -NÚMEROS E OPERAÇÕES TEMA 2 – ESPAÇO E FORMA TEMA 3 – GRANDEZAS E MEDIDAS TEMA 4 – TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  26. 26. Estabelecer relações entre as habilidades avaliadas no SARESP (nível básico – pg. 67 e 68 do Relatório Pedagógico) com a Matrizes de Referências e as Expectativas de Aprendizagens . Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  27. 27. Para que o professor entenda melhor as descrições das habilidades é necessário que avalie algumas questões presentes na Avaliação... Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  28. 28. EM GRUPOS... INTERPRETAÇÃO DE UMA QUESTÃO DO SARESP 2.009. PROCURE ANALISAR OS RESULTADOS (A PORCENTAGEM INDICADA APÓS CADA ALTERNATIVA); DESCREVA O QUE CAUSOU OS DISTRATORES E COMO O ALUNO CHEGOU NA RESPOSTA CORRETA. Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  29. 29. <ul><li>O QUE É PRECISO GARANTIR NO DIA DO SARESP NA ESCOLA??? </li></ul><ul><li>ANÁLISE DO BOLETIM DA ESCOLA; </li></ul><ul><li>QUESTÕES NORTEADORAS SOBRE O CURRÍCULO, MATRIZ DE REFERÊNCIA E PLANOS DE AULA; </li></ul><ul><li>ANÁLISE DAS QUESTÕES DO SARESP; </li></ul><ul><li>ORGANIZAÇÃO DE TEMAS PARA SER DESENVOLVIDO EM HTPC </li></ul>Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS
  30. 30. “ A avaliação deve ir muito além de avaliar a aprendizagem do aluno, ela ultrapassa essa dimensão avaliando em contrapartida o trabalho da escola e o desempenho do professor, promovendo a revisão e a redefinição dos objetivos propostos.” Philippe Perrenoud Márcia Corrales e Priscila Alquimim - PCOP Ciclo I DIRETORIA DE ENSINO DE CAIEIRAS

×