Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Indicadores qualid. mobilid. ciclística fpolis [cn pq udesc]

279 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Indicadores qualid. mobilid. ciclística fpolis [cn pq udesc]

  1. 1. TRANSPORTE POR BICICLETA EM CIDADES CATARINENSES: METODOLOGIA PARA LEVANTAMENTO DA REALIDADE E RECOMENDAÇÕES PARA INCREMENTO DA SUA PARTICIPAÇÃO NA MOBILIDADE URBANA Projeto de Pesquisa financiado pelo CNPq - Edital MCT/CNPq nº 18/2009 - Processo nº 402399/2009-9 Documento: INDICADORES DA QUALIDADE DA MOBILIDADE CICLÍSTICA AVALIADORES QUESTÕES 1 2 3 4 4 6 MÉDIA* SMTMT VIACICLO IPUF CDL UFECO GMF Bicicletários cobertos integrados aos Terminais 1 de Ônibus 1 0 1 0 0 0 0,33 Bicicletários públicos em diversos pontos da 2 cidade 0 0 0 1 0 0 0,17 3 Bicicletários em órgãos públicos 1 1 1 D D 1 1,00 Vias ciclísticas formando uma rede abrangendo 4 toda a cidade 2 1 1 0 1 1 1,00 Vias ciclísticas atendem recomend. Técn. do 5 Minist. Cidades e de eventual legisl. Munic. 2 1 2 2 D 1 1,60 Existência de Legislação municipal 6 regulamentando a mobilidade ciclística 4 4 4 3 3 D 3,60 Aplic. de eventual Legisl. Mun. mobil. Ciclíst. no 7 planej., execução, gestão do sist. viário 1 1 3 1 1 D 1,40 Programas educativos continuados voltados 8 para a humanização do trânsito 0 0 1 0 0 0 0,17 Campanhas educativas esporádicas voltados 9 para a humanização do trânsito 1 1 2 1 1 2 1,33 Sinalização no sist. viário alertando para a10 presença e priorid. de ciclistas no trânsito 0 1 1 1 1 1 0,83 Planej. de médio-longo prazo para aumentar11 particip. da bicicleta na mobilid. urbana 1 0 4 1 0 2 1,33 Alocação de recursos anuais no Orçamento do12 Munic. para aprimorar a mobilid.ciclística 0 1 3 D 1 D 1,25 Realização de pesquisas e monitoramento da13 realid. e qualid. da mobilid. ciclística 0 0 0 0 0 0 0,00 Registro e monitoramento de acidentes com14 ciclistas 0 0 0 0 D 0 0,00 Incentivos ou recomend. às empresas privadas15 de instalação de facilid. p/ ciclistas 0 0 2 0 D 0 0,40 Departamento administrat. responsável pelo16 planej. e gestão da mobilidade ciclística 0 0 2 D 0 0 0,40 Órgão colegiado democrático com atribuições17 relativas à mobilidade ciclística 3 4 5 3 3 D 3,60 11. QUALIDADE GERAL MÉDIA 0,94 0,88 1,88 0,93 0,85 0,62 1,08ESCLARECIMENTOS:> Pontuação entre 0 e 5, sendo: 0 = "não existe nada"; 5 = "existe integralmente e com alta qualidade"> "D" = Item "Desconhecido" pelo entrevistado> "NC" = Item que "Não Cabe" para a cidade avaliada> A "Média" computa apenas os itens válidos, ou seja, exclui os itens "Desconhecidos"AVALIADORES (Avaliações realizadas durante a Entrevista presencial):1) SMTMT: Lúcia Maria Santos Mendonça Santos, Eng. Civil, Diretora de Operações da Secretaria Municipal deTransportes, Mobilidade e Terminais de Florianópolis2) VIACICLO: Daniel de Araujo Costa, Biólogo, Presid. da ViaCiclo - Associação dos Ciclousuários da Gde Fpolis3) IPUF: Vera Lúcia Gonçalves da Silva, Arquiteta e Urbanista, Diretora de Planejamento do Ipuf – Instituto de PlanejamentoUrbano de Florianópolis4) CDL: Hélio da Silva Leite Júnior, Administrador de Empresas, Gestor de Negócios da CDL – Câmara de DirigentesLojistas de Florianópolis5) UFECO: Ângela Liuti, Bacharel em Letras, Presid. da Ufeco – União Florianopolitana de Entid. Comunitárias6) GMF: Alberto Szupka Martins, Adm. de Segurança no Trânsito, Gerente de Trânsito da Guarda Municipal de FpolisAutoria: Pesquisa e adaptação dos indicadores e coleta das avaliações por André Geraldo Soares (2010-2011)Anexo: Entrevistas de opinião com gestores públicos e lideranças comunitárias

×